Cardiff Blavatsky Archive

Theosophical Society, Cardiff Lodge, 206 Newport Road, Cardiff CF24 – 1DL

 

ESCRITAS DO H P BLAVATSKY   

 

H P Blavatsky

A Chave para Teosofia

 

Return to Homepage

 

Retorne ao Homepage

 

Inglês:- The Key to Theosophy

 

 

 

Dedicado por “ H.P.B “. Para tudo os Alunos dela,

Que Eles podem Aprender e podem Ensinar na volta deles.

A Chave para Teosofia

Uma Exposição Clara

na Forma de Pergunta e Resposta

das Éticas, Ciência, e Filosofia

para o Estudo de Qual

A Sociedade Teosófica foi Fundada.

H.P. BLAVATSKY

Prefacie

O propósito deste livro é expressado exatamente em seu título, A Chave para

Teosofia, e precisa mas poucos formulam de explicação. Não é um completo ou livro de ensino exaustivo de Teosofia, mas só uma chave para destrancar a porta que dianteiras para o estudo mais fundo. Localiza os esboços largos do

Sabedoria-religião, e explica seus princípios fundamentais; se encontrando, ao

mesmo tempo, as várias objeções elevadas pelo inquirer Ocidental comum,

e empreendendo apresentar conceitos pouco conhecidos em uma forma como simples e em idioma tão claro quanto possível. Que deveria ter sucesso fazendo Teosofia inteligível sem esforço mental por parte do leitor, também seria muito para esperar; mas esperou que a obscuridade ainda esquerda é do pensamento e não do idioma, está devido a profundidade e não para confusão. To o mentalmente preguiçoso ou obtuso, Teosofia tem que permanecer um enigma; para no mundo mental como no espiritual mundial cada homem tem que progredir pelo próprio dele

esforços. O escritor não pode fazer o leitor está pensando para ele, nem vai o posterior seja qualquer o melhor fora se tal pensamento vicário fosse possível. O precise para tal uma exposição como o presente foi sentido muito tempo entre esses se interessado pela Sociedade Teosófica e seu trabalho, e esperou que isto proveja informação, tão livre quanto possível de detalhes técnicos, para muitos de quem atenção foi despertada, mas são confundidos quem, como ainda, somente e não convencido.

 

Um pouco de cuidado foi tomado desembaraçando alguma parte do do qual é verdade o que é falso em ensinos Espiritualistas sobre a vida de postmortem, e para mostrando a verdadeira natureza de fenômenos Espiritualistas. Explicações prévias de um tipo semelhante utilizou muita ira a cabeça dedicada do escritor; o Espiritualistas, como muitos outros, que preferem acreditar o que é agradável em lugar de o que é verdade, e ficando muito bravo com qualquer um que destrói uma ilusão agradável. Para o Teosofia de ano passado o objetivo foi para toda seta envenenada de Espiritualismo, como se os possuidores de um meio verdade sentia mais antagonismo aos possuidores da verdade inteira que esses que não teve nenhuma parte para ostentar de.

 

Muito amável obrigado é devido do autor para muitos Teósofo que têm sugestões enviadas e perguntas, ou contribuiu ajuda caso contrário durante a escritura deste livro. O trabalho será o mais útil para a ajuda deles/delas, e isso será a melhor recompensa deles/delas.

·        H.P. BLAVATSKY

 

1889

Conteúdos

Prefacie

Teosofia e A Sociedade  Teosófica

O Significado do Nome 1

A Política da Sociedade  Teosófica

A Sabedoria-religião, Esotérico em Todas as Idades 

Teosofia não é Budismo 

Teosofia  exotérico e Esotérico

O que a Sociedade Teosófica Moderna não é 

Teósofo e Sócios do T.S. 

A Diferença Entre Teosofia e Occultism 

A Diferença Entre Teosofia e Espiritualismo 

Por que Teosofia é Aceitado?

O Sistema de Funcionamento do T.S. 

Os Objetos da Sociedade 

A Origem Comum de Homem 

Nosso Outro Contesta 

No Sacredness do Penhor 

As Relações do T.S. para Teosofia 

Em Ego-melhoria 

O Abstrato e o Concreto 

Os Ensinos Fundamentais de Teosofia 

Em Deus e Oração 

É Necessário Rezar?

Oração Mata Ego-confiança 

Na Fonte da Alma  Humana

Os Ensinos budistas no Anterior 

Ensinos teosóficos sobre Natureza e Tripula 

A Unidade de ao todo 

Evolução e Ilusão 

Em A Constituição de Septenary de Nosso Planeta 

A Natureza de Septenary de Homem 

A Distinção Entre Alma e Espírito 

Os Ensinos  gregos

No Vários Postmortem Estados 

O Físico e o Homem  Espiritual

Em Recompensa Eterna e Castigo, e em Nirvana 

Nos Vários Princípios em Homem 

Em Reencarnação ou Renascimento 

O que é Memória de acordo com Ensino Teosófico?

Por que Nós não Nos lembramos de Nossas Vidas Passadas?

Em Individualidade e Personalidade 

Na Recompensa e Castigo do Ego 

No Kamaloka e Devachan 

No Destino dos mais Baixos Princípios 

Por que Teósofo não Acreditam no Retorno de Puros “ Espíritos “ 

Alguns Palavras Sobre o Skandhas 

Em Postmortem e Consciência  Pós-natal

O que Realmente é Significado por Aniquilação 

Palavras definidas para Coisas  Definidas

Na Natureza de Nosso Pensamento Princípio 

O Mistério do Ego 

A Natureza Complexa de Manas 

A Doutrina é Ensinada em St. O Evangelho  de John

Nos Mistérios de Reencarnação 

Renascimentos  periódicos

O que é Karma?

Quem São Esses Que Sabem?

A Diferença Entre Fé e Conhecimento, Ou Encobre e Fé  Debatida

Tem Deus o Direito para Perdoar?

O que é Teosofia Prático?

Dever 

As Relações do T.S. para Político Reforma 

Em Abnegação 

Em Caridade 

Teosofia para as Massas 

Como os Sócios podem Ajudar a Sociedade 

O que um Teósofo Deve não Fazer 

No Misconceptions Sobre o T.S. 

Teosofia e Asceticismo 

Teosofia e Matrimônio 

Teosofia e Educação 

Por que é tanto Então Preconceito Contra o T.S.?

A Sociedade Teosófica é UMA Preocupação de Dinheiro-fabricação?

O Pessoal de Funcionamento do T.S. 

O “ Mahatmas “  Teosófico

Eles “ são Álcoóis de Luz “ ou “ Duendes Condenados “?

O Abuso de Nomes Sagrados e Condições 

Conclusão 

O Futuro da Sociedade  Teosófica

Glossário 

Apêndice 

A Sociedade Teosófica: Informação para Inquirers 

O Estado Legal da Sociedade  Teosófica

Note pelo editor: os números de página recorrem à edição de livro e

não tenha nenhum significado neste arquivo. Apesar de verificação cuidadosa para typos lá ainda possa ser alguns partidos.

 

Teosofia e A Sociedade Teosófica

O Significado do Nome


P. Teosofia e suas doutrinas são freqüentemente chamado um moderno religião. É uma religião?

Um. Não é. Teosofia é Divine Knowledge ou Ciência.


P. O que está significando a realidade do termo?

Um. Sabedoria “ Divina,” (Theosophia) ou Sabedoria dos deuses, como (theogonia), genealogia dos deuses. A palavra ‘ theos’ significa um deus em grego, um do seres divinos, certamente não “ Deus “ no senso prendido por nosso dia para o termo. Então, não é Sabedoria de Deus, “ como traduzido por alguns, mas Sabedoria Divina como isso possuído pelos deuses. O termo é muitos mil anos velho.


P. O que é a origem do nome?

Um. Vem a nós dos filósofos de Alexandrian, amantes chamados de verdade, Philaletheians, de (phil) “ amando, “ e (aletheia) verdade “. O nome Teosofia data do terceiro século de nossa era, e começou com Ammonius Saccas e os discípulos dele, Analogeticists também chamado que começou o Sistema Teosófico adepto.

Como explicado por Professor Wilder, eles foram chamados assim por causa do deles/delas prática de interpretar todas as lendas sagradas e narrativas, mitos e mistérios, por uma regra ou princípio de analogia e correspondência: de forma que eventos que estavam relacionados como eram ter acontecido no mundo externo considerado expressando operações e experiências da alma humana. Eles também foi denominado Neo-Platonists. Embora Teosofia, ou o Adepto Sistema teosófico, geralmente é atribuído ao terceiro século, contudo, se Diogenes Laërtius será creditado, sua origem é muito mais cedo, como ele atribuído o sistema a um padre egípcio, Panela-Amun, que viveu dentro o cedo dias da dinastia ptolemaica. O mesmo autor nos fala que o nome é cóptico, e significa consagrado a Amun, o Deus de Sabedoria.  Teosofia é o equivalente de Brahma-Vidya, conhecimento divino.


P. O que foi o objeto deste sistema?

Um. Em primeiro lugar inculcar certas grandes verdades de moral em seus discípulos, e tudo esses que eram “ os amantes da verdade “. Conseqüentemente o lema adotado pelo

Sociedade teosófica: não há nenhuma religião mais alto que verdade “.

Teosofia adepto foi dividido debaixo de três cabeças:

 

1. Convicção em uma Deidade absoluta, incompreensível e suprema, ou infinito essência que é a raiz de toda a natureza e de tudo aquilo é, visível e invisível.

 

2. Convicção na natureza imortal eterna de homem, porque, sendo uma radiação de a Alma Universal, é de uma essência idêntica com isto.

 

3. Theurgy, ou “ trabalho divino, “ ou produzindo um trabalho de deuses; de theoi, “ deuses, “ e ergein, trabalhar “.

 

O termo é muito velho, mas, como pertence ao vocabulário dos mistérios,

não estava em uso popular. Era convicção-praticamente um místico provado por peritos iniciados e padre-que, fazendo a si mesmo tão puro quanto o

incorporeal ser-i.e., voltando à pureza primitiva da pessoa de natureza-homem

possa mover os deuses para dar a ele o Divine mistérios, e até mesmo os cause

ficar ocasionalmente visível, subjectively ou objetivamente. Era

o aspecto transcendental do que é chamado Espiritualismo agora; mas tendo

sido abusado e misconceived pelo populaça, tinha vindo ser considerado por

alguma como necromancia, e geralmente foi proibido. Uma prática parodiada de

o theurgy de Iamblichus ainda demora na magia cerimonial de alguns

Cabalistas modernos. Teosofia moderno evita e rejeita ambos estes tipos de

magia e “ necromancia “ como sendo muito perigoso. Real theurgy divino requer uma pureza quase sobre-humana e santidade de vida; caso contrário se degenera em mediumship ou magia de preto. Os discípulos imediatos de Ammonius Saccas, que foi chamado Theodidaktos, “ deus-taught”-tal como Plotinus e o seguidor dele Theurgy Porphyry-rejeitado no princípio, mas foi reconciliado finalmente a isto por Iamblichus que escreveu um trabalho àquele efeito intitulou De Mysteriis, debaixo do nome do próprio mestre dele, um padre egípcio famoso chamado Abammon. Ammonius Saccas era o filho de pais Cristãos, e, tido sido repelido por Cristianismo Espiritualista dogmático da infância dele, se tornou um Neo-Platonist, e como J. Boëhme e outros grandes videntes e místicos, é dito ter tido sabedoria divina revelado a ele em sonhos e visões. Conseqüentemente seu nome de Theodidaktos. Ele solucionou para reconciliar todo sistema de religião, e demonstrando a origem idêntica deles/delas para estabelecer um credo universal baseado em éticas. A vida dele era tão inocente e pura, a aprendizagem dele assim profundo e vasto, aqueles vários Pais de Igreja eram os discípulos secretos dele.

 

Clemens Alexandrinus fala muito altamente dele. Plotinus, o “ St., John “ de

Ammonius, também era universalmente um homem respeitado e estimou, e do mais mais aprendizagem profunda e integridade. Quando trinta-nove anos de idade ele acompanhado o Imperador romano Gordian e o exército dele para o Leste, ser, instruído pelas salvas de Bactria e Índia. Ele teve uma Escola de Filosofia em Roma. Porphyry, o discípulo dele cujo real nome era Malek (um Hellenized Judeu), colecionou todas as escritas do mestre dele. Porphyry se era um grande autor, e deu uma interpretação alegórica a algumas partes de Homer escritas. O sistema de meditação para o que o Philaletheians recorreu era êxtase, um sistema consangüíneo a prática de Ioga índia. O do qual é conhecido o Escola adepto está devido a Origen, Longinus, e Plotinus, o imediato discípulos de Ammonius.

 

A pontaria principal dos Fundadores da Escola Teosófica Adepto era um de os três objetos de seu sucessor moderno, a Sociedade Teosófica, isto é, reconciliar todas as religiões, seitas, e nações debaixo de um sistema comum de éticas, baseado em verdades eternas.


P. O que o tem mostrar que este não é um sonho impossível; e que tudo as religiões do mundo estão baseado no um e a mesma verdade?

Um. O estudo comparativo deles/delas e análise. A “ Sabedoria-religião “ era a pessoa dentro antigüidade; e a uniformidade de filosofia religiosa primitiva é provada nós pelas doutrinas idênticas ensinadas o Inicia durante os mistérios, uma instituição difundiu uma vez universalmente.

Todas as adorações velhas indicam a existência de um único Teosofia anterior

para eles. A chave que é abrir a pessoa tem que abrir tudo; caso contrário não pode ser a chave certa.
______________________

 

A Política da Sociedade Teosófica


P. Nos dias de Ammonius havia várias grandes religiões antigas, e numeroso era só as seitas no Egito e Palestine. Como pôde ele reconcilia eles?

Um. Fazendo que que nós tentamos fazer agora novamente. O Neo-Platonists seja um corpo grande, e pertenceu a várias filosofias religiosas; assim faz nosso Teósofo.

Estava debaixo de Philadelphus que o Judaísmo se estabeleceu em Alexandria, e em seguida os professores Helenos se tornaram os rivais perigosos da Faculdade de Rabinos de Babilônia. Como o autor de A Filosofia Adepto mesmo pertinently observa:

O budista, Vedantic, e sistemas de Magian foram expostos junto com o filosofias de Grécia àquele período. Não era maravilhoso que pensativo os homens supuseram que a discussão de palavras deveria cessar, e considerou isto possível extrair um sistema harmonioso destes vários ensinos… Panaetius, Athenagoras, e Clemente foi instruído completamente em Platonic filosofia, e compreendeu sua unidade essencial com os sistemas Orientais.

Por esses dias, o judeu que Aristobulus afirmou que as éticas de Aristóteles

representado os ensinos esotéricos da Lei de Moses; Philo Judaeus

empreendido reconciliar o Pentateuch com o Pythagorean e Platonic

filosofia; e Josephus provou que o Essenes de Carmel simplesmente seja o

copyists e seguidores do Therapeutae egípcio (os curandeiros). Assim é

por nosso dia. Nós podemos mostrar a linha de descida de toda religião Cristã, como de todo, até mesmo o menor, seita. O posterior é os ramos secundários ou brotos crescido nas filiais maiores; mas brotos e fonte de filiais do mesmo

tronco-a sabedoria-religião. Provar isto era a pontaria de Ammonius que

empreendido induzir Gentiles e cristãos, judeus e Idólatras, se deitar,

aparte a contenção deles/delas e discussão, só se lembrando que eles eram tudo dentro posse da mesma verdade debaixo de vários vestuários, e era todos o crianças de uma mãe comum. Esta é igualmente a pontaria de Teosofia.

Diz Mosheim de Ammonius:

 

Não só concebendo isso os filósofos de Grécia, mas também tudo esses de as nações de bárbaro diferentes, estava perfeitamente em harmonia com um ao outro com respeito a todo ponto essencial, ele fez isto o negócio dele assim expor as mil doutrinas de tudo estas várias seitas sobre espetáculo eles tiveram tudo originado de um e a mesma fonte, e tendeu tudo a um e o mesmo fim.

Se o escritor em Ammonius na Enciclopédia de Edinburgh sabe o que ele é

falando aproximadamente, então ele descreve os Teósofo modernos, as convicções deles/delas, e o trabalho deles/delas, porque ele diz, enquanto falando do Theodidaktos:

 

Ele adotou as doutrinas que foram recebidas no Egito (o esotérico era esses de Índia) relativo ao Universo e a Deidade, considerou como um grande todo constituindo; relativo à eternidade do mundo… e estabelecido um sistema de disciplina moral que permitiu as pessoas em geral viver de acordo com as leis do país deles/delas e as ordens de natureza, mas exigido o modo para exaltar a mente deles/delas por contemplação.


P. Para o que é sua autoridade dizendo isto dos Teósofo antigos de Alexandria?

Um. Um número quase incontável de escritores famosos. Mosheim, um deles, diz isso:

Ammonius ensinou que a religião da multidão foi mão-em-dar com

filosofia, e com ela tinha compartilhado o destino de estar através de graus corrompido e obscureceu com meras vaidades humanas, superstições, e mentiras; que isto então, deva ser trazido atrás a sua pureza original purgando isto de este dross e expondo isto em princípios filosóficos; e o todo Cristo teve era à vista restabelecer e restabelecer a sua integridade primitiva a sabedoria dos anciões; reduzir dentro de saltos o domínio universalmente-prevalecente de superstição; e em parte corrigir, e em parte exterminar os vários erros nos que tinham achado o modo deles/delas o religiões populares diferentes.

Isto, novamente, é precisamente o que os Teósofo modernos dizem. Só enquanto o grande Philaletheian foi apoiado e ajudou na política que ele procurou antes das duas Igreja Gera, Clemente e Athenagoras, por todos os Rabinos instruídos do Sinagoga, a Academia e o Groves, e enquanto ele ensinou uma doutrina comum para tudo, nós, os seguidores dele na mesma linha, não recebemos nenhum reconhecimento, mas, em o contrário, é abusado e perseguiu. Pessoas são 1,5 anos atrás assim mostrado para ter sido mais tolerante que eles estão neste século iluminado.


P. Era ele encorajou e apoiou pela Igreja porque, todavia as heresias dele, Ammonius ensinou Cristianismo e um Christian era?

Um. Não. Ele nasceu um Christian, mas nunca aceitou Igreja Cristianismo. Como dito dele pelo mesmo escritor:

 

Ele teve mas propor as instruções dele de acordo com os pilares antigos de Hermes antes do qual o Platão e Pythagoras conheceram, e deles constituiu a filosofia deles/delas. Achando o mesmo no prólogo do Evangelho conforme para St. John, ele supôs muito corretamente que o propósito de Jesus era restabeleça a grande doutrina de sabedoria em sua integridade primitiva. O narrativas da Bíblia e as histórias dos deuses ele considerou ser alegorias ilustrativo da verdade, ou então fábulas ser rejeitado. Como diz a Enciclopédia de Edinburgh:

 

Além disso, ele reconheceu aquele Jesus Christ era um homem excelente e o

“ amigo de Deus, “ mas alegado que não era completamente o desígnio dele para abolir a adoração de demônios (deuses), e que a única intenção dele era purificar o religião antiga.
______________________

 

A Sabedoria-religião,

Esotérico em Todas as Idades


P. Desde Ammonius nunca cometeu qualquer coisa a escrever, como possa um seguramente sente aquele tal os ensinos dele eram?

Um. Buddha nem, Pythagoras, Confucius, Orpheus, Sócrates, ou até mesmo

Jesus, os deixe para trás qualquer escrita. Ainda a maioria destes é histórico

personagens, e os ensinos deles/delas têm tudo sobrevividos. Os discípulos de Ammonius (entre quem Origen e Herennius) escreveu tratados e explicou as éticas dele.

Certamente o posterior é como histórico, se não mais assim, que o Apostólico

escritas. Além disso, o dele aluno-Origen, Plotinus, e Longinus (o conselheiro de a Rainha famosa Zenobia)-tem toda a esquerda registros volumosos do

Philaletheian Sistema-assim longe, a todos os eventos, como a profissão pública deles/delas de fé era conhecida, para a escola foi dividido em exotérico e esotérico ensinos.


P. Como tenha as doutrinas posteriores alcançado nosso dia, desde que você cabo que o que é corretamente chamado a sabedoria-religião era esotérica?

Um. A sabedoria-religião sempre era um, e sendo a última palavra de possível

conhecimento humano, era, então, cuidadosamente preservou. Precedeu muito tempo por idades os Teósofo de Alexandrian, alcançou o moderno, e sobreviverá toda outra religião e filosofia.


P. Onde e por quem estava assim preservou?

Um. Entre Inicia de todo país; entre investigadores profundos depois de verdade-seus discípulos; e nessas partes do mundo onde tais tópicos sempre foi a maioria avaliado e procurou: na Índia, Ásia Central, e Persia.


P. Você pode me dar algumas provas de seu esotericism?

Um. A melhor prova que você pode ter do fato é que todo religioso antigo,

ou bastante filosófico, culto consistiu em um ensino esotérico ou secreto,

e um exotérico (o público externo) adoração. Além disso, é um famoso

fato que os mistérios dos anciões incluíram com toda nação o

maior “ (segredo) e “ Menos “ (o público) mistério-por exemplo., no célebre

solenidades chamadas o Eleusinia, na Grécia. Do Hierophants de

Samothrace, Egito, e o Brahmins iniciado da Índia de velho, até

os Rabinos hebreus posteriores, tudo preservaram, para medo de profanação, a realidade deles/delas bona fide convicções segredo. Os Rabinos judeus chamaram o religioso secular deles/delas série o Merkabah (o corpo exterior), “ o veículo, “ ou, a coberta que contém o escondido alma-i.e., o conhecimento secreto mais alto deles/delas. Nenhum das nações antigas sempre dadas por seus padres sua realidade segredos filosóficos para as massas, mas dividiu o posterior só o cascas. Budismo do norte tem seu “ maior “ e seu “ menos “ veículo, conhecido, como o Mahayana, o esotérico, e o Hinayana, o exotérico, Escolas. Nem possa você os culpa por tal segredo; para seguramente você não pensaria de alimentando seu rebanho de ovelha em dissertações instruídas em botânica em vez de em grama? Pythagoras chamado o Gnosis “ dele o conhecimento de coisas que são, “ ou [translit.Greek] “ ele tonelada de gnosis onton “ e preservou aquele conhecimento por seu discípulos empenhados só: para esses que poderiam digerir tal comida mental e tato satisfeito; e ele os empenhou silenciar e segredo. Alfabetos ocultos e cifras secretas são o desenvolvimento das escritas hieráticas egípcias velhas,

o segredo de qual era, outrora, na posse só do Hierogrammatists, ou iniciou os padres egípcios. Ammonius Saccas, como seu, biógrafos nos falam, salte os alunos dele por juramento não divulgar o mais alto dele doutrinas excluem a esses que já tinham sido instruídos em preliminar

conhecimento, e que também era encadernado por um penhor. Finalmente, faça nós não achamos o mesmo até mesmo em Cristianismo cedo, entre o Gnostics, e até mesmo no ensinos de Cristo? Feito ele não fala com as multidões em parábolas que tido um significado de dois-dobra, e só explica as razões dele aos discípulos dele? He diz:

 

A você é dado para saber os mistérios do reino de céu; mas até

eles isso são sem, todas estas coisas são terminadas em parábolas

O Essenes de Judea e Carmel fez distinções semelhantes, enquanto dividindo o deles/delas

partidários em neófitos, irmãos, e o perfeito, ou esses iniciaram.

Poderiam ser trazidos exemplos de todo país para este efeito.


P. Você pode atingir a “ Sabedoria “ Secreta simplesmente através de estudo? Enciclopédias definem

Teosofia faz quase como o Dicionário de Webster, i.e., as

… relacionamento suposto com Deus e álcool superior, e conseqüente

conseguimento de conhecimento sobre-humano por meios físicos e processos químicos.

Isto é assim?

Um. Eu não penso. Nem está lá qualquer lexicógrafo capaz de explicar, se para ele ou outros, como conhecimento sobre-humano pode ser atingido por processos físicos ou químicos. Se Webster tivesse dito “ por metafísico e processos alquímicos, “ a definição estaria aproximadamente correta: como isto é, é absurdo. Teósofo antigos reivindicaram, e assim faz o moderno, isso o infinito não pode ser conhecido pelo finito-i.e., sentia pelo finito Ego-mas que a essência divina pudesse ser comunicada o mais alto Ego de espiritual em um estado de êxtase. Esta condição quase não pode ser atingida, goste de hipnotismo, através de “ meios “ físicos e químicos.


P. O que é sua explicação disto?

Um. Real êxtase estava definida por Plotinus como “ a liberação da mente de sua consciência finita, se tornando um e identificou com o infinito “.

Esta é a condição mais alta, diz Professor Wilder, mas nenhum de

duração permanente, e só é alcançado pelo mesmo, muito poucos. É,

realmente, idêntico com aquele estado que é conhecido na Índia como Samadhi. O

posterior é praticado pelos Iogues por que facilitam isto fisicamente o

maior abstinência em comida e bebe, e mentalmente por um empenho incessante

purificar e elevar a mente. Meditação está calada e oração de unuttered,

ou, como o Platão expressou isto,

… o torneamento ardente da alma para o divino; não perguntar

bem particular (como no significado comum de oração), mas para bem

isto-para o Bem Supremo universal…

-de qual nós somos uma parte em terra, e fora da essência da qual nós temos

tudo emergiram. Então, soma o Platão,

Permaneça calado na presença do divino, cultive eles removem o nuvens de olhos de thy e permite thee a ver pela luz da qual emite eles, não o que se aparece como bem a thee, mas o que é intrinsically bom.

Isto é isso que o autor escolar de A Filosofia Adepto, Professor, Alexander Wilder, F.T.S., descreve como “ fotografia “ espiritual:

A alma é a máquina fotográfica em qual fatos e eventos, futuro, passado, e presente, é semelhante fixo; e a mente fica consciente deles. Além de nosso todos os dias mundo de limites tudo são um dia ou estado-o passado e futuro incluídos dentro o presente. … Morte é o último ecstasis em terra. Então a alma é livrada de o constrangimento do corpo, e sua parte mais nobre é unida a natureza mais alta e se torna partaker na sabedoria e foreknowledge dos seres mais altos.

Real Teosofia é, para os místicos que declaram que Apollonius de Tyana era feito descrever assim:

Eu posso ver o presente e o futuro como em um espelho claro. A necessidade de salva não

espere pelos vapores da terra e a corrupção do ar para preverem eventos… O theoi, ou deuses, veja o futuro; os homens comuns o presente, salvas, que que é aproximadamente acontecer.

“ O Teosofia das Salvas “ do que ele fala é expressado bem dentro o afirmação, “ O Reino de Deus está dentro de nós “.


P. Teosofia, então, não é, como segurado por alguns, um esquema recentemente inventado?

Um. Só pessoas ignorantes podem recorrer assim a isto. É tão velho quanto o mundo, em

seus ensinos e éticas, se não em nome, como também é o mais largo e a maioria do sistema de catholic entre tudo.


P. Como vem isto, então, aquele Teosofia permaneceu tão o desconhecido para as nações do Hemisfério Ocidental? Por que deve isto foi um livro lacrado a raças confessedly o mais culto e avançado?

Um. Nós acreditamos havia nações como culto em dias de velho e certamente

mais espiritualmente “ avançado “ que nós somos. Mas há várias razões para

esta ignorância disposta. Um deles era determinado através de St. Paul para o culto Ateniense-uma perda, durante séculos longos, de real perspicácia espiritual, e até mesmo interesse, devido à muito grande devoção deles/delas para coisas de senso e o deles/delas escravidão longa para a carta morta de dogma e ritualismo. Mas o mais forte argumente para isto mente no fato que real Teosofia alguma vez foi mantido segredo.


P. Você trouxe provas dianteiras que tal segredo existiu; mas isso que a real causa era para isto?

Um. As causas para isto eram:

 

1. A perversidade de natureza de humano comum e seu egoísmo, sempre,

tendendo à satisfação de desejos pessoais ao detrimento de

vizinhos árido próximo de família. Tais pessoas nunca poderiam ser confiadas com divino segredos.

 

2. A insegurança deles/delas para manter o conhecimento sagrado e divino de desecration. É o posterior isso conduziu à perversão do mais sublime verdades e símbolos, e para a transformação gradual de espiritual de coisas em antropomorfo, solidifique, e acumule imagem-em outras palavras, para o enfezando da deus-idéia e para idolatria.


______________________

 

Teosofia não é Budismo


P. Você é falado freqüentemente de como “ budistas “ Esotéricos. É então você tudo seguidores de Gautama Buddha?

Um. Não mais que os músicos são todos os seguidores de Wagner. Alguns de nós somos Budistas através de religião; contudo há os hindus e Brahmins muito mais que Budistas entre nós, e europeus mais Cristão-nascidos e americanos que budistas convertidos. O engano surgiu de um engano do real significado do título de Sr. O trabalho excelente de Sinnett, Esotérico, Budismo que última palavra deveria ter sido spelt com um, em vez de dois, d’s, como então Budhism teria significado o para o qual era planejado, somente, Sabedoria-ism “ (Bodha, bodhi, “ inteligência,” sabedoria “) em vez de Budismo, A filosofia religiosa de Gautama. Teosofia, como já disse, é o sabedoria-religião.


P. O que é a diferença entre Budismo, a religião fundada pelo Príncipe de Kapilavastu, e Budhism, o “ Wisdomism “ que você diz é, sinônimo com Teosofia?

Um. Há pouco a mesma diferença como lá está entre os ensinos secretos de Cristo que é chamado “ os mistérios do Reino de Céu “ e o depois ritualismo e teologia dogmática das Igrejas e Seitas. Buddha meios o “ Iluminado “ por Bodha, ou entendendo, Sabedoria. Isto passou raiz e se ramifica nos ensinos esotéricos que Gautama deu a seu Arhats escolhido só.


P. Mas algum Orientalists negam que Buddha sempre ensinasse qualquer doutrina esotérica

nada?

Um. Eles podem bem como nega que Natureza tem qualquer segredo escondido para os homens de ciência. Mais adiante eu provarei isto pela conversação de Buddha com seu discípulo Ananda. Os ensinos esotéricos dele simplesmente eram o Gupta-Vidya (segredo conhecimento) do Brahmins antigo, a chave para qual os sucessores modernos deles/delas tenha, com poucas exceções, completamente perdido. E este Vidya passou em o que é agora conhecido como os ensinos internos do Mahayana educa de Do norte Budismo. Esses que negam isto são os pretendentes simplesmente ignorantes a Orientalism. I

lhe aconselhe que leia a Rotação. Sr. O chinês Buddhism-especially de Edkin o capítulos nas escolas Exotéricas e Esotéricas e ensino-e então compara o testemunho do mundo antigo inteiro no assunto.


P. Mas não é as éticas de Teosofia idêntico com esses ensinados por Buddha?

Um. Certamente, porque estas éticas são a alma da Sabedoria-religião, e era uma vez a propriedade comum do inicia de todas as nações. Mas Buddha sido o primeiro em encarnar estas éticas altas nos ensinos públicos dele, e para lhes faça a fundação e a mesma essência do sistema público dele. É nisto isso mente a imensa diferença entre Budismo exotérico e todo outra religião. Para enquanto em outro ritualismo de religiões e cabo de dogma o primeiro e lugar mais importante, em Budismo é as éticas que têm sempre sido o a maioria insistiu em. Isto responde pela semelhança, quase chegando a identidade, entre as éticas de Teosofia e esses de a religião de Buddha.


P. Há qualquer grande ponto de diferença?

Um. Uma grande distinção entre Teosofia e Budismo exotérico é que o

posterior, representou pela Igreja Sulista, completamente nega (um) o

existência de qualquer Deidade, e (b) qualquer vida de postmortem consciente, ou até mesmo qualquer individualidade sobrevivente tímida em homem. Tal pelo menos é o ensino da seita siamesa, agora considerou como a mais pura forma de Budismo exotérico.  E é assim, se nós só recorremos aos ensinos de público de Buddha; a razão para tal reticência na parte dele eu darei mais adiante. Mas as escolas do Igreja budista do norte, estabelecido nesses países para qual seu Arhats iniciado se aposentou depois da morte do Mestre, ensine tudo aquilo é agora doutrinas Teosóficas chamadas, porque eles formam parte do conhecimento de o provando iniciar-assim como a verdade foi sacrificada o morto-carta pela ortodoxia muito-zelosa de Budismo Sulista. Mas quanto mais principal e mais nobre, mais filosófico e científico, até mesmo em seu morto-carta, é este ensino que o de qualquer outra Igreja ou religião. Ainda Teosofia não é Budismo.

Teosofia exotérico e Esotérico

O que a Sociedade Teosófica Moderna não é


P. Suas doutrinas, então, não são um revivificação de Budismo, nem é eles completamente copiado do Teosofia de Neo-Platonic?

Um. Eles não são. Mas para estas perguntas eu não lhe posso dar uma resposta melhor que citando de uma leitura de papel em “ Teosofia “ por Dr. J.D. Buck, F.T.S., Nenhum Teósofo vivo expressou melhor e entendeu a real essência de Teosofia que nosso amigo honrado Dr. Corço:

A Sociedade Teosófica era organizada com a finalidade de promulgar o Doutrinas teosóficas, e para a promoção da vida de Theosophic. O presente Sociedade Teosófica não é o primeiro de seu tipo. Eu tenho um volume intitulado: Transações Teosóficas da Sociedade de Philadelphian, publicou em Londres em 1697; e outro com o título seguinte:

Introdução para Teosofia, ou a Ciência do Mistério de Cristo; quer dizer, de Deidade, Natureza, e Criatura, abraçando a filosofia de todo o funcionamento poderes de vida, mágico e espiritual, formiga que forma um guia prático para o pureza mais sublime, santidade, e perfeição evangélica; também para o conseguimento de visão divina, e as artes angelicais santas, potências, e outro prerrogativas da regeneração.

-publicado em Londres em 1855. O seguinte é a dedicação disto volume:

Para os estudantes de Universidades, Faculdades, e escolas de Cristandade: Para Professores de Ciência Metafísica, Mecânica, e Natural em todos seu

formas: Para os homens e mulheres de Educação geralmente, de fundamento ortodoxo fé: Para Deists, Arians, Unitário, Swedenborgians, e outro defeituoso e credos de ungrounded, racionalistas, e céticos de todo tipo: Para só-notado e maometanos iluminados, judeus, e oriental Patriarca-religionists: mas especialmente para o ministro de evangelho e missionário, se para o peoples selvagem ou intelectual, isto introdução para Teosofia, ou a ciência do chão e mistério de tudo coisas, é a maioria do humbly e afetuosamente dedicado.

No ano seguinte (1856) outro volume foi emitido, octavo real, de 6,

páginas, tipo de diamante, de Miscellanies Teosófico. Do trabalho último-nomeado só foram emitidas 5 cópias, para distribuição gratuita para Bibliotecas e Universidades. Estes movimentos mais cedo de qual havia muitos originou dentro da Igreja, com pessoas de grande devoção e seriedade, e de caráter puro; e todos estas escritas estavam em forma ortodoxa, usando as expressões Cristãs, e, como as escritas do Clérigo eminente William Law, só seria distinguido pelo leitor ordinário para o deles/delas grande seriedade e devoção. Estas eram um e todos menos tentativas para derivar e explica os significados mais fundos e importação de original do Christian Bíblia, e ilustrar e desdobrar a vida de Theosophic. Estes trabalhos foi esquecido logo, e é agora geralmente o desconhecido. Eles buscaram reformar o clero e reaviva devoção genuína, e nunca foi dado boas-vindas. Aquele palavra, Heresia, era suficiente os enterrar no limbo de todas as tais Utopias. Ao tempo da Reforma John Reuchlin fez uma tentativa semelhante com o mesmo resulte, entretanto ele era o íntimo e confiou em amigo de Luther. Ortodoxia nunca desejado ser informado e iluminou. Estes reformadores estavam informados, como era o Paul por Festus, que muita aprendizagem tinha os feito furioso, e que isto seja perigoso ir mais distante. Passando pela verbosidade que era em parte um assunto de hábito e educação com estes escritores, e em parte devido a restrição religiosa por poder secular, e vindo ao caroço do importe, estas escritas eram Teosóficas no senso mais rígido, e pertence somente para o conhecimento de homem da própria natureza dele e a vida mais alta da alma.

 

O Movimento Teosófico presente às vezes foi declarado para ser um

tente converter Cristandade a Budismo que simplesmente significa que a palavra

Heresia perdeu seus terrores e renunciou seu poder. Indivíduos em todo

idade temeu mais ou menos claramente as doutrinas Teosóficas e

forjado eles no tecido das vidas deles/delas. Estas doutrinas pertencem

exclusivamente para nenhuma religião, e é limitado a nenhuma sociedade ou tempo. Eles são o direito inato de toda alma humana. Tal uma coisa como ortodoxia deve ser forjado fora por cada individual de acordo com a natureza dele e as necessidades dele, e de acordo com a experiência variando dele. Isto pode explicar por que esses que têm Teosofia imaginado para ser uma religião nova caçou em vão para seu credo e seu ritual. Seu credo é Lealdade a Verdade, e seu ritual “ para honrar toda verdade através de uso “.

Como pequeno este princípio de Fraternidade Universal é compreendido pelo

massas de gênero humano, como raramente sua importância transcendente é reconhecida, possa seja visto na diversidade de opinião e interpretações considerando fictício a Sociedade Teosófica. Esta Sociedade era organizada neste aqui princípio, a Fraternidade essencial de Homem, como nisto brevemente esboçou e imperfectly parta. Foi assaltado como budista e anti-cristão, como se isto possa ser junto ambos estes, quando Budismo e Cristianismo, como fixe adiante pelos fundadores inspirados deles/delas, faça para fraternidade o um essencial de doutrina e de vida. Teosofia também foi considerado como algo novo debaixo do sol, ou, a melhor como velho misticismo que mascara debaixo de um nome novo. Enquanto é verdade que muitas Sociedades fundaram em, e unido apoiar, os princípios de altruísmo, ou fraternidade essencial, agüentou vários nomes, também é verdade que muitos também foram chamados Theosophic, e com princípios e pontarias como a sociedade presente que agüenta aquele nome. Com estes sociedades, um e tudo, a doutrina essencial foi o mesmo, e tudo outro foi incidental, entretanto isto não obvia o fato que muitos são as pessoas ao incidentals que negligencia ou ignora o essenciais. Nenhum melhor ou mais explícito resposta-por um homem de que é um nosso a maioria estimou e sério pode ser dado a suas perguntas.

 


P. Qual sistema você prefere ou segue, naquele caso, além de budista, éticas?

Um. Nenhum, e tudo. Nós seguramos a nenhuma religião, sobre nenhuma filosofia em particular: nós selecionamos o bem que nós achamos em cada. Mas aqui, novamente, deve ser declarado que, como todos os outros sistemas antigos, Teosofia é dividido em Exotérico e Seções esotéricas.


P. O que é a diferença?

Um. Os sócios da Sociedade Teosófica a grande é livre professar

qualquer religião ou filosofia das que eles gostam, ou nenhum se eles assim prefere, contanto eles estão em condolência com, e pronto para levar a cabo um ou mais de os três objetos da Associação. A Sociedade é um filantrópico e

corpo científico para a propagação da idéia de fraternidade em prático

em vez de linhas teóricas. Os Companheiros podem ser cristãos ou muçulmanos, judeus, ou Parsees, budistas ou Brahmins, Espiritualistas ou Materialists, que faz não assunto; mas todo sócio ou deve ser um filantropo, ou um estudante, pesquisador em ryan e outra literatura velha, ou um estudante psíquico. Incurto, ele tem que ajudar, se ele pode, o levando fora de pelo menos um do objetos do programa. Caso contrário ele não tem nenhuma razão por se tornar um “ Companheiro “. Tal é a maioria da Sociedade exotérica, composto de “ fixo “ e sócios soltos “. Estes podem, ou não pode, se torne facto de de de Teósofo.  Sócios que eles são, em virtude do ter unido a Sociedade deles/delas; mas o posterior não pode fazer Teósofo de um para que não tem nenhum senso o divino aptidão de coisas, ou dele que entende Teosofia dentro o dele próprio-se o expressão pode ser usado-sectária e modo de egotistic. “ Bonito é, como bonito faz “ poderia ser parafraseado neste caso e poderia ser feito correr:

“ Teósofo é, quem Teosofia faz “.

______________________

 

Teósofo e Sócios do T.S.


P. Isto aplica para pôr os sócios, como entendo eu. E isso que desses que procure o estudo esotérico de Teosofia; eles são os reais Teósofo?

Um. Não necessariamente, até que eles provaram que para eles são tal. Eles têm

entrado no grupo interno e se empenhou para levar a cabo, tão estritamente quanto eles podem, as regras do corpo oculto. Este é um empreendimento difícil, como a regra dianteira de tudo é a renúncia inteira da pessoa

personalidade-i.e., um sócio empenhado tem que se tornar um altruísta completo, nunca, pensar nele, e esquecer da própria vaidade dele e orgulho no pensamento do bem das da mesma categoria-criaturas dele, além do dos da mesma categoria-irmãos dele em o círculo esotérico. Ele tem que viver, se as instruções esotéricas devem o, uma vida de abstinência em tudo, ganhe de abnegação e rígido moralidade, fazendo o dever dele por todos os homens. Os poucos reais Teósofo no T.S. está entre estes sócios.

Um. Isto não insinua isso fora do T.S. e o círculo interno, lá, não é nenhum Teósofo; para lá é, e mais que as pessoas sabem de; certamente muito mais que é achado entre os sócios seculares do T.S.


P. Então do que é o bem unindo a Sociedade Teosófica denominada dentro aquele caso? Onde o incentivo está?

Um. Nenhum, exclua a vantagem de adquirir instruções esotéricas, o genuíno

doutrinas da “ Sabedoria-religião, “ e se o real programa é levado a cabo,

derivando muita ajuda de ajuda mútua e condolência. União é força e

harmonia, e esforços simultâneos bem regulado produzem maravilhas. Isto tem

sido o segredo de todas as associações e comunidades desde que gênero humano existiu.


P. Mas por que não pôde um homem de mente sensata e singleness de propósito, um, diga, de energia indomável e perseverança, se torne um Occultist e até mesmo um Perito se ele trabalha só?

Um. Ele pode; mas há dez mil chances contra um que ele falhará.

Por uma razão fora de muitos outros, nenhum livro em Occultism ou Theurgy existe dentro nosso dia que distribui os segredos de alquimia ou Teosofia medieval em planície idioma. Tudo são symbolical ou em parábolas; e como a chave para estes tem estado perdido para idades no Oeste, como enlate um homem aprenda o significado correto de o que ele está lendo e está estudando? Therein mente o maior perigo, um que dianteiras para magia preta inconsciente ou o mediumship mais desamparado. Ele que tem não um Iniciado para um mestre licença melhor teve o estudo perigoso só.

 

Dê uma olhada ao redor de você e observe. Enquanto dois-terços de ridículo de sociedade civilizado a mera noção que há qualquer coisa em Teosofia, Occultism, Espiritualismo, ou no Cabala, o outro terço está composto do mais mais elementos heterogêneos e opostos. Alguns acreditam dentro o místico, e até mesmo no sobrenatural (!), mas cada acredita do próprio modo dele. Outros apressarão único-dado no estudo do Cabala, Psychism, Mesmerismo,

Espiritualismo, ou alguma forma ou outro de Misticismo. Resulte: nenhum dois homem pensa semelhante, nenhum dois é de acordo em qualquer princípio oculto fundamental, entretanto muitos é esses que reivindicam para eles o thule de ultima de conhecimento, e vai faça os estranhos acreditar que eles são os peritos desenvolvidos. Não só é lá não conhecimento científico e preciso de Occultism acessível no Oeste-não até mesmo de verdadeira astrologia, a única filial de Occultism que, em seu exotérico ensinos, tem leis definidas e um definido sistema-mas ninguém tem qualquer idéia de que reais meios de Occultism. Alguns limitam sabedoria antiga ao Cabala e o Zohar judeu de acordo com o qual cada interpreta do próprio modo dele o morto-carta dos métodos de Rabbinical. Outros consideram Swedenborg ou Boëhme

as últimas expressões da sabedoria mais alta; enquanto outros vêem novamente dentro mesmerismo o grande segredo de magia antiga. Um e todos esses que puseram a teoria deles/delas em prática está acumulando rapidamente, por ignorância, em magia preta. Feliz é esses que escapam disto, como não tem testam nem eles nem critério pelo qual eles podem distinguir entre o verdadeiro e o falso.


P. É nós para entender que o grupo interno do T.S. reivindica aprender o que faz de realidade inicia ou domina de sabedoria esotérica?

Um. Não diretamente. A presença pessoal de tais mestres não é requerida.

Baste se eles derem instruções a alguns desses debaixo de que estudaram

a orientação deles/delas durante anos, e dedicado as vidas inteiras deles/delas para o serviço deles/delas. Então, em troca, estes podem distribuir o conhecimento assim deu a outros, quem, não tido nenhuma tal oportunidade. Uma porção das verdadeiras ciências é melhor que um massa de indigesto e entendeu mal aprendizagem. Uma onça de ouro vale um tonelada de pó.


P. Mas como é a pessoa para saber se a onça é real ouro ou só um falsificação?

Um. Uma árvore é conhecida por sua fruta, um sistema por seus resultados. Quando nossos oponentes pode provar a nós que qualquer estudante solitário de Occultism ao longo de as idades se tornaram um perito religioso igual Ammonius Saccas, ou até mesmo um Plotinus, ou um Theurgist gosta de Iamblichus, ou alcançou feitos como é reivindicado ter sido terminado através de St. Germain, sem qualquer mestre o guiar, e tudo isso sem ser um médio, um ego-iludido psíquico, ou um charlatão-então deva nós nos confessamos enganado. Mas gaveta então, Teósofo preferem seguir a lei natural provada da tradição do Ciência sagrada. Há místicos em que fizeram grandes descobertas

química e ciências físicas, quase limitando em alquimia e Occultism,;

outros que, pela ajuda exclusiva do gênio deles/delas, redescobriu porções, se

não o todo, dos alfabetos perdidos do “ idioma de Mistério, “ e é,

então, rolos de papel corretamente hebreus lidos capazes; outros ainda que, sendo videntes, pegou olhar rápido maravilhosos dos segredos escondidos de Natureza. Mas tudo estes são os especialistas. A pessoa é um inventor teórico, outro um hebreu, i.e., um Cabalista Sectário, um terço um Swedenborg de tempos modernos, negando, tudo e tudo fora da própria ciência particular dele ou religião. Não um deles pode ostentar de ter produzido um universal ou até mesmo um nacional beneficie assim, nem mesmo para ele. Com a exceção de alguns curandeiro-de aquela classe que a Faculdade de Médicos Real ou os Cirurgiões chamariam curandeiro-nenhum ajudou com a Humanidade de ciência deles/delas, nem até mesmo vários homens da mesma comunidade. Onde é o Chaldeans de velho, esses que forjado curas maravilhosas, “ não através de charmes mas através de simples “? Onde é um Apollonius de

Tyana que curou o doente e elevou o morto debaixo de qualquer clima e

circunstâncias? Nós conhecemos alguns especialistas da classe anterior na Europa, mas nenhum do posterior-salvo na Ásia onde o segredo do Iogue, viver dentro, morte, ainda é preservado.


P. A produção de tais peritos curativos é a pontaria de Teosofia?

Um. Suas pontarias são várias; mas os mais importantes de tudo são esses que são provável conduzir ao alívio de sofrimento de humano debaixo de qualquer ou toda forma, moral como também físico. E nós acreditamos o anterior ser muito mais importante que o posterior. Teosofia tem que inculcar éticas; tem purifique a alma, se aliviasse o corpo físico cujo doenças, economize casos de acidentes, é todo hereditário. Não está estudando Occultism para fins egoístas, para a satisfação da ambição pessoal da pessoa, orgulho, ou vaidade, aquele sempre pode alcançar a verdadeira meta: o de ajudar sofrimento gênero humano. Nem é isto estudando uma única filial da filosofia esotérica que um homem se torna um Occultist, mas estudando, se não dominando, eles, tudo.


P. É ajuda, então, alcançar esta pontaria mais importante, só dado a esses que estude as ciências esotéricas?

Um. Não. Todo sócio secular é intitulado a instrução geral se ele só quer isto; mas poucos está disposto se tornar o que é chamado “ funcionamento sócios, “ e a maioria prefere permanecer os zangão de Teosofia. Deixe ser entendido aquela pesquisa privada é encorajada no T.S., contanto faz não infrinja o limite que separa o exotérico do esotérico, o encubra da magia consciente.

______________________
 

A Diferença Entre Teosofia e Occultism


P. Você fala de Teosofia e Occultism; eles são idênticos?

Um. Por nenhum meios. Um homem realmente pode ser um Teósofo muito bom, se em ou

fora da Sociedade, sem ser de qualquer forma um Occultist. Mas ninguém possa ser um verdadeiro Occultist sem ser um real Teósofo; caso contrário ele é simplesmente mágico preto, se consciente ou inconsciente.


P. O que quer dizer você?

Um. Eu já disse que um verdadeiro Teósofo tem que pôr em prática o

ideal moral mais alto, tem que se esforçar para perceber a unidade dele com o todo de

humanidade, e trabalha ceaselessly para outros. Agora, se um Occultist não faz

tudo isso, ele tem que agir selfishly para o próprio benefício pessoal dele; e se ele tem

poder mais prático adquirido que outros homens ordinários, ele se torna em seguida um inimigo mais perigoso para o mundo e esses ao redor dele que o mortal comum. Isto está claro.


P. Então simplesmente é um Occultist um homem que possui mais poder que outro pessoas?

Um. Longe mais-se ele é um Occultist prático e realmente instruído, e nenhum

só em nome. Ciências ocultas não são, como descrito em Enciclopédias,

… essas ciências imaginárias das Idades Medianas para as quais relacionaram o suposto

ação ou influência de qualidades Ocultas ou poderes de sobrenatural, como alquimia,

magia, necromancia, e astrologia…

-para elas estão reais, atuais, e muito perigosas ciências. Eles ensinam o

potência secreta de coisas em Natureza, desenvolvendo e cultivando o escondido

poderes “ oculto em homem, lhe dando “ assim tremendas vantagens em cima de mais

mortais ignorantes. Hipnotismo, agora fique tão comum e um assunto de sério

investigação científica, é um exemplo bom em ponto. Poder hipnótico foi

quase descoberto por acidente, o modo para isto tido sido preparado por

mesmerismo; e agora um hypnotist capaz pode fazer quase qualquer coisa com isto, de

forçando um homem, inconscientemente para ele, para jogar o bobo, para o fazer,

cometa um crime-freqüentemente por procuração para o hypnotist, e para o benefício do

posterior. Não é este um poder terrível se partiu nas mãos de sem escrúpulos pessoas? E por favor se lembrar que isto é único das filiais secundárias de Occultism.


P. Mas não é tudo estas ciências Ocultas, magia, e feitiçaria, considerou por as pessoas mais cultas e instruídas como relíquias de ignorância antiga e superstição?

Um. Me deixe o lembrar que esta observação seu corta ambos os modos. O “ mais mais

cultivado e instruído “ entre você também considere Cristianismo e todo outro

religião como uma relíquia de ignorância e superstição. Pessoas começam a acreditar

de qualquer modo, agora em hipnotismo, e algum-até do mais mais culto-em

Teosofia e fenômenos. Mas quem entre eles, menos preachers e cortina,

fanatics, confessará a uma convicção em milagres Bíblicos? E isto é onde

o ponto de diferença entra. Há Teósofo muito bons e puros

que pode acreditar no sobrenatural, milagres divinos incluíram, mas não

Occultist fará assim. Para um Occultist pratica Teosofia científico, baseado,

em conhecimento preciso dos funcionamentos de segredo de Natureza; mas Teósofo,

praticando os poderes chamados anormal, menos a luz de Occultism, vão

simplesmente tenda para uma forma perigosa de mediumship, porque, embora segurando

para Teosofia e seu código concebível mais alto de éticas, ele pratica isto dentro a escuridão, em fé sincera mas cega. Qualquer um, Teósofo ou Espiritualista, que tenta cultivar um das filiais de Oculto ciência-por exemplo., Hipnotismo, Mesmerismo, ou até mesmo os segredos de produzir fenômenos físicos, etc. - sem o conhecimento da razão de philosophic desses poderes, é como um barco de rudderless lançado em um oceano tempestuoso.

______________________
 

A Diferença Entre Teosofia e Espiritualismo


P. Mas você não acredita em Espiritualismo?

Um. Se por “ Espiritualismo “ você quer dizer a explicação da qual os Espiritualistas dão

alguns fenômenos anormais, então decididamente nós não fazemos. Eles mantêm que estes

manifestações são tudo produzidos pelos “ espíritos “ de mortais passados,

geralmente os parentes deles/delas que voltam a terra que eles dizem, comunicar,

com esses amaram eles ou a quem eles são fixos. Nós negamos este ponto

espaço em branco. Nós afirmamos que os álcoóis do morto não podem devolver para terra-economizar dentro

casos raros e excepcionais dos quais eu posso falar depois; nem faz eles

comunique com homens exclua através de meios completamente subjetivos. Que que faz

se apareça objetivamente, é só o fantasma do homem ex-físico. Mas em psíquico, e assim dizer, Espiritualismo Espiritual “, nós acreditamos, a maioria decididamente.


P. Você também rejeita os fenômenos?

Um. Seguramente não-economize casos de fraude consciente.


P. Como você responde por eles, então?

Um. Em muitas formas. As causas de tais manifestações estão por nenhum meios tão simples

como os Espiritualistas gostariam de acreditar. Em primeiro lugar de tudo, o ex de deus

machina das materializações “ denominadas “ normalmente é o corpo astral ou “ dobre “ do médio ou de alguém presente. Este corpo astral também é o produtor ou força operacional nas manifestações de ardósia-escrever, “ Davenport”-como manifestações, e assim por diante.


P. Você diz normalmente-então é o que produz isso o resto?

Um. Isso depende da natureza das manifestações. Às vezes o astral restos, o Kamalokic “ descasca “ dos desapareceram personalidades que eram; a outros tempos, Elementals. Espírito é uma palavra de significação múltipla e larga.  Eu realmente não sei que Espiritualistas querem dizer pelo termo; mas isso que nós os entenda reivindicar é que os fenômenos físicos são produzidos pelo Ego reencarnando, a individualidade “ Espiritual e imortal “. E isto hipótese que nós rejeitamos completamente. A Individualidade Consciente do disembodied não podem materializar, nem enlata isto retorno de seu próprio mental Esfera de Devachanic para o avião de objetividade terrestre.


P. Mas muitas das comunicações não só receberam do “ espetáculo de álcool “ inteligência, mas um conhecimento de fatos não conhecido ao médio, e às vezes não iguale conscientemente presente para a mente do investigador, ou quaisquer desses que compõem a audiência.

Um. Isto necessariamente não prova que a inteligência e conhecimento você

fale de pertença a espíritos, ou emane de almas de disembodied. Sonâmbulos

foi conhecido compor música e poesia e resolver matemático

problemas enquanto no estado de transe deles/delas, sem sempre ter música de learnt ou

matemática. Outros, respondidos inteligentemente a perguntas postas a eles, e

até mesmo, em vários casos, falou idiomas, como o hebreu e latim de qual

eles eram completamente ignorantes quando despertar-todos isto em um estado de profundo

sono. Vá você, então, mantém que isto foi causado por “ espíritos “?


P. Mas
como você explicaria isto?

Um. Nós afirmamos que a faísca divina em homem ser um e idêntico em seu

essência com o Espírito Universal, nosso “ Ego “ espiritual é praticamente

onisciente, mas que não pode manifestar seu conhecimento devido ao

impedimentos de assunto. Agora o mais estes impedimentos são afastados, em outro palavras, o mais o corpo físico é paralisado, sobre seu próprio independente atividade e consciência, como em sono profundo ou transe fundo, ou, novamente, em doença, o mais completamente enlate o manifesto de Ego interno neste avião. Isto é nossa explicação desses fenômenos verdadeiramente maravilhosos de uma ordem mais alta, em são exibidos qual inteligência inegável e conhecimento. Sobre o mais baixo ordem de manifestações, como fenômenos físicos e o platitudes e conversa comum do espírito geral “, explicar o mais importante até mesmo de, os ensinos que nós seguramos no assunto levariam para cima mais espacial e tempo que pode ser dividido no momento a isto. Nós temos nenhum desejo para interferir com a convicção dos Espiritualistas qualquer mais que com qualquer outra convicção. O responsabilidade tem que cair nas crentes em “ espíritos “. E ao presente momento, enquanto ainda convenceu que o tipo mais alto de manifestações acontece pelas almas de disembodied, os líderes deles/delas e os mais instruídos e inteligente entre os Espiritualistas está o primeiro em não confessar isso tudo os fenômenos são produzidos por espíritos. Gradualmente eles virão reconhecer a verdade inteira; mas enquanto isso nós temos nenhum certo nem deseja converter eles para nossas visões. O menos assim, como nos casos de puramente psíquico e manifestações espirituais que nós acreditamos no intercommunication do espírito do homem vivo com isso de personalidades de disembodied.

Nós dizemos que em tais casos não é o álcool do morto em que desce terra, mas os álcoóis do viver isso ascendem ao puro espiritual Almas. Em verdade lá está ascendendo nem está descendo, mas uma mudança de estado ou condiciona para o médio. O corpo da formação posterior paralisado, ou “ encantou, “ o Ego espiritual é grátis de suas redes finas, e achados isto no mesmo avião de consciência com o disembodied espíritos. Conseqüentemente, se há qualquer atração espiritual entre os dois eles possa comunicar, como freqüentemente acontece em sonhos. A diferença entre um mediumistic e uma natureza non-sensível é isto: o espírito liberado de um médio tem a oportunidade e facilidade de influenciar os órgãos passivos de seu corpo físico encantado, os fazer agir, fala, e escreve a seu testamento.

O Ego pode fazer isto repetir, eco-como, e no idioma humano, o

pensamentos e idéias da entidade de disembodied, como também seu próprio. Mas o

organismo non-receptivo ou non-sensível de um que é muito positivo não pode

seja influenciado assim. Conseqüentemente, embora há um ser humano quase não cujo Ego

não segure relacionamento grátis, durante o sono do corpo dele, com esses,

quem amou e perdeu, contudo, por causa do positiveness e

non-receptividade de seu envelope físico e quebra a cabeça, nenhuma lembrança, ou um

muito escuro, sonhar-como recordação, demora uma vez na memória da pessoa desperte.


P. Isto significa que você rejeita a filosofia de Espiritualismo em toto?

Um. Se através de “ filosofia “ você quiser dizer as teorias cruas deles/delas, nós fazemos. Mas eles têm nenhum

filosofia, em verdade. O deles/delas melhor, o deles/delas a maioria o intelectual e sério

defensores dizem assim. A verdade de unimpeachable fundamental e única deles/delas, isto é,

aqueles fenômenos acontecem por médio controlados por forças invisíveis e

inteligência-nenhum um, exclua um materialist cego do “ Huxley dedo do pé “ grande

eduque, vá ou pode negar. Com respeito à filosofia deles/delas, porém, me deixe

leia a você isso que o editor capaz de Luz, que quem os Espiritualistas vão

não ache nenhum campeão mais sábio nem mais dedicado, diz deles e a filosofia deles/delas.

Isto é isso que M.A. Oxon, “ um dos muito poucos Espiritualistas filosóficos, escreve, com respeito à falta deles/delas de organização e fanatismo cego:

Vale a pena olhar continuamente neste momento, para isto é de momento vital.

Nós temos uma experiência e um conhecimento ao lado dos quais todo o outro conhecimento é

comparativamente insignificante. O wroth de ceras Espiritualista ordinário se qualquer um

aventura impugnar o conhecimento seguro dele do futuro e o absoluto dele

certeza da vida para vir. Onde outros homens estiraram fraco adiante

mãos que procuram no escuro no futuro escuro, ele caminha corajosamente como um que tem um quadro

e sabe o modo dele. Onde outros homens pararam curto a uma aspiração piedosa

ou esteve contente com uma fé hereditária, é a ostentação dele que ele sabe

o que eles só acreditam, e que fora das lojas ricas dele pode completar ele

as fés de desvanecimento só construíram em esperança. Ele é magnífico nos procedimentos dele

com homem a maioria apreciou expectativas. Ele parece dizer:

Você espera para que que eu posso demonstrar. Você aceitou um tradicional convicção em o que eu posso provar experimentalmente de acordo com o mais rígido método científico. As velhas convicções estão enfraquecendo; saia deles e seja separe. Eles contêm tanta falsidade quanto verdade. Só construindo em um fundação segura de fato demonstrado enlata seu superstructure seja estável. Tudo círculo você velhas fés estão tombando. Evite o estrondo e o adquira fora.

Quando a pessoa vem lidar com esta pessoa magnífica de um modo prático, isso que

o resultado é? Desapontando muito curioso e mesmo. Ele está tão seguro de seu

chão que ele não leva nenhuma dificuldade para averiguar a interpretação que outros

ponha nos fatos dele. A sabedoria das idades se interessou com o

explicação do que ele considera provado justamente; mas ele não vira um

olhar passando em suas pesquisas. Ele faz nem mesmo concorde completamente com seu

Espiritualista de irmão. Terminou novamente a história do corpo de Sulco velho que, junto com o marido dela, formou um “ kirk “. Eles tiveram chaves exclusivas para Céu, ou, bastante, ela teve, porque ela era “ na certo aboot Jamie “. Assim o infinitamente dividido e subdividiu e re-subdividiu seitas de Espiritualistas trema as cabeças deles/delas, e é “ na certo aboot “ um ao outro. Novamente, o experiência coletiva de gênero humano é sólida e invariável neste ponto que união é força, e desunião uma fonte de fraqueza e fracasso. Ombro assumir, perfurou e disciplinou, um populaça se torna um exército, cada homem um emparelhe para cem dos homens destreinados que podem ser trazidos contra isto.

Organização em todo departamento do trabalho de homem significa sucesso, enquanto economizando de tempo

e trabalho, lucro e desenvolvimento. Queira de método, queira de plano, por acaso, trabalhe, energia espasmódica, indisciplinado esforço-este fracasso malfeito mau. O voz de humanidade atesta a verdade. Faz o Espiritualista aceite o veredicto e age na conclusão? Verily, não. Ele recusa organizar. Ele é uma lei até ele, e um espinho no lado dos vizinhos dele.


P. Me fui falado que a Sociedade Teosófica foi fundada para esmagar originalmente Espiritualismo e convicção na sobrevivência da individualidade em homem?

Um. Você é informado mal. Nossas convicções são tudo fundados naquele imortal

individualidade. Entretanto, como tantos outros, você confunde personalidade com

individualidade. Seus psicólogos Ocidentais não parecem ter estabelecido

qualquer distinção clara entre os dois. Ainda é precisamente aquela diferença

que dá a idéia fundamental à compreensão de filosofia Oriental, e

quais mentiras à raiz da divergência entre o Teosófico e

Ensinos espiritualistas. E entretanto ainda pode nos utilizar mais o

hostilidade de alguns Espiritualistas, contudo eu tenho que declarar aqui que é Teosofia

que é o verdadeiro e puro Espiritualismo, enquanto o esquema moderno de aquele nome é, como agora praticou pelas massas, simplesmente transcendental, materialismo.


P. Por favor explique sua idéia mais claramente.

Um. O que eu quero dizer é que entretanto nossos ensinos insistem na identidade de

espírito e importa, e entretanto nós dizemos que espírito é questão potencial, e

importe espírito simplesmente cristalizado (por exemplo, as ice is solidified steam), yet

como a condição original e eterna de tudo não está nenhum espírito mas meta-espírito, como quem diz, que nós mantemos que o termo espírito só pode ser aplicado à verdadeira individualidade.


P. Mas o que é a distinção entre esta “ verdadeira individualidade “ e o “ eu “ ou “ Ego “ do qual nós estamos todo conscientes?

Um. Antes de eu poder lhe responder, nós temos que discutir em o que você quer dizer por “ mim “ ou

Ego “. Nós distinguimos entre o fato simples de autoconsciência, o

sentimento simples que “ eu sou eu, “ e o complexo pensou que “ eu sou Sr. Smith “

ou “ Sra. Marrom “. Acreditando como nós fazemos em uma série de nascimentos para o mesmo Ego,

ou reencarnação, esta distinção é o pivô fundamental do todo

idéia. Você vê “ Sr. Smith “ realmente quer dizer uma série longa de experiências diárias

amarrado junto pela linha de memória, e formando isso que Sr. Chamadas de Smith

ele “. Mas nenhum destas “ experiências “ realmente é o “ eu “ ou o Ego,

nem eles dão “ Sr. Smith “ o sentimento que ele se é, porque ele esquece

a maior parte das experiências diárias dele, e eles produzem o sentimento de

Egoity nele só enquanto eles duram. Então, nós Teósofo distinguem

entre este pacote de “ experiências “ que nós chamamos o falso (porque assim

finito e evanescente) personalidade, e aquele elemento em homem para qual o

sentindo de “ mim é eu “ sou devido. É isto “ que eu sou eu “ que chamamos nós o verdadeiro

individualidade; e nós dizemos que este “ Ego “ ou individualidade joga, como um

ator, muitas partes na fase de vida. Nos deixe chamar toda vida nova em terra

do mesmo Ego uma noite na fase de um teatro. Uma noite o ator, ou

“ Ego, “ se aparece como “ Macbeth, “ o próximo como “ Shylock, “ o terço como “ Romeo,”

o quarto como “ Hamlet “ ou “ Rei Lear, “ e assim por diante, até que ele traspassou

o ciclo inteiro de encarnações. O Ego começa a vida-peregrinação dele como um

duende, um “ Ariel, “ ou um “ Puck “; ele faz o papel de um extranumerário, é um soldado,

criado, um do coro; sobe então a “ partes que fala, “ jogos conduzindo,

papéis, entremeados com partes insignificantes, cultivam ele se aposenta finalmente de

a fase como “ Prospero, “ o mágico.


P. Eu entendo. Você diz, então, que este verdadeiro Ego não pode voltar a terra depois de morte. Mas seguramente o ator está a liberdade, se ele preservou o senso da individualidade dele, devolver se ele gosta à cena do anterior dele ações?

Um. Nós não dizemos, simplesmente porque tal um retorno para terra seria incompatível

com qualquer estado de felicidades puras depois de morte, como eu estou preparado provar. We

diga que o homem sofre miséria não merecida tanto durante a vida dele, pelo

falta de outros com quem ele é associado, ou por causa do ambiente dele,

que ele é intitulado aperfeiçoar resto e aquietar seguramente, se não felicidades, antes de

levando novamente o fardo de vida. Porém, nós podemos discutir isto em detalhes depois.


______________________
 

Por que Teosofia é Aceitado?


P. Eu entendo até certo ponto; mas eu vejo que seus ensinos são distantes mais complicado e metafísico que Espiritualismo ou corrente religiosos pensaram. Possa você me, então, fala o do qual causou este sistema Teosofia que você apoio para despertar interesse tanto e tanto hostilidade ao mesmo tempo?

Um. Há várias razões para isto, eu acredito; entre outras causas que podem seja mencionado é:

1. A grande reação do crassly teorias materialistas agora prevalecente entre professores científicos.

2. Descontentamento geral com a teologia artificial do vários Igrejas Cristãs, e o número de aumentar diariamente e conflitar seitas.

3. Uma percepção sempre-crescente do fato que os credos que são assim obviamente ego-e mutuamente-contraditório não pode ser verdade, e isso reivindica que são unverified não podem ser reais. Esta desconfiança natural de convencional

religiões só são fortalecidas pelo fracasso completo deles/delas para preservar moralidades

e purificar sociedade e as massas.

4. Uma convicção por parte de muitos, e conhecimento por alguns, que lá deve esteja em algum lugar um sistema filosófico e religioso que será científico e não meramente especulativo.

5. Uma convicção, talvez, aquele tal um sistema deve ser buscado longe para em ensinos

pré-datando alguma fé moderna.


P. Mas como este sistema veio ser avançado agora mesmo?

Um. Só porque o tempo foi achado para estar maduro, qual fato é mostrado pelo

determinado esforço de tantos estudantes sérios para alcançar a verdade, a

qualquer custo e onde quer que possa ser escondido. Vendo isto, seus guardas,

permitiu que algumas porções deveriam ser proclamadas pelo menos daquela verdade.

Tido a formação da Sociedade Teosófica sido adiado alguns anos

mais muito tempo, um que a metade das nações civilizadas teria se tornado antes deste tempo

materialists espesso, e o outro meio anthropomorphists e phenomenalists.


P. É nós para considerar Teosofia de qualquer forma como uma revelação?

Um. De nenhuma maneira qualquer-não até mesmo no senso de uma revelação nova e direta

de algum mais alto, sobrenatural, ou, pelo menos, os seres sobre-humanos; mas só em

o senso de um “ descerramento “ de velho, muito velho, verdades para presta atenção a hitherto

ignorante deles, ignorante até mesmo da existência e preservação de qualquer tal conhecimento arcaico.

Ficou “ à moda, “ especialmente ultimamente, zombar a noção que

sempre havia, nos mistérios de grande e civilizou peoples, como o

Egípcios, gregos, ou romanos, qualquer coisa mas impostura sacerdotal. Até mesmo o

Rosicrucians seja nenhum melhor que meio lunático, meio knaves. Numerosos livros

foi escrito neles; e principiantes que tinham ouvido o nome quase não alguns

anos antes de, sallied fora como os críticos profundos e Gnostics no assunto de

alquimia, os fogo-filósofos, e misticismo em geral. Ainda uma série longa

do Hierophants de Egito, Índia, Chaldea, e Arábia são conhecidas, ao longo de

com os maiores filósofos e salvas de Grécia e o Oeste, ter

incluído debaixo da designação de sabedoria e ciência divina todo o conhecimento,

porque eles consideraram a base e origem de toda arte e ciência como

essencialmente divino. Platão considerou os mistérios mais sagrado, e Clemens

Alexandrinus que tinha se sido iniciou nos mistérios de Eleusinian,

declarou “ que as doutrinas ensinaram therein contido neles o fim de

todo o conhecimento “ humano. Era o Platão e Clemens dois knaves ou dois bobos, nós,

deseje saber, ou-ambos?


P. Você falou de “ Perseguição “. Se verdade é como representado por Teosofia, por que

se encontrou com tal oposição, e sem aceitação geral?

Um. Por novamente muitos e várias razões um dos quais são o ódio sentidas por

homens para “ inovações, “ como eles os chamam. Egoísmo é essencialmente

conservador, e ser de ódio transtornado. Prefere um fácil-andamento,

unexacting mentem à maior verdade, se o posterior requer o sacrifício

do conforto menor da pessoa. O poder de inércia mental é grande em qualquer coisa

isso não promete benefício imediato e recompensa. Nossa idade é preeminently

unspiritual e assunto de fato. Além disso, há o caráter pouco conhecido

de ensinos de Theosophic; a natureza altamente confusa das doutrinas, alguns,

de qual contradiz flatly muitos do vagaries humano apreciou por

sectário que comeram no mesmo caroço de convicções populares. Se nós

some este os esforços pessoais e grande pureza de vida extorquiram desses

que se tornaria os discípulos do círculo interno, e o muito limitado

classifique para qual umas atrações de código completamente desinteressadas, será fácil para

perceba a razão por que Teosofia é sentenciado a tal trabalho lento, para cima. É

essencialmente a filosofia desses que sofrem, e perdeu toda a esperança de

sendo ajudado a sair do lodo de vida por qualquer outro meios. Além disso, o

história de qualquer de sistema de convicção ou moralidades, recentemente introduziu em um estrangeiro

suje, espetáculos que seus começos foram impedidos por todo obstáculo que

obscurantismo e egoísmo poderiam sugerir. “ A coroa do inovador é um

coroa de espinhos “ realmente! Nenhum puxando abaixo de edifícios velhos, lombriga-comidos podem ser

realizado sem um pouco de perigo.


P. Tudo isso recorre bastante às éticas e filosofia do T.S. o Enlate me dê uma idéia geral da Sociedade isto, seus objetos e estatutos?

Um. Isto nunca foi feito secreto. Pergunte, e você receba respostas precisas.


P. Mas eu ouvi que você era encadernado através de penhores?

Um. Só na Seção Enigmática ou “ Esotérica “.


P. E também, que alguns sócios depois de partir não se consideraram saltados por eles. Eles têm razão?

Um. Isto mostra que a idéia deles/delas de honra é uma imperfeita. Como possa eles são

direito? Como bem disse em O Caminho, nosso órgão teosófico em Nova Iorque, tratando de tal um caso:

Suponha que um soldado é experimentado para infração de juramento e disciplina, e

é despedido do serviço. Na raiva dele à justiça chamou ele

abaixo, e de de quem penalidades foi prevenido ele distintamente, as voltas de soldado

para o inimigo com falso espião e traidor-como uma vingança em seu Chefe anterior, e reivindicações que o castigo dele o libertou do juramento dele de lealdade para uma causa.

Ele é justificado, o pense? Não faça você pensa que ele merece ser chamado um homem desonroso, um covarde?


P. Eu acredito assim; mas alguns pensam caso contrário.

Um. Tanto o pior para eles. Mas nós falaremos depois neste assunto, se você por favor.

O Sistema de Funcionamento do T.S. *1)

Os Objetos da Sociedade


P. O que são os objetos da “ Sociedade “ Teosófica?

Um. Eles têm três anos, e foi tão desde o princípio.

1. Formar o núcleo de uma Fraternidade Universal de Humanidade sem distinção de raça, cor, ou credo.

2. Promover o estudo de ariano *2) e outros Bíblia, do Mundo, religiões e ciências, e vindicar a importância de velho Asiático isto é, literatura do Brahmanical, budista, e Zoroastrian filosofias.

3. Investigar os mistérios escondidos de Natureza debaixo de todo aspecto possível, e os poderes psíquicos e espirituais oculto em homem especialmente.

 

Estes são, amplamente declarou, os três objetos principais do Teosófico Sociedade.

*1) também veja apêndice ao término deste arquivo

*2) H.P.B. meios a raça Indo-germânica original da Índia Do norte (veja

H.P.B., O Glossário Teosófico, Londres, 1892,

e também o glossário ao término deste arquivo)


P. Você pode me dar informação mais detalhada nestes?

Um. Nós podemos dividir cada dos três objetos em como muitas cláusulas explicativas

como pode ser achado necessário.


P. Então nos deixe começar com o primeiro. Que meios o vão recurso para, em

ordene para promover tal um sentimento de fraternidade entre raças para as que são conhecidas

seja das religiões mais diversificadas, alfândegas, convicções, e modos de pensamento?

Um. Me permita somar que que você parece pouco disposto expressar. Claro que nós

saiba que com a exceção de duas sobras de raça-o Parsees e o

Judeu-toda nação é dividida, não somente contra todas as outras nações, mas até mesmo

contra si mesmo. Isto é achado a maioria do prominently entre o denominado civilizou

Nações Cristãs. Conseqüentemente sua maravilha, e a razão por que nosso primeiro objeto

se aparece a você uma Utopia. Não é assim?


P. Bem, sim; mas o que o tem dizer contra isto?

Um. Nada contra o fato; mas muito sobre a necessidade de remover o causas que fazem no momento para Fraternidade Universal uma Utopia.


P. O que são, em sua visão, estas causas?

Um. Primeiramente, o egoísmo natural de natureza humana. Isto egoísmo, em vez de ser erradicado, é fortalecido diariamente e estimulado em um sentimento feroz e irresistível pelo presente educação religiosa que não só tende a encorajar mas positivamente para justifique. As idéias de pessoas quase certo e injustiça foi completamente pervertido pela aceitação literal da Bíblia judia. Todos o desinteresse dos ensinos altruísticos de Jesus somente se tornou um assunto teórico para oratório de púlpito; enquanto os preceitos de prático egoísmo ensinou na Bíblia de Mosaico contra qual o Cristo tão vaidosamente orado, ficou inveterado na vida íntima do Ocidental nações. “ Um olho para um olho e um dente para um dente “ veio ser o primeiro máxima de sua lei. Agora, eu declaro abertamente e fearlessly que o perversidade desta doutrina e de tantos outros Teosofia lata só erradique.


______________________
 

A Origem Comum de Homem


P. Como?

Um. Simplesmente demonstrando em lógico, filosófico, metafísico, e até mesmo

chãos científicos que: (um) Todos os homens têm espiritualmente e fisicamente o

mesma origem que é o ensinando fundamental de Teosofia. (b) Como gênero humano

é essencialmente de um e a mesma essência, e aquela essência é um-infinito, uncreate, e eterno, se nós chamamos isto Deus ou Então, natureza-nada pode afetar uma nação ou um homem sem afetando todas as outras nações e todos os outros homens. Isto é como certo e como óbvio como que uma pedra lançada em uma lagoa, cedo ou tarde, começará movimento toda única gota de therein de água.


P. Mas este não é o ensino de Cristo, mas bastante uma noção de pantheistic.

Um. Isso é onde suas mentiras de engano. É puramente Cristão, embora não Judaic, e então, talvez, suas nações Bíblicas preferem ignorar isto.


P. Esta é uma acusação por atacado e injusta. Onde é suas provas para tal uma declaração?

Um. Eles estão à mão prontos. Cristo é alegado para ter dito: “ Amor um ao outro “

e “ Ama seus inimigos “; para

… se ye os amam (só) qual amor você, que recompensa (ou mérito) tenha ye? Do nem mesmo os publicanos o mesmo? E se você só sauda seus irmãos, isso que faça ye mais que outros? Faça nem mesmo publicanos assim?

Estas são as palavras de Cristo. Mas a Gênese diz “ Amaldiçoado seja Canaã, criado de

criados devem ele está até os irmãos “ dele. Então, e Cristão mas Pessoas bíblicas preferem a lei de Moses à lei de Cristo de amor. Eles fundam no Testamento Velho que alcovita a todas suas paixões as leis deles/delas de conquista, anexação, e tirania em cima de raças que eles chamam inferior. Isso que crimes estiveram comprometidos em virtude deste infernal (se levado dentro seu carta morta) passagem em Gênese, história só nos dá uma idéia, porém, inadequado.

Ao fim da escravidão de Idades Mediana, debaixo do poder de forças morais,

tinha desaparecido principalmente da Europa; mas dois eventos momentosos aconteceram que

overbore o funcionamento de poder moral em sociedade européia e soltou um enxame

de maldições na terra como gênero humano raramente sempre tidas conhecido. Um de

estes eventos eram o navegando primeiro para um povoou e costa bárbara onde

seres humanos eram um artigo familiar de tráfico; e o outro a descoberta

de um mundo novo onde mina de brilhar riqueza estava aberto, contanto trabalho

poderia ser importado para trabalhar eles. Para quatrocentos homens de anos e mulheres e

crianças eram rasgadas de tudo quem eles souberam e amaram, e era vendido no

costa de África para comerciantes estrangeiros; eles foram encadeados debaixo de enfeitar-o morto

freqüentemente com o vivo-durante a passagem mediana horrível “, “ e, conforme

para Bancroft, historiador imparcial, duzentos e cinqüenta mil fora de

foram lançados três e uns milhões de quarto no mar naquela passagem fatal,

enquanto o resto foi consignado a miséria sem nome nas minas, ou debaixo de

o chicotada na cana e campos de arroz. A culpa deste grande crime descansa em

a Igreja Cristã. “ No nome do Trinity “ mais Santo o espanhol

Governo (o católico romano) concluiu mais que dez tratados que autorizam o

venda de quinhentos mil seres humanos; em 1562 velejou Senhor John Hawkins

na incumbência diabólica dele de comprar os escravos na África e os vender dentro o

Indies ocidental em um navio que agüentou o nome sagrado de Jesus; enquanto a Elizabeth,

a Rainha protestante, o recompensou para o sucesso dele nesta primeira aventura de ingleses naquele tráfico desumano lhe permitindo usar como a crista dele “ um demi-mouro na própria cor dele, salte com uma corda, ou, em outro palavra, um escravo “ de negro algemado.


P. Eu o ouvi dizer que a identidade de nossa origem física é provou

através de ciência que de nossa origem espiritual pela Sabedoria-religião. Ainda nós fazemos

não ache Darwinists que exibe grande afeto fraternal.

Um. Há pouco assim. Estes é que espetáculos a deficiência dos sistemas materialistas,

e prova que nós Teósofo estão no direito. A identidade de nosso

origem física não faz nenhuma atração a nossos sentimentos mais altos e mais fundos. Importe,

privado de sua alma e espírito, ou sua essência divina, não pode falar o coração humano. Mas a identidade da alma e espírito, de realidade, o homem imortal, como Teosofia nos ensina, uma vez provado e enraizado em nossos corações, vá nos conduza longe na estrada de real caridade e benevolência fraterna.


P. Mas como Teosofia explica a origem comum de homem?

1. Ensinando que a raiz de toda a natureza, objetivo e subjetivo, e tudo outro no universo, visível e invisível, é, era, e sempre seja uma essência absoluta de qual todos os começos, e em o qual tudo devolve. Isto é ariano *) filosofia, completamente, só representado pelo Vedantins, e o sistema budista. Com isto conteste à vista, é o dever de todos os Teósofo para promover dentro todo modo prático, e em todos os países, a expansão de non-sectário educação.

*) Veja observação atrás no uso da palavra um par de páginas arianas


P. O que aconselham os estatutos escritos de sua Sociedade para seus sócios fazer além isto? No avião físico, quero dizer eu?

Um. Para despertar sentimento fraternalmente entre nações nós temos que ajudar dentro

a troca internacional de artes úteis e produtos, através de conselho,

informação, e cooperação com todos os indivíduos merecedores e associações

(contanto, porém, some os estatutos “ que nenhum benefício ou porcentagem deve

seja levado pela Sociedade ou o ‘ Companheiros para seu ou o incorporado deles/delas

serviços “). Por exemplo, levar uma ilustração prática. A organização de Sociedade, descreveu por Edward Bellamy, o trabalho Olhando magnífico dele, Para trás, admiravelmente representa a idéia Teosófica do que deveria ser o primeiro grande passo para a realização cheia de fraternidade universal. O estado de coisas ele descreve quedas com falta de perfeição, porque egoísmo ainda existe e opera nos corações de homens. Mas no principal, egoísmo e individualismo foi superado pelo sentimento de solidariedade e mútuo fraternidade; e lá o esquema de vida descreveu reduz as causas tendendo a criar e nutrir egoísmo a um mínimo.


P. Então como um Teósofo você levará parte em um esforço para perceber tal um ideal?

Um. Certamente; e nós temos provou isto por ação. Não o tenha ouvido do

Clubes nacionalistas e festa desde as quais pularam para cima na América o

publicação do livro de Bellamy? Eles são agora prominently próximo à frente,

e fará tão cada vez mais com o passar do tempo. Bem, estes clubes e isto

festa foi começada em primeiro lugar por Teósofo. Um do primeiro,

o Clube Nacionalista de Boston, Massachusetts, tem Teósofo para

O presidente e Secretário, e a maioria de seu executivo pertence o

T.S. Na constituição de todos seus clubes, e da festa são eles

formando, a influência de Teosofia e da Sociedade está claro, porque eles

todo o objeto pegado como a base deles/delas, o primeiro deles/delas e princípio fundamental, o

Fraternidade de Humanidade como ensinado por Teosofia. Na declaração deles/delas de

Princípios que eles declaram:

O princípio da Fraternidade de Humanidade é um das verdades eternas isso governa o progresso do mundo em linhas que distinguem natureza humana de natureza bruta.

O que pode ser mais Teosófico que isto? Mas não é bastante. O que também é

precisado é impressionar os homens com a idéia que, se a raiz de gênero humano é um,

então também deve haver uma verdade na qual acha expressão todos o vários religião-exclua dentro o judeu, como você não ache expressou até mesmo dentro o Cabala.


P. Isto recorre à origem comum de religiões, e você pode ter razão lá. Mas como aplica a fraternidade prática no avião físico?

Um. Primeiro, porque que que é verdadeiro no avião metafísico também deve ser

retifique no físico. Secundariamente, porque não há nenhuma mais fonte fértil de

ódio e discussão que diferenças religiosas. Quando uma festa ou outro

se pensa o possuidor exclusivo de verdade absoluta, só fica natural

que ele deveria pensar o vizinho dele absolutamente nas embreagens de Erro ou o

Diabo. Mas uma vez consegue que um homem veja que nenhum deles tem a verdade inteira, mas

que eles são mutuamente complementares, que a verdade completa pode ser achada só nas visões combinadas de tudo, depois do que é falso em cada deles, foi peneirado verdadeira fraternidade fora-então em religião será estabelecido.  O mesmo aplica no mundo físico.


P. Por favor explique mais adiante.

Um. Leve um exemplo. Uma planta consiste em uma raiz, um talo, e muitos brotos e folhas. Como humanidade, como um todo, é o talo que cresce do espiritual arraigue, assim é o talo a unidade da planta. Fira o talo e é óbvio que todo broto e folha sofrerão. Assim está com gênero humano.


P. Sim, mas se você prejudicar uma folha ou um broto, você não prejudica o todo planta.

Um. E então você pensa que prejudicando um homem você não prejudica

humanidade? Mas como você sabe? É você atento que até mesmo ciência materialista

porém, ensina que qualquer desprezo de dano, a uma planta afetará o todo curso de seu crescimento futuro e desenvolvimento? Então, você está enganado, e a analogia está perfeita. Porém, se você negligencia o fato que um corte em o dedo pode fazer freqüentemente o corpo inteiro sofrer, e reage em geral sistema nervoso, eu o tenho que lembrar ainda mais que pode haver bem outro leis espirituais, operando em plantas e animais como também em gênero humano, embora, como você não reconheça a ação deles/delas em plantas e animais, você, possa negar a existência deles/delas.


P. Que leis quer dizer você?

Um. Nós os chamamos leis de Karmic; mas você não entenderá o significado cheio de

o termo a menos que você estude Occultism. Porém, meu argumento não descansou em

a suposição destas leis, mas realmente na analogia da planta. Se expanda

a idéia, leve a cabo para uma aplicação universal, e você achará logo

que em verdadeira filosofia toda ação física tem sua moral e perpétuo

efeito. Fira um homem o fazendo dano completamente; você pode pensar que a dor dele e

sofrendo não podem esparramar por qualquer meios aos vizinhos dele, menos de tudo para homens,

de outras nações. Nós afirmamos que vai, em tempo. Então, nós dizemos,

que a menos que todo homem seja trazido entender e aceitar como um axiomático

verdade que tendo prejudicado um homem nós nos prejudicamos não só mas o

inteiro de humanidade no final das contas, nenhum sentimento fraterno como orou por

todos os grandes Reformadores, preeminently por Buddha e Jesus, são possíveis em terra.


______________________
 

Nossos Outros Objetos


P. Vá agora você explica os métodos pelos quais você propõe levar a cabo o segundo objeto?

Um. Colecionar para a biblioteca a nossa sede de Adyar, Madras-e por

os Companheiros das Filiais deles/delas para o habitante deles/delas biblioteca-todos os trabalhos bons

nas religiões do mundo que nós podemos. Pôr em forma escrita correto informação nas várias filosofias antigas, tradições, e lendas, e dissemina o mesmo de tais modos praticáveis como a tradução e publicação de trabalhos originais de valor, e extratos de e comentários no mesmo, ou as instruções orais de pessoas aprenderam dentro o deles/delas departamentos respectivos.


P. E isso que sobre o terceiro objeto, desenvolver em homem o espiritual oculto dele ou poderes psíquicos?

Um. Isto tem que também ser alcançado por meio de publicações, nesses lugares,

onde nenhuma conferência e ensinos pessoais são possíveis. Nosso dever é manter

vivo em homem as intuições espirituais dele. Opor e contrariar-depois de dívida

investigação e prova de seu natureza-fanatismo irracional em toda forma,

religioso, científico, ou social, e hipocrisia acima de tudo, se como religioso

sectarianism ou como convicção em milagres ou qualquer coisa sobrenatural. O que nós temos

fazer é buscar obter conhecimento de todas as leis de natureza, e para

difunda. Encorajar o estudo dessas leis entendido por moderno menos

pessoas, as Ciências Ocultas denominadas, baseado no verdadeiro conhecimento de

natureza, em vez de, como no momento, em convicções supersticiosas baseado em cortina

fé e autoridade. Folclore popular e tradições, porém fantástico a

tempos, quando peneirou pode conduzir à descoberta de longo-perdido, mas importante,

segredos de natureza. Então, a Sociedade aponta a procurar esta linha de investigação, na esperança de alargar o campo de científico e filosófico, observação.


______________________
 

No Sacredness do Penhor


P. O tenha qualquer sistema ético que você leva a cabo na Sociedade?

Um. As éticas estão lá, pronto e clareia bastante para whomsoever seguiria eles. Elas são a essência e nata das éticas do mundo, juntadas de, os ensinos dos grandes reformadores de todo o mundo. Então, você achará therein representado Confucius e Zoroaster, Lao-tzu e o Bhagavad-Gita, os preceitos de Gautama Buddha e Jesus de Nazareth, de Hillel e seu, eduque, a partir de Pythagoras, Sócrates, Platão, e as escolas deles/delas.


P. Os sócios de sua Sociedade levam a cabo estes preceitos? Eu ouvi de grandes dissensões e disputas entre eles.

Um. Muito naturalmente, desde embora a reforma (em sua forma presente) pode ser chamado novo, os homens e mulheres ser reformado são o mesmo humano, enquanto pecando naturezas a partir de velho. Como já disse, os sócios de funcionamento sérios são poucos; mas muitos são as pessoas sinceras e bem-dispostas que tentam o deles/delas melhor viver até a Sociedade e os próprios ideais deles/delas. Nosso dever é encorajar e ajude os companheiros individuais em ego-melhoria, intelectual, moral, e espiritual; não culpar ou condenar esses que falham. Nós temos, estritamente falando, nenhum certo qualquer um-especialmente recusar admissão para dentro o Esotérico Seção da Sociedade, em que “ ele que entra é como um recém nascido “. Mas se qualquer sócio, os penhores sagrados dele na palavra dele de honra e Ego imortal, todavia, escolhe continuar, depois daquele “ nascimento novo, “ com o novo tripule, os vícios ou defeitos da velha vida dele, e ainda se viciar neles dentro a Sociedade, então, claro que, ele é mais que provável ser pedido resignar e retira; ou, no caso do recusa dele, ser expelido. Nós temos o regras mais rígidas para tais emergências.


P. Alguns deles podem ser mencionados?

Um. Eles podem. Começar com, nenhum Da mesma categoria na Sociedade, se exotérico ou esotérico, tem um direito para forçar as opiniões pessoais dele em outro Da mesma categoria. Não é legal para qualquer oficial da Sociedade de Pai expressar em público, através de palavra ou age, qualquer hostilidade para, ou preferência para, qualquer uma seção, religioso ou filosófico, mais que outro. Tudo têm um direito igual para tenha as características essenciais da convicção religiosa deles/delas se deitadas antes o tribunal de um mundo imparcial. E nenhum oficial da Sociedade, em seu, capacidade como um oficial, tem o direito para orar as próprias visões sectárias dele e convicções para sócios ajuntados, exclui quando a reunião consistir em seu co-religionists. Depois de advertência devida, será castigada violação desta regra por suspensão ou expulsão.

Este é um das ofensas na Sociedade a grande. Como cumprimentos o interno seção, agora chamou o Esotérico, as regras seguintes foram colocadas e adotou, tão distante atrás como 188.

Nenhum Companheiro porá ao uso egoísta dele pelo que qualquer conhecimento comunicou a ele

qualquer sócio da primeira seção (agora um grau “ mais alto “); violação do regra que é castigada através de expulsão.

Porém, agora antes de qualquer tal conhecimento poder ser dado, o candidato tem se ligar por um juramento solene não usar isto para propósitos egoístas, nem para revele qualquer coisa dito exclua através de permissão.


P. Mas é um homem expelido, ou resignando, da seção livre revelar

qualquer coisa que ele pode ter aprendido, ou quebrar qualquer cláusula do penhor ele tem

levado?

Um. Certamente não. A expulsão dele ou resignação só o alivia do obrigação de obediência para o professor, e do de tomada um ativo separe no trabalho da Sociedade, mas seguramente não do penhor sagrado de segredo.


P. Mas é este razoável e há pouco?

Um. Seguramente. Para qualquer homem ou mulher com o sentimento honrado mais leve

um penhor de segredo assumido a palavra da pessoa de honra até mesmo, muito mais para a pessoa

Mais alto Ego-o Deus está ligando até morte. E entretanto ele pode partir a Seção e a Sociedade, nenhum homem ou mulher de honra pensarão de atacando ou prejudicando um corpo para o qual ele ou ela foram empenhadas assim.


P. Mas este andamento não é bastante longe?

Um. Talvez assim, de acordo com o baixo padrão do tempo presente e

moralidade. Mas se não liga até onde isto, a que uso está um penhor

tudo? Como enlate qualquer um espera ser ensinado conhecimento secreto, se ele é ser a

liberdade para se livrar de todas as obrigações ele tinha levado, sempre que ele

agrada? Que segurança, confiança, ou confiança sempre existiriam entre homens, se

penhores como isto eram não ter nenhuma força realmente que liga nada? Acredite

eu, a lei de retribuição (Karma) vá muito logo colha um que tão sem dinheiro

o penhor dele, e talvez assim que o desprezo de todo homem honrado

vá, até mesmo neste avião físico. Como bem expressou no Caminho de Nova Iorque

há pouco citado neste assunto,

Um penhor uma vez levado, sempre está ligando na moral e o oculto

mundos. Se nós quebramos isto uma vez e somos castigados, que não nos justifica dentro

quebrando isto novamente, e tão longo como fazemos nós, testamento tão longo a alavanca poderosa de

a Lei (de Karma) reaja em nós.

As Relações do T.S. para Teosofia

Em Ego-melhoria


P. É elevação moral, então, a coisa principal insistiu em dentro seu Sociedade?

Um. Indubitavelmente! Ele que seria um verdadeiro Teósofo tem que se trazer para viva como um.


P. Nesse caso, então, como eu observei antes, o comportamento de alguns sócios estranhamente

desmente esta regra fundamental.

Um. Realmente faz. Mas isto não pode ser ajudado entre nós, qualquer mais que entre

esses que se chamam os cristãos e agem gostam de demônios. Esta não é nenhuma falta

de nossos estatutos e regras, mas que de natureza humana. Até mesmo em algum exotérico

filiais públicas, os sócios se empenham no Ego “ mais Alto deles/delas para

viva a vida prescrita por Teosofia. Eles têm que trazer o Divine Self deles/delas

guiar seu todo pensamento e ação, diariamente e em todo momento de

as vidas deles/delas. Um verdadeiro Teósofo deveria negociar justamente e deveria caminhar humbly “.


P. O que quer dizer você por isto?

Um. Simplesmente isto: o um mesmo tem que se esquecer para os muitos egos. Deixe

eu resposta você nas palavras de um verdadeiro Philaletheian, um F.T.S., que tem formosamente expressado isto em O Teósofo:

O que todo homem precisa primeiro é se achar, e então leva um honesto inventário das posses subjetivas dele, e, ruim ou falido como pode ser, não está além de redenção se nós começamos sobre isto sério.

Mas quantos fazem? Tudo estão dispostos trabalhar para o próprio desenvolvimento deles/delas e

progresso; muito poucos para esses de outros. Citar o mesmo escritor novamente:

Foram enganados os homens e foram iludidos longo bastante; eles têm que quebrar os ídolos deles/delas, guarde os fraudes deles/delas, e vá trabalhar eles-não para, há um pequeno formule muito ou muitos, porque ele que trabalha para ele não teve melhor trabalho nada; bastante o deixe se trabalhar para outros, para tudo. Para toda flor de amor e caridade que ele planta no jardim do vizinho dele, uma erva daninha repugnante vai desapareça do próprio dele, e assim este jardim do deus-humanidade-deva floresça como uma rosa. Em todas as Bíblias, todas as religiões, isto é claramente fixo adiante-mas os homens artificiosos interpretaram mal no princípio e finalmente castrado, materializou, besotted eles. Não requer um novo revelação. Deixe todo homem ser uma revelação até ele. Deixe homem uma vez posse de objeto pegado de espírito imortal do templo do corpo dele, dirija fora o dinheiro-changers e toda coisa suja, e a própria humanidade divina dele vai o resgate, para quando ele está assim ao uma com ele que ele saberá o “ construtor do Templo “.


P. Este é puro Altruísmo, eu confesso.

Um. É. E se só um Companheiro do T.S. fora de dez praticaria isto

os nossos realmente seriam um corpo de eleito. Mas há esses entre o

estranhos que sempre recusarão ver a diferença essencial entre

Teosofia e a Sociedade Teosófica, a idéia e seu pretérito imperfeito

incorporação. Tal visitaria todo pecado e falta do veículo, o

corpo humano, no puro espírito que derrama thereon sua luz divina. É isto

só para ou? Eles lançam pedras a uma associação que tenta trabalhar para cima

para, e para a propagação de, seu ideal com a maioria do tremendo odds contra

isto. Algum vilify a Sociedade Teosófica só porque presume para tentar

fazer isso em qual outra sistema-igreja e Cristianismo de Estado

fracassou a maioria do egregiously; outros porque eles vão fain

preserve o estado existente de coisas: Pharisees e Sadducees no assento

de Moses, e publicanos e revelling de pecadores em lugares altos, como debaixo do

Império romano durante sua decadência. De qualquer modo, pessoas feira-notadas devem

se lembre que o homem que faz tudo que ele pode, faz até ele que tem

alcançado o mais mais, neste mundo de possibilidades relativas. Isto é um simples

truísmo, um axioma apoiou para crentes nos Evangelhos pela parábola de

os talentos dados pelo Mestre deles/delas: o criado que dobrou os dois talentos dele

foi recompensado até aquele outro da mesma categoria-criado que tinha recebido cinco. To

todo homem é determinado “ de acordo com a vários habilidade “ dele.


P. Ainda é bastante difícil de desenhar a linha de demarcação entre o abstrato e o concreto neste caso, como temos nós só o posterior a forma nosso julgamento por.

Um. Então por que faz uma exceção para o T.S.? Justiças, como caridade, devem

comece em casa. Vá você insulta e ridiculariza ao “ Sermão no Monte “

porque seu social, político e até mesmo leis religiosas têm, tão longe, não

só não levou a cabo seus preceitos no espírito deles/delas, mas até mesmo no deles/delas

carta morta? O juramento em Tribunais, Parlamento, Exército e em todos lugares, e faz como o Quakers faz, se você se chamará os cristãos.  os próprios Tribunais, para se você seguisse as Ordens de Cristo, você tem que dar seu casaco a ele que o priva de seu capote, e vire sua bochecha esquerda para o tiraniza que o golpeia à direita. Não “ resista mal, ame seus inimigos, os abençoe que maldição você, faça bem a eles isso o odeie, para “ whosoever um quebrará do menos destas Ordens e ensinará os homens assim, ele será chamado o menos no Reino de Céu, e “ whosoever dirão ‘ Tu fool’ estarão em perigo de inferno fogo “. E por que você deveria julgar, se você não fosse julgado em sua volta?  Insista que entre Teosofia e a Sociedade Teosófica há nenhum diferencie, e em seguida você ponha o sistema de Cristianismo e seu mesmo essência aberto às mesmas carga de pólvora, só em uma forma mais séria.


P. Por que mais sério?

Um. Porque, enquanto os líderes do Movimento Teosófico, reconhecendo,

completamente as faltas deles/delas, tente tudo eles podem fazer emendar os modos deles/delas e desarraigar

o mal que existe na Sociedade; e enquanto as regras deles/delas e leis municipais são moldado no espírito de Teosofia, os Legisladores e as Igrejas de nações e países que se chamam o Christian fazem o contrário. Nosso sócios, até mesmo o pior entre eles, são nenhum pior que o Christian comum.

Além disso, se os Teósofo Ocidentais sofrem dificuldade tanto dentro

conduzindo a verdadeira vida Teosófica, é porque elas são todas as crianças

da geração deles/delas. Todo um deles era um Christian, criou e expôs

no sophistry da Igreja dele, as alfândegas sociais dele, e até mesmo o paradoxal dele

leis. Ele era isto antes de ele se tornou um Teósofo, ou bastante, um sócio do

Sociedade daquele nome, como também não pode ser repetido freqüentemente isso entre o

ideal abstrato e seu veículo há uma diferença mais importante.


______________________
 

O Abstrato e o Concreto


P. Por favor elucide esta diferença um pequeno mais.

Um. A Sociedade é um grande corpo de homens e mulheres, composto do mais mais

elementos heterogêneos. Teosofia, em seu significado abstrato, é o Divine

Sabedoria, ou o agregado do conhecimento e sabedoria que estão por baixo de o

Universo-a homogeneidade de bem eterno; e em seu senso concreto está

o sumtotal de igual a dividiu tripular por natureza, nesta terra, e não

mais. Algum earnestly de sócios empreendem perceber e, como quem diz, para

Teosofia de objectivize nas vidas deles/delas; enquanto outros só desejam saber de,

não praticar isto; e outros ainda podem ter unido somente a Sociedade fora

de curiosidade, ou um interesse de transcurso, ou talvez, novamente, porque alguns de

os amigos deles/delas pertencem a isto. Como, então, enlate o sistema seja julgado pelo

padrão desses que assumiriam o nome sem qualquer direito para isto? Is

poesia ou sua musa só ser medido por esses poetas que pretende ser que afligem

nossas orelhas? A Sociedade só pode ser considerada como a incorporação de Teosofia dentro

seus motivos abstratos; nunca pode presumir para se chamar seu concreto

veículo tão longo como imperfeições humanas e fraquezas é tudo representados dentro

seu corpo; caso contrário a Sociedade estaria repetindo só o grande erro e

o sacrilégio de outflowing das Igrejas denominadas de Cristo. Se Oriental

podem ser permitidas comparações, Teosofia é o oceano de shoreless de universal

verdade, amor, e sabedoria, refletindo seu brilho na terra, enquanto o

Sociedade teosófica é só uma bolha visível naquela reflexão. Teosofia

é natureza divina, visível e invisível, e sua Sociedade natureza tentando humano

ascender a seu pai divino. Teosofia, finalmente, é o fixo eterno

ponha ao sol, e sua Sociedade o cometa evanescente que tenta resolver em uma órbita para

se torne um planeta, enquanto sempre revolvendo dentro da atração do sol de verdade. Foi formado para ajudar mostrando a homens que tal uma coisa como Teosofia existe, e os ajudar a ascender para isto estudando e assimilando suas verdades eternas.


P. Eu pensei que você disse que você teve nenhuma doutrina ou doutrinas de seu próprio?

Um. Nenhum mais que nós temos. A Sociedade não tem nenhuma sabedoria de seu próprio a apoio ou

ensine. Simplesmente é o armazém de todas as verdades proferido pelo grande videntes, inicia, e profetas de histórico e até mesmo idades pré-históricas; a menos, tantos quanto isto pode adquirir. Então, somente está terminado o canal o qual mais ou menos de verdade, ache nas expressões vocais acumuladas de os grandes professores de humanidade, é despejado no mundo.


P. Mas tal verdade é inalcançável fora da sociedade? Não faz todo Reivindicação de igreja o mesmo?

Um. Não. A existência inegável de grandes Filhos iniciar-verdadeiros “ de

God”-espetáculos que tal sabedoria foi alcançada freqüentemente por indivíduos isolados,

porém, nunca sem a orientação de um mestre no princípio. Mas a maioria do

seguidores de tal, quando eles se tornaram os mestres na volta deles/delas, enfezou o

Catolicismo destes ensinos no encaixe estreito do próprio sectário deles/delas

dogmas. Foram adotadas só então as ordens de um mestre escolhido e

seguido, para a exclusão de tudo outros-se seguiu nada, note bem, como

no caso do Sermão no Monte. Cada religião é assim um pouco do

verdade divina, feita focalizar um panorama vasto de fantasia de humano para a qual reivindicou,

represente e substitua aquela verdade.


P. Mas Teosofia, você diz, uma religião não é?

Um. Seguramente não é, desde que é a essência de toda a religião e de

verdade absoluta, uma gota de qual só está por baixo de todo credo. Recorrer uma vez

mais para metáfora. Teosofia, em terra, está como o raio branco do espectro, e toda religião única das sete cores prismáticas.

Ignorando todos os outros, e os amaldiçoando como falso, todo especial colorido

raio não só reivindica prioridade, mas ser aquele raio de branco isto, e

anathematizes igualam seus próprios matizes de luz para escuridão, como heresias. Ainda, como

o sol de elevações de verdade mais alto e mais alto no horizonte da percepção de homem,

e cada raio colorido diminui gradualmente até que é reabsorvido finalmente dentro sua volta, a humanidade será amaldiçoada afinal nenhum mais longo com artificial polarizações, mas se achará tomando banho na pura luz solar incolor de verdade eterna. E estes será Theosophia.


P. Sua reivindicação é, então, que todas as grandes religiões são derivadas de Teosofia, e que está assimilando isto que o mundo será finalmente economizado da maldição de suas grandes ilusões e erros?

Um. Precisamente assim. E nós somamos que nossa Sociedade Teosófica é a semente humilde o qual, se molhou e partiu para viver, produzirá a Árvore finalmente de Conhecimento de Bem e Mal que são enxertados na Árvore de Vida Eterno. Para só está estudando as várias grandes religiões e filosofias de humanidade, os comparando dispassionately e com uma mente imparcial que homens podem esperar chegar à verdade. Especialmente está descobrindo e notando os vários pontos deles/delas de acordo que nós podemos alcançar este resultado.

Para nenhum mais cedo faça nós chegar-qualquer um através de estudo, ou sendo ensinado por alguém quem saber-a o significado interno deles/delas, que nós achamos, quase em todo caso que expressa um pouco de grande verdade em Natureza.


P. Nós ouvimos falar de uma Idade Dourada que era, e o que você descreve seria um Idade dourada ser percebido a algum dia futuro. Quando será?

Um. Não antes de humanidade, como um todo, sente a necessidade disto. Uma máxima no

Javidan Khirad Persa diz:

Verdade é de dois um manifesto e patente; o outro exigindo incessantemente demonstrações novas e provas.

Só é quando este tipo posterior de verdade se tornar tão universalmente óbvio quanto é agora escuro, e então sujeito a ser torcido através de sophistry e casuística; só é quando os dois tipos terão se tornado um mais uma vez, que todas as pessoas serão trazidas para ver semelhante.


P. Mas seguramente esse poucos que sentiu a necessidade de tais verdades deve ter feito

para cima as mentes deles/delas acreditar em algo definido? Você me fala que, o

Sociedade que não tem nenhuma doutrina de seu próprio, todo sócio pode acreditar como ele

escolhe e aceita o que ele agrada. Isto olha como se o Teosófico Sociedade estava curvada ao reavivar a confusão de idiomas e convicções do Torre de Babel de velho. O tenha nenhuma convicção em comum?

Um. O que é significado pela Sociedade que tem nenhuma doutrina ou doutrinas de seu próprio é,

que nenhuma doutrina especial ou convicções são obrigatórias em seus sócios; mas, de

curso, isto só aplica como um todo ao corpo. A Sociedade, como você era contado, é dividido em um exterior e um corpo interno. Esses para que pertencem o posterior tenha, claro que, uma filosofia, ou-se você assim prefere isto-um religioso sistema do próprio deles/delas.


P. Nós podemos ser contados o que é?

Um. Nós fazemos nenhum secreto disto. Foi esboçado alguns anos atrás dentro O

Teósofo e Budismo Esotérico, e ainda pode ser achado mais elaborado dentro

A Doutrina Secreta. Está baseado na filosofia mais velha do mundo,

chamado a Sabedoria-religião ou a Doutrina Arcaica. Se você gostar, você pode perguntar

perguntas e os tem explicado.

Os Ensinos Fundamentais de Teosofia

Em Deus e Oração


P. Você acredita em Deus?

Um. Isso depende o que você quer dizer pelo termo.


P. Eu quero dizer o Deus dos cristãos, o Pai de Jesus, e o Criador:

o Deus Bíblico de Moses, em resumo.

Um. Em tal um Deus não acreditamos nós. Nós rejeitamos a idéia de um pessoal, ou um

Deus extra-cósmico e antropomorfo que é mas a sombra gigantesca de homem, e não de homem ao dele melhor, ou. O Deus de teologia, nós dizer-e prova isto-é um pacote de contradições e uma impossibilidade lógica. Então, nós não tenha nada que ver com ele.


P. Declare suas razões, se você por favor.

Um. Eles são muitos, e não enlata tudo receba atenção. Mas aqui está alguns. Isto Deus é chamado pelos devotos dele infinito e absoluto, ele não é?


P. Eu acredito que ele é.

Um. Então, se infinito-i.e., ilimitado-e especialmente se absoluto, como possa ele

tem uma forma, e um criador de qualquer coisa é? Forma insinua limitação, e um

começando como também um fim; e para criar, tem que pensar um Ser e

plano. Como possa o absoluto seja suposto pensar-i.e., ter qualquer relação

tudo que para o que está limitado, finito, e condicionou? Isto é um

filosófico, e um absurdo lógico. Até mesmo o Cabala hebreu rejeita tal

uma idéia, e então, faz do um e o Deific Absoluto

Princípio uma Unidade infinita chamada Ain-Soph *)

* )Ain-Soph (grego: panela de toh, epeiros), o ilimitado ou ilimitado, em e de natureza, o non-existir isso É, mas isso não é um Ser.

Para criar, o Criador tem que ficar ativo; e como isto é impossível para poder absoluto, o princípio infinito teve que ser mostrado vistoso a causa de evolução (não criação) em um indireto modo-i.e., pelo emanação de si mesmo (outro absurdo, devido este tempo para os tradutores do Cabala) do Sephiroth.

Como o princípio eterno non-ativo pode emanar ou pode emitir? O Parabrahman de o Vedantins não faz nada do tipo; nem faz o Ain-Soph do Chaldean Cabala. É uma lei eterna e periódica que causa um ativo e força criativa (os logotipos) emanar do sempre-escondido e um princípio incompreensível no começo de todo Mah -Manvantara, ou ciclo novo de vida.


P. Como sobre esses Cabalistas que, enquanto sendo tal, ainda acredite dentro Jehovah, ou o Tetragrammaton?

Um. Eles estão a liberdade acreditar em o que eles agradam, como a convicção deles/delas ou

descrença pode afetar um fato patente quase não. Os Jesuítas nos contam isso dois e dois sempre não são quatro a uma certeza, desde que depende do testamento de Deus fazer 2 × 2 = 5. Nós aceitaremos o sophistry deles/delas para tudo aquilo?


P. Então você os Ateus são?

Um. Não que nós sabemos de, e não a menos que o epíteto de “ Ateu “ seja ser

aplicado a esses que descrêem em um Deus antropomorfo. Nós acreditamos dentro um

Divine Principle universal, a raiz de tudo dos quais tudo procedem, e dentro qual tudo serão absorvidos ao término do grande ciclo de Ser.


P. Esta é a reivindicação velha, velha de Panteísmo. Se você é Panteístas, você, não possa ser Deists; e se você não for Deists, então você tem que responder o nome de Ateus.

Um. Não necessariamente assim. O termo Panteísmo é novamente um do muitos abusaram

condições cujo real e primitivo significado foi torcido por cortina preconceito e uma visão unilateral disto. Se você aceita a etimologia Cristã desta palavra de combinação, e forma isto de panela, “ tudo, “ e theos, “ deus, “ e então imagine e ensine que isto significa que toda pedra e toda árvore em Natureza é um Deus ou o um Deus, então, claro que, você terá razão, e faz de fetiche-adoradores de Panteístas, além do nome legítimo deles/delas. Mas você apenas será como próspero se você etymologize o palavra Panteísmo esoterically, e como fazemos nós.


P. O que é, então, sua definição disto?

Um. Me deixe lhe fazer uma pergunta em minha volta. O que você entende através de Panela, ou

Natureza?


P. Natureza é, eu suponho, o sumtotal de coisas que existem ao redor de nós; o agregado de causas e efeitos no mundo de assunto, a criação ou universo.

Um. Conseqüentemente a soma personificada e ordem de causas conhecidas e efeitos; o

total de todas as agências finitas e forças, como totalmente desconectado de um Criador inteligente ou Criadores, e talvez “ concebeu de como um único e separe force”-como em suas enciclopédias?


P. Sim, eu acredito assim.

Um. Bem, nós nem levamos em conta este objetivo e material

natureza que nós chamamos uma ilusão evanescente, nem nós queremos dizer por natureza, em

o senso de sua derivação aceitada do Natura latino (se tornando, de

nasci, nascer). Quando nós falamos da Deidade e fazemos isto idêntico, conseqüentemente,

coeval, com Natureza, o eterno e natureza de uncreate é significada, e não seu agregado de sombras de flitting e irrealismos finitos. Nós deixamos isto para o hino-fabricantes para chamar o céu visível ou céu, o Trono de Deus, e nossa terra de lama o banco dele. Nossa deidade nem não está em um paraíso, nem em um árvore particular, edifício, ou montanha: está em todos lugares, em todo átomo de o visível a partir do Cosmo invisível, em, em cima de, e ao redor de todo invisível átomo e molécula divisível; para isto é o poder misterioso de evolução e involution, o onipresente, onipotente, e até mesmo onisciente criativo potencialidade.


P. Pare! Omnisciência é a prerrogativa de algo que pensa, e você negue a seu Poder absoluto o poder de pensamento.

Um. Nós negamos isto para o absoluto, desde que pensamento é algo limitado e condicionado. Mas você esquece isso evidentemente em filosofia absoluto inconsciência também é consciência absoluta, como caso contrário isto não seria absoluto.


P. Então seu Absoluto pensa?

Um. Não, não faz; pela razão simples que é Pensamento Absoluto isto. Nem existe, pela mesma razão, como é existência absoluta, e Ser-ness, não um Ser. Leia o poema Cabalístico soberbo por Solomon Ben Jehudah Gabirol, no Kether-Malchut, e você entenderá:

Tu arte um, a raiz de todos os números, mas não como um elemento de numeração; para unidade não admite de multiplicação, mudança, ou forma.

Tu arte um, e no segredo de unidade de Thy os mais sábios de homens estão perdidos,

porque eles não conhecem isto.

Tu arte um, e unidade de Thy nunca é diminuída, nunca estendido, e não pode seja mudado.

Tu arte um, e nenhum pensamento meu pode fixar para Thee um limite, ou define Thee.

Tu arte, mas não como um existente, para a compreensão e visão de

mortais não podem atingir a existência de Thy, nem determina para Thee o onde,

o como e o por que…

Em resumo, nossa Deidade é o eterno, evoluindo incessantemente, não criando, construtor do universo; aquele universo isto que desdobra fora de seu próprio essência, não sendo feito. É uma esfera, sem circunferência, em seu simbolismo que tem mas um atributo de sempre-ação que abraça todos outro existindo ou imaginável atributo-isto. É a uma lei, enquanto dando o impulso para manifestou, eterno, e leis de immutable, dentro disso, nunca-manifestando, porque lei absoluta que em seus períodos manifestando é A sempre-formação.


P. Eu ouvi um de seus sócios observando aquela Deidade Universal uma vez, enquanto sendo

em todos lugares, estava em recipientes de desonra, como nesses de honra, e, então, estava presente em todo átomo de minha cinza de charuto! Não é isto grau blasfêmia?

Um. Eu não penso assim, como lógica simples quase não pode ser considerada como blasfêmia. Era nós para excluir o Princípio Onipresente de um único matemático ponto do universo, ou de uma partícula de assunto que ocupa qualquer espaço concebível, nós ainda poderíamos considerar isto infinito?


______________________
 

É Necessário Rezar?


P. Você acredita em oração, e você sempre reza?

Um. Não. Nós agimos, em vez de falar.


P. Você não oferece orações igualam ao Princípio Absoluto?

Um. Por que deva nós? Pessoas bem-ocupadas sendo, nós podemos dispor perder quase não

tempo enviando orações verbais a uma pura abstração. O Unknowable é

capaz de relações só em suas partes para um ao outro, mas é non-existente como

cumprimentos qualquer relação finita. O universo visível depende para sua existência

e fenômenos em seu mutuamente formas suplentes e as leis deles/delas, não em oração ou

orações.


P. Você não acredita nada na eficácia de oração?

Um. Não em oração ensinada em tantos palavras e repetiu externamente, se por

oração você quer dizer a petição externa a um Deus desconhecido como o destinatário,

que foi inaugurado pelos judeus e popularizou pelo Pharisees.


P. Há qualquer outro tipo de oração?

Um. Decididamente; nós chamamos isto ir-oração, e é bastante um interno comando que uma petição.


P. A quem, então, reza você quando você faz assim?

Um. Para “ nosso Pai em heaven”-em seu significado esotérico.


P. É aquele diferente do um determinado a isto em teologia?

Um. Completamente assim. Um Occultist ou um Teósofo envia a oração dele a seu Pai que está em segredo, não para um extra-cósmico e então Deus finito; e aquele “ Pai “ está em homem ele.


P. Então você faz de homem um Deus?

Um. Por favor diga “ Deus “ e não um Deus. Em nosso senso, está o homem interno o único

Deus nós podemos ter conhecimento de. E como isto pode ser caso contrário? Nos Conceda nosso

postulado que Deus é um universalmente difundiu, princípio infinito, e como pode tripular só escape de estar encharcado por por, e em, a Deidade? We chame nosso “ Pai em céu “ que essência de deific da qual nós estamos cientes dentro de nós, em nosso coração e consciência espiritual, e que não tem nada ver com a concepção antropomorfa nós podemos formar disto dentro nosso físico cérebro ou sua fantasia: não “ Saiba ye aquele ye são o templo de Deus, e que o espírito de (o absoluto) Deus dwelleth em você “?

A pessoa acha freqüentemente em escritas Teosóficas declarações contraditórias aproximadamente o

Princípio de Christos em homem. Alguns chamam isto o sexto princípio (Buddhi), outros

o sétimo (Atma). Se Teósofo Cristãos desejam fazer uso de tal

expressões, os deixe seja feito filosoficamente correto seguindo o

analogia dos símbolos de Sabedoria-religião velhos. Nós dizemos que Christos não só é

um dos três princípios mais altos, mas todos os três consideraram um Trinity.  Este Trinity representa o Fantasma Santo, o Pai, e o Filho, como isto respostas para resumir espírito, espírito diferenciado, e encarnou espírito.  Krishna e Cristo são filosoficamente o mesmo princípio debaixo de seu triplo aspecto de manifestação. No Bhagavad-Gita nós achamos chamada de Krishna ele indifferently Atma, o Espírito abstrato, Kshetrajña, o mais Alto ou Ego reencarnando, e o Ego Universal, todos os nomes que, quando transferiu do Universo tripular, responda a Atma, Buddhi, e Manas. O Anugita é cheio da mesma doutrina.

Ainda, não deixe nenhum anthropomorphize de homem que essência em nós. Não deixe nenhum Teósofo, se

ele seguraria para divino, não verdade humana, diga que este “ Deus em segredo “

escuta, ou é distinto de, homem finito ou o infinito,

essência-para tudo está um. Nem, como há pouco observou, que uma oração é uma petição. É bastante um mistério; um processo oculto por qual finito e condicionado pensamentos e desejos, incapaz ser assimilado pelo espírito absoluto que é unconditioned, é traduzido em testamentos espirituais e o testamento; tal ser de processo chamou “ transmutação “ espiritual. A intensidade de nosso ardente aspirações mudam oração na pedra do “ filósofo, “ ou que o qual transmuda dianteira em puro ouro. A única essência homogênea, nosso ir-oração “ se torna a força ativa ou criativa, efeitos produtores, de acordo com nosso desejo.


P. Você pretende dizer que oração é um processo oculto que provoca resultados físicos?

Um. Sim. Will-poder se torna um poder vivo. Mas aflição até esse Occultists

e Teósofo que, em vez de esmagar fora os desejos do mais baixo

ego pessoal ou homem físico, e dizendo, enviando o Espiritual mais Alto deles/delas,

Ego imergido em Atma-Buddhic ilumina, “ Thy será feito, não meu, “ etc., envie

para cima ondas de ir-poder para propósitos egoístas ou profanos! Para isto é preto

magia, abominação, e feitiçaria espiritual. Infelizmente, tudo isso é o

ocupação favorita de nossos estadistas Cristãos e generais, especialmente quando

o posterior está enviando para dois exércitos assassinar um ao outro. Ambos favorecem antes

ação em um pouco de tal feitiçaria, oferecendo orações respectivamente para o

mesmo Deus de Anfitriões, cada suplicante a ajuda dele para cortar o gargantas de seus inimigos.


P. David rezou ao Deus de Anfitriões lhe ajudar a golpear os Filisteus e mate os sírios e o Moabites, e “ o Deus preservou o David whithersoever que ele foi “. Nisso nós seguimos só o que nós achamos na Bíblia.

Um. Claro que você faz. Mas desde que você se encanta se chamando os cristãos,

não Israelitas ou judeus, até onde nós sabemos, por que não faz bastante você segue isso

o qual o Cristo diz? E ele lhe comanda distintamente que não os siga “ de velho

tempos, “ ou a lei de Mosaico, mas ofertas que você faz como ele lhe fala, e adverte esses

que mataria pela espada que eles, também, perecerão pela espada.

Cristo lhe deu uma oração da qual você fez uma oração de lábio e um

ostente, e o qual nenhum mas o verdadeiro Occultist entende. Nisto diz você, em

seu significado de morto-senso: nos “ Perdoa nossas dívidas, como nós perdoamos nossos devedores,”

o qual você nunca faz. Novamente, ele lhe disse amar seus inimigos e fazer bem para eles que ódio você. Seguramente não é o “ profeta submisso de Nazareth “ que lhe ensinado a rezar a seu “ Pai “ matar, e lhe entrega vitória seu inimigos! Isto é por que nós rejeitamos o que você chama “ orações “.


P. Mas como você explica o fato universal que todas as nações e peoples rezou, e worshiped um Deus ou Deuses? Alguns adoraram e diabos propiciados e espíritos prejudiciais, mas isto só prova o universalidade da convicção na eficácia de oração.

Um. É explicado por aquele outro fato que oração tem vários outros significados além isso dado isto pelos cristãos. Não só significa um pleiteando ou solicite, mas significou, em dias de velho, muito mais uma prece e encantamento.

O mantra, ou o rhythmically cantaram oração dos hindus, tem precisamente

tal um significado, como o Brahmins se seguram mais alto que o devas comum

ou “ Deuses “. Uma oração pode ser uma atração ou um encantamento para malediction, e

uma maldição (como no caso de dois exércitos que rezam simultaneamente para mútuo

destruição) como muito como por abençoar. E como a grande maioria das pessoas

é intensamente egoísta, e só reza para eles, enquanto pedindo ser dado

o pão “ diário deles/delas em vez de trabalhar para isto, e Deus mendicante para não conduzir

eles “ em tentação “ mas os entregar (o memorialists só) de

mal, o resultado é, aquela oração, como agora compreendido, é duplamente pernicioso:

(um) mata em ego-confiança de homem; (b) desenvolve nele um ainda mais egoísmo feroz e egotismo que ele já está por natureza dotado com.

Eu repito, que nós acreditamos em harmonia em “ comunhão “ e ação simultânea

com nosso “ Pai em segredo “; e em momentos raros de felicidades extáticas, no

entrosando de nossa alma mais alta com a essência universal, atraiu como é

para sua origem e centra, um estado, chamado durante vida Samadhi, e

depois de morte, Nirvana. Nós recusamos rezar para criado finito ser-i.e., deuses,

santos, anjos, etc., porque nós consideramos isto como idolatria. Nós não podemos rezar

o absoluto por razões explicadas antes; então, nós tentamos substituir oração infrutífera e inútil por ações meritórias e bom-produtoras.


P. Cristãos chamariam isto orgulho e blasfêmia. Eles estão errados?

Um. Completamente assim. Pelo contrário, é eles que mostram orgulho Satânico dentro o deles/delas

convicção que o Absoluto ou o Infinito, até mesmo se havia tal uma coisa como

a possibilidade de qualquer relação entre o unconditioned e o

se incline para escutar todo tolo ou oração de egotistical. E

é eles novamente, que blasfemam virtualmente, ensinando que um Onisciente

e Deus Onipotente necessidades proferiram orações para saber o que ele tem que fazer! Este-compreendido é confirmado por Buddha e Jesus. O a pessoa diz:

Busque nought do desamparado não Deus-reze! mas bastante ato; para escuridão não clareie. Pergunte nought de silêncio, para isto pode falar nem ouça.

E o outro-Jesus-recomenda: “ Qualquer ye perguntarão em meu nome (isso de

Christos) isso vai eu faço “. Claro que, esta cotação, se levado dentro seu

sentido literal, vai contra nosso argumento. Mas se nós aceitamos isto esoterically,

com o conhecimento completo do significado do termo Christos que para nós

representa Atma-Buddhi-Manas, o “ ego, “ vem a isto: o único Deus nós

tenha que reconhecer e tenha que rezar, ou bastante aja em harmonia com, é aquele espírito de

Deus do qual nosso corpo é o templo, e em qual isto dwelleth.


______________________
 

Oração Mata Ego-confiança


P. Mas o próprio Cristo não rezou e recomendou oração?

Um. É registrado assim, mas essas “ orações “ são precisamente daquele tipo de

comunhão há pouco mencionou com o Pai da pessoa em segredo “. Caso contrário, e se nós

identifique o Jesus com a deidade universal, haveria algo também absurdamente ilógico na conclusão inevitável que ele, o “ mesmo Deus, ele “ rezou a ele, e separado o testamento daquele Deus do próprio dele!


P. Um argumento mais; um argumento, além disso, muito usado por alguns cristãos.

Eles dizem,

Eu sinto que eu não posso conquistar qualquer paixão e fraquezas dentro meu próprio força. Mas quando eu rezo a Jesus Christ que eu sinto que ele me dá força e que no poder dele eu posso conquistar.

Um. Nenhuma maravilha. Se “ o Cristo Jesus “ é Deus, e um independente e separado

dele reza que, claro que tudo é, e deve ser possível para “ um

Deus “ poderoso. Mas, então, onde é o mérito, ou justiça ou, de tal um

conquista? Por que deve o pseudo-conquistador seja recompensado para algo terminado

o qual o valeu só orações? O, até mesmo um homem mortal simples, pagamento, vá

seu trabalhador o salário de um dia cheio se você fizesse a maioria do trabalho dele para ele, ele,

se sentando debaixo de uma macieira, e rezando a você fazer assim, o tempo todo?  Esta idéia de passar a vida inteira da pessoa em inatividade moral, e tendo a pessoa trabalho mais duro e dever feitos por outro-se Deus ou homem-é muito indignante para nós, como é muito degradando a dignidade humana.


P. Talvez assim, contudo é a idéia de confiar em um Salvador pessoal para ajudar e fortalece na batalha de vida da qual é a idéia fundamental Cristianismo moderno. E não há nenhuma dúvida que, subjectively, tal convicção, é eficaz; i.e., que esses que acreditam se sentem ajudados e fortalecido.

Um. Nem está lá mais alguma dúvida que alguns pacientes de “ Christian “ e “ Mental Scientists”-o grande “ também é curado às vezes; nem isso hipnotismo, e sugestão, psicologia, e mediumship plano, produzirão tal resulta, como freqüentemente, se não oftener. Você leva em conta, e amarre na linha de seu argumento, sucessos só. E como aproximadamente dez tempos o número de fracassos? Seguramente você não presumirá para dizer isso fracasso é até mesmo desconhecido com uma suficiência de fé cega, entre fanático Cristãos?


P. Mas como você pode explicar esses casos que são seguidos por sucesso completo?  Onde faz um olhar de Teósofo para para poder subjugar as paixões dele e egoísmo?

Um. Para o Ego mais Alto dele, o espírito divino, ou o Deus nele, e para seu

Karma. Quanto tempo deve nós temos que repetir inúmeras vezes que a árvore é

conhecido por sua fruta, a natureza da causa por seus efeitos? Você fala de

paixões subjugando, e ficando bom por e com ajuda de Deus ou

Cristo. Nós perguntamos, onde você acha as pessoas mais virtuosas, inocentes,

se privando de pecado e crime, em Cristandade ou Budismo-em Christian

países ou em terras de pagão? Estatísticas são dar a resposta lá e

confirme nossas reivindicações. De acordo com o último censo em Ceylon e Índia, em

a mesa comparativa de crimes cometida por cristãos, muçulmanos, hindus, Eurasians, budistas, etc., etc., em dois milhões de população levados a fortuito de cada, e cobrindo as contravenções de vários anos, o proporção de crimes cometida pelos postos Cristãos como 15 a 4 como contra esses cometidos pela população budista. Nenhum Orientalist, nenhum historiador de qualquer nota, ou viajante em terras budistas, de Bispo Bigandet e Abbé Huc, para Senhor William Hunter e todo funcionário feira-notado, não dará o palma de virtude para budistas antes de cristãos. Ainda o anterior (não o verdadeiro Seita siamesa budista, a todos os eventos) não acredite em Deus ou um recompensa futura, fora desta terra. Eles não rezam, padres nem leigo. “ Reze “! eles exclamariam em maravilha, “ para quem, ou isso que?


P. Então eles verdadeiramente são os Ateus.

Um. A maioria do undeniably, mas eles também são os mais virtude-amorosos e

homens virtude-mantendo no mundo inteiro. Budismo diz: Respeito as religiões

de outros homens e permanece verdadeiro para seu próprio; mas Cristianismo de Igreja,

denunciando todos os deuses de outras nações como diabos, sentenciaria todo non-cristão a perdição eterna.


P. O sacerdócio budista não faz o mesmo?

Um. Nunca. Eles seguram muito ao preceito sábio achado no Dhammapada para

faça assim, porque eles sabem que,

Se qualquer homem, se ele seja aprendido ou não, o considere tão grande sobre

menospreze outros homens, ele está como uma propriedade de homem cega uma vela-cortina ele, ele,

illumines outros.


______________________
 

Na Fonte da Alma Humana


P. Como, então, você responde por ser de homem dotado com um Espírito e Alma?

De onde estes?

Um. Da Alma Universal. Certamente não dado por um Deus pessoal. De onde o elemento úmido no geléia-peixe? Do Oceano que cerca isto, em o qual vive e respira e tem seu ser, e onde devolve quando dissolvido.


P. Assim você rejeita o ensino que Alma é determinada, ou tomou fôlego em homem, por

Deus?

Um. Nos obrigam. A “ Alma “ falada de em Gênese é, como declararam therein, a “ Alma “ viva ou Nephesh (a alma vital, animal) com que Deus (nós dizemos natureza “ e lei de immutable) dota o homem goste de todo animal. Não é o alma pensando ou mente; menos de tudo é isto o Espírito imortal.


P. Bem, nos deixe pôr isto caso contrário: é isto Deus que dota o homem de um humano

Alma racional e Espírito imortal?

Um. Novamente, do modo você pôs a pergunta, nós temos que contestar a isto. Desde que nós

acredite em nenhum Deus pessoal, como possa nós acreditamos que ele dota o homem com

qualquer coisa? Mas concedendo, como hipótese, um Deus em que leva ele o risco de criar uma Alma nova para todo bebê novo-nascido, tudo aquilo, pode ser dito é aquele tal um Deus quase não pode ser considerado como ele dotado com qualquer sabedoria ou previsão. Certas outras dificuldades e o impossibilidade de reconciliar isto com as reivindicações trouxe a clemência, justiça, patrimônio líquido e omnisciência daquele Deus, é tantos recifes mortais em o qual este dogma teológico é diário e de hora em hora quebrado.


P. O que quer dizer você? Que dificuldades?

Um. Eu estou pensando em um argumento incontestável oferecido uma vez em minha presença por

um Singhalese padre budista, um preacher famoso, para um Christian,

missionário-um de nenhuma maneira ignorante ou desprevenido para a discussão pública

durante qual estava avançado. Era perto de Colombo, e o Missionário teve desafiado o padre Megattivati para dar as razões dele por que o Deus Cristão não deveria ser aceitado pelo “ pagão “. Bem, o Missionário veio fora de que sempre discussão memorável segundo melhor, como sempre.


P. Eu deveria estar alegre de aprender de que modo.

Um. Simplesmente isto: o padre budista postulado perguntando para o padre se seu

Deus só tinha dado ordens a Moses para homens manterem, mas ser quebrado

pelo próprio Deus. O missionário negou o indignantly de suposição. Bem,

dito o oponente dele,

… você nos fala que Deus não faz nenhuma exceção a esta regra, e que nenhuma Alma

possa nascer sem o testamento dele. Agora Deus proibe adultério, entre outras coisas,

e ainda você diz na mesma respiração que é ele que cria todo bebê

nascido, e ele que dota isto de uma Alma. É nós então entender que o

milhões de crianças nascido em crime e adultério está o trabalho de seu Deus? Isso

seu Deus proibe e castiga o rompimento das leis dele; e que,

não obstante, ele cria diariamente e almas de hora em hora para há pouco tais crianças?

De acordo com a lógica mais simples, seu Deus é um cúmplice no crime;

desde então, mas para a ajuda dele e interferência, poderia ser nenhuma tal criança de luxúria

nascido. Onde é a justiça de não só castigar os pais culpados mas até mesmo o bebê inocente para o que é terminado por aquele mesmo Deus quem contudo você exonere de qualquer culpa ele?

O missionário olhou para o relógio dele e de repente achou também estava adquirindo

tarde para discussão adicional.


P. Você esquece que todo tais casos inexplicáveis são mistérios, e que nós é proibido por nossa religião para inquirir nos mistérios de Deus.

Um. Não, nós não esquecemos, mas simplesmente rejeita tais impossibilidades. Nem faz nós

queira que você acredite como fazemos nós. Nós só respondemos as perguntas que você faz. Nós temos,

porém, outro nome para seus “ mistérios “.


______________________
 

Os Ensinos budistas no Anterior

 

 

P. O que ensina Budismo com respeito à Alma?

Um. Depende se você quer dizer Budismo exotérico, popular, ou seu esotérico ensinos. O anterior se explica em O Catecismo budista nisto sábio:

Alma considera uma palavra usada pelo ignorante expressar uma falsa idéia. If tudo está sujeito a mudança, então o homem é incluído, e todo material parte dele tem que mudar. Que que está sujeito a mudança não é permanente, assim pode haver nenhuma sobrevivência imortal de uma coisa de changeful.

Isto parece claro e definido. Mas quando nós vimos à pergunta que o novo personalidade em cada renascimento sucessivo é o agregado de “ Skandhas, “ ou os atributos, da personalidade velha, e pergunta se esta agregação nova de Skandhas é igualmente um ser novo no qual nada permaneceu do último, nós lemos isso:

Em um senso é um ser novo, em outro não está. Durante esta vida o

Skandhas estão mudando continuamente, enquanto o homem A.B. de quarenta é idêntico

como personalidade de cumprimentos com a mocidade A.B. de dezoito, contudo pelo ininterrupto

desperdício e reparação do corpo dele e mudança de mente e caráter, ele é um

ser diferente. Não obstante, o homem na idade velha dele colhe justamente o

recompensa ou sofrendo conseqüente nos pensamentos dele e ações a todo

fase prévia da vida dele. Assim o ser novo do renascimento, sendo o mesmo

individualidade como antes de (mas não a mesma personalidade), com mas um mudou

forme, ou agregação nova de Skandhas, justamente colhe as conseqüências seu ações e pensamentos na existência prévia.

Estas é metafísicas confusas, e claramente não expressa descrença em Alma por qualquer meios.


P. Algo assim não é falado de em Budismo Esotérico?

Um. É, para este ensino ambos pertencem a Budhism Esotérico ou Segredo Sabedoria, e para o Budismo exotérico, ou a filosofia religiosa de Gautama Buddha.


P. Mas nos somos falados distintamente que a maioria dos budistas não acredita dentro

a imortalidade da Alma?

Um. Nenhum mais fazem nós, se você quer dizer por Alma o Ego pessoal, ou

vida-alma-Nephesh. Mas todo budista instruído acredita no indivíduo ou

Ego divino. Esses que não fazem, erre no julgamento deles/delas. Eles são como enganado em

este ponto, como esses cristãos que equivocam o interpolations teológico,

dos editores posteriores dos Evangelhos sobre danação e hellfire, para

literalmente expressões vocais de Jesus. Nem Buddha nem Cristo “ sempre escreveram

qualquer coisa eles, mas ambos raio em alegorias e declarações escuras usadas “,” como todo verdadeiro Inicia fez, e fará por muito tempo contudo vir. Ambos Bíblia tratam de todo tais perguntas metafísicas mesmo cautiously, e ambos, registros budistas e Cristãos, pecam por aquele excesso de exotericism; o carta morta que significa excedendo a marca longe em ambos os casos.


P. Você pretende sugerir que nem os ensinos de Buddha nem esses de Cristo foi entendido antes justamente?

Um. O que eu quero dizer é da mesma maneira que você diz. Ambos os Evangelhos, o budista e o

Cristão, foi orado à vista com o mesmo objeto. Ambos os reformadores eram o filantropo ardente e altruísta-orando prático a maioria do unmistakably Socialismo do tipo mais nobre e mais alto, abnegação para o fim amargo.

“ Deixe os pecados da queda mundial inteira em mim que eu posso aliviar homem

miséria e sofrendo “! gritos Buddha. “ Eu não deixaria um grito quem eu pude

economize “! exclama o Príncipe-mendigo, clad no refugo atormenta do

enterro-chãos. “ Venha até mim todo o ye que trabalha e é pesado carregado e eu

lhe dê resto, “ é a atração para o pobre e os deserdaram fizeram por

o “ Homem de Tristezas “ que hath não onde pôr a cabeça dele. Os ensinos de

ambos são amor ilimitado por humanidade, caridade, perdão de dano,

esquecimento de ego, e compadece para as massas iludidas; ambos espetáculo o mesmo

desprezo para riquezas, e dá no mesmo entre meum e tuum. O deles/delas

desejo era, sem revelar a todos os mistérios sagrados de iniciação, para

dê o ignorante e os enganaram, de quem fardo em vida era muito pesado para

eles, espere bastante e um inkling na verdade suficiente os apoiar

nas horas mais pesadas deles/delas. Mas o objeto de ambos os Reformadores era frustrado,

devido a excesso de zelo dos seguidores posteriores deles/delas. As palavras dos Mestres

tido sido entendido mal e tido sido interpretado mal, veja as conseqüências!


P. Mas seguramente Buddha deve ter repudiado a imortalidade da alma, se todos o Orientalists e os próprios Padres dele dizem assim!

Um. O Arhats começou seguindo a política do Mestre deles/delas e a maioria

dos padres subseqüentes não foi iniciado, da mesma maneira que em Cristianismo; e

assim, pouco a pouco, as grandes verdades esotéricas se tornaram quase perdidas. Uma prova

em ponto é, que, fora das duas seitas existentes em Ceylon, o siamês acredita morte para ser a aniquilação absoluta de individualidade e personalidade, e o outro explica Nirvana, como nós Teósofo fazem.


P. Mas por que, naquele caso, faça Budismo e Cristianismo representam os dois postes opostos de tal convicção?

Um. Porque as condições debaixo das quais eles foram orados não eram o mesmo.

Na Índia o Brahmins, ciumento do conhecimento superior deles/delas, e excluindo

disto economiza toda casta o próprio deles/delas, tinha dirigido milhões de homens em idolatria

e quase fetichismo. Buddha teve que dar o morte-sopro a uma exuberância de fantasia insalubre e superstição fanática que são o resultado de ignorância, como raramente foi conhecido antes ou depois de. Melhor um ateísmo filosófico que tal adoração ignorante para esses:

Que choram nos deuses deles/delas e não são ouvidos,

Ou não é atendido a…

-e quem ao vivo e morre em desespero mental. Ele teve que prender isto em primeiro lugar

torrente barrenta de superstição, desarraigar erros antes de ele distribuísse o

verdade. E como ele não pudesse distribuir tudo, pela mesma razão boa como Jesus,

que lembra os discípulos dele para os que os Mistérios de Céu não são o

massas ininteligentes, mas para o eleito só, e então “ spake ele para

eles em parables”-assim a precaução dele levou Buddha a esconder muito. Ele até mesmo

recusado dizer ao monge Vacchagotta se havia, ou não era um Ego em homem. Quando apertou para responder, “ o Exaltado manteve silêncio “.

Buddha dá a Ananda, o discípulo iniciado dele que pergunta pela razão, deste silêncio, uma resposta clara e inequívoca no diálogo traduzido por Oldenburg do Samyutta-Nikaya:

Se eu, Ananda, quando o monge Vacchagotta vagante me perguntou: “ Está lá o Ego “? tinha respondido “ O Ego é, “ então que, Ananda, teria confirmado o doutrina do Samanas e Brahmans que acreditaram em estadia. Se eu, Ananda, quando o monge Vacchagotta vagante me perguntou, não “ Está lá o Ego “? tinha respondido, “ O Ego não é, “ então que, Ananda, teria confirmado a doutrina desses que acreditaram em aniquilação. Se eu, Ananda, quando o monge Vacchagotta vagante me perguntou, “ Há o Ego “? tido respondido, “ O Ego é, “ vá isso serviu meu fim, Ananda, produzindo, nele o conhecimento: todas as existências (dhamma) non-ego é? Mas se eu, Ananda, tinha respondido, “ O Ego não é, “ então que, Ananda, só teria causado o monge Vacchagotta vagante a ser lançado de uma confusão para outro: “ Meu Ego, não existiu antes? Mas agora existe nenhum mais longo “!

Isto mostra, melhor que qualquer coisa, aquele Gautama Buddha reteve tal doutrinas metafísicas difíceis das massas para não desconcertar eles mais. A que ele quis dizer era a diferença entre o pessoal temporário Ego e o Ego mais Alto que derramam sua luz no Ego imperecível o espiritual “ eu “ de homem.


P. Isto recorre a Gautama, mas de que modo toca os Evangelhos?

Um. História erudita e reflete sobre isto. Na ocasião os eventos narraram dentro o

São alegados evangelhos para ter acontecido, havia um intelectual semelhante

fermentação que acontece no todo civilizou mundo, só com defronte

resultados no Leste e o Oeste. Os deuses velhos estavam desaparecendo. Enquanto o

classes civilizadas vaguearam no trem do unbelieving Sadducees em

negações materialistas e mera forma de Mosaico de morto-carta em Palestine, e

em dissolução moral em Roma, as mais baixas e mais pobres classes correram depois

feitiçaria e deuses estranhos, ou se tornou os hipócritas e Pharisees. Mais uma vez o

tempo para uma reforma espiritual tinha chegado. O cruel, antropomorfo e

Deus ciumento dos judeus, com as leis sanguinolentas dele de “ um olho para olho e

dente para dente, “ do shedding de sangue e sacrifício de animal, teve que ser

banido para um lugar secundário e substituiu pelo Pai misericordioso “ dentro

Segredo “. O posterior teve que ser mostrado, não como um Deus extra-cósmico, mas como um

Salvador divino do homem de carne, entesourado no próprio coração dele e alma, em o pobre como no rico. Nenhum mais aqui que na Índia, pôde os segredos de iniciação seja divulgada, para que não dando que que é santo aos cachorros, e pérolas lançando antes de suínos, o Revealer e as coisas revelaram deveria ser andado debaixo de pé. Assim, a reticência de Buddha e Jesus-se o posterior sobreviveu o período histórico dividido a ele ou não, e que se privou igualmente de revelar os Mistérios de Vida claramente e Morte-conduziu no um caso às negações em branco de Budismo Sulista, e no outro, para as três formas colidindo da Igreja Cristã e as 3 seitas na Inglaterra protestante só.

Ensinos teosóficos sobre Natureza e Homem

A Unidade de ao todo


P. Tendo me contado o que Deus, a Alma e Homem não são, em suas visões, o enlatam

informe o que eles são, de acordo com seus ensinos, para mim?

Um. Na origem deles/delas e em eternidade os três, como o universo e tudo,

therein, é a pessoa com a Unidade absoluta, a essência de deific de unknowable eu

falado atrás sobre algum tempo. Nós acreditamos em nenhuma criação, mas no periódico

e aparecimentos sucessivos do universo do subjetivo sobre o avião objetivo de ser, a intervalos regulares de tempo, períodos que cobre de imensa duração.


P. Você pode elaborar o assunto?

Um. Leve como uma primeira comparação e uma ajuda para uma concepção mais correta,

o ano solar, e como um segundo, os dois meio daquele ano, produzindo cada, um dia e uma noite de seis meses duração ao polonês de Norte. Agora imagine, se você pode, em vez de um ano solar de 365 dias, eternidade. Deixe o sol represente o universo, e os dias polares e noites de seis meses cada-dias e noites que duram cada 182 trillions e quadrillions de anos, em vez de 182 dias cada. Como o sol surge todas as manhãs em nosso objetivo horizonte fora de seu (para nós) espaço subjetivo e antipódico, assim faz o Universo emerge periodicamente no avião de objetividade, enquanto emitindo disso de subjetividade-os antípodas do anterior. Este é o “ Ciclo de Vida “.

E como o sol desaparece de nosso horizonte, assim faz o Universo desapareça

a períodos regulares, quando os “ jogos noturnos “ Universais em. Os hindus chamam tal

alternações os “ Dias e Noites de Brahm, “ ou o tempo de Manvantara e o de Pralaya (dissolução). O Westerns pode os chamar Dias Universais e Noites se eles preferem. Durante o posterior (as noites) Tudo estão em Tudo; todo átomo está resolvido em uma Homogeneidade.


______________________
 

Evolução e Ilusão


P. Mas é quem cria isso cada tempo o Universo?

Um. Ninguém cria isto. Ciência chamaria a evolução de processo; o os filósofos pre-cristãos e o Orientalists chamaram isto emanação: nós, Occultists e Teósofo, veja nisto o único universal e eterno realidade que lança uma reflexão periódica de si mesmo no infinito De espaço profundidades. Esta reflexão que você consideração como o material objetivo universo, nós consideramos como uma ilusão temporária e nada mais. Aquele só que é eterno é real.


P. Àquela taxa, você e mim estão também ilusões.

Um. Como personalidades de flitting, hoje uma pessoa, amanhã outro-nós somos.

Vá você chama os flash súbitos do borealis de aurora, o Do norte

luzes, uma “ realidade, “ entretanto é tão real quanto pode ser enquanto você olhar para isto? Certamente não; é a causa que produz isto, se permanente e eterno, que é a única realidade, enquanto o outro é apenas uma ilusão de transcurso.


P. Tudo isso não explica a mim como esta ilusão chamada o universo origina; como o consciente ser, procede se manifestar do inconsciência que é.

Um. Só é inconsciência a nossa consciência finita. Verily pode nós parafraseie St. John e diz:

… e (Absoluto) luz (que é escuridão) shineth em escuridão (que é illusionary luz material); e o comprehendeth de escuridão isto não.

Esta luz absoluta também é absoluta e lei de immutable. Se através de radiação

ou emanação-nós não precisamos de disputa em cima de condição-o universo passa fora de seu

subjetividade homogênea sobre o primeiro avião de manifestação de qual

aviões há sete, nós somos ensinados. Com cada avião fica mais denso

e material até que alcança isto, nosso avião em qual o único mundo

aproximadamente conhecido e compreendido em sua composição física através de Ciência,

é o um generis de sui planetário ou Solar, nos somos falados.


P. O que quer dizer você através de generis de sui?

Um. Eu quero dizer que, entretanto a lei fundamental e o funcionamento universal de leis

de Natureza é uniforme, ainda nosso sistema solar (como todo outro tal sistema

nos milhões de outros em Cosmo) e até mesmo nossa Terra, tem seu próprio programa

de manifestações que diferem dos programas respectivos de tudo outros. We fale dos habitantes de outros planetas e imagine que se eles são os homens, i.e., pensando entidades, eles devem ser como somos nós. A fantasia de poetas e pintores e os escultores nunca não representam os anjos até mesmo como um cópia bonita de homem-mais asas. Nós dizemos que tudo isso é um erro e um ilusão; porque, se nesta pequena terra só acha tal uma diversidade em sua flora, fauna, e gênero humano*-de a alga para o cedro de Líbano, da água-viva para o elefante, do Bushman e negro para o Apollo, Belvedere-altere as condições cósmico e planetário, e deve haver como um resulte uma real flora diferente, fauna, e gênero humano. As mesmas leis vão forme um real jogo diferente de coisas e seres iguale neste nosso avião, incluindo em tudo nossos planetas. Quanto mais diferente então deve ser natureza externa em outros sistemas solares, e como tolo é isto julgar de outras estrelas e mundos e seres humanos por nosso próprio, como ciência física faz!


P. Mas o que são seus dados para esta afirmação?

Um. Que ciência aceitará em geral nunca como prova-o cumulativo testemunho de uma série infinita de Videntes que testemunharam a este fato.

As visões espirituais deles/delas, reais explorações por, e por, físico e

espiritual sente untrammeled através de carne de cortina, foi conferido sistematicamente e

comparado a pessoa com o outro, e a natureza deles/delas peneirou. Tudo aquilo não era

confirmado por experiência unânime e coletiva foi rejeitado, enquanto isso

só foi registrado como verdade estabelecida que, em várias idades, debaixo de

climes diferente, e ao longo de uma série não contada de observações incessantes,

foi achado concordar e receber confirmação constantemente adicional. Os métodos

usado por nossos estudantes e estudantes das ciências psicósico-espirituais não faça

difira desses de estudantes das ciências naturais e físicas, como você,

possa ver. Só nossos campos de pesquisa estão em dois aviões diferentes, e nosso

instrumentos são feitos por nenhuma mão humana para qual argumenta por acaso eles são

só o mais seguro. As réplicas, acumuladores, e microscópios do o químico e naturalista podem adquirir defeituoso; o telescópio e o os instrumentos de horological de astrônomo podem ser deteriorados; nossa gravação instrumentos estão além da influência de tempos ou os elementos.


P. E então você tem fé cega neles?

Um. Fé é uma palavra a não ser achada em dicionários teosóficos: nós dizemos

conhecimento fundou, em observação e experiência. Há esta diferença,

porém, que enquanto a observação e experiência de dianteira de ciência física

os Cientistas para sobre tantas hipóteses de funcionamento “ quanto há nota

evolua eles, nosso conhecimento consente acrescentar a seu conhecimento só esses fatos

que ficaram inegáveis, e que são completamente e absolutamente demonstrado. Nós temos nenhuma dois convicção ou hipóteses no mesmo assunto.


P. É isto em tais dados que você veio aceitar as teorias estranhas que nós achamos em Budismo Esotérico?

Um. Há pouco assim. Estas teorias podem estar ligeiramente incorretas nos detalhes secundários deles/delas,

e até mesmo defeituoso na exposição deles/delas por estudantes seculares; eles são fatos dentro

natureza, não obstante, e vem mais próximo a verdade que qualquer científico hipótese.


______________________
 

Em A Constituição

de Septenary de Nosso Planeta


P. Eu entendo que você descreve nossa terra como formando parte de uma cadeia de terras?

Um. Sim. Mas as outras seis “ terras “ ou globos, não está no mesmo avião de objetividade como nossa terra é; então nós não os podemos ver.


P. Isso está por causa da grande distância?

Um. Não, porque nós vemos com nossos planetas de olho nus e até mesmo estrelas a

immeasurably maiores distâncias; mas está devido a esse seis globos ser

fora de nossos meios físicos de percepção, ou avião de ser. Não só é

que a densidade material deles/delas, peso, ou tecido são completamente diferentes de

esses de nossa terra e os outros planetas conhecidos; mas eles são (para nós) em um

camada completamente diferente de espaço, como quem diz; uma camada a não ser percebida

ou sentia por nossos sensos físicos. E quando eu disser “ camada, “ por favor não permita

sua fantasia para sugerir a você camadas como estratos ou camas pôs a pessoa em cima do

outro, para isto só conduziria a outro misconception absurdo. O que eu quero dizer

através de “ camada “ está aquele avião de espaço infinito que por sua natureza não pode cair

debaixo de nossas percepções se despertando ordinárias, se mental ou físico; mas que existe em natureza fora de nossa mentalidade normal ou consciência, fora de de nosso espaço tridimensional, e fora de nossa divisão de tempo. Cada de os sete aviões fundamentais (ou camadas) em espaço-de curso como um todo, como o puro espaço da definição de Locke, não como nosso finito espaço-tem seu próprio objetividade e subjetividade, seu próprio espaço e tempo, sua própria consciência, e jogo de sensos. Mas tudo isso será dificilmente compreensível a treinado dos modos modernos de pensamento.


P. O que quer dizer você por um jogo diferente de sensos? Está lá qualquer coisa em nosso

avião humano que você poderia trazer como uma ilustração do que você diz, só para

dê uma idéia mais clara do que você pode querer dizer por esta variedade de sensos, espaços,

e percepções respectivas?

Um. Nenhum; exclua, talvez, que que para Ciência seria bastante uma cavilha à mão

em qual pendurar um argumento de contador. Nós temos um jogo diferente de sensos dentro

dreamlife, tenha nós não? Nós sentimos, fale, ouça, veja, gosto e funciona dentro

geral em um avião diferente; a mudança de estado de nosso consciência ser

comprovado pelo fato que uma série de atos e eventos que abraçam anos, como

nós pensamos, atravesse nossa mente idealmente em um momento. Bem, aquele extremo

rapidez de nossas operações mentais em sonhos, e a naturalidade perfeita,

por enquanto, de todas as outras funções, mostra para nós que nós somos totalmente em

outro avião. Nossa filosofia nos ensina que, como lá são sete forças fundamentais em natureza, e sete aviões de ser, assim há sete estados de consciência na qual o homem pode viver, pense, se lembre e tenha o seu sendo. Enumerar estes aqui é impossível, e para este aqui tem que virar para o estudo de metafísicas Orientais. Mas nestes dois estado-o se despertando e o sonhar-todo mortal ordinário, de um filósofo instruído até um selvagem não educado pobre, tem uma prova boa que tais estados diferem.


P. Você não aceita, então, as explicações famosas de biologia e fisiologia para responder pelo estado de sonho?

Um. Não. Nós rejeitamos as hipóteses de seus psicólogos até mesmo,

preferindo os ensinos de Sabedoria Oriental. Acreditando em sete aviões de

Kosmic que é e declara de Consciência, com respeito ao Universo ou o

Macrocosm, nós paramos no quarto avião, enquanto achando isto impossível ir com qualquer

grau de certeza além de. Mas com respeito ao Microcosmo, ou tripula, nós especule livremente nos sete estados dele e princípios.


P. Como você explica estes?

Um. Nós achamos, em primeiro lugar, dois seres distintos em homem; o espiritual e o

físico, o homem que pensa, e o homem que registra como muito destes pensamentos como ele pode assimilar. Então nós o dividimos em dois naturezas distintas; o superior ou o ser espiritual, composto de três princípios ou aspectos; e o mais baixo ou o físico quaternário, composto de quatro-em todos os sete.


______________________
 

A Natureza de Septenary de Homem


P. É o que nós chamamos Espírito e Alma, e o homem de carne?

Um. Não é. Isso é a divisão de Platonic velha. Platão era um Iniciado, e

então não possa entrar em detalhes proibidos; mas ele que se familiariza com

a doutrina arcaica acha os sete nas várias combinações de Platão de Alma

e Espírito. Ele considerou o homem como constituído de dois parte-um eterno, formou

da mesma essência como o Poder absoluto, o outro mortal e corrutível, derivando suas partes constituintes dos Deuses criados “ secundários “. Homem é composto, ele mostra, de (1) UM corpo mortal, (2) Um princípio imortal, e (3)

Um “ tipo mortal separado de Alma “. É que que nós chamamos respectivamente o

homem físico, a Alma Espiritual ou Espírito, e a Alma animal (o Nous

e psuche). Esta é a divisão adotada por Paul, outro Iniciado, quem

mantém que há um corpo de psychical no qual é sown o corrutível

(alma astral ou corpo), e um corpo espiritual que é elevado dentro incorruptível

substância. Até mesmo James confirma o mesmo dizendo que a “ sabedoria “ (de

nossa mais baixa alma) descendeth não do anterior, mas é terrestre

(“ psychical,” “ demoniacal, “ veja o texto grego) enquanto o outro é divino

sabedoria. Agora assim planície é isto que o Platão e Pythagoras plano, enquanto falando

mas de três princípios, lhes dê sete funções separadas, no deles/delas

várias combinações que se nós contrastamos nossos ensinos que isto se tornará

totalmente planície. Nos deixe levar uma visão superficial destes sete aspectos puxando

duas mesas.

Divisão teosófica do mais Baixo Quaternário

Termo de Sanskrit Explicação de Significado Exotérica

1. Rupa, ou Sthula-sarira corpo Físico É o veículo de todos o

 

outros princípios durante vida.

1. Vida de Prana, ou princípio Vital Necessário só para um, c,

 

d, e as funções do mais baixo Manas que

abrace tudo esses limitados o (físico) cérebro.

© Linga - sarira Corpo Astral O Dobro, o corpo de fantasma.

(d)     Kamarupa O assento de desejos animais e paixões Este é o centro de o homem animal onde mente a linha de demarcação que separa o homem mortal da entidade imortal.

 

Divisão teosófica da Tríade Imperecível Superior

Termo de Sanskrit Explicação de Significado Exotérica

(e)      Manas-um princípio dual em suas funções. Note, Inteligência: que é a mente humana mais alta cujo luz, ou radiação une o Monad, para o vida, para o homem mortal. O estado futuro e o destino de Karmic de homem dependa em se Manas gravita mais descendente a Kamarupa, o assento de as paixões animais, ou acima para Buddhi, o Ego Espiritual. No posterior caso, a consciência mais alta das aspirações Espirituais individuais de note (Manas), assimilando Buddhi, é absorvido por isto e forma o Ego, que entra em felicidades de Devachanic.

(f)      Buddhi A Alma Espiritual O veículo de puro espírito universal.

(g)     Atma Espírito Um com o Absoluto, como sua radiação.

 

Em Sr. O Budismo Esotérico de Sinnett são chamados d, e, e f, respectivamente o

Animal, o Humano, e as Almas Espirituais que respostas como bem. Embora

são numerados os princípios em Budismo Esotérico, isto é, estritamente

falando, inútil. O Monad dual só (Atma-Buddhi) é suscetível de

sendo pensado de como os dois números mais altos (o sexto e sétimo). Sobre

tudo outros, desde aquele princípio só o qual é predominante em homem tem que ser

considerado como o primeiramente, nenhuma numeração é possível como um general

regra. Em alguns homens é a Inteligência mais alta (Manas ou o quinto) o qual domina o resto; em outros a Alma Animal (Kamarupa) isso reina supremo, exibindo os instintos mais bestiais, etc.


______________________
 

Agora o que ensina o Platão? Ele fala do homem interior como constituído de dois um immutable e sempre o mesmo, formou da mesma substância como Deidade, e o outro mortal e corrutível. Estas “ duas partes “ são achadas dentro nossa Tríade superior, e o mais baixo Quaternário (veja mesa acima,). Ele explica que quando a Alma, psuche, os “ aliados ela para o Nous (espírito divino ou substância *)), ela faz tudo corretamente e felicitously “; mas o caso é caso contrário quando ela se prende a Anoia, (loucura, ou o irracional Alma animal). Aqui, então, nós temos Manas (ou a Alma em geral) em seus dois aspectos: ao se prender a Anoia (nosso Kamarupa, ou a “ Alma “ Animal em Budismo Esotérico) corre para aniquilação inteira, até onde o Ego pessoal está preocupado; ao se aliar ao Nous (Atma-Buddhi) isto funde no Ego imortal, imperecível, e então seu espiritual consciência do pessoal isso era, fica imortal.

*) St. Paul chama o nous de Platão ‘ spirit’;but desde que este espírito é

‘ substance’, Buddhi é querido dizer Atma então e não; falando filosoficamente

isto (Atma) não pode ser chamado ‘ substance’. Nós contamos Atma como um humano

‘ principle’ para ainda não criar mais confusão. Em realidade não está

um ‘ human’ mas o princípio absoluto universal de qual buddhi, o

alma-espírito, é o veículo. [reversely traduziram

note de tradução holandesa - o editor]


______________________
 

A Distinção Entre Alma e Espírito


P. Realmente faça você ensina, como você é acusado de fazer por alguns Espiritualistas

e Spiritists francês, a aniquilação de toda personalidade?

Um. Não. Mas como esta pergunta do dualidade-a individualidade do Ego Divino, e a personalidade do humano animal-envolve isso do possibilidade do real Ego imortal que se aparece em quartos de Sessão como um espírito “ materializado “ que nós negamos já como explicou nossos oponentes começou a carga de pólvora absurda.


P. Você há pouco falou de psuche que corre para sua aniquilação inteira se se prende a Anoia. O que fez o Platão, e você quer dizer por isto?

Um. A aniquilação inteira da consciência pessoal, como um excepcional e caso raro, eu penso. O general e regra quase invariável é o fundindo do pessoal na consciência individual ou imortal do Ego, uma transformação ou um transfiguration divino, e o inteiro aniquilação só do mais baixo quaternário. Vá você espera o homem de descarne, ou a personalidade temporária, a sombra dele, o “ astral, o animal dele instintos e até mesmo vida física, sobreviver com o “ Ego “ espiritual e fique perpétuo, eterno? Naturalmente tudo isso deixa de existir, ou a, ou em seguida morte corpórea. Se torna a tempo completamente desintegrado e desaparece de visão, sendo aniquilado como um todo.


P. Então você também rejeita ressurreição na carne?

Um. Decididamente nós fazemos! Por que deve nós, que acreditam dentro o arcaico esotérico

filosofia dos Anciões, aceite as especulações de unphilosophical do teologia Cristã posterior, pediu emprestado do egípcio e grego exotérico Sistemas do Gnostics?


P. Os egípcios veneraram Natureza-espíritos, e divinizou cebola até mesmo: seu Hindus são os idólatras, para este dia; o worshiped de Zoroastrians, e acalma adore, o Sol; e os melhores filósofos gregos ou eram sonhador ou materialists-testemunha o Platão e Democritus. Como possa você compara!

Um. Pode ser assim em seu Christian moderno e até mesmo catecismo Científico; isto

não é assim para mentes imparciais. Os egípcios veneraram o “ Um-só-um, “ como Nout; e é desta palavra que Anaxagoras adquiriu a denominação dele Nous, ou como ele chama isto, autokrates de nous, “ a Mente ou Espírito Ego-potente “, o kinedeos de archetes, o motor principal, ou primum-móvel de tudo. Com ele o Nous era Deus, e os logotipos eram homem, a emanação dele. O Nous é o espírito (se em Kosmos ou em homem), e os logotipos, se Universo ou astral corpo, a emanação do anterior, o corpo físico que somente é o animal. Nossos poderes externos percebem fenômenos; nosso Nous só é capaz para reconheça o noumena deles/delas. É os logotipos só, ou o noumenon que sobrevive, porque é imortal em sua mesma natureza e essência, e o logotipos em homem são o Ego Eterno que que reencarna e sempre dura.  Mas como enlate a sombra evanescente ou externa, a roupa temporária de aquela Emanação divina que volta de onde à fonte isto procedeu, seja que que é elevado em incorruptibilidade?


P. Ainda você pode escapar a carga de pólvora de ter inventado uma divisão nova quase não

do espiritual de homem e componentes psíquicos; para nenhum filósofo fala de eles, entretanto você acredita que o Platão faz.

Um. E eu apóio a visão. Além o Platão, há Pythagoras que também seguido a mesma idéia.

Diz Plutarch:

O Platão e Pythagoras distribuem a alma em duas partes, o racional (noetic) e irracional (agnoia); aquela parte da alma de homem que é racional é eterno; para entretanto isto não seja Deus, contudo é o produto de um deidade eterna, mas aquela parte da alma que é despida de razão (agnoia) estampas.

O termo Agnóstico moderno vem de Agnosis, uma palavra de cognato. Nós desejamos saber por que

Sr. Huxley, o autor da palavra, deveria ter conectado o grande dele intelecto com “ a alma despida de razão “ que morre? É isto o humildade exagerada do materialist moderno?

Pythagoras descreveu a Alma como uma Unidade ego-comovente (monad) composto de

três elementos, o Nous (Espírito), o phren (note), e o thumos (vida,

respiração ou o Nephesh dos Cabalistas) o qual três correspondem nosso “

Atma-buddhi,” (Espírito-alma mais alto), para Manas (o Ego), e para Kamarupa em

conjunção com a mais baixa reflexão de Manas. Que que o grego Antigo

em geral, Alma de termed de filósofos nós chamamos Espírito, ou Alma Espiritual,

Buddhi, como o veículo de Atma (o Agathon, ou a Deidade Suprema de Platão). O

fato que Pythagoras e outros estado que phren e thumos são compartilhados por nós

com os brutos, prova isso neste caso a mais baixa reflexão de Manasic

(instinto) e Kamarupa (animal paixões vivas) é significado. E como Sócrates

e o Platão aceitou a pista e seguiu isto, se para estes cinco, isto é,

Agathon (Deidade ou Atma), Psuche (Alma em seu senso coletivo), Nous (Espírito

ou Nota), Phren (a mente física), e Thumos (Kamarupa ou paixões) nós somamos

o eidolon dos Mistérios, a forma sombria ou o humano dobram, e o

corpo físico, será fácil demonstrar que as idéias de ambos

Pythagoras e Platão eram idênticos com nosso. Até mesmo os egípcios seguraram

a divisão de Septenary. Em sua saída, ensinaram eles, a Alma (Ego) teve que passar

por suas sete câmaras, ou princípios, esses atrás dos que partiu, e esses

se levou. A única diferença é que, sempre tendo em mente

a penalidade de Mistério-doutrinas esclarecedoras que eram morte fora a que eles deram

o ensino em um esboço largo, enquanto nós elaboramos isto e explicamos isto dentro seu

detalhes. Mas entretanto nós distribuímos para o mundo como muito como é legal, até mesmo,

em nossa doutrina mais que um detalhe importante é retido, o qual esses que estude a filosofia esotérica e é empenhado silenciar, é intitulado só saber.


______________________
 

Os Ensinos gregos


P. Nós temos o grego magnífico e latim, Sanskrit e estudantes hebreus. Como é

isto que nós não achamos nada nas traduções deles/delas para as que nos disporiam uma pista

o que você diz?

Um. Porque seus tradutores, a grande aprendizagem deles/delas todavia, fez dos filósofos, os gregos especialmente, nublado em vez de escritores místicos.  Leve como um exemplo Plutarch, e leia o do qual ele diz de “ os princípios “ homem. Que que ele descreve foi aceitado literalmente e atribuiu superstição metafísica e ignorância. Me deixe lhe ceder uma ilustração ponto. Diz Plutarch:

Homem é combinação; e eles estão enganados que o ser composto de dois pensam partes só. Porque eles imaginam que a compreensão (intelecto de cérebro) é um parte da alma (a Tríade superior), mas eles erram nisto nenhum menos que esses que fazem a alma para ser uma parte do corpo, i.e., esses de que fazem o Parte de tríade do mortal corrutível quaternário. Para a compreensão (nous) como longe excede a alma, como a alma é melhor e diviner que o corpo. Agora esta composição da alma (psuche) com a compreensão (nous) faz razão; e com o corpo (ou thumos, a alma animal) paixão; de qual o a pessoa é o começo ou princípio de prazer e dói, e o outro de virtude e vício. Destes três separa conjoined e compactou junto, a terra deu o corpo, a lua a alma, e o sol o entendendo à geração de homem.

Esta última oração é puramente alegórica, e só será compreendido por

esses que estão versado na ciência esotérica de correspondências e sabem

qual planeta é relacionado a todo princípio. Plutarch divide o posterior em

três grupos, e faz do corpo uma combinação de armação física, astral,

sombreie, e respiração, ou a mais baixa parte tripla que “ de terra foi levada

e para lucros “ de terra; do princípio mediano e a alma de instinctual, o

segunda parte, derivou de e por e sempre influenciou pela lua; e

só da parte mais alta ou a Alma Espiritual, com o tmic e Manasic,

elementos nisto ele faz uma emanação direta do Sol que estava aqui

para Agathon a Deidade Suprema. Isto é provado pelo como o qual ele diz mais adiante

segue:

Agora das mortes nós morremos, o a pessoa faz homem dois de três e o outro de (fora de) dois. O anterior está na região e jurisdição de Demeter, de onde o nome dado aos Mistérios, telein, se assemelhar a aquele determinado para morte, teleutan. Os atenienses chamaram o defunto também antes sagrado para Demeter. Como para a outra morte, está na lua ou região de Persephone.

Aqui você tem nossa doutrina que mostra para o homem um septenary durante vida; um

quintile logo após morte, em Kamaloka; e um Ego de threefold, Espírito-alma,

e consciência em Devachan. Esta separação, primeiro em “ os Prados de

Inferno, “ como chamadas de Plutarch o Kamaloka, então em Devachan, era parte e

pacote dos desempenhos durante os Mistérios sagrados, quando os candidatos

porque iniciação ordenou o drama inteiro de morte, e a ressurreição como um

espírito glorificado por qual nome nós queremos dizer Consciência. Isto é isso que Plutarch

meios quando ele diz:

E como com o um, o terrestre, assim com o outro Hermes celestial doth moram. Isto de repente e com violência a alma arranca do corpo; mas Prospina suavemente e em muito tempo disjoins a compreensão do alma.

(Proserpina, ou Persephone, representa aqui postmortem Karma que é dito

regular a separação do mais baixo dos princípios mais altos: o

Alma, como Nephesh, a respiração de vida animal na qual permanece durante um tempo

Kamaloka, do Ego combinação mais alto do qual entra no estado, Devachan, ou felicidades.)

Por isto ela é chamada Monogenes, só procriado, ou procriando bastante

um só; para a parte melhor de homem fica só quando estiver separado por

o dela. Agora o um e o outro acontece assim de acordo com natureza. É

estava por Destino (Fatum ou Karma) que toda alma, se com ou sem

entendendo (note), quando saído do corpo, deveria vagar durante um tempo,

embora não tudo para o mesmo, na região que mente entre a terra e lua

(Kamaloka). Para esses que foram injustos e dissolutos sofra então o

castigo devido às ofensas deles/delas; mas o bem e virtuoso está lá

deteve até que eles sejam purificados, e tem, por expiação, purgou fora deles

todas as infecções eles poderiam ter contraído do contágio do

corpo, como se de saúde suja, enquanto vivendo na parte mais moderada do ar, chamou

os Prados de Inferno para onde eles têm que permanecer um certo antepôs e

tempo designado. E então, como se eles estivessem voltando de um vagar

peregrinação ou muito tempo exila no país deles/delas, eles têm um gosto de alegria, tal,

como recebem principalmente eles são iniciados que em Mistérios Sagrados, misturado,

com dificuldade, admiração, e cada um própria e peculiar esperança.

Estas é felicidades de Nirvanic, e nenhum Teósofo poderia descrever entretanto dentro mais claro

idioma esotérico as alegrias mentais de Devachan onde todo homem tem o seu

paraíso ao redor dele, ergueu pela consciência dele. Mas você tem que se precaver de

o erro geral em qual muitos caem até mesmo de nossos Teósofo. Não faça

imagine que porque o homem é chamado septenary, então quíntuplo e uma tríade, ele,

é uma combinação de sete, cinco, ou três entidades; ou, como bem expressou por um Escritor teosófico, de peles ser descascado fora como as peles de uma cebola.

Os princípios, como já disse, economize o corpo, a vida, e o astral

eidolon tudo dos quais dispersam a morte simplesmente são aspectos e estados de

consciência. Há apenas um real homem, suportando pelo ciclo de vida,

e imortal em essência, se não em forma, e este é Manas, o Notar-homem ou

Consciência encarnada. A objeção feita pelo materialists que nega o

possibilidade de mente e consciência que agem sem assunto é inútil dentro

nosso caso. Nós não negamos o soundness do argumento deles/delas; mas nós simplesmente perguntamos

nossos oponentes,

É você se familiarizou com todos os estados de assunto, você que soube hitherto mas de três? E como você sabe se que que nós nos referimos para como absoluto consciência ou Deidade sempre invisível e unknowable, não seja que que, embora iluda nossa concepção finita humana sempre, ainda é universal Espírito-assunto ou assunto-espírito em sua infinidade absoluta?

É de então do mais baixo, e em suas manifestações de manvantaric fracionar-aspectos deste Espírito-assunto que é o Ego consciente que cria seu próprio paraíso, o paraíso de um bobo, que pode ser, ainda um estado de felicidades.


P. Mas o que é Devachan?

Um. A “ terra de deuses “ literalmente; uma condição, um estado de felicidades mentais. Filosoficamente uma condição mental análogo para, mas mais vívido e real que, o sonho mais vívido. Busca o estado morte da maioria dos mortais.

Nos Vários Postmortem Estados

O Físico e o Homem Espiritual


P. Eu estou alegre de o ouvir acreditar na imortalidade da Alma.

Um. Não de “ a Alma, “ mas do Espírito divino; ou bastante na imortalidade do Ego reencarnando.


P. O que é a diferença?

Um. Uma muito grande em nossa filosofia, mas isto está muito confuso e difícil uma pergunta para tocar ligeiramente em. Nós teremos que os analisar separadamente, e então em conjunção. Nós podemos começar com Espírito.

Nós dizemos que o Espírito (o “ Pai em segredo “ de Jesus), ou Atma, é nenhum

propriedade individual de qualquer homem, mas é o Divine essência que não tem nenhum corpo,

nenhuma forma que é imponderável, invisível e indivisível que que faz não exista e ainda é, como os budistas dizem de Nirvana. Só obscurece o mortal; que que entra nele e penetra o corpo sendo inteiro só seus raios onipresentes, ou ilumina, radiou por Buddhi, seu veículo, e emanação direta. Este quase é o significado secreto das afirmações de todos os filósofos antigos, quando eles disseram que “ a parte racional de a alma “ de homem nunca entrou completamente no homem, mas só o obscureceu mais ou menos pela Alma espiritual irracional ou Buddhi.

Buddhi é irracional no senso que como uma pura emanação do Universal

note não pode ter nenhuma razão individual de seu próprio neste avião de assunto,

mas como a Lua de que pede emprestado a luz dela do Sol e a vida dela o

Terra, assim Buddhi, enquanto recebendo sua luz de Sabedoria de Atma, adquire seu racional

qualidades de Manas. Por se, como algo homogêneo, é destituído de atributos.


P. Eu trabalhei debaixo da impressão que a “ Alma “ Animal só era irracional, não o Divine.

Um. Você tem que aprender a diferença entre o que é negativamente, ou

passivamente “ irracional, “ porque undifferentiated, e que que é

irracional porque muito ativo e positivo. Homem é uma correlação de

poderes espirituais, como também uma correlação de substância química e forças físicas,

trazido em função pelo que nós chamamos princípios.

Eu li uma transação boa no assunto, e parece a mim que o noções dos filósofos mais velhos diferiram uma grande transação desses do Cabalistas medievais, entretanto eles concordam em alguns particulares.

Um. A diferença mais significativa entre eles e nós somos isto. Enquanto nós

acredite com o Neo-Platonists e os ensinos Orientais que o espírito (

Atma) nunca desce hypostatically no homem vivo, mas só chuveiros

mais ou menos seu brilho no homem interno (o psíquico e espiritual

componha dos princípios astrais), os Cabalistas mantêm que o humano

Espírito, se separando do oceano de luz e Espírito Universal,

entra na Alma de homem onde permanece ao longo de vida prendida dentro o astral

cápsula. Todos os Cabalistas Cristãos ainda mantêm o mesmo, como eles são incapazes

quebrar bastante solto das doutrinas antropomorfas e Bíblicas deles/delas.


P. E o que diz você?

Um. Nós dizemos que nós só permitimos a presença da radiação de Espírito (ou

Atma) na cápsula astral, e tão longe só como é aquele brilho de espiritual

interessado. Nós dizemos que o homem e Alma têm que conquistar a imortalidade deles/delas por

ascendendo para a unidade com que, se próspero, eles serão finalmente unido e em qual eles são finalmente, como quem diz, absorvido. O individualization de homem depois que morte dependa do espírito, não na alma dele, e corpo. Embora a palavra personalidade, no senso no qual normalmente é, compreendido, é um absurdo se aplicou literalmente a nossa essência imortal, ainda o posterior é, como nosso Ego individual, uma entidade distinta, imortal e eterno, por se. Só está no caso de mágicos pretos ou de criminosos além de redenção, criminosos de que foram tal durante uma série longa vida-que a linha lustrando que une o espírito à alma pessoal do momento do nascimento da criança, é estalado violentamente, e o entidade de disembodied é se divorciada da alma pessoal, o ser posterior, aniquilado sem deixar a impressão menor de si mesmo no anterior.  Se aquela união entre o mais baixo, ou pessoal Manas, e o indivíduo Ego reencarnando, não foi efetuado durante vida, então o anterior é deixado compartilhar o destino dos mais baixos animais, dissolver gradualmente em, éter, e tem sua personalidade aniquilada. Mas iguala então o Ego permanece um ser distinto. Isto (o Ego espiritual) só perde um Devachanic estado-depois aquele especial, e naquele caso realmente inútil, vida-como idealizou isso Personalidade, e é reencarnado, depois de desfrutar pouco tempo para seu liberdade como um espírito planetário quase imediatamente.


P. É declarado em Isis Unveiled aquele tal Álcool planetário ou Anjos, “ o deuses dos Pagãos ou os Arcanjos dos cristãos, nunca será os homens em nosso planeta.

Um. Totalmente direito. Não “ tal, “ mas algumas classes de Espíritos Planetários mais altos.

Eles nunca serão os homens neste planeta, porque eles são liberados Espíritos

de um mundo prévio, mais cedo, e como tal eles não enlatam os homens de rebecome nisto

um. Ainda tudo estes viverão novamente dentro o próximo e longe mais alto

Maha-Manvantara, depois desta “ grande Idade, e “ pralaya de Brahma,” (um pequeno

período de 16 figuras ou assim) terminou. Para você deve ter ouvido, claro que, aquela filosofia Oriental nos ensina que gênero humano consiste em tais “ Espíritos “ prendido em corpos humanos? A diferença entre animais e os homens são isto: o anterior é potencialmente ensouled pelos princípios, o posterior de fato.  Você entende a diferença agora?


P. Sim; mas esta especialização esteve em todas as idades o tropeçar-bloco de metaphysicians.

Um. Era. O esotericism inteiro da filosofia budista está baseado nisto ensino misterioso, entendido por tão poucas pessoas, e tão totalmente falseado por muitos dos estudantes modernos mais instruídos. Até mesmo são inclinados metaphysicians também para confundir o efeito com a causa. An Ego que ganhou a vida imortal dele como espírito permanecerá o mesmo ego interno ao longo de todos seus renascimentos em terra; mas isto necessariamente não insinua que ele ou tem que permanecer o Sr. Smith ou Sr. Doure ele estava em terra, ou perca a individualidade dele. Então, a alma astral e o corpo terrestre de homem possa, no futuro escuro, seja absorvido no oceano de cosmical de elementos purificados, e deixa de sentir o último Ego pessoal dele (se não fizesse mereça planar mais alto), e o Ego divino ainda permanece o mesmo inalterado entidade, entretanto esta experiência terrestre da emanação dele totalmente pode ser obliterado ao momento de separação do veículo desmerecedor.


P. Se o “ Espírito, “ ou a porção divina da alma, é preexistent como um

ser distinto de toda a eternidade, como Origen, Synesius, e outro

os semi-cristãos e filósofos de semi-Platonic ensinaram, e se é o

mesmo, e nada além de a alma de metafisicamente-objetivo, como enlate seja

caso contrário que eterno? E que assuntos isto em tal um caso, se o homem

dianteiras uma pura vida ou um animal, se, faça o que ele pode, ele nunca pode perder o seu

individualidade?

Um. Esta doutrina, como você declarou isto, é da mesma maneira que pernicioso em seu

conseqüências como o de compensação vicária. Tido o dogma posterior, em companhia com a falsa idéia que nós somos todo imortais, sido demonstrado o mundo em sua verdadeira luz, a humanidade teria sido melhorada por seu propagação.

Me deixe repetir novamente a você. Pythagoras, Platão, Timaeus de Locris, e o

Alexandrian School velho, derivou a Alma de homem (ou os princípios mais altos dele

e atributos) da Alma Mundial Universal, o ser posterior, conforme,

para os ensinos deles/delas, Aether (Pater-Zeus). Então, nenhum destes

princípios podem ser essência pura do Pythagorean Monas, ou nosso

Atma-Buddhi, porque o Anima Mundi é mas o efeito, o subjetivo

emanação ou bastante radiação do anterior. Ambos o Espírito humano (ou o

individualidade), o Ego Espiritual reencarnando, e Buddhi, o Espiritual,

alma, é preexistent. Mas, enquanto o anterior existe como uma entidade distinta, um

individualization, a alma existe como respiração preexistindo, um unscient,

[faltando em conhecimento] porção de um todo inteligente. Ambos eram originalmente

formado do Oceano Eterno de luz; mas como os Fogo-filósofos, o

Teósofo medievais, expressou isto, há um visível como também invisível

espírito em fogo. Eles fizeram uma diferença entre o bruta de anima e o anima

divina. Empedocles acreditou firmemente que todos os homens e animais para possuíram duas almas;

e em Aristóteles achamos nós que ele chama um o soul,nous de raciocínio, e o outro, a alma animal, psuche. De acordo com estes filósofos, o argumentar alma vem a alma universal de dentro, e o outro de sem.


P. Vá você chama a Alma, i.e., a Alma de pensamento humana, ou o que você chama o Ego-assunto?

Um. Não assunto, mas substância seguramente; nem vai o palavra assunto, se

anteposto com o adjetivo, primordial, seja uma palavra para evitar. Aquele assunto, nós,

diga, é coeternal com Espírito, e não é nosso visível, tangível, e

assunto divisível, mas sua sublimação extrema. Puro Espírito é mas um remove

do nenhum-espírito, ou o absoluto tudo. A menos que você admita que aquele homem era

evoluído fora deste Espírito-assunto primordial, e representa um regular balança progressiva de princípios de meta-espírito até o mais total importe, como possa nós sempre vimos considerar o homem interno imortal, e ao mesmo tempo como uma Entidade espiritual e um homem mortal?


P. Então por que você não deveria acreditar em Deus como tal uma Entidade?

Um. Porque que que é infinito e unconditioned não podem ter nenhuma forma, e

não possa ser um ser, não em qualquer filosofia Oriental merecedor do nome, a qualquer,

taxa. Uma “ entidade “ é imortal, mas tão só está em sua última essência, não, em sua forma individual. Quando ao último ponto de seu ciclo, é absorvido em sua natureza primordial; e se torna espírito, quando perde seu nome de Entidade.

Sua imortalidade como uma forma só está limitada a seu ciclo de vida ou o Maha

-Manvantara; depois de qual tem um anos e idêntico com o Espírito Universal,

e nenhum mais longo uma Entidade separada. Sobre o pessoal Alma-por qual nós significamos

a faísca de consciência da que preserva no Ego Espiritual a idéia o pessoal “ eu “ do último encarnação-este dura, como um separado distinto lembrança, só ao longo do período de Devachanic; depois de qual tempo que é acrescentado à série de outras encarnações inumeráveis do Ego, como o recordação em nossa memória de um de uma série de dias, ao término de um ano.  Você ligará a infinidade que você reivindica para seu Deus a condições finitas?  Aquele só que são cimentados indissolubly por Atma (i.e., Buddhi-Manas) é imortal. A Alma de homem (i.e., da personalidade) por se está nenhum imortal, eterno nem divino. Diz O Zohar:

A alma, quando enviou para esta terra, veste um artigo de vestuário terrestre, preservar,

ela aqui, assim ela recebe sobre um artigo de vestuário lustrando para ser capaz olhar sem dano no espelho cuja luz procede do Deus de Luz.

Além disso, O Zohar ensina que a alma não pode chegar ao domicílio de felicidades,

a menos que ela recebesse o “ beijo santo, “ ou a reunião da alma com o

substância de qual ela emanar-espírito. Todas as almas são duais, e, enquanto o

posterior é um princípio feminino, o espírito é masculino. Enquanto prendeu dentro

corpo, o homem é um trinity, a menos que a poluição dele seja como ter causado o seu

se divorcie do espírito. “ Aflição para a alma que prefere a ela divino

marido (espírito) o matrimônio terrestre com o corpo terrestre dela, “ registros um

texto de O Livro das Chaves, um trabalho Hermético. Aflição realmente, para nada vá

permaneça daquela personalidade a ser registrada nas tabletes imperecíveis do A memória de ego.


P. Como lata que que, se não tomou fôlego por Deus em homem, contudo é por conta própria

confissão de uma substância idêntica com o divino, não seja imortal?

Um. Todo átomo e pinta de assunto, não de substância só, é imperecível dentro

sua essência, mas não em sua consciência individual. Imortalidade é mas

a consciência irrompível da pessoa; e a consciência pessoal quase não pode durar

mais muito tempo que a própria personalidade, pode? E tal consciência, como eu

já lhe falado, só sobrevive ao longo de Devachan que busca

reabsorvido, primeiro, no indivíduo, e então no universal

consciência. Melhor investigue de seus teólogos como é que eles têm

tão extremamente confundido para cima os Bíblia judeus. Leia a Bíblia, se você vai

tenha uma prova boa que os escritores do Pentateuch, e Gênese

especialmente, nephesh nunca considerado que o qual Deus toma fôlego em Adão, como

a alma imortal. Aqui são alguns exemplos: “ E Deus criou… todo nephesh

(vida) aquele moveth, “ significando animais; e é dito: “ E o homem se tornou um

nephesh “ (alma viva) que espetáculos que o palavra nephesh era indifferently

aplicado a homem imortal e para besta mortal. “ E seguramente seu sangue de seu

nepheshim (vidas) vá eu requeiro; à mão de toda besta vá eu requeiro

isto, e à mão de homem,” “ Fuga para nephesh “ (fuga para vida de thy, isto

é traduzido). Nos “ deixe não o matar, “ lê a versão inglesa. Nos “ deixe

não mate o nephesh dele, “ é o texto hebreu. “ Nephesh para nephesh, “ diz

Leviticus. “ Ele que killeth que qualquer homem seguramente será posto a morte, “ literalmente,

“ Ele que smiteth o nephesh de um homem “; e de verso 18 e seguindo isto

leituras: “ E ele que killeth uma besta (nephesh) fará isto bom… Besta para

besta, “ considerando que o texto original tem isto “ nephesh para nephesh “. Como pôde

matança de homem que que é imortal? E isto também explica por que o Sadducees

negou a imortalidade da alma, como também dispõe outra prova que

muito provavelmente o Mosaico Judeu-o uninitiated a qualquer taxa-nunca acreditado dentro

a sobrevivência da alma nada.


______________________
 

Em Recompensa Eterna

e Castigo, e em Nirvana


P. É dificilmente necessário, eu suponho, lhe perguntar se você acredita dentro o Dogmas Cristãos de Paraíso e Inferno, ou em recompensas futuras e castigos como ensinado pelas igrejas Ortodoxas?

Um. Como descrito em seus catecismos, nós os rejeitamos absolutamente; menos de tudo

vá nós aceitamos a eternidade deles/delas. Mas nós acreditamos firmemente em o que nós chamamos o

Lei de Retribuição, e na justiça absoluta e sabedoria que guiam esta Lei,

ou Karma. Conseqüentemente nós recusamos aceitar positivamente o cruel e unphilosophical

convicção em recompensa eterna ou castigo eterno. Nós dizemos com Horace:

Deixe regras seja fixado que pode nossa raiva contenha,

E castiga faltas com uma dor proporcionada;

Mas não o esfola que merece só

Um chicoteando para a falta que ele fez.

Esta é uma regra para todos os homens, e um justo. Tenha nós para acreditar que Deus, de

quem você faz a incorporação de sabedoria, amor e clemência, é menos intitulado para

estes atributos que o homem mortal?


P. O tenha qualquer outra razão por rejeitar este dogma?

Um. Nossa razão principal para isto mente no fato de reencarnação. Como já

declarado, nós rejeitamos a idéia de uma alma nova criada para todo bebê recentemente-nascido. Nós acreditamos que todo ser humano é o portador, ou Veículo, de um Ego, coeval com todo outro Ego; porque todos os Egos são da mesma essência e pertença à emanação primeva de um Ego infinito universal. Platão chamadas o posterior os logotipos (ou o segundo manifestou Deus); e nós, o princípio divino manifestado que é a pessoa com a mente universal ou alma não o Deus antropomorfo, extra-cósmico e pessoal em qual tantos Teístas acreditam. Reze não confunda.


P. Mas onde é a dificuldade, uma vez você aceita um princípio manifestado, em acreditando que a alma de todo mortal novo é criada por aquele Princípio, como foram criadas todas as Almas antes disto assim?

Um. Porque que que é impessoal quase não pode criar, plano e pensa, a seu próprio doce testamento e prazer. Sendo uma Lei universal, immutable em seu manifestações periódicas, esses de radiar e manifestar seu próprio essência no começo de todo ciclo novo de vida, não é suposto crie homens, só se arrepender alguns anos depois de ter os criado. Se nós tenha que acreditar em um princípio divino nada, deve estar em um como o qual é harmonia absoluta, lógica, e justiça, como é amor absoluto, sabedoria, e imparcialidade; e um Deus que criaria toda alma para o espaço de um palmo breve de vida, embora o fato se tem que animar o corpo de um homem rico, feliz, ou que de um infeliz de sofrimento pobre, infeliz de nascença para morte entretanto ele não fez nada que merecer o cruel dele seja bastante um demônio insensato que um Deus. Por que, até mesmo o judeu filósofos, crentes na Bíblia de Mosaico (esoterically, claro que), tenha nunca entretido tal uma idéia; e, além disso, eles acreditaram dentro reencarnação, como fazemos nós.


P. Você pode me dar alguns exemplos como uma prova disto?

Um. Decididamente eu posso. Philo Judaeus diz:

O ar está cheio deles (de almas); esses que estão mais próximo a terra, descendo para ser amarrado a corpos mortais, authis de palindromousi, devolvem outros corpos, sendo cobiçoso viver neles.

Em O Zohar, a alma é feita pleitear a liberdade dela antes de Deus:

Deus do Universo! Eu estou contente neste mundo, e não deseja ir em outro mundo onde eu serei uma criada, e seja exposto a todos os tipos de poluição.

A doutrina de necessidade fatal, a lei de immutable perpétua, é afirmada

na resposta da Deidade: “ Contra thy vá tu becomest um embrião, e

contra thy vá tu arte nascido “. Luz seria incompreensível sem

escuridão para fazer isto manifestar através de contraste; bem não seria nenhum bem mais longo

sem mal mostrar a natureza inestimável do benefício; e tão pessoal

virtude não poderia reivindicar nenhum mérito, a menos que tivesse passado pelo forno de

tentação. Nada é eterno e inalterável, economize a Deidade escondida.

Nada que é finito-se porque teve um começo, ou tem que ter um

possa permanecer estacionário. Ou tem que progredir ou tem que retroceder; e uma alma

quais sedes depois de uma reunião com seu espírito que só confere nisto imortalidade, tem que se purificar para a frente por transmigrações cíclicas para a única terra de felicidades e resto eterno, chamada O Zohar, “ O Palácio de Ame,”; na religião hindua, Moksha “; entre o Gnostics, “ O Pleroma de Luz “ Eterna; e pelos budistas, Nirvana “. E todos estes estados são temporário, não eterno.


P. Ainda há nenhuma reencarnação falada de em tudo isso.

Um. Uma alma que pleiteia para ser permitido permanecer onde ela é, deve ser

preexistent, e não foi criado para a ocasião. Em O Zohar,

porém, há um ainda melhore prova. Falando dos Egos reencarnando

(as almas racionais), esses cuja última personalidade tem que diminuir completamente,

é dito:

Todas as almas das quais se alienaram em céu o Santo

Um-santificado seja o dele se lançou em um abismo ao mesmo deles/delas existência, e se antecipou o tempo quando eles forem descer mais uma vez em terra.

“ O “ Santo significa aqui, esoterically, o Atma, ou Atma-Buddhi.


P. Além disso, é muito estranho achar Nirvana falado de como algo sinônimo com o Reino de Céu, ou o Paraíso, desde de acordo com todo Orientalist de Nirvana de nota é um sinônimo de aniquilação!

Um. Levado literalmente, com respeito à personalidade e diferenciou

importe, não caso contrário. Estas idéias em reencarnação e o trinity de homem

foi segurado por muitos dos Pais Cristãos cedo. É a confusão feita por

os tradutores do Testamento Novo e tratados filosóficos antigos

entre alma e espírito que ocasionaram os muitos enganos. It

também é um do muitas razões por que Buddha, Plotinus, e tantos outro

Inicia é acusado agora de ter desejado para a extinção total do deles/delas

almas - “ absorção até a Deidade, ou “ reunião com a alma universal,”

significando, de acordo com idéias modernas, aniquilação. A alma pessoal deve, de

curso, seja desintegrado em suas partículas, antes de pudesse unir seu

mais pura essência sempre com o espírito imortal. Mas os tradutores de ambos

os Atos e as Epístolas que puseram a fundação do Reino de Céu

e os comentaristas modernos no Sutra budista da Fundação do

Reino de Retidão, confundiu o senso do grande apóstolo de

Cristianismo a partir do grande reformador de Índia. O anterior sufocou

o palavra psuchikos, de forma que nenhum leitor imagina isto para ter qualquer relação com

alma; e junto, com esta confusão de alma e espírito adquirem os leitores de Bíblia

só um senso pervertido de qualquer coisa no assunto. Por outro lado, o

intérpretes de Buddha não têm entendido o significado e objeto de

os quatro graus budistas de Dhyana. Pergunte para o Pythagoreans, “ Lata que espírito,

que dá vida e movimento e participa da natureza de luz, seja reduzido

para nonentity “? Possa igualar aquele espírito sensível em brutos que exercícios

memória, um das faculdades racionais, morre e não se torna nada “? observe o

Occultists. Só em aniquilação de filosofia budista uma dispersão significa de

importe, em qualquer forma ou semelhança de forma pode estar, para tudo que

tem forma é temporária, e é, então, realmente uma ilusão. Para em

eternidade que os períodos mais longos de tempo são como um piscada do olho. Assim com forma.

Antes de nós tivéssemos tempo para perceber que nós vimos isto, foi como um

flash instantâneo de raio, e sempre passou. Quando o Espiritual

fraturas de entidade solto sempre de toda partícula de assunto, substância, ou

forme, e rebecomes uma respiração Espiritual: então só entra no

Nirvana eterno e inalterável, durando contanto que o ciclo de vida tenha

durar-uma eternidade, verdadeiramente. E então aquela Respiração, enquanto existindo em Espírito, é

nada porque é tudo; como uma forma, uma semelhança, uma forma, que é completamente

aniquilado; como Espírito absoluto é ainda, para isto se tornou Ser-ness

isto. A mesma palavra usou, “ absorvido na essência universal, “ quando falado

da “ Alma “ como Espírito, união de meios “ com “. Nunca pode significar aniquilação,

como isso significaria separação eterna.


P. Faça você não se põe aberto à acusação de orar aniquilação pelo idioma usa você? Você há pouco falou da Alma de homem voltando a seus elementos primordiais.

Um. Mas você esquece que eu lhe dei as diferenças entre o vários

significados da palavra Alma, e mostrado o modo solto em qual o termo Espírito

foi hitherto traduzido. Nós falamos de um animal, um humano, e um

espiritual, Alma, e distingue entre eles. Por exemplo, chamadas de Platão

Alma “ “ racional que o qual nós chamamos Buddhi, enquanto acrescentando a isto o adjetivo de

“ espiritual, “ porém; mas que o qual nós chamamos o Ego reencarnando, Manas,

ele chama Espírito, Nous, etc., considerando que nós aplicamos o termo Espírito, quando de pé

só e sem qualquer qualificação, para Atma só. Pythagoras repete nosso doutrina arcaica ao declarar que o Ego (Nous) é eterno com Deidade; que a alma só atravessou várias fases para chegar a divino excelência; enquanto thumos voltaram à terra, e até mesmo o phren, o mais baixo Manas, foi eliminado. Novamente, Platão define Alma (Buddhi) como “ o movimento que pode se mover “. “ Alma, “ ele soma (Leis X.), “ é o mais mais antigo de todas as coisas, e o começo de movimento, chamando “ assim, Alma de Atma-Buddhi “, “ e Espírito de Manas “ “ que nós não fazemos.

Alma foi gerada antes de corpo, e corpo é posterior e secundário, como

estando de acordo com natureza, governado em cima de pela alma governante. A alma que

administra todas as coisas que são movidas em todos os sentidos, administra igualmente o

céus.

Alma conduz tudo então em céu, e em terra, e no mar, por seu

movimento-os nomes de qual é, ir, considerar levar ao cuidado de, para

consulte. formar opiniões retificam e falso, estar em um estado de alegria, se entristeça,

confiança, medo, ódio, amor, junto com todo tais movimentos primários como

se alia a estes… Sendo uma deusa ela, ela sempre leva como um aliado

Nous, um deus, e disciplinas todas as coisas corretamente e felizmente; mas quando com

Annoia-não trabalha fora tudo o contrário.

Neste idioma, como nos textos budistas, o negativo é tratado como existência essencial. Aniquilação vem debaixo de uma exegese semelhante. O estado positivo é o ser essencial, mas nenhuma manifestação como tal. Quando o espírito, em parlance budista, entra em Nirvana, perde existência objetiva, mas retém o ser subjetivo. Para objetivo nota isto está ficando absoluto nada “; para subjetivo, Nenhum-coisa, nada ser exibido para sentir. Assim, o Nirvana deles/delas significa a certeza de imortalidade individual em Espírito, não, em Alma que, entretanto “ o mais antigo de todas as coisas, “ é ainda-junto com todos o outro Deus-uma emanação finita, em formas e individualidade, se não em substância.


P. Eu não agarro a idéia totalmente contudo, e seria grato o ter explique isto a mim por algumas ilustrações.

Um. Nenhuma dúvida é muito difícil entender, especialmente para exposto, nas idéias ortodoxas regulares da Igreja Cristã. Além disso, eu tenho que contar você um. coisa; e isto é que a menos que você estudasse completamente bem o funções separadas nomearam a todos os princípios humanos e o estado de tudo estes depois de morte, você apenas perceberá nossa filosofia Oriental.


______________________
 

Nos Vários Princípios em Homem


P. Eu ouvi falar uma transação boa desta constituição do “ homem “ interno como

você chama isto, mas nunca poderia fazer “ de cabeça ou o de rabo não “ como expressos de Gabalis

isto.

Um. Claro que, é muito difícil, e, como você diz, enquanto “ confundindo “ entenda corretamente e distinga entre os vários aspectos, chamados por, nós os princípios do real Ego. É o mais para lá existe um diferença notável o numerando desses princípios por vários Oriental escolas, entretanto ao fundo há o mesmo substrato idêntico de ensinando.


P. Você quer dizer o Vedantins, como um exemplo? Não faça eles dividem seus sete princípios em cinco só?

1. Eles fazem; mas entretanto eu não presumiria para disputar o ponto com um

Vedantin instruído, eu ainda posso declarar como minha opinião privada que eles têm

uma razão óbvia para isto. Com eles está só que espiritual combinação

agregado que consiste em vários aspectos mentais que são chamados o Homem

nada, o corpo físico que está na visão deles/delas algo abaixo

desprezo, e somente uma ilusão. Nem é o Vedanta o único

filosofia para pensar desta maneira. Lao-tzu, no Tao Te Ching dele,

menções só cinco princípios, porque ele, como o Vedantins, omite

isto é, inclua dois princípios o espírito (Atma) e o físico

corpo, o posterior de qual, além disso, ele chama “ o cadáver “. Então lá

é a Taraka Raja-ioga Escola. Seu ensino reconhece só três

princípios na realidade; entretanto, em realidade, o Sthulopadhi deles/delas, ou o

corpo físico, em seu estado consciente se despertando, o Sukshmopadhi deles/delas, o

mesmo corpo em Svapna, ou o estado sonhando, e o Karanopadhi deles/delas ou

corpo “ causal, “ ou que que passa de uma encarnação a outro,

é todo dual nos aspectos deles/delas, e assim faz seis. Acrescente a este Atma, o

princípio divino impessoal ou o elemento imortal em Homem,

indistinto do Espírito Universal, e você tem o mesmo sete

novamente. Eles são bem-vindos segurar à divisão deles/delas; nós seguramos a nosso.

[Veja ‘ Doctrine’ Secreto, separe 1, pág., 182 para uma exposição mais clara]


P. Então quase parece igual à divisão feita pelo místico Cristãos: corpo, alma, e espírito?

Um. Há pouco o mesmo. Nós poderíamos fazer facilmente do corpo o veículo do “ vital

Dobre “; do posterior o veículo de Vida ou Prana; de Kamarupa, ou (animal) alma, o veículo do mais alto e a mais baixa mente, e faz de estes seis princípios, coroando o todo com o um espírito imortal. In Occultism toda mudança qualitativa no estado de nossa consciência dá tripular um aspecto novo, e se prevalece e se torna parte do viver e Ego suplente, deve ser (e é) determinado um nome especial, distinguir o homem, naquele estado de particular do homem está ele quando ele se colocar dentro outro estado.


P. Há pouco é que o qual é tão difícil entender.

Um. Parece a mim muito fácil, pelo contrário, uma vez que você agarrou o

idéia principal, i.e., aquele homem age nisto ou outro plano de consciência, em

acordo rígido com a condição mental e espiritual dele. Mas tal é o

materialismo da idade que o mais nós explicamos o menos as pessoas parecem capazes

de compreensão o que nós dizemos. Divida o terrestre sendo chamado o homem em

três aspectos principais, se você gosta, e a menos que você faça dele um puro animal

você não pode fazer menos. Leve o corpo objetivo dele; o princípio de pensamento em

ele-o qual só é um pequeno mais alto que o elemento de instinctual dentro o animal-ou a alma consciente vital; e que que o coloca assim immeasurably além de e mais alto que o animal-i.e., a alma de raciocínio dele ou espírito “. Bem, se nós levamos estes três grupos ou entidades representativas, e os, de acordo com o ensino oculto, subdivide o que adquirimos nós?

Em primeiro lugar, Espírito (no senso do Absoluto, e então,

indivisível Tudo), ou Atma. Como isto pode ser localizado nem limitado em

filosofia, simplesmente sendo que que está em Eternidade, e que não pode ser

ausente de até mesmo o ponto geométrico ou matemático mais minúsculo do

universo de assunto ou substância, deve não ser chamado, em verdade, um

princípio humano “ nada. Bastante, e a melhor, está em Metafísicas que

aponte em espaço que o Monad humano e seu veículo tripulam ocupe para o

período de toda vida. Agora aquele ponto é tão imaginário quanto o homem ele, e em

realidade é uma ilusão, um Maya; entretanto para nós mesmos, como para outro

Egos pessoais, nós somos uma realidade durante aquele ajuste de ilusão chamado vida, e

nós temos que se levar em conta, em nossa própria fantasia de qualquer modo, se não

a pessoa faz outro. Fazer isto mais concebível para o intelecto humano, quando

tentando o estudo de Occultism primeiro, e resolver o um-b-c do

mistério de homem, Occultism chama este sétimo princípio a síntese do

sexto, e dá isto para veículo a Alma Espiritual, Buddhi. Agora o posterior

esconde um mistério que nunca é dado a qualquer um com a exceção de

irrevocably empenharam Chelas, ou esses, de qualquer modo, que que pode ser seguramente

confiado. Claro que, haveria menos confusão, só pôde isto seja contado;

mas, como isto está diretamente preocupado com o poder de projetar a pessoa é dobro

conscientemente e à vontade, e como este presente, como o “ anel de Gyges, “ vá

prove muito fatal para tripular a grande e para o possuidor daquela faculdade em

particular, é cuidadosamente cuidadoso. Mas nos deixou procedermos com os princípios. Esta alma divina, ou Buddhi, então, é o veículo do Espírito. In conjunção, estes dois são um, impessoal e sem qualquer atributo (em este avião, claro que), e faz dois princípios espirituais. Se nós passamos sobre a Alma Humana, Manas ou mens, que todo o mundo concordará que a inteligência de homem é dual dizer o menos: por exemplo, the high-minded man can hardly become baixo-notado; o muito o intelectual e espiritual-notou o homem está separado por um abismo do obtuso, entorpeça, e material, se não animal-notou a homem.


P. Mas por que não deveria tripular seja representado por dois princípios ou dois aspectos,

bastante?

Um. Todo homem tem estes dois princípios nele, um mais ativo que o

outro, e em casos raros, um destes está completamente raquítico em seu crescimento, assim

dizer, ou paralisou pela força e predominance do outro aspecto,

em qualquer direção. Este, então, são o que nós chamamos os dois princípios ou

aspectos de Manas, o mais alto e o mais baixo; o anterior, o Manas mais alto, ou

o pensamento, Ego consciente que gravita para a Alma espiritual (Buddhi);

e o posterior, ou seu princípio de instinctual, atraído a Kama, o assento de

desejos animais e paixões em homem. Assim, nós temos quatro princípios justificados;

o último três ser (1) o “ Dobro, “ o qual nós concordamos em chamar Protean,

ou Alma de Plástico; o veículo de (2) o princípio de vida; e (3) o físico

corpo. Claro que nenhum fisiólogo ou o biólogo aceitará estes princípios,

nem ele pode fazer de cabeça ou rabo deles. E isto é por que, talvez, nenhum deles

ou entenda a este dia as funções do baço, o físico

veículo do Protean Double, ou esses de um certo órgão à direita lado

de homem, o assento dos desejos sobre-mencionados, nem ainda ele sabe

qualquer coisa da glândula de pineal com a qual ele descreve como uma glândula córnea um

pequena areia nisto, qual glândula está em verdade o mesmo assento do mais alto e consciência de divinest em homem, o onisciente, espiritual e todos-abraçando dele mente. E isto ainda mostra mais claramente a você que nós nem não inventamos estes sete princípios, nem é eles novo no mundo de filosofia, como nós possa provar facilmente.


P. Mas é o que reencarna isso, em sua convicção?

Um. O Ego de pensamento Espiritual, o princípio permanente em homem, ou que o qual

é o assento de Manas. Não é Atma, ou Atma-Buddhi plano, considerou o Monad dual que é o indivíduo ou o homem divino, mas Manas; para Atma é o Universal Tudo, e só se torna o Alto-ego de homem em conjunção com Buddhi, seu veículo que une isto à individualidade (ou divino homem). Para isto é o Buddhi-Manas que é chamado o corpo Causal, (o Quinto unido e sextos Princípios) e que é Consciência que conecta isto com toda personalidade habita em terra. Então, Alma que é um termo genérico, há em homens três aspectos de Alma-o terrestre, ou animal; a Alma Humana; e a Alma Espiritual; estes, no sentido exato, é uma Alma em seus três aspectos. Agora do primeiro aspecto, nada permanece depois de morte; do segundo (nous ou Manas) só sua essência divina se esquerda puro sobrevive, enquanto o terço além de ser imortal se torna conscientemente divino, pela assimilação do Manas mais alto. Mas fazer isto clareie, nós temos que dizer alguns palavras em primeiro lugar sobre Reencarnação.


P. Você fará bem, como está contra esta doutrina que seus inimigos lutam ferozmente.

Um. Você quer dizer os Espiritualistas? Eu sei; e muitos são as objeções absurdas

laboriously girado por eles em cima das páginas de Luz. Tão obtuso e malicioso

é alguns deles, que eles não pararão a nada. Um deles achou recentemente

uma contradição que ele discute gravemente em uma carta àquele diário, em

duas declarações escolheram fora de Sr. As conferências de Sinnett. Ele descobre aquela sepultura

contradição nestes duas orações: lucros “ Prematuros para terra-vida em

os casos quando eles acontecem pode estar devido a complicação de Karmic…”; e “ lá

não é nenhum acidente no ato supremo de justiça divina que guia evolução “. So profundo um pensador veria uma contradição da lei seguramente de gravitação se um homem estirasse fora a mão dele para parar uma pedra cadente de esmagando a cabeça de uma criança!

Em Reencarnação ou Renascimento

O que é Memória de acordo com Ensino Teosófico?


P. A coisa mais difícil para você para fazer, será explicar e dar

chãos razoáveis para tal uma convicção. Nenhum Teósofo sempre tem contudo teve sucesso

apresentando uma única prova válida para tremer meu ceticismo. Primeiro de tudo, você tem contra esta teoria de reencarnação, o fato que nenhum único o homem ainda foi achado para se lembrar que ele viveu, menos de tudo que ele era, durante a vida prévia dele.

Um. Seu argumento, eu vejo, cuida da mesma velha objeção; a perda de memória em cada de nós de nossa encarnação prévia. Você pensa que invalida nosso doutrina? Minha resposta é que não faz, e que de qualquer modo tal um objeção não pode ser final.


P. Eu gostaria de ouvir seus argumentos.

Um. Eles são curtos e poucos. Ainda quando você leva em conta (um) o inabilidade absoluta dos melhores psicólogos modernos para explicar para o mundo o natureza de mente; e (b) a ignorância completa deles/delas de suas potencialidades, e estados mais altos, você tem que admitir que esta objeção é baseado em um um priori conclusão tirada de facie de prima e evidência circunstancial mais que qualquer outra coisa. Agora o que é “ memória “ em sua concepção, reze?


P. Que que geralmente é aceitado: a faculdade em nossa mente de se lembrar e de reter o conhecimento de pensamentos prévios, ações, e eventos.

Um. Por favor acrescente a isto que há uma grande diferença entre os três formas aceitadas de memória. Além memória em geral você tem Recordação, Lembrança, e Reminiscência, não o tenha? Sempre o tenha refletido o diferença? Memória, se lembre, é um nome genérico.


P. Ainda, tudo estes são só sinônimos.

Um. Realmente, elas não estão em filosofia, a todos os eventos. Memória simplesmente é

um poder inato pensando os seres, e até mesmo em animais, de reproduzir passado,

impressões por uma associação de idéias principalmente sugerida por objetivo

coisas ou por alguma ação em nossos órgãos sensórios externos. Memória é uma faculdade

dependendo completamente do funcionar mais saudável e normal de nosso

cérebro físico; e recordação e lembrança são os atributos e

handmaidens daquela memória. Mas reminiscência é uma coisa completamente diferente. Reminiscência está definida pelo psicólogo moderno como algo intermediário entre recordação e lembrança, ou “ um processo consciente de recordar ocorrências passadas, mas sem aquela referência cheia e variada para particular coisas que caracterizam lembrança “. Locke, falando de lembrança, e recordação, diz:

Quando uma idéia ocorre periodicamente novamente sem a operação do igual objeto no

externo sensório, é recordação; se seja buscado depois pela mente, e com dor e empenho achados e trouxe novamente em visão, é lembrança.

Menos Locke folhas reminiscência plana sem qualquer definição clara, porque isto

é nenhuma faculdade ou atributo de nossa memória física, mas um intuitional

percepção aparte de e fora de nosso cérebro físico; uma percepção que,

cobrindo como faz (sendo chamado em ação pelo conhecimento de sempre-presente

de nosso Ego espiritual) todas essas visões em homem como o qual é considerado

anormal-de os quadros sugeridos por gênio aos delírios de febre e

até mesmo é classificado através de ciência como não tendo nenhuma existência fora de nosso

fantasia. Porém, Occultism e reminiscência de consideração de Teosofia em um completamente

luz diferente. Para nós, enquanto memória é física e evanescente e depende nas condições fisiológicas do cérebro-uma proposição fundamental com todos os professores de mnemotecnias que têm as pesquisas de moderno científico psicólogos para atrás eles-nós chamam reminiscência a memória da alma. E é esta memória que dá a garantia a quase todo ser humano, se ele entende isto ou não, do dele tendo vivido antes e tendo viva novamente. Realmente, como Wordsworth tem isto:

Nosso nascimento é mas um sono e um esquecendo,

A alma que sobe conosco, nossa estrela de vida,

Hath teve sua colocação em outro lugar,

E cometh de longe.


P. Se está neste tipo de memória-poesia e fantasias anormais, por conta própria, confissão-que você funda sua doutrina, então você convencerá muito poucos, eu, tem medo.

Um. Eu não confessei “ era uma fantasia. Eu simplesmente disse que os fisiólogos e cientistas em geral consideração tais reminiscências como alucinações e imagina, para qual conclusão instruída eles são bem-vindos. Nós não negamos que tal visões do passado e olha brevemente longe atrás nos corredores de tempo, é não anormal, como contrastado com nossa experiência de vida diária normal e memória física. Mas nós mantemos com Professor W. Knight que: O ausência de memória de qualquer ação feita em um estado prévio não pode ser um argumento conclusivo contra nosso ter vivido por isto.

E todo oponente feira-notado tem que concordar com o que é dito em Mordomo Conferências em Filosofia de Platonic:

Que o sentimento de extravagância com que isto (preexistence) nos afeta tem sua fonte secreta em preconceitos materialistas ou semi-materialistas.

Além que nós mantemos aquela memória, como Olympiodorus chamou isto, simplesmente é

fantasia, e a coisa mais incerta em nós.

Diga Olympiodorus, em Platonis Phaed.:

A fantasia é um impedimento a nossas concepções intelectuais; e conseqüentemente,

quando nós estamos agitados pela influência inspiradora da Divindade, se o

fantasia intervém, a energia entusiástica cessa: para entusiasmo e o

êxtase está ao contrário de um ao outro. Deva seja perguntado se a alma é

capaz para energizar sem a fantasia, respondemos nós, que sua percepção de

universals prova que é capaz. Então, tem percepções

independente da fantasia; ao mesmo tempo, porém, a fantasia assiste

em suas energias, da mesma maneira que uma tempestade o procura que veleja no mar.

Ammonius Saccas afirmou que a única faculdade em homem diretamente oposto para

prognostication, ou olhando em futuridade, é memória. Além disso, se lembre

aquela memória é uma coisa e mente ou pensamento é outro; a pessoa é uma gravação

máquina, um registro que muito facilmente adquire defeituoso; o outro (pensamentos) é eterno e imperecível. Vá você recusa acreditar dentro o existência de certas coisas ou homens só porque seus olhos físicos não têm os visto? Não vá o testemunho coletivo de gerações passadas que têm o visto uma garantia suficiente seja que o Julius Caesar viveu uma vez? Por que deve não o mesmo testemunho dos sensos psíquicos das massas seja levado em consideração?


P. Mas não faz você pensa que estas são distinções muito boas ser aceitado pela maioria de mortais?

Um. Diga bastante pela maioria de materialists. E a eles dizemos nós, veja:

até mesmo no palmo curto de existência ordinária, memória é muito fraca a registro

todos os eventos de toda vida. Como freqüentemente iguale a maioria dos eventos importantes

mentira dormente em nossa memória até despertado por alguma associação de idéias, ou

despertado para funcionar e atividade por alguma outra ligação. Isto especialmente é o

caso com pessoas de idade avançada de que sempre é achada sofrimento fragilidade de lembrança. Então, quando nós nos lembramos que que nós sabemos sobre o físico e os princípios espirituais em homem, não é o fato que nossa memória não tem registrado nossa vida precedente e vidas que devem nos pegar de surpresa, mas o contrário, era isto acontecer.


______________________
 

Por que Nós não Nos lembramos

de Nossas Vidas Passadas?


P. Você me deu a visão de olho de um pássaro dos sete princípios; agora como faça eles respondem por nossa perda completa de qualquer lembrança de ter vivido antes de?

Um. Muito facilmente. Desde que esses princípios que nós chamamos físico, e nenhum de

que é negado através de ciência, entretanto os chama nome-isto é por outro, o corpo, vida, passional e instintos animais, e o eidolon astral de todo homem (se percebeu em pensamento ou o olho de nossa mente, ou objetivamente e separe do corpo físico), quais princípios nós chamamos Sthula-sharira, Prana, Kamarupa, e Linga-sharira (veja acima).

[Esses princípios] é desintegrado depois de morte com o componente deles/delas

elementos, memória junto com seu cérebro, isto desapareceu memória de um desapareceu

personalidade, pode se lembrar nem pode registrar qualquer coisa dentro o subseqüente

reencarnação do Ego. Meios de reencarnação que este Ego será fornecido com um corpo novo, um cérebro novo, e uma memória nova. Então vai seja como absurdo esperar esta memória para se lembrar que que nunca tem registrou como seria inativo nunca examinar debaixo de um microscópio uma camisa usado por um assassino, e busca nisto para as manchas de sangue que é ser só ache nas roupas que ele usou. Não é a camisa limpa para a que nós temos questione, mas as roupas usadas durante o perpetration do crime; e se estes estão queimados e destruídos, como você pode chegar a eles?


P. Aye! Como possa você chega à certeza que o crime sempre estava comprometido nada, ou que o “ homem na camisa “ limpa sempre vivida antes?

Um. Não através de processos físicos, seguramente; nem confiando o

testemunho do que existe nenhum mais longo. Mas há tal uma coisa como

evidência circunstancial, desde que nossas leis sábias aceitam isto, mais, talvez, até mesmo

que eles devem. Ser convencido do fato de reencarnação e passado

vidas, a pessoa tem que pôr a si mesmo em concordância com o real Ego permanente da pessoa, não,

a memória evanescente da pessoa.


P. Mas como possa as pessoas acreditam dentro que que eles não sabem, nem sempre tem

visto, longe menos posto eles em concordância com isto?

Um. Se as pessoas, e o mais instruído, acreditará na Gravidade, Éter,

Force, e isso que não de Ciência, abstrações “ e hipóteses de funcionamento “ que

eles nem não viram, tocou, funda, ouviu, nem provar-por que não deve

outras pessoas acreditam, no mesmo princípio, no Ego permanente da pessoa, um distante

hipótese “ de funcionamento mais lógica e importante “ que qualquer outro?


P. O que é, finalmente, este princípio eterno misterioso? Possa você explica seu natureza para fazer isto compreensível para tudo?

Um. O Ego que reencarna, o indivíduo e imortal-não pessoal - eu “; em resumo, o veículo do Atma-Buddhic Monad no que que é recompensado Devachan e castigou em terra, e que, finalmente para qual a reflexão só do Skandhas, ou atributos, de todo adidos de encarnação isto.

Há cinco Skandhas ou atributos nos ensinos budistas: Rupa (forma ou corpo), qualidades materiais; Vedana, sensação; Sanna, idéias abstratas,;

Samkhara, tendências de mente; Vinnana, poderes mentais. Destes somos nós formado, por eles nós estamos conscientes de existência; e por eles comunique com o mundo sobre nós.


P. O que quer dizer você por Skandhas?

Um. O que eu disse: “ atributos “ entre qual é memória tudo dos quais pereça como uma flor, enquanto os deixando para trás só um perfume fraco. Aqui é outro parágrafo de H.S. o Catecismo budista de Olcott que agüenta diretamente no assunto. Se trata da pergunta como segue:

O homem velho se lembra dos incidentes da mocidade dele, apesar do ser dele,

fisicamente e mentalmente mudado. Por que, então, não é a lembrança de passado

vidas trouxeram por nós de nosso último nascimento no nascimento presente? Porque

memória é incluída dentro do Skandhas, e o Skandhas que tem mudado com

a existência nova, uma memória, o registro daquela existência de particular,

desenvolve. Ainda o registro ou reflexão de todas as vidas passadas têm que sobreviver,

para quando o Príncipe rtha de Siddh se tornaram Buddha, a sucessão cheia do dele previamente

nascimentos foram vistos por Ele… e qualquer um que atinge ao estado de Jñana pode

assim retroativamente rastro a linha das vidas dele.

Isto prova a você que enquanto as qualidades eternas do personalidade-tal

como amor, bondade, caridade, etc. - prenda eles ao Ego imortal,

fotografando nisto, como quem diz, uma imagem permanente do aspecto divino de

o homem que era, o Skandhas material dele (esses que geram o mais marcado

Karmic efetua) é tão evanescente quanto um flash de raio, e não pode

impressione o cérebro novo da personalidade nova; contudo o não fazendo deles/delas assim

prejudica a identidade do Ego reencarnando de nenhuma maneira.


P. Você pretende deduzir que que sobrevive é só a Alma-memória, como você, chame isto, aquela Alma ou Ego que são um e o mesmo, enquanto nada do restos de personalidade?

Um. Não totalmente; algo de cada personalidade, a menos que o posterior era um

materialist absoluto com nem mesmo uma racha na natureza dele para um raio espiritual

atravessar, tem que sobreviver, como deixa sua impressão eterna no Ego permanente encarnando ou Ego Espiritual. (Ou o Espiritual, em contradistinction para o Ego pessoal. O estudante não deve confundir isto Ego espiritual com o “ ego “ mais alto que é Atma, o Deus dentro de nós, e inseparável do Espírito Universal.)

A personalidade com seu Skandhas sempre está mudando com todo nascimento novo. It

é, como dito antes, só a parte jogada pelo ator (o verdadeiro Ego) para um

noite. Isto é por que nós não preservamos nenhuma memória no avião físico de nosso passado

vidas, entretanto o real “ Ego “ os viveu em cima de e os conheceu tudo.


P. Então como acontece que o real ou Espiritual homem não impressiona o novo dele pessoal “ eu “ com este conhecimento?

Um. Como é isto que as criado-meninas em uma casa de fazenda pobre pudessem falar o hebreu

e toca o violino no transe deles/delas ou somnambular declaram, e soube nenhum quando na condição normal deles/delas? Porque, como todo psicólogo genuíno de o velho, não seu moderno, eduque, lhe falará, o Ego Espiritual pode agir só quando o Ego pessoal é paralisado. O Espiritual “ eu “ em homem sou onisciente e tem todo conhecimento inato nisto; enquanto o ego pessoal é a criatura de seu ambiente e o escravo da memória física. Podido o próprio manifesto anterior uninterruptedly, e sem impedimento, lá, não seja nenhum homem mais longo em terra, mas nós se tudo deveriam ser deuses.


P. Ainda deveria haver exceções, e alguns deveriam se lembrar.

Um. E assim há. Mas quem acredita no relatório deles/delas? Tal sensitives são

geralmente considerado hysteriacs alucinado, como racha-quebrado a cabeça os entusiastas,

ou fraudes, por materialismo moderno. Porém, os deixe ler trabalha nisto sujeite, Reencarnação de preeminently, um Estudo de Verdade Esquecida por E.D.

Passeador, F.T.S., e vê nisto a massa de provas que o autor capaz

traz para afetar isto vexou pergunta. A pessoa fala com pessoas de alma, e

alguns perguntam “ o que é Alma “? Sempre “ tenha você provou sua existência “? Claro que isto

é inútil discutir com esses que são materialists. Mas até mesmo para eles eu ponha a pergunta:

Você pode se lembrar do que você era ou fez quando um bebê? Você preservou o lembrança menor de sua vida, pensamentos, ou ações, ou que você viveu a tudo durante os primeiros dezoito meses ou dois anos de sua existência? Então por que não nega que você alguma vez viveu como um bebê, no mesmo princípio?

Quando a tudo isso somamos nós que o Ego reencarnando, ou individualidade, somente retém durante o período de Devachanic a essência da experiência de sua terra-vida passada ou personalidade, o experiência envolvendo físico inteiro, em um estado de em potentia, ou, como quem diz, sendo traduzido em formulae espiritual; quando nós nos lembramos mais adiante que o termo entre dois são ditos renascimentos para estender de dez a quinze séculos durante qual tempo a consciência física totalmente é e absolutamente inativo, tendo nenhum órgãos para agir por, e então nenhuma existência, a razão para o ausência de toda a recordação na memória puramente física é aparente.


P. Você há pouco disse que o Ego Espiritual era onisciente. Onde, então, é isso omnisciência se vangloriada durante a vida de Devachanic dele, como você chame?

Um. Durante aquele tempo está oculto e potencial, porque, em primeiro lugar, o

Ego espiritual (a combinação de Buddhi-Manas) não é o Ego mais Alto que

sendo com a Alma Universal ou a Mente é só onisciente; e,

secundariamente, porque Devachan é a continuação idealizada do terrestre

vida há pouco deixou para trás, um período de ajuste de retributive, e uma recompensa para

injustiças não merecidas e sofrimentos sofridos naquela vida especial. É

onisciente só potencialmente em Devachan, e facto de de exclusivamente em

Nirvana, quando o Ego é fundido no Notar-alma Universal. Ainda isto rebecomes

quasi onisciente durante essas horas terra acesa quando certo anormal

condições e mudanças fisiológicas no corpo fazem o Ego livrar do

redes finas de assunto. Assim os exemplos citaram acima de sonâmbulos, um pobre

criado hebreu que fala, e outro que toca o violino, o dê um

ilustração do caso em ponto. Isto não significa que as explicações

destes dois fatos nos oferecidos através de ciência médica não tenha nenhuma verdade neles, para

uma menina teve, anos antes de, ouviu o dela domine, clérigo, leia trabalhos hebreus

em voz alta, e o outro tinha ouvido um artista que toca um violino na fazenda deles/delas. Mas

nem poderia ter feito perfeitamente para como eles fizeram os tido não sido ensouled por isso que, devido à uniformidade de sua natureza com o Mente universal, é onisciente. Aqui o princípio mais alto agiu no Skandhas e os moveu; no outro, a personalidade que é paralisada, o individualidade se manifestou. Reze não confunda os dois.


______________________
 

Em Individualidade e Personalidade


P. Mas o que é a diferença entre os dois?

Um. Até mesmo Col. Olcott, forçado a isto pela lógica de filosofia Esotérica, ache ele obrigou corrigir os enganos de Orientalists prévio que fez nenhum tal distinção, e dá para o leitor as razões dele para isto. Assim ele diz:

Os aparecimentos sucessivos na terra, ou “ descidas em geração, “ de

o tanhaically partes coerentes (Skandhas) de um certo ser, é um

sucessão de personalidades. Em cada nascimento a personalidade difere disso

de um prévio ou logo nascimento sucessivo. Karma, o machina de ex de deus, máscaras,

(ou nós diremos reflete?) isto agora na personalidade de uma salva, novamente,

como um artesão, e assim por diante ao longo do fio de nascimentos. Mas entretanto

personalidades sempre trocam, a uma linha de vida ao longo da qual eles são amarrados,

goste de contas, corre irrompível; sempre é aquela linha de particular, nunca qualquer outro.

É então individual, uma ondulação vital individual na qual começou,

Nirvana, ou o lado subjetivo de natureza, como a luz ou ondulação de calor,

por aether, começou a sua fonte dinâmica; está terminado careering o

lado objetivo de natureza debaixo do impulso de Karma e o criativo

direção de Tanha (o desejo insatisfeito para existência); e conduz por

muitas mudanças cíclicas atrás para Nirvana. Sr. Chamadas de Rhys-Davids que que passagens

de personalidade para personalidade ao longo do caráter de cadeia individual, ou

fazendo. Desde que caráter não é uma mera abstração metafísica, mas a soma

das qualidades mentais da pessoa e tendências morais, não vá ajuda para

disperse isso que Sr. Rhys-Davids chama “ o expediente desesperado de um mistério “ se nós consideramos a vida-ondulação como individualidade, e cada de sua série de manifestações natais como uma personalidade separada? O indivíduo perfeito, Oração budista, é um Buddha, eu deveria dizer; para Buddha é apenas o raro flor de humanidade, sem o menos admistão sobrenatural. E como gerações incontáveis (“ quatro asankheyyas e cem mil ciclos,”) é exigido desenvolver um homem em um Buddha, e o férreo se tornará um corridas ao longo de todos os nascimentos sucessivos, o que chamaremos nós que que assim lega e persevera? Caráter? A individualidade da pessoa: uma individualidade mas em parte manifestou em qualquer um nascimento, mas construiu de fragmentos de tudo os nascimentos?


P. Eu confesso que eu ainda estou na escuridão. Realmente há pouco é que diferença, então, que você não pode impressionar muito em nossas mentes.

Um. Eu tento; mas ai, é mais duro com alguns que os fazer sentir um reverencie para impossibilidades infantis, só porque eles são ortodoxos, e porque ortodoxia é respeitável. Entender bem a idéia, você tem primeiro estude os jogos duais de princípios: o espiritual, ou esses que pertença ao Ego imperecível; e o material, ou esses princípios que componha os corpos sempre-variáveis ou a série de personalidades daquele Ego.

Nos deixe fixar nomes permanentes a estes, e diga isso:

 

1. Atma, o “ Ego mais Alto, nem “ é seu Espírito nem mina, mas como luz solar lustra em tudo. É o princípio divino universalmente difundido “,” e é inseparável de seu um e Meta-espírito absoluto, como é o sunbeam inseparável de luz solar.

 

2. Buddhi (a alma espiritual) é só seu veículo. Nenhum cada separadamente, nem os dois coletivamente, é de qualquer mais uso ao corpo de homem, que luz solar e suas vigas são para uma massa de granito enterrada na terra, a menos que o Duad divino é assimilado por, e refletiu dentro, um pouco de consciência.

Nem Atma nem Buddhi sempre são alcançados por Karma, porque o anterior é o aspecto mais alto de Karma, seu agente de funcionamento de si mesmo em um aspecto, e o outro está inconsciente neste avião. Esta consciência ou a mente é,

 

3. Manas, a derivação ou produto em uma forma refletida de Ahankara, “ o concepção de mim, “ ou Ego-navio. Então, é quando inseparably uniram o primeiro em dois, chamou o Ego Espiritual, e Taijasi (o ponto luminoso). Isto é a real Individualidade, ou o homem divino. É este Ego qual-tendo originalmente encarnado na forma humana insensata animada por, mas

inconsciente (desde que não teve nenhuma consciência) de, a presença em si mesmo de o dual monad-fez daquele humano-como forma um real homem.

 

Mahat ou a “ Mente “ Universal é a fonte de Manas. O posterior é Mahat,

i.e., note, em homem. Manas também é chamado Kshetrajña, Espírito “ encarnado,” porque é, de acordo com nossa filosofia, o Manasaputras, ou “ Filhos de a Mente Universal “ que criou ou bastante produziu, o homem de pensamento, “ manu, “ encarnando no terceiro gênero humano de Raça dentro nosso Em volta. É Manas, então que é o real encarnando e Ego Espiritual permanente o individualidade, e nossas várias e inúmeras personalidades só seu máscaras externas.

É aquele Ego que “ Corpo Causal “ que obscurece toda personalidade

Karma força isto a encarnar em; e este Ego que é segurado responsável

para todos os pecados cometidos por, e em, todo corpo novo ou

personalidade-as máscaras evanescentes pelas quais escondem o verdadeiro Indivíduo o série longa de renascimentos.


P. Mas isto há pouco é? Por que se este Ego deveria receber castigo como o resultado de ações das que esqueceu?

Um. Não os esqueceu; sabe e se lembra de seu misdeeds como também você se lembra do que você fez ontem. É isto porque a memória disso pacote de combinações físicas chamado “ corpo “ não lembra isso que seu antecessor (a personalidade que era) fez, que você imagina que a realidade Ego os esqueceu? Como bem diga é injusto que as botas novas no pés de um menino que é açoitado por roubar maçãs deveriam ser castigados para que de qual eles não sabem nada.


P. Mas está lá nenhum modo de comunicação entre o Espiritual e humano consciência ou memória?

Um. Claro que há; mas eles nunca foram reconhecidos por seu

psicólogos modernos científicos. Para o que você atribui intuição, o

“ voz da consciência, “ premonições, reminiscências indefinidas vagas,

etc., etc., se não para tais comunicações? Vá que a maioria de

homens educados, pelo menos, tiveram as percepções espirituais boas de Coleridge que

espetáculos como intuitional que ele está em alguns dos comentários dele. Ouça o com o qual ele diz

respeite à probabilidade que todos os pensamentos estão em eles imperecível “.

Se a faculdade inteligente (súbito ‘ revivificação de memória) deveria ser feito mais inclusivo, requereria só um diferente e apropriado organização, o corpo celestial em vez do corpo terrestre, trazer antes de toda alma humana a experiência coletiva de seu passado inteiro existência (existências, bastante).

E este corpo celestial é nosso Ego de Manasic.


______________________
 

Na Recompensa e Castigo do Ego


P. Eu o ouvi dizer que o Ego, qualquer a vida da pessoa ele encarnado dentro pode ter estado em Terra, nunca é visitado com postmortem castigo.

Um. Nunca, economize em casos muito excepcionais e raros dos quais nós não falaremos aqui, como a natureza do “ castigo “ de nenhuma maneira chega qualquer de seu concepções teológicas de danação.


P. Mas se é castigado nesta vida para o misdeeds cometido dentro um prévio, então é este Ego que também deveria ser recompensado, se aqui, ou quando disincarnated.

Um. E assim é. Se nós não admitimos de qualquer castigo fora desta terra, é porque o único estado que o Ego Espiritual conhece, daqui por diante, é isso de felicidades puras.


P. O que quer dizer você?

Um. Simplesmente isto: crimes e pecados cometeram em um avião de objetividade e em um

mundo de assunto, não pode receber castigo em um mundo de pura subjetividade.

Nós acreditamos em nenhum inferno ou paraíso como localidades; em nenhum hellfires objetivo

e lombrigas que nunca morrem, nem em qualquer Jerusalém com ruas pavimentadas com

safiras e diamantes. O que nós acreditamos dentro é um estado de postmortem ou mental

condicione, como nós é dentro durante um sonho vívido. Nós acreditamos dentro um

lei de immutable de Amor absoluto, Justiça, e Clemência. E acreditando nisto, nós,

diga: Qualquer o pecado e resultados medonhos da transgressão de Karmic original

dos Egos agora encarnados nenhum homem (ou o material exterior e forma periódica

da Entidade Espiritual) pode ser segurado, com qualquer grau de justiça,

responsável para as conseqüências do nascimento dele. Ele não pede nascer,

nem ele pode escolher os pais que lhe darão vida. Sob todos os aspectos ele

é uma vítima ao ambiente dele, a criança de circunstâncias em cima das quais ele tem,

nenhum controle; e se cada das transgressões dele fosse impartially investigados, lá seria achado nove entre cada dez casos quando ele era o pecado contra, em lugar de o pecador.

Está nesta transgressão que o dogma cruel e ilógico do Caído Foram construídos anjos. É explicado em Vol. II de A Doutrina Secreta.

Todos nossos “ Egos “ estão pensando e entidades racionais (Manasaputas) que teve

vivido, se debaixo de humano ou outras formas, no ciclo de vida precedente

(Manvantara), e de quem Karma era encarnar este aqui no homem de. It

foi ensinado nos Mistérios que, tendo demorado para obedecer esta lei (ou

tendo recusado criar “ como Hinduísmo diz do Kumaras e Christian

lenda do Arcanjo o Michael), i.e., não tendo encarnado em dívida

tempo, foram sujados os corpos predestinados para eles, conseqüentemente o pecado original de

as formas insensatas e o castigo dos Egos. Que por qual é significado

os anjos rebeldes que são lançados abaixo em Inferno simplesmente são explicados por

estes puros Espíritos ou Egos que são prendidos em corpos de assunto sujo, carne.

Vida é a melhor um jogo insensível, um mar tempestuoso para cruzar, e um fardo pesado

freqüentemente muito difícil agüentar. Os maiores filósofos tentaram em vão para sonde e descubra seu d’être de raison, e tenha tudo falhados exclua esses que isto é, teve a chave a isto as salvas Orientais. Vida é, como Shakespeare descreve isto:

… mas um caminhando sombra-um jogador pobre,

Isso suporta e se aflige a hora dele na fase,

E então é ouvido nenhum mais. É um conto

Contado por um idiota, cheio de som e fúria,

Não significando nada.

Nada em suas partes separadas, contudo da maior importância em seu

collectivity ou série de vidas. De qualquer modo, quase toda vida individual

é, em seu desenvolvimento completo, uma tristeza. E é nós para acreditar que pobre,

homem desamparado, depois que fosse lançado quase como um pedaço de madeira podre no

bravo ondula de vida, é, se ele prova que muito fraco para resiste a eles, ser, castigado nunca-terminando danação, ou até mesmo um castigo temporário? Nunca!  Se um grande ou um pecador comum, bom ou ruim, culpado ou inocente, uma vez entregado do fardo de vida física, o Manu cansado e estropiado, (“ pensando Ego “) ganhou o direito a um período de resto absoluto e felicidades.

O mesmo unerringly sábio e há pouco em lugar de Lei misericordiosa que inflige

no Ego encarnado o castigo de Karmic para todo pecado cometido durante

a vida precedendo em Terra, contanto para o agora Entidade de disembodied um longo

arrendamento de resto mental, i.e., o oblivion inteiro de todo evento triste, aye, para

o pensamento doloroso menor como o que aconteceu em sua última vida um

personalidade, partindo na alma-memória mas a reminiscência disso que

era felicidades, ou conduziu a felicidade. Plotinus que disse que nosso corpo era o

verdadeiro rio de Lethe, para “ almas mergulhadas nisto esqueça tudo, “ significou mais que

ele disse. Para, como nosso corpo terrestre está como Lethe, assim é nosso celestial corpo em Devachan, e muito mais.


P. Então é eu para entender que o assassino, o transgressor de lei divino e humano em toda forma, é permitido ir impune?

Um. Quem sempre disse isso? Nossa filosofia tem uma doutrina de castigo como duro

como o do Calvinista mais rígido, só mais filosófico e

consistente com justiça absoluta. Nenhuma ação, nem mesmo um pensamento pecador, vai

vá impune; o posterior mais severamente até mesmo que o anterior, como um pensamento

é mais potencial criando resultados ms que até mesmo uma ação.

Verily que eu digo até você, aquele looketh de whosoever a uma mulher para a desejar,

hath já cometeram adultério com ela no coração dele.

Nós acreditamos em uma lei infalível de Retribuição, Karma chamado que afirma, isto em uma concatenação natural de causas e os resultados inevitáveis deles/delas.


P. E como, ou onde, age?

Um. Todo trabalhador é merecedor do dele contrate, Sabedoria de saith no Evangelho; todo

ação, bom ou ruim, é um pai prolífico, saith a Sabedoria das Idades. Ponha

os dois junto, e você achará o “ por que “. Depois de permitir a Alma,

escapado do pangs de vida pessoal, um suficiente, aye, um hundredfold,

compensação, Karma, com seu exército de Skandhas, esperas ao limiar de

Devachan, de onde o reemerges de Ego para assumir uma encarnação nova. É a

este momento que o destino futuro dos tremores de Ego agora-descansados no

balanças de só Retribuição, como cai agora uma vez mais debaixo do balanço de

lei de Karmic ativa. Está neste renascimento que está pronto para isto, um renascimento,

selecionado e preparou por este misterioso, inexorável, mas no patrimônio líquido e

sabedoria de seus decretos lei infalível que os pecados da vida prévia de

o Ego é castigado. Só está em nenhum Inferno imaginário, com teatral

chamas e ridículo seguiu e diabos cornudos que o Ego é lançado, mas

verily sobre esta terra, o avião e região dos pecados dele onde ele terá

reconciliar para todo pensamento ruim e ação. Como ele tem sown, assim vá ele colhe.

Reencarnação se reunirá ao redor dele tudo esses outros Egos que sofreram,

se diretamente ou indiretamente, às mãos, ou até mesmo pelo

instrumentality inconsciente, da personalidade passada. Eles serão lançados por

Nemesis do modo do homem novo, escondendo o velho, o Ego eterno, e

 


P. Mas onde é o patrimônio líquido do que você fala, desde que estas personalidades “ novas “ são

não atento de ter pecado ou sido pecado contra?

Um. Tem o casaco rasgado a fragmentos da parte de trás do homem que roubou isto, por

outro homem que foi roubado disto e reconhece a propriedade dele, ser considerado,

como razoavelmente negociou com? A personalidade “ nova “ é nenhum melhor que um terno fresco

de roupas com suas características específicas, cor, forma, e qualidades;

mas o real homem que usa isto é o mesmo culpado a partir de velho. É o

individualidade que sofre pela personalidade “ dele. E é isto, e

este só, isso pode considerar para o terrível, ainda só aparente,

injustiça na distribuição de lotes em vida para tripular. Quando seu moderno

filósofos terão tido sucesso mostrando a nós uma razão boa, por que tantos

aparentemente inocente e homens bons só nascem sofrer durante um todo

vida; por que tantos nasce pobre até fome nas ruas sujas de grande

cidades, abandonou por destino e homens; por que, enquanto estes nascem no sarjeta,

outros abrem os olhos deles/delas para iluminar em palácios; enquanto um nascimento nobre e fortuna

pareça freqüentemente dado ao pior de homens e só raramente para o merecedor; enquanto

há mendigos cujos egos internos são perscruta ao mais alto e mais nobre de homens; quando isto, e muito mais, é explicado satisfatoriamente ou por seu filósofos ou teólogos, então só, mas não cultiva então, você terá o corrija para rejeitar a teoria de reencarnação. O mais alto e mais principal de poetas perceberam esta verdade de verdades vagamente. Shelley acreditou nisto, O Shakespeare deve ter pensado nisto ao escrever no worthlessness de Nascimento. Se lembre das palavras dele:

Por que meu nascimento deveria controlar meu espírito de ascensão?

Não é todas as criaturas sujeitam até tempo?

Há legiões agora de mendigos na terra,

Que o original deles/delas pulou de Reis,

E muitos monarcas agora, de quem pais eram

O refugo da idade deles/delas…

Altere a palavra gera em Ego-e você terá a verdade.

No Kamaloka e Devachan

No Destino dos mais Baixos Princípios


P. Você falou de Kamaloka, o que é?

Um. Quando o homem morrer, os mais baixos três princípios dele o deixam sempre; i.e.,

corpo, vida, e o veículo do posterior, o corpo astral ou o dobro de o homem vivo. E então, os quatro dele princípio-o central ou mediano princípio, a alma animal ou Kamarupa, com o do qual assimilou, o mais baixo Manas, e o próprio achado de tríade mais alto em Kamaloka. O posterior é uma localidade astral, o limbus de teologia escolástica, o Inferno, dos anciões, e, no sentido exato, uma localidade só em um parente senso. Não tem nem uma área definida nem limite, mas existe dentro espaço subjetivo; i.e., está além de nossas percepções sensuais. Ainda existe, e está lá que o eidolons astral de todos os seres que viveram, animais incluíram, espere a segunda morte deles/delas. Para os animais vem com a desintegração e o desvanecimento inteiro fora das partículas astrais deles/delas para o último. Para o eidolon humano começa quando a tríade de Atma-Buddhi-Manasic é dito que se separa “ de seus mais baixos princípios, ou a reflexão de a ex-personalidade, entrando no estado de Devachanic.


P. E o que acontece depois disto?

Um. Então o fantasma de Kamarupic, permanecendo roubaram de seu pensamento informando

princípio, o Manas mais alto, e o mais baixo aspecto do posterior, o animal inteligência, já luz receptora da mente mais alta, e nenhum mais longo tendo um cérebro físico para resolver, colapsos.


P. De que modo?

Um. Bem, entra no estado da rã quando certas porções de seu

cérebro é tirado pelo vivisector. Pode pensar nenhum mais, até mesmo no

mais baixo avião animal. Daqui em diante é nenhum mais longo até mesmo o mais baixo Manas, desde

este “ mais baixo “ não é nada sem o “ mais alto “.


P. E é isto este nonentity que nós achamos materializando em quartos de Sessão com Médio?

Um. É este nonentity. Porém, um verdadeiro nonentity só sobre argumentar ou poderes cogitando, ainda uma Entidade, porém astral e fluidic, como mostrado dentro certos casos quando, tendo sido magnetically e inconscientemente puxado para um médio, é reavivado para um tempo e vidas nele por procuração, como quem diz.

Este “ fantasma, “ ou o Kamarupa, pode ser comparado com o geléia-peixe que

tem um aparecimento gelatinoso etéreo tão longo como está em seu próprio elemento,

ou água (a aura específica do médio), mas que, nenhum mais cedo é isto lançado fora disto, que dissolve na mão ou na areia, especialmente em luz solar.  Na Aura do médio, vive um tipo de vida vicária e razões e ou fala pelo cérebro do médio ou esses de outras pessoas apresentam.  Mas isto nos conduziria muito longe, e nos chãos de outras pessoas, whereon eu tenha nenhum desejo para infringir. Nos deixe manter ao assunto de reencarnação.


P. O que do posterior? Quanto tempo faz o Ego encarnando permaneça dentro o Devachanic declaram?

Um. Isto, nós somos ensinados, depende do grau de espiritualidade e o mérito ou demérito da última encarnação. O tempo comum é de dez a quinze séculos, como eu já lhe falei.


P. Mas por que não pôde este manifesto de Ego e comunica com mortais como

Espiritualistas terão isto? O que é prevenir uma mãe lá de

comunicando com as crianças ela partiu em terra, um marido com a esposa dele,

e assim por diante? É uma convicção mais consoladora, eu tenho que confessar; nem eu desejo saber

que esses que acreditam nisto são tão opostos deixar isto.

Um. Nem eles são forçados, a menos que eles aconteçam para preferir verdade a ficção,

consolando “ porém “. Incompatível nossas doutrinas podem ser a Espiritualistas; contudo,

nada do que nós acreditamos dentro e ensinamos é meio tão egoísta e cruel quanto o que

eles oram.


P. Eu não o entendo. O que é egoísta?

Um. A doutrina deles/delas do retorno de Espíritos, as reais “ personalidades “ como eles

diga; e eu lhe falarei por que. Se Devachan-chama isto “ paraíso “ se você gosta, um

“ lugar de felicidades e de felicidade suprema, “ se é qualquer coisa-é tal um lugar

(ou diz estado), lógica nos fala que nenhuma tristeza ou até mesmo uma sombra de dor pode ser

therein experiente. “ Deus esfregará todas as lágrimas fora dos olhos “ de

esses em paraíso, nós lemos no livro de muitas promessas. E se os “ Espíritos

do morto “ são habilitados devolver e ver tudo aquilo está acontecendo em terra,

e especialmente nas casas deles/delas, que tipo de felicidades pode ser em estoque para eles?


______________________
 

Por que Teósofo não Acreditam

no Retorno de Puros “ Espíritos “


P. O que quer dizer você? Por que isto deveria interferir com as felicidades deles/delas?

Um. Simplesmente isto; e aqui é um exemplo. Uma mãe morre, enquanto a deixando para trás

pequenos criança-órfãos desamparados quem ela adorar-talvez um marido amado

também. Nós dizemos que o Espírito “ dela ou Ego-aquela individualidade que são agora tudo

saturado, para o período de Devachanic inteiro, com os sentimentos mais nobres,

segurado por sua recente personalidade, i.e., ame para as crianças dela, compadeça para esses

que sofrem, e assim em-nós dizemos que é separado agora completamente do

“ vale de lágrimas, que suas felicidades futuras consistem nisso ignorância santificada de

todas as aflições atrás das que partiu. Pelo contrário, os espiritualistas dizem que é

como vividly atento deles, e mais assim que antes de, porque “ Álcoóis vêem mais

que os mortais na carne fazem “. Nós dizemos que as felicidades do Devachanee

consiste em sua convicção completa que nunca deixou a terra, e

que não há nenhuma tal coisa como morte nada; que o espiritual de postmortem

consciência da mãe representará a ela que ela vive rodeado

pelas crianças dela e tudo esses quem ela amou; que nenhuma abertura, nenhuma ligação, será

perdendo para fazer o disembodied dela declaram o mais perfeito e absoluto

felicidade. Os Espiritualistas negam este espaço em branco de ponto. De acordo com o deles/delas

doutrina, o homem infeliz não é liberado nem sequer através de morte das tristezas de

esta vida. Não uma gota da vida-xícara de dor e sofrendo perderão o seus

lábios; e se legando ou pouco disposto, desde que ele vê tudo agora, deva

ele bebida isto para os sedimentos amargos. Assim, a esposa amorosa que durante ela

vida estava pronta economizar a tristeza de marido dela ao preço do coração dela

sangue, é sentenciado ver, em helplessness absoluto, agora o desespero dele, e para

registre toda lágrima quente que ele derrama para a perda dela. Pior que que, ela pode ver

as lágrimas secam muito cedo, e outro brilho de face amado nele, o pai de as crianças dela; ache outra mulher que a substitui nos afetos dele; condenado para ouça os órfãos dela dando o nome santo de “ mãe “ a um indiferente para eles, e ver essas pequenas crianças negligenciadas, se não maltratou.

De acordo com esta doutrina se torna o “ flutuar suave para vida “ imortal

sem qualquer transição o modo em um caminho novo de sofrimento mental! E ainda,

as colunas da Bandeira de Luz, o diário veterano do americano,

Espiritualistas, está cheio com mensagens do morto, o “ querido passado

ones “ que tudo escrevem para dizer como muito feliz eles são! É tal um estado de

conhecimento consistente com felicidades? Então postos de felicidades em tal um caso para o

maiors amaldiçoam, e danação ortodoxa deve ser um alívio em comparação a isto!


P. Mas como sua teoria evita isto? Como possa você reconcilia a teoria de A omnisciência de alma com sua cegueira para o no qual está acontecendo terra?

Um. Porque tal é a lei de amor e clemência. Durante todo período de Devachanic o Ego, onisciente como está por se, roupas isto, assim dizer, com o reflexão da “ personalidade “ que era. Eu há pouco lhe falei que o efflorescence ideal de todos o abstrato, então eterno e eterno qualidades ou atributos, como amor e clemência, o amor do bem, o verdadeiro e o bonito, que sempre falou no coração do viver “ personalidade, “ agarrado depois de morte o Ego, e então seguiu isto para Devachan. Por enquanto, então, o Ego se torna a reflexão ideal de o ser humano que era quando último em terra, e isso não é onisciente. Era isto que, nunca estaria no estado nós chamamos Devachan nada.


P. O que são suas razões para isto?

Um. Se você quiser uma resposta nas linhas rígidas de nossa filosofia, então eu vou diz que é porque tudo é ilusão (Maya) fora de eterno verdade que nem não tem forma colore, nem limitação. Ele que colocou ele além do véu de Maya -e tal é os Peritos mais altos e Não possa ter nenhum Devachan. Sobre o mortal ordinário, as felicidades dele nisto está completo. É um oblivion absoluto de tudo aquilo deu isto dor ou tristeza na encarnação passada, e oblivion plano do fato que tais coisas como dor ou tristeza existem nada. O Devachanee vive seu ciclo de intermediário entre duas encarnações cercadas por tudo para o que tinha aspirado em vão, e na companhia de todo o mundo amou em terra. Alcançou o cumprimento de todos seus alma-anseios. E assim vive muito tempo ao longo de séculos uma existência de felicidade pura para a qual é a recompensa seu sofrimentos em terra-vida. Em resumo, toma banho em um mar de ininterrompido felicidade só medida por eventos de ainda maior felicidade em grau.


P. Mas isto é mais que ilusão simples, é uma existência de insano alucinações!

Um. De seu ponto de vista pode ser, não assim do de filosofia. Além

o qual, nossa vida terrestre inteira não é enchida de tais ilusões? Tenha

você nunca conheceu os homens e mulheres que vivem durante anos no paraíso de um bobo? E porque você deveria acontecer para aprender que o marido de uma esposa quem ela adora e se acredita como amado por ele, é infiel a ela, o vá vá e quebre o coração dela e sonho bonito por rudely que a desperta orealidade? Eu não penso. Eu digo isto novamente, tal oblivion e alucinação-se você chame assim-é só uma lei misericordiosa de natureza e justiça rígida. A qualquer taxe, é um prospecto mais fascinante que a harpa dourada ortodoxa

com um par de asas. A garantia que A alma que vive freqüentemente ascende e traspassa familiarly o ruas da Jerusalém divina, visitando o patriarchs e profetas, saudando os apóstolos, e admirando o exército de mártires.

Possa parecer de um caráter mais piedoso a alguns. Não obstante, é um

alucinação de um muito mais caráter de delusive, desde que as mães amam o deles/delas crianças com um amor imortal, todos nós sabemos, enquanto os personagens mencionaram na “ Jerusalém “ divina ainda é de uma natureza bastante duvidosa. Mas eu ainda, aceitaria a “ Jerusalém nova, “ com suas ruas pavimentadas como, bastante as janelas de espetáculo da loja de um joalheiro, que ache consolação dentro o insensível doutrina dos Espiritualistas. A idéia só que o intelectual almas conscientes do pai da pessoa, mãe, filha, ou achado de irmão o deles/delas felicidades em um “ Summerland”-só um pequeno mais natural, mas da mesma maneira que ridículo como a “ Jerusalém “ Nova em seu seria bastante para fazer um perder todo respeito para o “ passado da pessoa. Acreditar que um puro espírito pode sinta feliz enquanto sentenciou testemunhar os pecados, enganos, deslealdade, e, sobre tudo, os sofrimentos desses de quem é cortado através de morte e quem isto amores melhor, sem poder os ajudar, seria um pensamento enlouquecedor.


P. Há algo em seu argumento. Eu confesso a nunca ter visto isto dentro esta luz.

Um. Há pouco assim, e a pessoa deve ser egoísta ao caroço e totalmente destituído do

senso de justiça de retributive, alguma vez ter imaginado tal uma coisa. Nós somos

com esses quem nós perdemos em forma de material, e longe, longe mais próximo a eles

agora, que quando eles estavam vivos. E não só está na fantasia do

Devachanee, como alguns pode imaginar, mas em realidade. Para puro amor divino não é

somente a flor de um coração humano, mas tem suas raízes em eternidade.

Amor santo espiritual é imortal, e Karma traz tudo esses cedo ou tarde

que amou um ao outro com tal um afeto espiritual encarnar mais uma vez

no mesmo grupo familiar. Novamente nós dizemos que amor além da sepultura, ilusão

embora você possa chamar isto, tem uma potência mágica e divina na qual reage o

vivendo. O Ego de uma mãe encheu com carinho para as crianças imaginárias que vê

se aproxime, enquanto vivendo uma vida de felicidade, como realidade para isto como quando em terra-isso

amor sempre será sentido pelas crianças em carne. Manifestará dentro o deles/delas

sonhos, e freqüentemente em vários evento-em proteção providencial e escapa,

para amor é uma proteção forte, e não está limitado antes de espaço ou tempo. Como com

esta mãe de Devachanic “, “ assim com o resto de relações humanas e anexos, economize o puramente egoísta ou material. Analogia sugerirá você o resto.


P. Em nenhum caso, então, você admite a possibilidade da comunicação de o vivendo com o espírito de disembodied?

Um. Sim, há um caso, e até mesmo duas exceções para a regra.

A primeira exceção é durante os poucos dias que seguem a morte imediatamente

de uma pessoa e antes das passagens de Ego no estado de Devachanic. Se qualquer

mortal vivo, economize alguns casos excepcionais derivou muito benefício de

o retorno do espírito no avião objetivo é outra pergunta. O

espírito vem muito logo ofuscado depois de morte e outonos em o que nós chamamos

inconsciência “ de “ predevachanic. Quando a intensidade do desejo no

pessoa agonizante para devolver para algum propósito forçou a consciência mais alta para

permaneça acordado, e então realmente era a individualidade, o “ Espírito “, isso comunicou.

A segunda exceção é achada no Nirmanakayas.


P. O que sobre eles? E o que significa o nome para você?

Um. É o nome dado a esses que, entretanto eles ganharam o direito para

Nirvana e resto cíclico têm fora de piedade por gênero humano e esses nos que eles partiram

terra renunciou o Nirv ic estado. Este não é Devachan, “ como o posterior é uma ilusão de nossa consciência, um sonho feliz, e como esses que são ajustados para Nirvana todo desejo ou possibilidade devem ter perdido completamente do as ilusões de mundo.

Tal um perito, ou São, ou tudo que você pode o chamar, enquanto acreditando isto um

ato egoísta para descansar em felicidades enquanto gênero humano geme debaixo do fardo de miséria

produzido por ignorância, renuncia Nirvana, e determina para permanecer invisível

em espírito nesta terra. Eles não têm nenhum corpo material, como eles deixaram isto

atrás de; mas caso contrário eles permanecem com todos seus princípios iguale dentro astral

vida em nossa esfera. E tal pode e comunica com alguns ones de eleito, só seguramente não com médio ordinários.


P. Eu o pus a pergunta sobre Nirmanakayas porque eu li em alguns Trabalhos alemães e outros que era o nome dado o terrestre aparecimentos ou corpos assumidos por Buddhas nos ensinos budistas Do norte.

Um. Assim eles são, só o Orientalists confundiram este corpo terrestre por entendendo isto para ser objetivo e físico em vez de puramente astral e subjetivo.


P. E que lata boa que eles fazem em terra?

Um. Não muito, como considera os indivíduos, como têm eles nenhum certo interferir com

Karma, e só pode aconselhar e pode inspirar os mortais para o bem geral. Ainda eles fazem ações mais beneficentes que você imagina.


P. Para esta Ciência nunca subscreveria, nem mesmo psicologia moderna. Para eles, nenhuma porção de inteligência pode sobreviver o cérebro físico. O que vai você lhes responde?

Um. Eu vou nem mesmo vá para a dificuldade de responder, mas simplesmente diria, em

as palavras dadas a “ M.A. Oxon,”

Inteligência é perpetuada depois que o corpo estiver morto. Embora não seja um pergunta do cérebro só… é razoável propor o indestrutibilidade do espírito humano do que nós sabemos.


P. Mas “ M.A. Oxon “ um Espiritualista é?

Um. Isso mesmo, e o único verdadeiro Espiritualista que eu conheço, entretanto nós podemos acalmar

discorde com ele em muitos uma pergunta secundária. Aparte disto, nenhum Espiritualista

vem mais próximo às verdades ocultas que ele faz. Como qualquer um de nós fala ele

incessantemente

… dos perigos de superfície que atacaram os doente-equiparam, muddler pena-encabeçado

com o oculto, que cruza o limiar sem contar o custo. Alguns coisas que eu conheço Espiritualismo e alguns que eu não faço.

Nossa única discordância descansa na pergunta de “ Identidade “ de Espírito. Caso contrário,

Eu, para um, coincido quase completamente com ele, e aceita os três proposições que ele encarnou no endereço dele de julho, 1884. É este eminente Espiritualista, bastante, que que discorda conosco, não nós com ele.


P. O que são estas proposições?

Um. Eles são:

1. Que há uma vida coincidente com, e independente do físico vida do corpo.

2. Que, como um corolário necessário, esta vida estende além da vida do corpo. Nós dizemos estende ao longo de Devachan.

3. Que há comunicação entre o denizens daquele estado de existência e esses do mundo no qual nós moramos agora.

 

Tudo dependem, você vê, nos aspectos secundários e secundários deste fundamental

proposições. Tudo depende das visões que nós levamos de Espírito e Alma, ou

Individualidade e Personalidade. Espiritualistas confundem os dois “ em um “. We

os separe, e diga que, com as exceções sobre enumerou, nenhum Espírito

revisite a terra, entretanto a Alma animal pode. Mas nos deixou devolvermos uma vez

mais para nosso assunto direto, o Skandhas.


P. Eu começo a entender melhor agora. É o Espírito, assim dizer, desses, Skandhas que é os mais mais enobrecendo, o qual, que se prende para o Ego encarnando, sobreviva, e é acrescentado à ação de seu angelical experiências. E é os atributos conectados com o Skandhas material, com motivos egoístas e pessoais. o qual, desaparecendo do campo de, ação entre duas encarnações, reapareça à encarnação subseqüente como Karmic resulta ser reconciliado para; e então o Espírito não partirá Devachan. É assim?

Um. Muito quase assim. Se você acrescenta a isto que a lei de retribuição, ou Karma,

recompensando o mais alto e a maioria espiritual em Devachan, nunca não recompensa

eles novamente em terra lhes dando um desenvolvimento adicional, e fornecendo o Ego com um corpo provido então para isto, você estará bastante correto.


______________________
 

Alguns Palavras Sobre o Skandhas


P. O que se torna do outro, o mais baixo Skandhas da personalidade, depois de a morte do corpo? Eles são destruídos totalmente?

Um. Eles são e ainda eles são não-um mistério metafísico e oculto fresco para você. Eles são destruídos como a ação de funcionamento em mão da personalidade; eles permanecem como efeitos de Karmic, como germe, pendurando na atmosfera do avião terrestre, pronto para vir a vida, como tantos demônios vingadores, para prenda eles à personalidade nova do Ego quando reencarnar.


P. Isto realmente ultrapassa minha compreensão, e é muito difícil entender.

Um. Não uma vez que você assimilou todos os detalhes. Para então você verá

que para lógica, consistência, filosofia profunda, clemência divina e patrimônio líquido,

esta doutrina de Reencarnação não tem seu igual em terra. É uma convicção dentro um progresso perpétuo para cada que encarna Ego, ou alma divina, em um evolução do externo no dentro, do material para o Espiritual, chegando ao término de cada fase a unidade absoluta com o Princípio divino. De força para força, da beleza e perfeição, de um avião para a maior beleza e perfeição de outro, com ascensões de glória nova, de conhecimento fresco e dá poder a por cada ciclo, tal é o destino de todo Ego que assim se torna seu próprio Salvador em cada mundo e encarnação.


P. Mas Cristianismo ensina o mesmo. Também ora progressão.

Um. Sim, só com a adição de qualquer outra coisa. Nos fala do impossibilidade de atingir Salvação sem a ajuda de um Salvador milagroso, e então destruições para perdição tudo esses que não aceitarão o dogma.  Esta é há pouco a diferença entre teologia Cristã e Teosofia. O anterior obriga convicção na Descida do Ego Espiritual no mais Baixo Ego; o posterior inculca a necessidade de empreender elevar a si mesmo para o Christos, ou estado de Buddhi.


P. Ensinando a aniquilação de consciência no caso de fracasso, porém, não faça você pensa que chega à aniquilação de Ego, um em a opinião do non-metafísico?

Um. Do ponto de vista desses que acreditam na ressurreição do corpo

literalmente, e insiste que todo osso, toda artéria e átomo de carne vão

seja elevado completamente no Julgamento Dia-de curso que faz. Se você ainda insiste

que é a forma perecível e qualidades finitas que fazem as pazes imortal

tripule, então nós entenderemos um ao outro quase não. E se você não faz

entenda que, limitando a existência de todo Ego a uma vida em

terra, você faz de Deidade um Indra sempre-bêbedo do ic de Pur carta morta, um

Moloch cruel, um deus que faz umas bagunças inextricáveis em Terra, e ainda reivindicações

obrigado por isto, então o mais cedo nós derrubamos a conversação o melhor.


P. Mas nos deixou devolvermos, agora que o assunto do Skandhas está disposto de,

para a pergunta da consciência que sobrevive morte. Este é o ponto

que interessa a maioria das pessoas. Nós possuímos mais conhecimento em Devachan que

nós fazemos em earthlife?

Um. Em um senso, nós podemos adquirir mais conhecimento; quer dizer, nós podemos desenvolver

mais adiante qualquer faculdade que nós amamos e nos esforçamos depois durante vida, contanto isto

está preocupado com abstrato e coisas ideais, como música, pintando, poesia, etc., desde que Devachan somente é um idealizou e subjetivo continuação de terra-vida.


P. Mas se em Devachan o Espírito é grátis de assunto, por que não deve isto possua todo o conhecimento?

Um. Porque, como eu lhe falei, o Ego é, assim dizer, se casado à memória de, sua última encarnação. Assim, se você reflete sobre o que eu disse, e fio todos os fatos junto, você perceberá que o estado de Devachanic não é um de omnisciência, mas uma continuação transcendental da vida pessoal há pouco terminado. É o resto da alma das labutas de vida.


P. Mas o materialists científico afirmam que depois da morte de homem nada permanece; que o corpo humano simplesmente desintegra em seu componente elementos; e que o que nós chamamos alma somente é um temporário autoconsciência produziu como um subproduto de ação orgânica que vai evapore como vapor. O seu não é um estado estranho de mente?

Um. Não estranho nada, que eu vejo. Se eles dizem aquela autoconsciência

cessa com o corpo, então no caso deles/delas eles simplesmente profira um inconsciente

profecia, lhes por uma vez convencem firmemente do que eles afirmam, não depois de-vida consciente é possível para eles. Para lá exceções são todo regra.


______________________
 

Em Postmortem e Consciência Pós-natal

                                  
P. Mas se autoconsciência humana sobrevive morte como uma regra, por que deve há exceções?

Um. Nos princípios fundamentais do mundo espiritual está nenhuma exceção possível. Mas há regras para esses que vêem, e regras para esses que prefira permanecer cego.


P. Isso mesmo, eu entendo. Isto é mas uma aberração do homem cego que nega a existência do sol porque ele não vê isto. Mas depois de morte os olhos espirituais dele o compelirão ver certamente. Isto é o que você quer dizer?

Um. Ele não será compelido, nem ele verá qualquer coisa. Persistently tendo negado durante vida a continuação de existência depois de morte, ele será incapaz ver isto, porque a capacidade espiritual dele tendo estado raquítico dentro vida, não pode desenvolver depois de morte, e ele permanecerá cego. Insistindo que ele tem que ver isto, você evidentemente uma coisa má e eu outro. Você fala do espírito do espírito, ou a chama do chama-de Atma, em curto-e você confunde isto com o humano alma-Manas… Você não entende eu; me deixe tentar fazer isto claro. A essência inteira de sua pergunta é saber se, no caso de um materialist perpendicular, a perda completa de autoconsciência e ego-percepção depois que morte seja possível? Não é assim?

Eu respondo, é possível. Porque, acreditando firmemente dentro nosso Esotérico

Doutrina que recorre ao período de postmortem ou o intervalo entre dois

vidas ou nascimentos, como somente um estado transitório, que eu digo, se aquele intervalo

entre dois atos do drama de illusionary de vida último a pessoa ano ou um

milhões, aquele estado de postmortem pode, sem qualquer brecha do fundamento

lei, prove ser há pouco o mesmo estado como isso de um homem que está em um morto

lânguido.


P. Mas desde que você há pouco disse que as leis fundamentais do depois de-morte estado admite de nenhuma exceção, como isto pode ser?

Um. Nem eu digo que admite de uma exceção. Mas a lei espiritual de continuidade só aplica a coisas que são verdadeiramente reais. Para um que leu e Mundakya Upanishad compreendido e Vedantasara tudo isso fica mesmo claro. Eu direi mais: é suficiente entender o pelo qual nós queremos dizer Buddhi e a dualidade de Manas para ganhar uma percepção clara por que o materialist não podem ter uma sobrevivência tímida depois de morte. Desde então Manas, em seu mais baixo aspecto, é o assento da mente terrestre, pode, então, dê só aquela percepção do Universo baseado no qual é o evidência daquela mente; não pode dar visão espiritual. É dito dentro o Escola oriental que entre Buddhi e Manas (o Ego), ou Isvara e Prajña *1) há em realidade nenhuma mais diferença que entre uma floresta e suas árvores, um lago e suas águas, como ensina o Mundakya. Um ou centenas de morto de árvores de perda de vitalidade, ou desarraigou, ainda é incapaz de impedindo para a floresta de ainda ser uma floresta.

1. Mas, como eu entendo isto, Buddhi representa neste símile a floresta, e Manas-Taijasi *2) as árvores. E se Buddhi é imortal, como possa que que é semelhante a isto, i.e., Manas-Taijasi, completamente perca seu consciência até o dia de sua encarnação nova? Eu não posso entender isto.

 

*1) Isvara é a consciência coletiva do godhead manifestado, Brahma, i.e. a consciência coletiva do anfitrião de Dhyan Chohans (veja Doutrina secreta); Prajña é a sabedoria individual deles/delas.

*2) Taijasi quer dizer o ‘ radiant’, como conseqüência de sua união com Buddhi, i.e. Manas, a alma humana, iluminada pelos raios da alma divina.

Conseqüentemente Manas-Taijasi pode ser descrito como intelecto brilhante, a razão humana,

iluminado pela luz do espírito; e Buddhi-Manas é a revelação da vantagem divina o intelecto humano e autoconsciência.

(Este dois reversely de notas de rodapé traduziram de holandês. [o editor])

Um. Você não pode, porque você misturará para cima uma representação abstrata do inteiro com suas mudanças casuais de forma. Se lembre que se pode ser dito de Buddhi-Manas que é unconditionally imortal, o mesmo não pode ser dito de o mais baixo Manas, ainda menos de Taijasi que somente é um atributo.

Nenhum destes, Manas nem Taijasi, pode existir aparte de Buddhi,

a alma divina, porque o primeiro (Manas) é, em seu mais baixo aspecto, um

qualidade da personalidade terrestre, e o segundo (Taijasi) é

idêntico com o primeiro, porque só é o mesmo Manas com a luz

de Buddhi refletiu nisto. Em sua volta, permaneceria Buddhi só um

espírito impessoal sem este elemento que pede emprestado da alma humana,

quais condições e faz disto, neste Universo ilusivo, como seja

algo separa da alma universal para o período inteiro do ciclo

de encarnação. Diga bastante nem aquele Buddhi-Manas pode morrer nem pode perder seu

autoconsciência combinação em Eternidade, nem a lembrança de seu

encarnações prévias em qual o dois-i.e., o espiritual e o humano

tinha sido unido de perto junto. Mas não é assim no caso de um

materialist de cuja alma humana não só não recebe nada o divino

alma, mas até mesmo recusa reconhecer sua existência. Você pode aplicar isto quase não

axioma para os atributos e qualidades da alma humana, para isto seria

como dizer que porque sua alma divina é imortal, então a flor,

em sua bochecha também deve ser imortal; considerando que esta flor, como Taijasi, é

simplesmente um fenômeno transitório.


P. Eu o entendo dizer que nós não devemos misturar em nossas mentes o noumenon com o fenômeno, a causa com seu efeito?

Um. Eu digo assim, e repete que, limitado a Manas ou a alma humana só,

o brilho do próprio Taijas se torna uma mera pergunta de tempo; porque ambos

imortalidade e consciência depois de morte se tornam, para o terrestre

personalidade de homem, atributos simplesmente condicionados, como dependem completamente eles

em condições e convicções criadas pela própria alma humana durante a vida

de seu corpo. Karma age incessantemente: nós colhemos em nossa depois de-vida só o

fruta de que que nós nos temos sown nisto.


P. Mas se meu Ego pode, depois da destruição de meu corpo, é mergulhado dentro um

estado de inconsciência inteira, então onde pode ser o castigo para o pecados de minha vida passada?

Um. Nossa filosofia ensina aquele castigo de Karmic só alcança o Ego dentro seu próxima encarnação. Depois que morte recebe só a recompensa para o não merecido sofrimentos suportaram durante sua encarnação passada.

(Alguns Teósofo levaram exceção a esta frase, mas as palavras são

esses de Mestre, e o significado prendeu à palavra não merecido é isso

dado acima. No T.P.S. folheto Não. 6, uma frase, criticaram subseqüentemente

em Lucifer, era usado era pretendido que que carregava a mesma idéia. Em forma,

porém, era desajeitado e aberto à crítica dirigida contra isto; mas

a idéia essencial era que os homens sofrem freqüentemente dos efeitos das ações

feito por outros, efeitos para os quais assim não pertencem estritamente o próprio deles/delas

Karma-e para estes sofrimentos eles merecem compensação claro que.)

O castigo inteiro depois de morte, até mesmo para o materialist, consiste,

então, na ausência de qualquer recompensa, e a perda absoluta do

consciência das felicidades da pessoa e resto. Karma é a criança do terrestre

Ego, a fruta das ações da árvore que é a personalidade objetiva,

visível a tudo, até a fruta de todos os pensamentos e até mesmo motivos de

o espiritual “ eu “; mas Karma também é a mãe tenra que cura as feridas

infligido por ela durante a vida precedendo, antes de ela começasse a torturar

este Ego infligindo nele novo. Se pode ser dito que há

não um sofrimento mental ou físico na vida de um mortal que não é o

fruta direta e conseqüência de algum pecado em uma existência precedendo; no

outra mão, desde que ele não preserva a lembrança mais leve disto dentro

a vida atual dele, e se sente não merecendo de tal castigo, e

então pensa ele sofre para nenhuma culpa do próprio dele, isto só é

suficiente intitular a alma humana à consolação mais completa, descanse, e

felicidades na existência de postmortem dele. Morte sempre vem a nossos egos espirituais

como um deliverer e amigo. Para o materialist que, todavia seu

materialismo, não era um homem ruim, o intervalo entre as duas vidas será

como o sono irrompível e plácido de uma criança, qualquer um completamente dreamless, ou

enchido de quadros dos quais ele não terá nenhuma percepção definida; enquanto para

o mortal comum será um sonho tão vívido quanto vida, e cheio de felicidades realísticas e visões.


P. Então o homem pessoal sempre tem que ir em sofrer o Karmic cegamente penalidades que o Ego incorreu?

Um. Não isso mesmo. No momento solene de morte todo homem, até mesmo quando morte é

súbito, vê o todo da vida passada dele ordenado antes dele, em seu

minutest detalha. Para um momento curto o pessoal se torna a pessoa com o

Ego individual e todos-instruído. Mas este momento é bastante para mostrar a ele

a cadeia inteira de causas que estiveram no trabalho durante a vida dele. Ele vê

e agora se entende como é ele, simples através de lisonja ou

ego-decepção. Ele lê a vida dele, enquanto permanecendo como um espectador que olha para baixo

na arena está deixando ele; ele sente e sabe a justiça de todos o sofrendo isso o colheu.


P. Isto acontece a todo o mundo?

Um. Sem qualquer exceção. Homens muito bons e santos vêem, nós somos ensinados, não

só a vida que eles estão partindo, mas até mesmo várias vidas precedendo em qual foi produzido as causas que lhes fizeram o que eles há pouco estavam na vida fechando. Eles reconhecem a lei de Karma em todos sua majestade e justiça.


P. Há qualquer coisa correspondendo a isto antes de renascimento?

Um. Há. Como o homem no momento de morte tem uma perspicácia retrospectiva na vida conduziu ele, assim, no momento ele é renascido sobre terra, o Ego, enquanto despertando do estado de Devachan, tem uma visão previdente do vida que o espera, e percebe todas as causas que conduziram a isto. He os percebe e vê futuridade, porque está entre Devachan e renascimento que o Ego recupera a consciência de manasic completa dele, e rebecomes para um tempo curto o deus que ele era, antes de, conforme lei de Karmic, ele primeiro descido em assunto e encarnou no primeiro homem de carne. O “ dourado linha “ vê todas suas “ pérolas “ e não perde nenhum deles.


______________________
 

O que Realmente é Significado

por Aniquilação


P. Eu ouvi alguns Teósofo falarem de uma linha dourada em qual o deles/delas foram amarradas vidas. O que querem dizer eles por isto?

Um. Os livros Sagrados hindus dizem que a parte de nós que que sofre encarnação periódica é o Sutratman que quer dizer a “ Linha literalmente Alma “. É um sinônimo do reencarnar Ego-Manas conjoined com Buddhi-o qual absorve as lembranças de Manasic de todas nossas vidas precedendo.  É chamado assim, porque, como as pérolas em uma linha, assim é a série longa de vidas humanas amarradas junto naquele linha. Em algum Upanishad estes são comparados renascimentos periódicos à vida de um mortal que oscila periodicamente entre durma e se despertando.


P. Isto, eu tenho que dizer, não pareça muito claro, e eu lhe falarei por que. Para

o homem que desperta, outro dia começa, mas aquele homem é o mesmo em alma

e corpo como ele era o dia antes; considerando que a toda encarnação um cheio

mudança leva não só coloque do envelope externo, sexo, e personalidade,

mas até mesmo das capacidades mentais e psíquicas. O símile não parece

eu bastante correto. O homem que surge de sono se lembra disso bastante claramente que

ele fez ontem, o dia antes de, e até mesmo meses e anos atrás. Mas

nenhum de nós tem a lembrança mais leve de uma vida precedendo ou de qualquer fato

ou evento que interessa isto… eu posso esquecer pela manhã o que eu sonhei ainda durante a noite, sei eu que eu dormi e tive a certeza que Eu vivi durante sono; mas que lembrança posso ter eu de meu passado encarnação até o momento de morte? Como você reconcilia isto?

Um. Algumas pessoas lembram as encarnações passadas deles/delas durante vida; mas estes

é Buddhas e Inicia. Isto é o que os Iogues chamam Samm -Sambuddha, ou o conhecimento da série inteira da pessoa é encarnações passadas.


P. Mas nós mortais ordinários que não alcançaram Samm -Sambuddha, como é nós entender este símile?

Um. Estudando isto e tentando entender mais corretamente o características e os três tipos de sono. Sono é um general e lei de immutable para homem como para besta, mas há tipos diferentes de sono e ainda sonhos mais diferentes e visões.


P. Mas isto nos leva a outro assunto. Nos deixe voltar ao materialist quem, enquanto não negando sonhos que ele quase não poderia fazer, contudo nega imortalidade em geral e a sobrevivência da própria individualidade dele.

Um. E o materialist, sem conhecer isto, é certo. Um que tem nenhum interno

percepção de, e fé em, a imortalidade da alma dele, naquele homem o

alma nunca pode se tornar Buddhi-Taijasi, mas permanecerá Manas simplesmente, e para

Manas só não há nenhuma imortalidade possível. Para morar no mundo

para vir uma vida consciente, a pessoa tem que acreditar em primeiro lugar naquela vida

durante a existência terrestre. Nestes dois provérbios do Segredo

Ciência toda a filosofia sobre a consciência de postmortem e o

imortalidade da alma é construída. O Ego sempre recebe de acordo com seu

desertos. Depois da dissolução do corpo, lá começa para isto um período

de consciência despertada completa, ou um estado de sonhos caóticos, ou um totalmente

dreamless dormem indistinguível de aniquilação, e estes são os três

tipos de sono. Se nossos fisiólogos acham a causa de sonhos e visões dentro

uma preparação inconsciente para eles durante as horas se despertando, por que não pode o

mesmo seja admitido para os sonhos de postmortem? Eu repito isto: morte é sono.

Depois de morte, antes dos olhos espirituais da alma, começa um desempenho

de acordo com um learnt de programa e muito freqüentemente inconscientemente composto por

nós mesmos: o levando prático fora de convicções corretas ou de ilusões

que foram criados por nós mesmos. O Metodista será metodista, o

Muçulmano um muçulmano, pelo menos para alguns tempo-em o paraíso de um bobo perfeito de cada,

a criação de homem e fazendo. Estas são as frutas de postmortem da árvore de

vida. Naturalmente, nossa convicção ou incredulidade no fato de imortalidade consciente

não pode influenciar a realidade de unconditioned do próprio fato, uma vez, que existe; mas a convicção ou incredulidade naquela imortalidade como o propriedade de entidades independentes ou separadas, pode dar cor para aquele fato em sua aplicação para cada destas entidades. Agora você começa entenda?


P. Eu penso que eu faço. O materialist, descrendo em tudo o que não pode ser,

provado a ele pelos cinco sentidos dele, ou através de raciocínio científico, baseado

exclusivamente nos dados fornecidos por estes sensos apesar do deles/delas

insuficiência, e rejeitando toda manifestação espiritual, aceita vida como o

só existência consciente. Então de acordo com as convicções deles/delas assim vai isto seja

até eles. Eles perderão o Ego pessoal deles/delas, e mergulhará em um dreamless dormem até um despertar novo. É assim?

Um. Quase assim. Se lembre do ensinar praticamente universal dos dois tipos

de existência consciente: o terrestre e o espiritual. O posterior deva

seja considerado real do mesmo fato que está habitado pelo eterno,

Monad invariável, e imortal; considerando que o Ego encarnando se veste

para cima em artigos de vestuário novos completamente diferente desses de seu previamente

encarnações, e em qual tudo salvo seu protótipo espiritual é sentenciado um mude tão radical sobre licença nenhum rastro atrás.


P. Como assim? Possa meu consciente terrestre “ eu “ não só pereço durante um tempo, como

a consciência do materialist, mas tão completamente sobre licença nenhum rastro atrás de?

Um. De acordo com o ensino, tem que perecer assim e em sua abundância; tudo exclua o princípio que, tendo se unido com o Monad, tem assim se torne uma essência puramente espiritual e indestrutível, um com isto no Eternidade. Mas no caso de um materialist de fora-e-exterior, em de quem pessoal Eu “ nenhum Buddhi alguma vez se refletiu, como possa o posterior leve fora em a Eternidade uma partícula daquela personalidade terrestre? Seu espiritual Eu “ sou imortal; mas de seu ego de presente pode levar fora em Eternidade que só o qual ficou merecedor de imortalidade, isto é, o aroma só de a flor que foi ceifada através de morte.


P. Bem, e a flor, o terrestre “ eu “?

Um. A flor, como todas as flores passadas e futuras que floresceram e foram, tenha que florescer no ramo de mãe, o Sutratman, todas as crianças de uma raiz, ou devolverá para espanar. Seu presente “ eu, “ como você saiba, é não o corpo que se senta agora antes de mim, nem ainda é isto o que eu chamaria Manas-Sutratman, mas Sutratman-Buddhi.


P. Mas isto não explica a mim, nada, por que você chama vida depois de morte

imortal, infinito, e real, e a vida terrestre um fantasma simples ou

ilusão; desde até mesmo aquela vida de postmortem tem limites, porém muito mais largo

eles podem ser que esses de vida terrestre.

Um. Nenhuma dúvida. O Ego espiritual de movimentos de homem em eternidade como um pêndulo

entre as horas de nascimento e morte. Mas se estas horas, marcando o

períodos de vida terrestre e espiritual de vida, está limitado dentro o deles/delas

duração, e se o mesmo número de tal organiza em Eternidade entre sono

e despertando, ilusão e realidade, tem seu começo e seu fim, no

outra mão, o peregrino espiritual é eterno. Então é as horas seu

vida de postmortem, quando, disembodied, ele se levanta cara a cara com verdade e

não as miragens das existências terrestres transitórias dele, durante o período de

aquela peregrinação na qual nós chamamos “ o ciclo de rebirths”-a única realidade

nossa concepção. Tais intervalos, a limitação deles/delas todavia, não faça

previna o Ego, enquanto sempre se aperfeiçoando, de undeviatingly seguinte,

embora gradualmente e lentamente, o caminho para sua última transformação, quando isso

Ego, enquanto tendo alcançado sua meta, se torna um ser divino. Estes intervalos e fases ajudam para este resultado final em vez de impedir isto; e sem tais intervalos limitados o Ego divino nunca poderia alcançar sua última meta. I deu uma vez já lhe uma ilustração familiar comparando o Ego, ou a individualidade, para um ator, e suas numerosas e várias encarnações para os papéis que faz. Vá você chama estas partes ou as fantasias deles/delas o individualidade do ator ele? Como aquele ator, o Ego é forçado jogue durante o ciclo de necessidade, até o mesmo limiar de ParaNirvana, muitas partes como pode ser desagradável a isto. Mas como coleciona a abelha seu mel de toda flor, deixando o resto como comida para as lombrigas terrestres, assim faz nossa individualidade espiritual, se nós chamamos isto Sutratman ou Ego.

Colecionando de toda personalidade terrestre na qual Karma força isto para

encarne, o néctar só das qualidades espirituais e

autoconsciência, une tudo estes em um inteiro e emerge de seu

crisálida como o Dhyani-Chohan glorificado. Tanto o pior para esses

personalidades terrestres das quais não poderia colecionar nada. Tal

personalidades seguramente não podem sobreviver conscientemente o terrestre deles/delas

existência.


P. Assim, então, parece que, para a personalidade terrestre, imortalidade ainda é condicional. É, então, imortalidade isto não incondicional?

Um. Não. Mas imortalidade não pode tocar o non-existente: para tudo aquilo que existe como sábado, ou emana de sábado, imortalidade e Eternidade são absoluto. Assunto é o poste oposto de espírito, e ainda os dois são um.  A essência de tudo isso, i.e., Espírito, Força, e Assunto, ou os três em um, é tão infinito quanto é beginningless; mas a forma adquirida por isto unidade tripla durante suas encarnações, seu externality, é certamente só o ilusão de nossas concepções pessoais. Então nós chamamos Nirvana e o Vida universal só uma realidade, enquanto banindo a vida terrestre, seu personalidade terrestre incluiu, e até mesmo sua existência de Devachanic, para o reino de fantasma de ilusão.


P. Mas por que em tal um caso chamada dorme a realidade, e se despertando a ilusão?

Um. Simplesmente é uma comparação fez facilitar o agarrando do assunto, e do ponto de vista de concepções terrestres é um muito correto.


P. E ainda eu não posso entender, se a vida para vir está baseado em justiça

e a retribuição merecida para todos nosso sofrimento terrestre, como no

caso de materialists, muitos de quem são os homens realmente honestos e caridosos,

lá deva permanecer da personalidade deles/delas nada mais que o refugo de um enfraquecido

flor.

Um. Ninguém sempre disse tal uma coisa. Nenhum materialist, porém unbelieving, lata,

sempre morra na abundância da individualidade espiritual dele. O que foi dito é aquela consciência pode desaparecer completamente ou parcialmente no caso de um materialist, de forma que nenhum restos consciente da personalidade dele sobreviva.


P. Mas seguramente isto aniquilação é?

Um. Certamente não. A pessoa pode dormir um sono morto e pode perder várias estações

durante uma viagem de estrada de ferro longa, sem a lembrança mais leve ou

consciência, e desperta em outra estação e continua a viagem passado

outros de parada-lugares inumeráveis até o fim da viagem ou a meta são

alcançado. Foram mencionados três tipos de sono a você: o dreamless, o

caótico, e o que é tão real, que para o homem dormente os sonhos dele

se torne realidades completas. Se você acredita dentro o posterior por que não pode você acredita dentro

o anterior; de acordo com a depois de-vida um homem acreditou dentro e esperou,

tal é a vida que ele terá. Ele que não esperou nenhuma vida para vir terá um

espaço em branco absoluto, chegando a aniquilação, no intervalo entre os dois,

renascimentos. Este há pouco é o levando a cabo do programa nós falamos de, um

programa criado pelo materialists eles. Mas há vários tipos

de materialists, como você diga. Egoísta egoísta, mau, um que nunca abrigo um

rasgue para qualquer um mas ele, enquanto acrescentando indiferença inteira assim ao todo

mundo para a incredulidade dele, deva, ao limiar de morte, derrube a personalidade dele

sempre. Esta personalidade que tem nenhum tendrils de condolência para o mundo

ao redor e conseqüentemente nada para enganchar sobre Sutratman, segue isso com o

por último respiração toda conexão entre os dois está quebrada. Nenhum lá sendo

Devachan para tal um materialist, o Sutratman quase reencarnará

imediatamente. Mas esse materialists que erraram dentro nada mais que a descrença deles/delas

durma demais mas uma estação. E o tempo virá quando isso ex-materialist se perceberão na Eternidade e talvez se arrependerão isso ele perdeu um dia, uma estação, até mesmo da vida eterno.


P. Ainda, vá não está mais correto dizer que morte é nascimento em um novo vida, ou um retorno mais uma vez em eternidade?

Um. Você pode se você gostar. Só se lembra que nascimentos diferem, e que há

nascimentos de “ seres ainda-nascidos “ que são fracassos de natureza. Além disso, com

suas idéias fixas Ocidentais sobre vida material, as palavras vivendo e sendo são bastante inaplicável ao puro estado subjetivo de existência de postmortem. It só porque é, economize em alguns filósofos por que não são eruditos o muitos, e quem eles são confundidos apresentar um quadro distinto disto, isto, também só porque é suas idéias Ocidentais de vida e morte se tornaram finalmente assim estreite, que por um lado eles conduziram a materialismo grosseiro, e no outro, para o ainda concepção mais material da outra vida que o Espiritualistas formularam no Summerland deles/delas. Lá as almas de homens coma, beba, se case, e viva totalmente em um paraíso tão sensual quanto isso de Maomé, mas até mesmo menos filosófico. Nem é as concepções comuns de os cristãos sem educação qualquer melhor, sendo se possível ainda mais material.  Isso que entre anjos truncados, trombeteia metal, harpas douradas, e material hellfires, o céu Cristão parece como uma cena de fada a um Natal pantomima.

Está por causa destas concepções estreitas que você acha tal dificuldade dentro entendendo. Só porque é a vida da alma de disembodied, enquanto possuindo toda a vivacidade de realidade, como em certos sonhos, é destituído de toda forma grotescamente objetiva de vida terrestre que o Oriental filósofos compararam isto com visões durante sono.


______________________
 

Palavras definidas para Coisas Definidas

                                                   
P. Não faça você pensa que é porque não há nenhuma condição definida e fixa para indique cada princípio em homem no que tal uma confusão de idéias surge nosso mentes com respeito às funções respectivas destes princípios?

Um. Eu pensei nisto eu. A dificuldade inteira surgiu disto: nós

começou nossas exposições de, e discussão sobre, os princípios, usando,

o Sanskrit deles/delas nomeia em vez de cunhar imediatamente, para o uso de

Teósofo, o equivalents deles/delas em inglês. Nós temos que tentar e temos que curar isto agora.


P. Você fará bem, como pode evitar confusão adicional; nenhum dois teosófico escritores, parece a mim, tenha hitherto concordou em chamar o mesmo princípio por o mesmo nome.

Um. A confusão é mais aparente que real, porém. Eu ouvi alguns de

nossos Teósofo expressam surpresa a, e critica vários oração de composições

destes princípios; mas, quando examinou, não havia nenhum engano pior neles

que o de usar a palavra Alma para cobrir os três princípios sem

especificando as distinções. O primeiro, como positivamente o mais claro de nosso

Escritores teosóficos, Sr. A.P. Sinnett, has some comprehensive and

passagens admiravelmente-escritas no “ Ego “ mais Alto. A real idéia dele também foi

misconceived por alguns, devido ao usar a palavra Alma em um senso geral dele.  Ainda aqui é alguns passagens que mostrarão a você como claro e inclusivo é tudo aquilo que ele escreve no assunto:

A alma humana, uma vez lançada nos fluxos de evolução como um humano,

individualidade, passa por períodos alternados de físico e relativamente

existência espiritual. Passa do um avião, ou estrato, ou condição

de natureza para o outro debaixo da orientação de suas afinidades de Karmic; vivendo

em encarnações a vida que seu Karma tem preordained; modificando seu

progrida dentro das limitações de circunstâncias, Karma fresco e-em desenvolvimento,

por seu uso ou abusa de oportunidade-isto volta a existência espiritual

(Devachan) depois de cada físico vida-por a região interveniente de

Kamaloka-para resto e refresco e para a absorção gradual em seu

essência, como tanto progresso cósmico, da experiência da vida ganha “ em,

terra “ ou durante existência física. Esta visão do assunto vai, além disso,

sugestionou muitas conclusões colaterais a qualquer um refletindo o

assunto; por exemplo, que a transferência de consciência do Kamaloka

para a fase de Devachanic desta progressão necessariamente seria gradual;

que em verdade, nenhuma linha duro-e-rápida separa as variedades de espiritual

condições que até mesmo os aviões espirituais e físicos, como psíquico

faculdades em pessoas vivas mostram, não está tão desesperadamente cercado fora de um

outras como teorias materialistas sugeriria; que todos os estados de natureza

está simultaneamente ao redor de nós, e atrai para diferente perceptivo

faculdades; e assim por diante… está claro que durante pessoas de existência físicas que

possua faculdades psíquicas permanecem com relação aos aviões de

consciência super-física; e embora a maioria das pessoas pode não ser dotado

com tais faculdades, todos nós, como os fenômenos de sono, até mesmo, e especialmente

… esses de sonambulismo ou mesmerismo, mostre, é capaz de entrar em

condições de consciência que os cinco sensos físicos não têm nada que fazer

com. Nós-as almas dentro não nós-é como seja completamente à toa dentro o

oceano de assunto. Nós retemos um pouco de interesse sobrevivente ou propriedade claramente dentro o

escore de qual, durante um tempo, nós flutuamos fora. O processo de

então, encarnação não é descrita completamente quando nós falarmos de um substituto

existência nos aviões físicos e espirituais, e assim pinta a alma como uma entidade completa que desliza completamente do um estado de existência para o outro. As definições mais corretas do processo provavelmente representariam encarnação como acontecendo neste avião físico de natureza por causa de um efflux que emana da alma. O reino Espiritual seria o tempo todo o próprio hábitat da Alma que nunca deixaria completamente isto; e isso non-materializable repartem da Alma na qual agüenta permanentemente o avião espiritual pode fitly, talvez, seja falado de como o Ego mais Alto.

Este “ Ego “ mais Alto é Atma, e claro que é “ non-materializable, “ como Sr.  Sinnett diz. Até mesmo mais, nunca pode ser “ objetivo “ debaixo de qualquer circunstâncias, até mesmo para a percepção espiritual mais alta. Para Atma ou o Mais “ alto Mesmo “ realmente é a Brahma, o Absoluto, e indistinguível disto.

Em horas de Samadhi, a consciência espiritual mais alta do Iniciado é

completamente absorvido na uma essência que é Atma e então, sendo

um com o todo, não pode haver nada objetivo para isto. Agora alguns de nosso

Teósofo têm no hábito de usar o Ego de palavras e Ego como

sinônimo, de associar o termo Ego com o indivíduo mais alto de só homem

ou até mesmo Ego “ pessoal “ ou Ego, considerando que este termo deve nunca ser aplicado

exclua ao Um Ego universal. Conseqüentemente a confusão. Falando de Manas, o “ corpo causal, “ nós podemos chamar isto-quando conectando isto com o Buddhic brilho-o “ Ego mais Alto, “ nunca o “ Ego “ mais Alto. Para Buddhi plano, o Alma “ espiritual, não “ é o Ego, mas o veículo só de Ego. Todos o outro “ Selves”-tal como o “ ego de Indivíduo “ e “ pessoal “ nunca ego-deva ser falado ou escrito de sem o qualificar deles/delas e característica adjetivos.

Assim nesta composição mais excelente no “ Ego mais Alto, “ este termo é aplicado

para o sexto princípio ou Buddhi; e deu origem por conseguinte há pouco para

tais enganos. A declaração que

Uma criança não adquire seu sexto princípio-ou se torna um moralmente responsável sendo capaz de gerar Karma-até sete anos velho.

·        prova o que é significado therein pelo Ego mais Alto. Então, o autor capaz

está bastante justificado explicando que depois que o “ Ego “ mais Alto passasse

no ser humano e saturou o personalidade-em alguns do melhor

organizações só-com sua consciência

Pessoas com faculdades psíquicas podem perceber este Ego mais Alto realmente por os sensos melhores deles/delas de vez em quando.

Mas assim é esses, que limitam o termo Ego mais Alto para o Divine Universal

Princípio, “ justificado “ o entendendo mal. Para, quando nós lemos, sem

estando preparado para este trocar de condições metafísicas que enquanto

Manifestando completamente no avião físico… o Ego mais Alto ainda permanece um

Ego espiritual consciente no avião correspondente de Natureza.

Nós somos hábeis ver no “ Ego “ mais Alto desta oração, Atma, e no Ego espiritual, Manas, ou bastante Buddhi-Manas, e em seguida criticar o coisa inteira como incorreto.

Para evitar tal misapprehensions daqui em diante, eu proponho traduzir literalmente das condições Orientais Ocultas o equivalents deles/delas em inglês, e oferece estes para uso futuro.

[O Ego e os Egos]

O Ego mais Alto é Atma, o raio inseparável do Universal e Um Ego.  É o Deus acima, mais que dentro, nós. Feliz o homem em que tem sucesso saturando o Ego interno dele com isto!

O Ego divino Espiritual é a alma Espiritual ou Buddhi, em união íntima, com Manas, o notar-princípio sem o qual não é nenhum Ego nada, mas só o Veículo de Atmic.

O Ego “ Interno, ou mais Alto “ é Manas, o “ Quinto “ Princípio, denominado, independentemente de Buddhi. O Notar-princípio é só o Ego Espiritual quando fundido em um com Buddhi-nenhum materialist que é suposto que tendo nele tal um Ego, porém grande as capacidades intelectuais dele. É o permanente Individualidade ou o “ Ego “ Reencarnando.

O mais Baixo, ou Pessoal “ Ego “ é o homem físico junto com seu abaixe Ego, i.e., instintos animais, paixões, desejos, etc. É chamado o “ falsa personalidade, “ e consiste no mais baixo Manas combinou com Kamarupa, e operando pelo corpo Físico e seu fantasma ou “ dobra “.

O princípio restante Prana, ou Vida, é, no sentido exato, o radiando força ou Energia de Atma-como a Vida Universal e o Um Ego-seu mais baixo ou bastante (em seus efeitos) mais físico, porque manifestando, aspecto. Prana ou Vida penetra o ser inteiro do Universo objetivo; e é chamado um princípio só porque é um fator indispensável e o machina de ex de deus do homem vivo.


P. Esta divisão que é simplificada tanto em suas combinações responderá melhor, eu acredito. O outro é muito muito metafísico.

Um. Se os estranhos como também Teósofo aceitariam isto, vai certamente faça assuntos muito mais compreensível.

Na Natureza de Nosso Princípio de Pensamento

O Mistério do Ego


P. Eu percebo na cotação da que você apresentou um pequeno tempo atrás

O Catecismo budista que uma discrepância que eu gostaria de ouvir explicou. It

é declarado lá que o incluir-mudança de Skandhas-memória com todo novo

encarnação. E ainda, é afirmado que a reflexão das vidas passadas,

o qual, nos somos falados, é completamente feito para cima de Skandhas, tem que sobreviver “. Ao

momento presente eu não estou bastante claro em minha mente sobre o que é precisamente

isso sobrevive, e eu gostaria a explicou. O que é? Só é isto aquela “ reflexão, “ ou esse Skandhas, ou sempre aquele mesmo Ego, o Manas?

Um. Eu há pouco expliquei que o Princípio reencarnando, ou que o qual nós chame o homem divino, é indestrutível ao longo do ciclo de vida:

indestrutível como uma Entidade de pensamento, e até mesmo como uma forma etérea. O

reflexão “ é só a recordação de spiritualized, durante o Devachanic, período, da ex-personalidade, Sr. Um. ou Sra. B.-com qual o Ego se identifica durante aquele período. Desde o posterior é apenas o continuação da terra-vida, assim dizer, o mesmo apogeu e lança, em um série irrompível, dos poucos momentos felizes nisso agora existência passada, o Ego tem que se identificar com a consciência pessoal daquela vida, se qualquer coisa permanecerá disto.


P. Isto significa que o Ego, todavia sua natureza divina, passa todo tal período entre duas encarnações em um estado de ofuscação mental, ou loucura temporária.

Um. Você pode considerar isto como você goste. Acreditando que, fora da Uma Realidade,

nada é melhor que um passando por ilusão-o Universo inteiro incluir-nós fazemos

não visão isto como loucura, mas como uma sucessão muito natural ou desenvolvimento de

a vida terrestre. O que é vida? Um pacote das experiências mais variadas,

de idéias variáveis diárias, emoções, e opiniões. Em nossa mocidade estamos freqüentemente nós

entusiasticamente dedicado a um ideal, para algum herói ou heroína para quem nós tentamos,

siga e reavive; alguns anos depois, quando o frescor de nosso jovem

sentimentos diminuíram e ficaram sóbrio abaixo, nós somos o primeiro em rir a nosso

fantasias. E ainda havia um dia quando nós tivemos identificado tão completamente nosso

própria personalidade com o do ideal em nosso notar-especialmente se fosse isso de um viver ser-que o anterior era completamente fundido e perdeu dentro o posterior. Enlate seja dito de um homem de cinqüenta que ele é o mesmo ser que ele estava às vinte? O homem interno é o mesmo; a personalidade viva externa é completamente transformado e mudou. Também vá você chama estas mudanças o loucura de estados mental humana?


P. Como vá você os nomeia, e especialmente como vá você explica o estadia de um e o evanescence do outro?

Um. Nós temos nossa própria doutrina pronto, e a nós não oferece nenhuma dificuldade. O

pista mente na consciência dobro de nossa mente, e também, no dual natureza do princípio mental. Há uma consciência espiritual, o Manasic prestam atenção a illumined pela luz de Buddhi que qual subjectively percebe abstrações; e a consciência sensível (o mais baixo Manasic luz), inseparável de nosso cérebro físico e sensos. Este posterior é celebrada consciência em sujeição pelo cérebro e sensos físicos, e, estando em sua volta igualmente dependente neles, tem que diminuir claro que e finalmente morra com o desaparecimento do cérebro e sensos físicos. É só o tipo anterior de consciência cujo mentiras de raiz em eternidade que sobrevive e sempre vive, e pode, então, seja considerado imortal.  Tudo pertence outro a passar ilusões.


P. O que entende realmente você por ilusão neste caso?

Um. É muito bem descrito na composição só-mencionada em “ O mais Alto Ego “. Diz seu autor:

A teoria nós estamos considerando (o intercâmbio de idéias entre o mais Alto

Ego e o mais baixo ego) harmoniza muito bem com o tratamento disto

mundo no qual nós moramos como um mundo fenomenal de ilusão, o espiritual,

avião de natureza que é por outro lado o mundo de noumenal ou avião de

realidade. Aquela região de natureza em qual, como quem diz, a alma permanente é

arraigado é mais real que que em qual suas flores transitórias se aparecem para um

espaço limitado para murchar e cair a pedaços, enquanto a planta recupera energia

por enviar uma flor fresca. Flores supondo só eram perceptíveis para

sensos ordinários, e as raízes deles/delas existiram em um estado de Natureza intangível e

invisível a nós, filósofos em tal um mundo que divined que havia tais coisas como raízes em outro plano de existência seria hábil dizer de as flores: “ Estas não são as reais plantas; eles são de nenhum relativo importância, fenômenos meramente ilusivos do momento “.

Isto é o que eu quero dizer. O mundo em qual floresce o transitório e flores evanescentes de vidas pessoais não são o real mundo permanente; mas aquele no qual nós achamos a raiz de consciência que raiz que é além de ilusão e mora na eternidade.


P. O que quer dizer você pela raiz que mora em eternidade?

Um. Eu quero dizer por esta raiz a entidade de pensamento, o Ego que encarna, se nós consideramos isto como um “ Anjo,” “ Espírito, “ ou uma Força. Disso que quedas debaixo de nossas percepções sensuais o do qual cresce diretamente, ou é prendido a esta raiz invisível acima, pode participar de sua vida imortal.

Conseqüentemente todo pensamento nobre, idéia, e aspiração da personalidade isto

informa, enquanto procedendo de e alimentou por esta raiz, tem que ficar permanente. Sobre

a consciência física, como é uma qualidade do sensível mas mais baixo

princípio, (Kamarupa ou instinto de animal, iluminados pelo mais baixo manasic,

reflexão), ou o humano que tem que desaparecer. Que que exibições

atividade, enquanto o corpo for adormecido ou paralisado, é o mais alto

consciência, nossa memória registrando mas feebly e inaccurately-porque

automaticamente-tal experimenta, e freqüentemente não sendo até mesmo ligeiramente

impressionado por eles.


P. Mas como é isto que Manas, embora você chama isto que Nous, um “ Deus, “ é tão fraco

durante suas encarnações, sobre seja conquistado de fato e acorrentou por seu corpo?

Um. Eu poderia replicar com o mesmo questione e pergunte:

Como é isto que ele, quem você consideração como “ o Deus de Deuses “ e o Um que vivem

Deus, é tão fraco sobre permita mal (ou o Diabo) ter o melhor dele como muito a partir de todas suas criaturas, se enquanto ele permanece em Céu, ou durante o tempo que ele foi encarnado nesta terra?

Você está seguro responder novamente: “ Este é um Mistério; e nos proibem para inquirir

nos mistérios de Deus “. Não sendo proibido para fazer assim por nosso religioso

filosofia, eu respondo sua pergunta que, a menos que um Deus desça como um

Avatara, nenhum princípio divino pode ser caso contrário que espasmódico e paralisou por

assunto turbulento, animal. Heterogeneidade sempre terá a mão superior em cima de

homogeneidade, neste avião de ilusões, e o mais próximo uma essência é seu

raiz-princípio, Homogeneidade Primordial, o mais difícil é para o

posterior se afirmar em terra. Mentira de poderes espiritual e divina dormente em

todo ser humano; e o mais largo a varredura da visão espiritual dele o

mais poderoso será o Deus dentro dele. Mas como poucos homens podem sentir aquele Deus, e

desde então, como uma regra comum, deidade é sempre encadernada e limitada em nosso pensamento

por concepções mais cedo, essas idéias das que são inculcadas em nós então, infância é tão difícil você entender nosso filosofia.


P. E é este Ego nosso que nosso Deus é?

Um. Não; “ UM Deus “ não é a deidade universal, mas só uma faísca do

um oceano de Divine Fire. Nosso Deus dentro de nós, ou “ nosso Pai em Segredo “ é

o que nós chamamos o Ego mais Alto, Atma. Nosso Ego encarnando era um Deus dentro seu

origem, como era todas as emanações primevas do Um Princípio Desconhecido.

Mas desde então sua “ queda em Assunto, “ tendo que encarnar ao longo do ciclo,

em sucessão, do início ao fim, está nenhum mais longo um deus grátis e feliz, mas

um peregrino pobre no modo dele para recuperar que que ele perdeu. Eu posso lhe responder

mais completamente repetindo o que é dito do Homem Interno:

Do gênero humano de antigüidade de remotest como um todo sempre foi convencido de

a existência de uma entidade espiritual pessoal dentro o pessoal físico homem. Esta entidade interna era mais divina, de acordo com sua proximidade, para a coroa. O mais íntimo a união o destino do homem mais sereno, o menos perigoso as condições externas. Esta convicção nem é fanatismo nem superstição, só um sempre-presente, sentimento instintivo da proximidade de outro mundo espiritual e invisível que, entretanto é subjetivo para o sensos do homem externo, é perfeitamente objetivo para o ego interno.  Além disso, eles acreditaram que há condições externas e internas que afetam a determinação de nosso testamento em nossas ações. Eles rejeitaram fatalism, para fatalism um curso cego de alguns insinua ainda poder mais cego.

Mas eles acreditaram em destino ou Karma que de nascença para morte todo homem

está tecendo linha ao redor através de linha ele, como uma aranha faz a teia de aranha dele; e

este destino é com guia por aquele termed de presença por algum o anjo da guarda,

ou nosso homem interno astral mais íntimo que é mas muito freqüentemente o gênio mau

do homem de carne ou a personalidade. Ambos que estes seduzem o Homem, mas um de

eles têm que prevalecer; e do mesmo começo do affray invisível o

lei dura e implacável de compensação e retribuição pisa dentro e objetos pegados

seu curso, seguindo o flutuando do conflito fielmente. Quando o

por último praia é tecida, e o homem é aparentemente enwrapped no rede-trabalho seu

próprio fazendo, então ele se acha completamente debaixo do império disto destino ego-feito. Isto então qualquer um o fixa como a concha inerte contra o pedra imóvel, ou como uma pena o leva fora em um vendaval elevado por as próprias ações dele.

Tal é o destino do Homem-o verdadeiro Ego, não o Autômato, a concha, isso passa por aquele nome. É para ele se tornar o conquistador em cima de assunto.


______________________
 

A Natureza Complexa de Manas

                                                
P. Mas você quis me contar algo a natureza essencial de Manas, e da relação em o qual o Skandhas de homem físico estavam a isto?

Um. É esta natureza, misterioso, Protean, além de qualquer aperto, e quase

sombrio em suas correlações com os outros princípios que são mais mais

difícil perceber, e ainda mais assim explicar. Manas é um princípio,

e ainda é uma “ Entidade “ e individualidade ou Ego. Ele é um “ Deus, “ e ainda

ele é sentenciado a um ciclo infinito de encarnações para cada de que ele é

feito responsável, e para cada de que ele tem que sofrer. Tudo isso parece como

contraditório como está confundindo; não obstante, há centenas das pessoas,

até mesmo em Europa que percebe tudo isso perfeitamente porque eles compreendem o Ego

não só em sua integridade mas em seu muitos aspectos. Finalmente, se eu fizesse eu compreensível, eu tenho que começar pelo começo e o tenho que dar o genealogia deste Ego em alguns linhas.


P. Diga em.

Um. Tente imaginar um “ Espírito, “ um Ser celestial, se nós chamamos isto antes de um

nome ou outro, divino em sua natureza essencial, contudo não puro bastante para ser

um com o Tudo, e tendo para alcançar isto, purificar seu

natureza sobre finalmente ganho que meta. Tão só pode fazer passando

individualmente e pessoalmente, i.e., espiritualmente e fisicamente, por todo

experimente e sentindo isso existe dentro o múltiplo ou diferenciado

Universo. Então, tem depois de ter ganho tal experiência dentro o

mais baixos reinos, e tendo ascendido mais alto e ainda mais alto com todo degrau

na escada de mão de ser, atravessar toda experiência no humano

aviões. Sua mesma essência pensa, e, então, é chamado seu

pluralidade Manasaputra, “ os Filhos do (Universal) a mente “. Isto

Pensamento “ individualizado “ é isso que nós Teósofo chamam o real Ego humano,

a Entidade de pensamento prendeu em um caso de carne e ossos. Isto seguramente é

uma Entidade Espiritual, não Assunto, e tais Entidades são os Egos encarnando

isso informa o pacote de assunto animal chamado gênero humano, e de quem nomes são

Manasa ou “ Mentes “. Mas uma vez prendeu, ou encarna, a essência deles/delas se torna

dual: quer dizer, os raios da Mente divina eterna, considerou como

entidades individuais, assuma um atributo de dois-dobra que é (um) o deles/delas

característica inerente essencial, a mente céu-aspirador (Manas mais alto), e

(b) a qualidade humana de pensar, ou cogitação animal, racionalizou devendo

para a superioridade do cérebro humano, o Kama-tendendo ou abaixa Manas. Um

gravita para Buddhi, o outro, tendendo para baixo, para o assento de

paixões e desejos de animal. O posterior não tenha nenhum quarto em Devachan, nem lata

eles associam com a tríade divina que ascende como um em felicidades mentais.

Ainda é o Ego, a Entidade de Manasic para a qual é segurada responsável todos o

pecados dos mais baixos atributos, da mesma maneira que um pai é responsável para o

transgressões da criança dele, tão longo como os restos posteriores irresponsável.


P. Esta “ criança “ é a “ personalidade “?

Um. É. Então, quando é declarado que a “ personalidade “ morre com o corpo não declara tudo. O corpo do qual era só o símbolo objetivo Sr. Um. ou Sra. B., diminui com todos seu Skandhas material que é o thereof de expressões visível. Mas tudo aquilo que constituiu durante vida o pacote espiritual de experiências, as aspirações mais nobres, eterno, afetos, e natureza desinteressada de Sr. Um. ou Sra. B. agarra durante o tempo de o período de Devachanic para o Ego que é identificado com o espiritual porção daquela Entidade terrestre, agora faleceu longe da vista. O Ator é saturado assim há pouco com o papel jogado por ele que ele sonha com isto durante a noite de Devachanic inteira para a qual visão continua até as greves de hora ele para voltar à fase de vida para ordenar outra parte.


P. Mas como é isto que esta doutrina que você diz é tão velho quanto pensando homens, não achou nenhum quarto, diga, em teologia Cristã?

Um. Você está enganado, tem; só teologia desfigurou isto fora de tudo

reconhecimento, como tem muitas outras doutrinas. Teologia chama o Ego o

Anjo que Deus nos dá no momento de nosso nascimento, levar ao cuidado de nosso

Alma. Em vez de segurar aquele “ Anjo “ responsável para as transgressões de

a Alma desamparada “ pobre, “ é o posterior o qual, de acordo com teológico

lógica, é castigado para todos os pecados de carne e mente! É a Alma,

a respiração imaterial de Deus e a criação alegada dele que, por algum mais mais

jugglery intelectual surpreendente, é sentenciado queimar em um inferno material sem

sempre sendo consumido, enquanto as “ fugas de Anjo “ scot-livre, depois de dobrar o seu

pinions branco e os molhando com alguns lágrimas. Aye, estes são nosso Espíritos “ auxiliando, os “ mensageiros de clemência “ que é enviada, Bispo Mant, nos fala:

… cumprir

Bom para os herdeiros de Salvação, para nós acalmam eles

Aflija quando nós pecarmos, alegra quando nós nos arrependermos…

Ainda fica evidente que se todos os Bispos o mundo em cima de foi perguntado

defina uma vez para tudo o que eles querem dizer por Alma e suas funções, eles seriam

como incapaz fazer para nos mostrar qualquer sombra de lógica na convicção ortodoxa!


______________________
 

A Doutrina é Ensinada em

St. O Evangelho de John


P. Para este os partidários para esta convicção poderiam responder, que se até mesmo o

dogma ortodoxo promete para o pecador impenitente e para materialist um tempo ruim

disto em um Inferno bastante muito realístico, os, por outro lado, dá um chance para arrependimento para o último minuto. Nem eles ensinam aniquilação, ou perda de personalidade que é todos o mesmo.

Um. Se a Igreja não ensina nada do tipo, por outro lado, que o Jesus faz; e isso é algo a esses, pelo menos, que colocam o Cristo mais alto que Cristianismo.


P. Cristo ensina qualquer coisa do tipo?

Um. Ele faz; e todo Occultist bem informado e o Cabalista plano contarão

você assim. Cristo, ou o quarto Evangelho de qualquer modo, ensina reencarnação como

também a aniquilação da personalidade, se você mas esquece da carta morta e segura ao Espírito esotérico. Se lembre da parábola falada de através de St. John.  Sobre o que fala a parábola se não da tríade superior em homem? Atma é o Husbandman-o Ego Espiritual ou Buddhi (Christos) a Videira, enquanto o animal e Alma vital, a personalidade, são a “ filial “.

Eu sou a verdadeira videira, e meu Pai é o Husbandman. Toda filial em mim isso

beareth não frutificam ele taketh fora… Como a filial não pode agüentar fruta de si mesmo

exclua agüente na videira; nenhum mais ye de lata, salvo ye agüentam em mim. Eu sou o

Videira-ye é as filiais. Se um homem não se conforma em mim que ele é lançado adiante como um

se ramifique, e está murcho e lançou no fogo e queimado.

Agora nós explicamos isto deste modo dentro. Descrendo no hellfire que teologia descobre como estando por baixo de a ameaça às filiais, nós dizemos que o Husbandman “ quer dizer Atma, o Símbolo para o infinito, Princípio impessoal, enquanto a Videira representa a Alma Espiritual, Christos, e cada “ filial “ representa uma encarnação nova.


P. Mas que provas o têm apoiar tal uma interpretação arbitrária?

1. Symbology universal é uma autorização para seu justeza e que não é arbitrário. Hermas diz de “ Deus “ que ele “ plantou o Vinhedo, “ i.e., ele criou gênero humano. No Cabala, é mostrado para isto que o Velho do Velho, ou a “ Face Longa, “ plantas um vinhedo, o tipificando posterior, gênero humano; e uma videira, significando Vida. O Espírito de “ Messias “ de Rei é, então, mostrado como lavando os artigos de vestuário dele no vinho de acima, de a criação do mundo. [Zohar XL, 1] E Messias de Rei é o Ego

purificado lavando os artigos de vestuário dele (i.e., as personalidades dele em renascimento),

no vinho de sobre, ou Buddhi. Adão, ou Um-represa, é “ sangue “. A Vida da carne está no sangue (nephesh-alma). E Adão-Kadmon é o Só-procriado. Noé também planta um vinhedo-o hotbed alegórico de humanidade futura. Como conseqüência da adoção da mesma alegoria, nós achamos reproduziu no Códice de Nazarene. Sete videiras são procriar-quais sete videiras são nossas Sete Raças com os sete deles/delas Salvadores ou Buddhas-qual fonte de Iukabar Zivo, e Ferho (ou Parcha) Raba os molha. [Códice Nazareus, iii, pp. 6,61] quando o abençoado ascenderá entre as criaturas de Luz, eles verão Iavar-Xivo, Deus de Vida, e a Primeira Videira. [Bacalhau. Naz., ii, p.281] Estas metáforas Cabalísticas são repetidas assim naturalmente no Evangelho de acordo com St. John.

Nos deixe não esquecer isso sistema-até no humano de acordo com esses

filosofias que ignoram nosso septenary divisão-o Ego ou pensando o homem é

chamado os Logotipos, ou o Filho de Alma e Espírito. “ Manas é o Filho adotado

de Rei * * * e Rainha * * *” (equivalents esotérico para Atma e Buddhi), diz

um trabalho oculto. Ele é o “ homem-deus “ de Platão que se crucifica em Espaço

(ou a duração do ciclo de vida) para a redenção de Assunto. Isto ele

faz encarnando inúmeras vezes, assim gênero humano principal para a frente para

perfeição, e abrindo espaço assim para mais baixas formas desenvolverem em mais alto. Não para uma vida ele deixa de se progredir e ajudar todo físico natureza para progredir; até mesmo o evento ocasional, muito raro do perdendo dele das personalidades dele, no caso do ser posterior completamente destituído de até mesmo uma faísca de espiritualidade, ajudas para o progresso individual dele.


P. Mas seguramente, se o Ego é segurado responsável para as transgressões de seu personalidades, tem que também responder pela perda, ou bastante o completo aniquilação, de um de tal.

Um. Não, a menos que não fizesse nada que evitar este destino medonho. Mas se, todos seus esforços todavia, sua voz, o de nossa consciência, era incapaz penetrar pela parede de assunto, então o obtuseness do procedimento posterior da natureza imperfeita do material é classificado com outros fracassos de natureza. O Ego é castigado suficientemente pela perda de Devachan, e especialmente tendo que encarnar quase imediatamente.


P. Esta doutrina da possibilidade de perder a pessoa alma-ou personalidade, faça você chama isto? - milita contra as teorias ideais de cristãos e Espiritualistas, entretanto Swedenborg adota isto até certo ponto, nisso que ele chamadas morte Espiritual. Eles nunca aceitarão isto.

Um. Isto pode alterar um fato de nenhuma maneira em natureza, se é um fato, ou pode prevenir

tal uma coisa que acontece ocasionalmente. O universo e tudo nisto, moral, mental, físico, psíquico, ou Espiritual, é construído em uma lei perfeita de equilíbrio e harmonia. Como dito antes (veja Isis Unveiled), o centripetal força não pôde se manifestar sem o centrífugo no harmonioso revoluções das esferas, e todas as formas e o progresso deles/delas são o produtos desta força dual em natureza. Agora o Espírito (ou Buddhi) é o centrífugo e a alma (Manas) o centripetal energia espiritual; e para produza um resulta eles têm que estar em união perfeita e harmonia. Fratura ou danifique o movimento de centripetal da alma terrestre que tende para o centro que atrai isto; prenda seu progresso entupindo isto com um peso mais pesado de assunto que pode agüentar, ou que seja ajustado para o Devachanic declare, e o harmonia do todo será destruída. Vida pessoal, ou talvez bastante seu reflexão ideal, só pode ser continuado se sustentou pela força de dois-dobra, isso está pela união íntima de Buddhi e Manas em todo renascimento ou pessoal vida. O menos divergência de harmonia danifica isto; e quando é destruído além de redenção as duas forças separam no momento de morte. Durante um intervalo breve a forma pessoal (chamou indifferently Kamarupa e Mayavirupa), o efflorescence espiritual de qual, se prendendo para o Ego, segue isto em Devachan e dá à individualidade permanente seu coloração pessoal (a favor de tem, como quem diz), é levado para permanecer dentro Kamaloka e ser aniquilado gradualmente. Para isto busca a morte do totalmente depravado, o unspiritual e a redenção de além má que chega o momento crítico e supremo. Se durante vida o último e esforço desesperado do Ego Interno (Manas), unir algo do personalidade com isto e o raio brilhando alto do Buddhi divino, é contrariado; se este raio é permitido ser fechado cada vez mais fora do crosta sempre-engrossando de cérebro físico, o Ego Espiritual ou Manas, uma vez, livrado do corpo, restos cortaram completamente da relíquia etérea do personalidade; e o posterior, ou Kamarupa, seguindo suas atrações terrestres, é tirado em e restos em Inferno que nós chamamos o Kamaloka. Estes são “ as filiais “ murchas mencionadas por Jesus como estando cortado fora da Videira.

Porém, aniquilação nunca é instantânea, e pode requerer séculos

às vezes para sua realização. Mas lá a personalidade permanece junto

com as sobras de outros Egos pessoais mais afortunados, e se torna com

eles uma concha e um Elementar. Como dito em Isis Unveiled, é estes dois

classes de “ Espíritos, “ as conchas e o Elementaries que são os conduzindo

“ Estrelas “ na grande fase espiritual de “ materializações “. E você pode ser

seguramente disto, não é eles que encarnam; e, então, assim poucos destes

“ querido “ passado conhecem qualquer coisa reencarnação, enquanto enganando assim o

Espiritualistas.


P. Mas não faz o autor de Isis Unveiled que posto acusou de ter orado contra reencarnação?

Um. Por esses que entenderam mal o que foi dito, sim. Na ocasião aquele trabalho

foi escrito, reencarnação não foi acreditada dentro por qualquer Espiritualista, ou,

Inglês ou americano, e o que é dito lá de reencarnação foi dirigido

contra o Spiritists francês cuja teoria é como unphilosophical e absurdo

como o ensino Oriental é lógico e patente em sua verdade. O

Reincarnationists da Allan Kardec Escola acreditam dentro um arbitrário e

reencarnação imediata. Com eles, o pai morto pode encarnar dentro o próprio dele

filha por nascer, e assim por diante. Eles nem não têm Devachan, Karma, nem qualquer

filosofia que autorizaria ou provaria a necessidade de sucessivo renascimentos. Mas como enlate o autor de Isis Unveiled discuta contra Karmic reencarnação, a intervalos longos que variam entre 1, e 1,5 anos, quando isto a convicção fundamental de budistas e hindus é?


P. Então você rejeita as teorias do Spiritists e o

Espiritualistas, na totalidade deles/delas?

Um. Não na totalidade deles/delas, mas só com respeito ao respectivo deles/delas

convicções fundamentais. Ambos confiam em o que os Álcoóis “ deles/delas lhes contam; e ambos

discorde entre si como muito como nós Teósofo discordam com ambos.  Verdade é um; e quando nós ouvimos os fantasmas franceses que oram reencarnação, e os fantasmas ingleses negando e denunciando a doutrina, nós dizemos isso ou o francês ou os Álcoóis “ ingleses “ não sabem o que eles estão falando sobre. Nós acreditamos com os Espiritualistas e o Spiritists na existência de “ Espíritos, “ ou os Seres invisíveis dotaram de mais ou menos inteligência.

Mas, enquanto em nossos ensinos os tipos deles/delas e genera são legião, nossos oponentes,

admita de nenhum diferente de Espíritos de disembodied “ humanos “ que, para nosso conhecimento,

é principalmente Conchas de Kamalokic.


P. Você parece muito amargo contra Espíritos. Como você me deu suas visões e suas razões por descrer na materialização de, e dirige comunicação em sessões, com o disembodied álcool-ou os “ espíritos de o você se importaria em me iluminar sobre um mais fato? Por que é alguns Teósofo nunca cansaram de dizer como perigoso é relacionamento com espíritos, e mediumship? Tenha eles qualquer razão particular para isto?

Um. Nós temos que supor assim. Eu sei que eu tenho. Devido a minha familiaridade para em cima de meio

um século com este invisível, contudo mas muito tangível e inegável

“ influências, “ do Elementals consciente, conchas semi-conscientes, até

os fantasmas totalmente insensatos e indescritíveis de todos os tipos, eu reivindico um certo

corrija a minhas visões.


P. Possa você dá um exemplo ou exemplos para mostrar por que estas práticas devem

seja considerado perigoso?

Um. Isto requereria mais tempo que eu posso o dar. Toda causa deve ser julgado pelos efeitos que produz. Vá em cima da história de Espiritualismo para os últimos cinqüenta anos, desde então sua reaparição por este século em América-e julga para você se fez seu votaries melhor ou dano. Reze me entenda. Eu não falo contra real Espiritualismo, mas contra o movimento moderno que vai debaixo daquele nome, e o denominado filosofia inventou para explicar seus fenômenos.


P. Você não acredita nos fenômenos deles/delas nada?

Um. É porque eu acredito neles com razão muito boa, e (salve alguns

casos de fraude deliberado) os conheça ser tão verdadeiro quanto que você e eu vivemos,

que todos meu ser se revolta contra eles. Mais uma vez eu só falo de físico,

não mental ou até mesmo fenômenos psíquicos. Como atrai goste. Há vários

os homens generosos, puros, bons e mulheres, conhecido pessoalmente, a mim têm que

anos passados das vidas deles/delas debaixo da orientação direta e proteção plana de

Espíritos altos “, “ se disembodied ou planetário. Mas estas Inteligências

não é do tipo dos John Kings e o Ernests que figuram em sessão

quartos. Estas Inteligências guiam e só controlam os mortais dentro raro e

casos excepcionais para os quais eles são e magnetically puxado pelo

Karmic passado do indivíduo. Não é bastante para se sentar “ para desenvolvimento “ dentro

ordene para os atrair. Que só abre a porta a um enxame de “ fantasmas,” bom, ruim, e indiferente para qual o médio se torna um escravo para vida. It está contra tal mediumship promíscuo e relacionamento com duendes que eu eleve minha voz, não contra misticismo espiritual. O posterior está enobrecendo e santo; o anterior é de só a mesma natureza como os fenômenos de dois séculos atrás para qual tantos bruxas e feiticeiros foram feitos sofra. Glanvil erudito e outros autores no assunto de feitiçaria, e você ache registrado lá o compara da maioria, se não tudo, do físico fenômenos de décimo nono Espiritualismo “ de século “.


P. Você pretende sugerir que isto toda a feitiçaria é e nada mais?

Um. O que eu quero dizer é que, se consciente ou inconsciente, tudo isso que negocia

com o morto está necromancia, e uma prática mais perigosa. Para idades antes de

Moses que tal aumento do morto foi considerado por todas as nações inteligentes

como pecador e cruel, já que perturba o resto das almas e

interfere com o desenvolvimento evolutivo deles/delas em estados mais altos. O

sabedoria coletiva de todos os últimos séculos alguma vez foi alta denunciando

tal pratica. Finalmente, eu digo, o que eu deixei de nunca repetir orally

e impresso durante quinze anos: Enquanto alguns dos espíritos “ denominados “ não fazem saiba o sobre o qual eles estão falando, enquanto repetindo somente-como isso que eles acham nos cérebros dos médio e outras pessoas, outros são mais mais perigoso, e pode conduzir só a pessoa a mal. Estes são dois fatos patentes.  Entre em círculos Espiritualistas do Allan Kardec eduque, e você acha espíritos “ afirmando reencarnação e falando iguais católicos de romano nascido.

Vire ao “ querido “ passado na Inglaterra e América, e você ouça

eles que negam reencarnação por grosso e emagrece, enquanto denunciando esses que ensine, e segurando a visões protestantes. Seu melhor, seu mais poderoso médio, tenha tudo sofridos em saúde de corpo e mente. Pense no fim triste de Charles Foster que morreu em um asilo um lunático delirante; de Slade, um epiléptico; de Eglinton-o melhor médio agora em Inglaterra-assunto para o mesmo.

Examine a vida de D.D atrás. Casa, um homem cuja a mente foi macerada em fel, e amargura que nunca teve uma palavra boa para dizer de qualquer um quem ele suspeitou de possuir poderes psíquicos, e que caluniou todo outro médio para o fim amargo. Este Calvin de Espiritualismo sofreu durante anos um terrível

doença espinhal, tirada pelo relacionamento dele com os “ espíritos, “ e morreu um destruição perfeita. Pense novamente no destino triste de Washington Irving Bispo pobre.

Eu o conheci em Nova Iorque, quando ele tinha quatorze anos, e ele era undeniably um médio. É verdade que a estola de homem pobre uma marcha nos espíritos dele, “ e os “ batizado ação muscular inconsciente, “ para o grande gaudium de todos o corporações de bobos altamente aprendidos e científicos, e para o reabastecimento do próprio bolso dele. Mas de mortuis nada nisi bonum; o fim dele era um triste. Ele teve strenuously escondido o epiléptico dele ajuste-o primeiro e sintoma mais forte de genuíno mediumship-e que sabe se ele estava morto ou em um transe quando o exame de postmortem foi executado? Os parentes dele insiste que ele estava vivo, se nós formos acreditar os telegramas de Reuter. Finalmente, veja os médio veteranos, os fundadores e movedores principais de moderno espiritualismo-as irmãs de Raposa. Depois de mais de quarenta anos de relacionamento com os “ Anjos, “ o posterior os levou a se tornar sots incurável que está denunciando agora, em conferências de público, o próprio trabalho vida-longo deles/delas e filosofia como um fraude. Que tipo de espíritos devem ser eles que os incitou, Eu lhe pergunto?


P. Mas sua conclusão é uma correta?

Um. O que deduziria você se os melhores alunos de uma escola particular de cantar sem dinheiro abaixo de overstrained gargantas doloridas? Que o método seguido era um ruim. Assim eu penso que a conclusão é igualmente feira com respeito a Espiritualismo quando nós vemos os melhores médio deles/delas caírem uma presa a tal um destino. só possa dizer: Deixe esses que estão interessado no juiz de pergunta a árvore de Espiritualismo por suas frutas, e considera a lição. Nós Teósofo têm sempre considerado os Espiritualistas como irmãos que têm o mesmo místico tendência como nós mesmos, mas eles sempre nos consideraram como inimigos. Nós, estando em posse de uma filosofia mais velha, tentou ajudar e advertir eles; mas eles nos reembolsaram insultando e traducing nós e nossos motivos de todo possível modo. Não obstante, os melhores Espiritualistas ingleses há pouco dizem como fazemos nós, onde quer que eles tratem seriamente da convicção deles/delas. Ouça “ M.A. Oxon “

confessando esta verdade:

Espiritualistas são muito inclinados enfatizar a intervenção exclusivamente de espíritos externos neste mundo nosso, e ignorar os poderes do Espírito encarnado.

Por que vilify e nos, então, abusa por dizer precisamente o mesmo? Daqui em diante, nós não teremos nada mais para ver com Espiritualismo. E agora nos deixou devolvermos

Reencarnação.

Nos Mistérios de Reencarnação

Renascimentos periódicos


P. Você quer dizer, então, que nós temos tudo vividos em terra antes, em muitos passado, encarnações, e irá em viver assim?

Um. Sim. O ciclo de vida, ou bastante o ciclo de vida consciente, começa com a separação do animal-homem mortal em sexos, e terminará com o íntimo da última geração de homens, no sétimo círculo e sétima raça, de gênero humano. Considerando nós só estamos no quarto círculo e quinta raça, seu duração é imaginada mais facilmente que expressou.


P. E nós continuamos encarnando em personalidades novas todo o tempo?

Um. Seguramente assim; porque este ciclo de vida ou período de encarnação podem seja comparado melhor a vida humana. Como cada tal vida está composta de dias de atividade separou antes de noites de sono ou de inaction, assim, na encarnação ciclo, uma vida ativa é seguida por um resto de Devachanic.


P. E é esta sucessão de nascimentos como os que estão geralmente definidos reencarnação?

Um. Há pouco assim. Só é por estes nascimentos que o progresso perpétuo de os milhões incontáveis de Egos para perfeição final e resto de final (como longo como era o período de atividade) pode ser alcançado.


P. E é o que regula isso a duração, ou qualidades especiais destes encarnações?

Um. Karma, a lei universal de justiça de retributive.


P. É uma lei inteligente?

Um. Para o Materialist que chama a lei de periodicidade que regula o

ordenando dos vários corpos, e todas as outras leis em natureza, cortina

forças e leis mecânicas, nenhuma dúvida Karma seria uma lei de chance e não

mais. Para nós, nenhum adjetivo ou qualificação poderia descrever que que é

impessoal e nenhuma entidade, mas uma lei operativa universal. Se você me questiona

sobre a inteligência causativa nisto, eu lhe tenho que responder eu não sei. Mas

se você me pede definir seus efeitos e lhe contar o no qual estes são nosso

convicção, eu posso dizer que a experiência de milhares de idades nos mostrou para isso

eles são patrimônio líquido absoluto e infalível, sabedoria, e inteligência. Para Karma em seus efeitos está um redresser infalível de injustiça humana, e de todos o fracassos de natureza; um ajustador duro de injustiças; uma lei de retributive que recompensas e castiga com imparcialidade igual. É, no senso mais rígido, “ nenhum respeitador de pessoas, “ entretanto, por outro lado, nem pode ser propiciado, nem desviou através de oração. Esta é uma convicção comum a hindus e budistas que ambos acreditam em Karma.


P. Nestes dogmas Cristãos contradizem ambos, e eu duvido se qualquer Christian aceitará o ensino.

Um. Nenhum; e Inman deu a razão muitos anos atrás para isto. Como ele põe isto, enquanto

… os cristãos aceitarão qualquer tolice, se promulgou pela Igreja como um assunto de fé… os budistas seguram que nada pelo qual é contradito razão sã pode ser uma verdadeira doutrina de Buddha.

Eles não acreditam em qualquer perdão para os pecados deles/delas, exclua depois um adequado

e só castigo para cada ação má ou pensamento em uma encarnação futura, e uma compensação proporcional para as festas prejudicadas.


P. Onde está assim declarou?

Um. Em a maioria dos trabalhos sagrados deles/delas. Considere a doutrina Teosófica seguinte:

Budistas acreditam que todo ato, palavra, ou pensamento tem sua conseqüência, que se aparecerá cedo ou tarde no presente ou no estado futuro.  Atos ms produzirão conseqüências más, atos bons produzirão bom conseqüências: prosperidade neste mundo, ou nascimento em céu (Devachan)… em o estado futuro.


P. Cristãos acreditam a mesma coisa, não faça eles?

Um. Oh, nenhum; eles acreditam no perdão e o perdão de todos os pecados. Eles

é prometido que se eles só acreditam no sangue de Cristo (um inocente

vítima!), no sangue oferecido por Ele para a expiação dos pecados do

inteiro de gênero humano, reconciliará para todo pecado mortal. E nós acreditamos nenhum

em compensação vicária, nem na possibilidade do perdão do

pecado menor por qualquer deus, nem mesmo por um “ pessoal Absoluto “ ou “ Infinito, “ se

tal uma coisa poderia ter qualquer existência. O que nós acreditamos dentro, é rígido e

justiça imparcial. Nossa idéia da Deidade Universal desconhecida, representada por, Karma, é que é um Poder que não pode falhar, e pode, então, tenha ira nem clemência, só Patrimônio líquido absoluto que deixa toda causa, grande ou pequeno, trabalhar fora seus efeitos inevitáveis. A declaração de Jesus:

“ Com o que o mede dê em doses será medido novamente a você, “ nem por

expressão nem implicação aponta a qualquer esperança de clemência futura ou salvação

através de procuração. Isto é por que, reconhecendo como nós fazemos em nossa filosofia a justiça de

esta declaração, nós não podemos recomendar clemência, caridade, muito fortemente e

perdão de ofensas mútuas. Não resista a mal, e faça bem para mal,

é preceitos budistas, e foi orado primeiro devido à implacabilidade

de lei de Karmic. Para homem é de qualquer maneira levar a lei nas próprias mãos dele um

presunção sacrílega. Lei humana não pode usar restritivo punitivo

medidas; mas um homem que, acreditando em Karma, ainda se vinga e

recusa perdoar todo dano, enquanto fazendo bom assim para mal, é um

criminoso e só se fere. Como Karma está seguro castigar o homem que

o, buscando infligir um castigo adicional no inimigo dele, prejudicado

ele, quem em vez de deixar aquele castigo à grande Lei acrescenta a isto o seu

próprio mite, só procria uma causa assim para a recompensa futura do próprio inimigo dele

e um castigo futuro para ele. O Regulador infalível afeta em cada encarnação a qualidade de seu sucessor; e a soma do mérito ou demérito precedendo ones determina isto.


P. Nós somos então deduzir o passado de um homem do presente dele?

Um. Só tão longe sobre acredita que a vida presente dele é o que deve justamente

seja, reconciliar para os pecados da vida passada. De curso-videntes e grandes peritos

excluir-nós não podemos como mortais comuns saiba o que esses pecados eram. De nosso

paucity de dados, é até mesmo impossível nós determinarmos isso que um homem velho

mocidade deveria ter sido; nós nem, para como razões, puxe final conclusões somente do que nós vemos na vida de algum homem, sobre isso que seu vida passada pode ter sido.


______________________
 

O que é Karma?

 

P. Mas o que é Karma?

Um. Como disse eu, nós consideramos isto como a Última Lei do Universo, o fonte, origem, e fonte de todas as outras leis que existem ao longo de Natureza.  Karma é a lei infalível que ajusta efeito para causar, no físico, aviões mentais, e espirituais de ser. Como nenhum restos de causa sem sua dívida efeito de maior para menos, de uma perturbação cósmica até o movimento de sua mão, e como goste produz goste, Karma é aquele não visto e lei desconhecida que ajusta sabiamente, inteligentemente, e equitably cada efeito para sua causa, localizando a parte de trás posterior a seu produtor. Embora isto unknowable, sua ação é perceivable.


P. Então é o “ Absoluto, o “ Unknowable “ novamente, e não é de muito avalie como uma explicação dos problemas de vida?

Um. Pelo contrário. Para, entretanto nós não sabemos o que Karma está por se, e em sua essência, nós sabemos como trabalha, e nós podemos definir e podemos descrever seu modo de ação com precisão. Nós só não sabemos sua última Causa, há pouco, como filosofia moderna universalmente admite que a última Causa de qualquer coisa é “ unknowable “.


P. E o que tem Teosofia para dizer com respeito à solução do mais necessidades práticas de humanidade? O que é a explicação na qual oferece referência para o sofrimento terrível e necessidade medonha prevalecente entre o mais baixas classes “ denominadas “.

Um. Ser apontado, de acordo com nosso ensinar para tudo estes grandes males sociais, a distinção de classes em Sociedade, e dos sexos nos negócios de vida, a distribuição desigual de capital e de trabalho-todos está devido a isso que nós tersely mas verdadeiramente denomina Karma.


P. Mas, seguramente, todos estes males que parecem cair um pouco nas massas indiscriminadamente não é atual merecido e Karma individual?

Um. Não, eles não podem ser definidos assim estritamente nos efeitos deles/delas sobre espetáculo que cada ambiente individual, e as condições particulares de vida em qual cada pessoa se acha, é nada além de o retributive Karma que o indivíduo gerou em uma vida prévia. Nós não devemos perder visão do fato que todo átomo está sujeito à lei geral que governa o corpo inteiro para qual pertence, e aqui nós descobrimos o rasto mais largo do Karmic lei. Faça você não percebe que o agregado de Karma individual se torna isso da nação para a qual esses indivíduos pertencem, e mais adiante, que o sumtotal de Karma Nacional o do Mundo é? Os males dos que você fala não é peculiar ao indivíduo ou até mesmo para a Nação, eles são mais ou menos universal; e está nesta linha larga de interdependência Humana que a lei de achados de Karma seu assunto legítimo e uniforme.


P. Faça eu, então, entendo que a lei de Karma necessariamente não é um lei individual?

Um. Isso é o que eu quero dizer. É impossível que Karma possa reajustar o

equilíbrio de forças na vida do mundo e progride, a menos que tivesse um largo e linha geral de ação. É segurado como uma verdade entre Teósofo que o

interdependência de Humanidade é a causa do que é chamado Distributivo

Karma, e é esta lei que dispõe a solução à grande pergunta de sofrimento de coletivo e seu alívio. Além disso, é uma lei oculta isso nenhum homem pode subir superior ao failings individual dele, sem erguer, seja isto sempre tão pequeno, o corpo inteiro do qual ele é uma parte integrante. No mesmo modo, ninguém pode pecar, nem sofre os efeitos de pecado, só. Em realidade, lá, não é nenhuma tal coisa como “ Separateness “; e a mais próxima aproximação para aquele egoísta declare que as leis de licença de vida, está na intenção ou motivo.


P. E está lá nenhum meios pelo qual o Karma distributivo ou nacional pode seja concentrado ou colecionou, como quem diz, e trouxe seu natural e cumprimento legítimo sem tudo isso sofrimento demorado?

Um. Como regra geral, e dentro de certos limites para os quais definem a idade

o qual nós pertencemos, a lei de Karma não pode ser acelerada ou pode ser retardada dentro seu

cumprimento. Mas disto eu tenho certeza, o ponto de possibilidade em qualquer um de

estas direções nunca têm contudo sido tocado. Escute o recital seguinte

de uma fase de sofrimento nacional, e então se pergunta se, admitindo

o poder de funcionamento de indivíduo, parente, e Karma distributivo, estes,

males não são capazes de modificação extensa e alívio geral. Isso que eu

está a ponto de ler a você é da caneta de um Salvador Nacional, um que,

tendo superado Ego, e sendo livre escolher, elegeu para servir

Humanidade, agüentando pelo menos tanto quanto podem possivelmente os ombros de uma mulher agüente de Karma Nacional. Isto é o que ela diz:

 

Sim, Natureza sempre fala, você não pensa? só às vezes nós fazemos assim

muito barulho que nós submergimos a voz dela. Isso é por que está tão tranqüilo sair da cidade e se conchega por algum tempo nos braços da Mãe. Eu estou pensando do noite em Brejo de Hampstead quando nós assistimos o sol abaixe; mas oh! em o que que sofre e miséria que sol tinha fixado! Uma senhora me trouxe ontem um cesta grande de flores selvagens. Eu pensei alguma de minha família de Leste-fim tidos um melhor corrija a isto que eu, e assim eu levei isto até uma escola muito pobre dentro Whitechapel esta manhã. Você deveria ter visto as pequenas faces pálidas clareie! Por isso eu fui pagar por alguns jantares a um pequeno cookshop para algumas crianças. Estava em uma rua de parte de trás, estreite, cheio de empurrar as pessoas; fedor indescritível, de peixe, carne, e outra comida, tudo que cheiram em um sol que, em Whitechapel, chagas em vez de purificar. O cookshop era o quinta-essência de todos os cheiros. Carne-tortas indescritíveis às 1d., repugnante caroços de ‘ food’ e enxames de moscas, um mesmo altar de Beelzebub! Em toda parte, bebês no ronde para sucatas, um, com a face de um anjo, que recolhe cherrystones como uma forma clara e nutritiva de dieta. Eu vim para o oeste com todo nervo que estremece e chocalhou, enquanto desejando saber se qualquer coisa pode ser feito com algumas partes de Londres economize os tragando para cima em um terremoto e começando os habitantes deles/delas mais uma vez, depois de um mergulho em algum Lethe purificador, fora de qual não uma memória poderia emergir! E então eu pensei em Hampstead Brejo, e-ponderou. Se por qualquer sacrifício a pessoa pudesse ganhar o poder para economizar estas pessoas, o custo não valeria que conta; mas, você vê, eles devem seja mudar-e como lata que é forjada? Na condição estão agora eles, eles não ganhe por qualquer ambiente no qual eles poderiam ser colocados; e ainda, nos ambientes presentes deles/delas eles têm que continuar putrefazendo. Quebra meu coração, esta miséria infinita, desesperada, e a degradação bruta aos que são uma vez seu outgrowth e sua raiz. Está como o banyan suba em árvore; toda filial raízes isto e envia brotos novos. Isso que uma diferença entre estes sentimentos e a cena calma a Hampstead! e ainda nós, que são o os irmãos e irmãs destas criaturas pobres, tenha só um direito para usar Brejos de Hampstead para ganhar força para salvar Whitechapels.


P. Isso é uma carta triste mas bonita, e eu penso apresenta com doloroso

conspicuity os funcionamentos terríveis do que você chamou “ o Parente e

Karma “ distributivo. Mas ai! lá parece nenhuma esperança imediata de qualquer alívio

com falta de um terremoto, ou algum tal engulfment geral!

Um. Que direito tem nós para pensar assim enquanto um-meia de humanidade está dentro um

posicione para efetuar um alívio imediato das privações que são sofridas pelos companheiros deles/delas? Quando todo indivíduo contribuiu ao bem geral o que ele pode de dinheiro, de trabalho, e de enobrecer pensamento, então, e só então, vá o equilíbrio de Karma Nacional seja golpeado, e até então nós tenha nenhum certo nem qualquer razão por dizer que há mais vida na terra que Natureza pode apoiar. É reservado para as almas heróicas, os Salvadores de nossa Raça e Nação, achar fora a causa desta pressão desigual de, retributive Karma, e por um esforço supremo para reajustar o equilíbrio de forças, e salva as pessoas de um engulfment moral mil vezes mais desastroso e mais permanentemente mal que a igual catástrofe física em qual você pareça ver a única possível saída para isto acumulado miséria.


P. Bem, então, geralmente me fala como você descreve esta lei de Karma?

Um. Nós descrevemos Karma como aquela Lei de reajustamento que sempre tende a restabelecer

equilíbrio transtornado na harmonia física, e quebrada na moral mundo. Nós dizemos que Karma sempre não age disto ou aquele modo de particular; mas que sempre age para restabelecer Harmonia e preservar o equilibre de equilíbrio, em virtude da qual o Universo existe.


P. Me dê uma ilustração.

Um. Mais tarde eu lhe darei uma ilustração cheia. Pense agora em uma lagoa. A pedra entra na água e cria perturbando ondas. Estas ondas oscile de um lado para outro cultive afinal, devido à operação de que físicos chamam a lei da dissipação de energia, eles são trazidos descansar, e a água volta a sua condição de tranqüilidade tranqüila.

Semelhantemente toda a ação, em todo avião, produz perturbação dentro o equilibrado

harmonia do Universo, e as vibrações assim produziu continuará

rola de um lado para outro, se sua área está limitada, até que equilíbrio seja

restabelecido. Mas desde que cada tais começos de perturbação de algum ponto particular,

está claro que equilíbrio e harmonia só podem ser restabelecidas pelo

reconverging para aquele mesmo ponto de todas as forças que eram fixo em movimento

disto. E aqui você tem prova que as conseqüências das ações de um homem, pensamentos, etc. deva tudo reaja nele com a mesma força com que eles eram fixos em movimento.


P. Mas eu não cuido nada de um caráter moral desta lei. Olha a mim como a lei física simples que ação e reação são iguais e defronte.

Um. Eu não sou pegado de surpresa para o ouvir dizer isso. Europeus têm tanto em

o hábito inveterado de considerar certo e injustiça, bem e mal, como

assuntos de um código arbitrário de lei ou colocaram por homens, ou impôs em

eles por um Deus Pessoal. Porém, nós Teósofo dizem que “ Bom “ e

“ Harmonia, e “ Mal “ e “ Dis-harmonia, “ é sinônimo. Mais adiante nós mantemos

que toda a dor e sofrer são resulta de desejo de Harmonia, e que o um

terrível e só causa da perturbação de Harmonia é egoísmo em alguns

forma ou outro. Conseqüentemente Karma devolve a todo homem as conseqüências atuais

das próprias ações dele, sem qualquer consideração para o caráter moral deles/delas; mas desde então

ele recebe a dívida dele para tudo, é óbvio que ele será feito reconciliar para

todos os sofrimentos que ele causou, da mesma maneira que ele colherá em alegria e alegria

as frutas de toda a felicidade e harmonia que ele tinha ajudado produzir. Eu posso faça nenhum melhor que citação para seu benefício certas passagens de livros e artigos escritos por nosso Teósofo-esse que tem uma idéia correta de Karma.


P. Eu desejo que você vai, como seus videntes de literatura ser muito poupando nisto assunto?

Um. Porque é o mais difícil de todas nossas doutrinas. Algum tempo curto atrás lá se aparecido a objeção seguinte de uma caneta Cristã:

Concedendo que o ensino com respeito a Teosofia está correto, e aquele “ homem

tenha que ser o próprio salvador dele, tem que superar ego e tem que conquistar o mal no que é

a natureza dual dele, obter a emancipação da alma dele, o que é o homem para fazer, depois que ele fosse despertado e foi convertido até certo ponto de mal ou maldade? Como é ele para adquirir emancipação, ou perdoa, ou o manchando fora de o mal ou maldade que ele já fez?

Para isto Sr. J.H. Conelly replies very pertinently that no one can hope to “ faça a corrida de máquina teosófica no rasto “ teológico. Como ele tem isto:

A possibilidade de evitar responsabilidade individual não é entre o conceitos de Teosofia. Nesta fé não há nenhuma tal coisa como perdoando, ou já “ destruindo de mal ou maldade terminado, “ caso contrário que pelo castigo adequado então do errado-fazedor e a restauração do harmonia no universo que tinha estado transtornado pelo ato injusto dele. O mal foi o próprio dele, e enquanto outros têm que sofrer suas conseqüências, compensação pode ser feita por ninguém mas ele.

A condição contemplou… em qual um homem terá sido despertado e convertido até certo ponto de mal ou maldade, “ é isso em qual um o homem terá percebido que as ações dele são más e merecendo de castigo.  Naquela realização um senso de responsabilidade pessoal é inevitável, e só em proporção à extensão do despertar dele ou “ converter “ devem ser o senso daquela responsabilidade terrível. Enquanto é forte nele é o tempo quando lhe urgem para aceitar a doutrina de compensação vicária.

Lhe é falado que ele também tem que se arrepender, mas nada é mais fácil que isso. É

uma fraqueza amável de natureza humana que nós somos bastante propensos lamentar o

mal que nós fizemos quando nossa atenção é chamada, e nós ou sofremos

disto nós mesmos ou desfrutou suas frutas. Possivelmente, análise íntima do

sentindo mostrariam para nós que coisa que nós lamentamos é bastante a necessidade

isso parecia requerer o mal como uns meios de conseguimento de nossos fins egoístas

que o próprio mal.

Atraente como este prospecto de lançar nosso fardo de pecados “ ao pé de

a cruz “ pode ser à mente ordinária, não se recomenda para o

Estudante de Theosophic. Ele não teme por que o pecador atingindo

conhecimento do mal dele pode merecer qualquer perdão assim para ou o destruindo

da maldade passada dele; ou por que arrependimento e futuro direito vivendo intitulam

ele para uma suspensão no favor dele da lei universal de relação entre causa e efeito. Os resultados das ações más dele continuam existindo; o sofrendo causaram a outros pela maldade dele não é destruído. O Estudante teosófico leva o resultado de maldade no inocente em o problema dele. Ele não só considera a pessoa culpada, mas as vítimas dele.

Mal é uma infração das leis de harmonia que governa o universo, e o

thereof de penalidade têm que cair no violador daquela lei ele. Cristo

proferido a advertência, “ Peca nenhum mais, para que não uma coisa pior descobre thee, “ e

St. Paul disse, “ Trabalhe fora sua própria salvação. Qualquer um soweth de homem que

deva ele também colhe “. A propósito, isso é uma retribuição metafórica boa do oração do Pur como pré-datando longe ele-que “ todo homem colhe o conseqüências dos próprios atos “ dele.

Este é o princípio da lei de Karma que é ensinado através de Teosofia.

Sinnett, no Budismo Esotérico dele, Karma feito como “ a lei de ético

causação “. “ A lei de retribuição, “ como Mme. Blavatsky traduz seu

significando, é melhor. É o poder que

Há pouco entretanto misterioso, nos seduz infalível

Por modos sem marca de culpa para castigo.

Mas é mais. Recompensa mérito como unerringly e amplamente como castiga

demérito. É o resultado de todo ato, de pensamento, palavra, e ação, e por

isto os homens moldam eles, as vidas deles/delas e acontecimentos. Filosofia oriental

rejeita a idéia de uma alma recentemente criada para todo bebê nascido. Acredita dentro

um número limitado de monads, evoluindo e crescendo mais perfeito, pela assimilação deles/delas de muitas personalidades sucessivas. Esses personalidades são o produto de Karma e está por Karma e reencarnação que o monad humano a tempo lucros para sua deidade fonte-absoluta.

E.D. Passeador, na Reencarnação dele, oferece a explicação seguinte:

Brevemente, a doutrina de Karma é que nós fizemos para nós mesmos o pelo qual nós somos

ações anteriores, e está construindo nossa eternidade futura por ações presentes.

Não há nenhum destino mas isso que nós nós mesmos determina. Não há nenhuma salvação

ou condenação exclui isso que nós nós mesmos provoca… Porque oferece nenhum abrigue para ações culpáveis e necessita uma masculinidade esterlina, é menos bem-vindo a naturezas fracas que as doutrinas religiosas fáceis de vicário compensação, intercessão, perdão, e conversões de leito de morte… No domínio de justiça eterna a ofensa e o castigo é inseparably conectou como o mesmo evento, porque não há nenhuma real distinção entre a ação e seu resultado… é Karma, ou nossos atos velhos que nos puxam atrás em vida terrestre. O domicílio de espírito muda de acordo com seu Karma, e este Karma proibe qualquer continuação longa em uma condição, porque é sempre mudando. Tão longo como ação é governada através de material e egoísta motivos, só tão longo deva o efeito daquela ação seja manifestado dentro renascimentos físicos. Só o homem perfeitamente abnegado pode iludir a gravitação de vida material. Poucos atingiu isto, mas é a meta de gênero humano.

E então o escritor cita de A Doutrina Secreta:

Esses que acreditam em Karma têm que acreditar em destino que, de nascença para

morte, todo homem está tecendo, enfie por linha, ao redor ele, como uma aranha,

faz a teia de aranha dele, e este destino ou é com guia pela voz divina de

o protótipo invisível fora de nós, ou por nosso mais íntimo astral ou

homem interno que é mas muito freqüentemente o gênio mau da entidade encarnada

homem chamado. Ambos que estes seduzem o homem externo, mas um deles deve

prevaleça; e do mesmo começo do affray invisível a popa e

lei implacável de passos de compensação em e leva seu curso, fielmente,

seguindo as flutuações. Quando a última praia é tecida, e o homem é

aparentemente enwrapped na rede do próprio fazer dele, então ele se acha

completamente debaixo do império disto ego-feito destino… Um Occultist ou um

filósofo não falará da bondade ou crueldade de Providência; mas,

identificando isto com Karma-Nemesis, ele ensinará que, não obstante, isto

guardas o bem e assiste em cima deles nisto como em vidas de futuro; e isso

castiga o mal-fazedor-aye, até mesmo para o sétimo dele renascimento-assim longo, em

curto, como o efeito do ter lançado até mesmo em perturbação dele o

átomo menor no mundo infinito de harmonia não foi finalmente

reajustado. Para o único decreto de Karma-um eterno e immutable decretar-é

harmonia absoluta no mundo de assunto como está no mundo de espírito. It

então, não é Karma que recompensa ou castiga, mas é nós que recompensam

ou se castiga de acordo com se nós trabalhamos com, por e ao longo de

com natureza, cumprindo as leis das quais aquela harmonia depende, ou-fratura,

eles. Nem vai os modos de Karma seja inescrutável era os homens para trabalhar em união

e harmonia, em vez de desunião e discussão. Para nossa ignorância desses

modo-qual uma porção de chamadas de gênero humano os modos de Providência, escuro e

complicado; enquanto outro vê neles a ação de fatalism cego; e um

terço chance simples, com deuses nem diabos eles-vão guiar seguramente

desapareça se nós formos mas atribuímos tudo estes à causa correta deles/delas… Nós

se levante confuso antes do mistério de nossa própria fabricação e os enigmas de

vida que nós não resolveremos, e então acusa a grande Esfinge de devorar

nós. Mas verily não há um acidente de nossas vidas, não um dia disforme,

ou um infortúnio que não pôde ser localizado atrás a nossas próprias ações nisto ou

em outra vida… A lei de Karma é entrelaçada infalivelmente com isso de

reencarnação… é só esta doutrina que pode explicar a nós o

problema misterioso de bem e mal, e reconcilia o homem para o terrível e

injustiça aparente de vida. Nada mais que tal certeza pode aquietar nosso

senso se revoltado de justiça. Para, quando um alheio com o nobre

doutrina dá uma olhada ao redor dele e observa as desigualdades de nascimento e

fortuna, de intelecto e capacidades; quando a pessoa vê honra pagada a bobos e

artigos defeituosos, em quem fortuna amontoou os favores dela por mero privilégio de nascimento,

e o mais próximo vizinho deles/delas, com todos seu intelecto e nobre virtude-longe

mais merecendo todo modo-perecendo para desejo e por falta de condolência-quando

a pessoa vê tudo isso e tem que se virar, desamparado aliviar o imerecido

sofrendo, as orelhas da pessoa que tocam e coração que dói ao redor com os gritos de dor

ele-que conhecimento santificado de Karma só lhe impede de amaldiçoar vida e

homens como também o Criador suposto deles/delas… Esta lei, se consciente ou

inconsciente, não predestina nada e ninguém. Existe de e em eternidade

verdadeiramente, para isto é eternidade isto; e como tal, desde que nenhum ato pode ser coequal

não pode ser dito que age com eternidade, para isto é ação isto. Não é a onda que submerge o homem, mas a ação pessoal do infeliz que vai deliberadamente e lugares ele debaixo da ação impessoal das leis isso governa o movimento do oceano. Karma não cria nada, nem projeta.

É homem que planta e cria causas, e lei de Karmic ajusta os efeitos,

qual ajuste não é um ato mas harmonia universal, enquanto sempre tendendo a retomar

sua posição original, como um ramo que, curvado abaixo muito violentamente, repercussões

com vigor correspondente. Se acontece para deslocar o braço para o que tentou

dobre fora de sua posição natural, deva nós dizemos que é o ramo que

sem dinheiro nosso braço ou que nossa própria loucura nos trouxe a aflição? Karma nunca tem

buscado destruir o intelectual e liberdade individual, como o deus inventado, pelo Monotheists. Não envolveu seus decretos de propósito em escuridão para desconcerte o homem, nem o castigue que ousa examinar seus mistérios.

Pelo contrário, ele que desvela por estudo e meditação seu complicado

caminhos, e lança luz nesses modos escuros, nos sinuoso de qual tantos

homens perecem devido à ignorância deles/delas do labirinto de vida, está trabalhando para

o bem dos membros da raça humana dele. Karma é uma lei absoluta e eterna no mundo

de manifestação; e como lá só um pode ser Absoluto, como um Eterno,

Causa de sempre-presente, não podem ser considerados os crentes em Karma como ateus ou

materialists, ainda menos como fatalistas, porque Karma é a pessoa com o Unknowable,

de qual é um aspecto, em seus efeitos no mundo fenomenal.

Outro escritor de Theosophic capaz diz:

Todo indivíduo ou está fazendo para Karma bem ou ruim em cada ação e

pensamento do círculo diário dele, e está trabalhando ao mesmo tempo fora nesta vida

o Karma provocou pelos atos e desejos do último. Quando nós vemos

pessoas afligidas por doenças congênitas que pode ser assumido seguramente que estes

doenças são os resultados inevitáveis de causas começados por eles dentro um

nascimento prévio. Pode ser discutido que, como estas aflições são hereditárias,

eles não podem ter nada que ver com uma encarnação passada; mas deve ser

se lembrado que o Ego, o real homem, a individualidade, tem nenhum espiritual

origem na ascendência pela qual é reembodied, mas é tirado pelo

afinidades nas quais seu modo prévio de vida atraiu círculo isto o

corrente que leva isto, quando o tempo vem para renascimento, para a casa melhor

provido para o desenvolvimento dessas tendências… Esta doutrina de Karma,

quando corretamente compreendido, é calculado bem guiar e ajudar esses que

perceba sua verdade a um modo mais alto e melhor de vida, para isto não deve ser

não só esquecido também isso que nossas ações mas nossos pensamentos seguramente são

seguido por uma multidão de circunstâncias que influenciarão para bem ou para

mal nosso próprio futuro, e, o que ainda é mais importante, o futuro de muitos

de nossas da mesma categoria-criaturas. Se pecados de omissão e comissão pudessem em qualquer

caso só está ego-considerando, o fato no Karma do pecador seria um

assunto de conseqüência secundária. O efeito que todo pensamento e age por

vida continua com isto para bem ou mal uma influência correspondente outro

sócios da família humana fazem um sentido restrito de justiça, moralidade, e

desinteresse tão necessário a felicidade futura ou progresso. Um crime uma vez

comprometido, um pensamento mau enviou da mente, é passado recordar-nenhuma quantia

de arrependimento pode esfregar fora os resultados deles/delas no futuro. Arrependimento, se

sincero, intimidará um homem de repetir erros; não o pode salvar ou outros dos efeitos desses já produzidos que vai a maioria unerringly ou o colhem nesta vida ou no próximo renascimento.

Sr. J.H. Conelly proceeds-

Os crentes em uma religião fundada em tal doutrina estão dispostos deve

seja comparado com um no qual o destino de homem para eternidade é determinado por

os acidentes de um único, sumário existência terrestre durante a qual ele é

alegrado pela promessa que “ como as quedas de árvore assim deve isto mentira “; em qual

a esperança mais luminosa dele, quando ele acordar um conhecimento da maldade dele, é

a doutrina de compensação vicária, e em qual até mesmo isso é desvantajoso, de acordo com a Confissão presbiteriana de Fé.

Pelo decreto de Deus, para a manifestação da glória dele, alguns homens e anjos são predestinated até vida perpétua e outros predeterminaram morte perpétua.

Estes anjos e homens assim predestinated e predeterminou é particularmente e unchangeably projetaram; e o número deles/delas é tão certo e definido isso ou não pode ser aumentado ou pode ser diminuído… Como Deus designaram hath o eleja até glória… Nem não é qualquer outro resgatou por Cristo effectually chamado, justificado, adotou, santificou, e economizou, mas o eleito só.

O resto de gênero humano Deus estava contente, de acordo com a deliberação de unsearchable,

do próprio testamento dele, por meio de que ele extendeth ou clemência de withholdeth como ele pleaseth,

para a glória do poder soberano dele em cima das criaturas dele, passar e para os ordene desonrar e ira para o pecado deles/delas para o elogio seu justiça gloriosa.

Isto é o que o defensor capaz diz. Nem nós podemos fazer qualquer melhor que vento para cima

o assunto como faz ele, por uma cotação de um poema magnífico. Como diz ele:

A beleza primorosa da exposição de Edwin Arnold de Karma em A Luz de A Ásia tenta a sua reprodução aqui, mas é muito longo para cotação dentro cheio. Aqui é uma porção disto:

Karma-todos aquele total de uma alma

Que é as coisas que fez, os pensamentos que teve,

O “ ego “ que teceu com woof de tempo de viewless

Cruzado na urdidura invisível de atos.

 

                                  * * * * *

 

Antes de começar e sem um fim,

Como espaço eterno e como segurança seguro,

É fixo um Poder divino que move a bem,

Só suas leis suportam.

Não será menosprezado de ninguém;

Que contraria perde, e que serve ganha;

O bem escondido que paga com paz e felicidades,

O escondido doente com dores.

Isto seeth em todos lugares e marketh tudo;

Faça recompenseth! Faça um errado -

A retribuição igual deve ser feita,

Embora Dharma permaneçam muito tempo.

Não sabe ira nem perdão; proferir-verdadeiro,

Suas medidas dão em doses, seu equilíbrio sem defeito pesa;

Tempos são como naught, amanhã julgará

Ou depois de muitos dias.

 

                                  * * * * *

 

Tal é a lei que move a retidão,

O qual nenhum pode desviar afinal ou permanência;

O coração disto é amor, o fim disto,

É docemente paz e consumação. Obedeça.

E agora eu lhe aconselho que compare nossas visões de Theosophic em Karma, a lei de Retribuição, e diz se eles não são ambos mais filosófico e há pouco que este dogma cruel e idiota que faz de “ Deus “ um demônio insensato; isto é, a doutrina que o “ eleito só “ será economizado, e o resto sentenciou para perdição eterna!


P. Sim, eu vejo o que você geralmente quer dizer; mas eu desejo que você pudesse dar alguns exemplo concreto da ação de Karma?

Um. Que eu não posso fazer. Nós só podemos sentir seguramente, como eu disse antes, que nosso vidas de presente e circunstâncias são os resultados diretos de nossas próprias ações e pensamentos em vidas que são passadas. Mas nós, que não são os Videntes ou Iniciam, não possa saber nada sobre os detalhes do funcionamento da lei de Karma.


P. Enlate qualquer um, até mesmo um Perito ou Vidente, siga fora este Karmic processe de reajustamento em detalhes?

Um. Certamente: “ Esses que sabem “ podem fazer assim pelo exercício de poderes que são oculto até mesmo em todos os homens.


______________________
 

Quem São Esses Que Sabem?


P. Isto segura igualmente de nós mesmos a partir de outros?

Um. Igualmente. Aa há pouco disse, a mesma visão limitada existe para tudo, salve esses

que alcançaram na encarnação presente o apogeu de visão espiritual e clarividência. Nós só podemos perceber que, se coisas conosco deveriam ter sido diferente, eles teriam sido diferentes; que nós somos o que nós temos se feito, e tem o que nós ganhamos para nós mesmos.


P. Eu tenho medo tal uma concepção só nos amargaria.

Um. Eu acredito que é precisamente o contrário. É descrença na lei justa de

retribuição que é mais provável despertar todo sentimento combativo em homem. A

criança, até um homem, se ressente com um castigo, ou até mesmo uma reprovação que ele acredita

ser não merecido, muito mais que ele faz um castigo mais severo, se ele sente

que é merecido. Convicção em Karma é a razão mais alta para reconcilement

para o lote da pessoa nesta vida, e o incentivo muito mais forte para esforço

melhorar o renascimento sucessivo. Realmente, seriam destruídos ambos estes

se nós supuséssemos que nosso lote era o resultado de qualquer coisa mas Lei rígida, ou

aquele destino estava em qualquer outra mão que nosso próprio.


P. Você há pouco afirmou que este sistema de Reencarnação debaixo de lei de Karmic

recomendado argumentar, justiça, para si mesmo e o senso moral. Mas, nesse caso, é isto

não a algum sacrifício das qualidades mais suaves de condolência e compadece, e assim um endurecimento dos instintos melhores de natureza humana?

Um. Só aparentemente, não realmente. Nenhum homem pode receber mais ou menos que seu

desertos sem uma injustiça correspondente ou parcialidade para outros; e uma lei

que poderia ser evitado por compaixão provocaria mais miséria que

economizou, mais irritação e maldições que obrigado. Também se lembre, que nós fazemos

não administre a lei, se nós criamos causas para seus efeitos; isto se administra; e novamente, que a provisão mais copiosa para o manifestação de só compaixão e clemência é mostrada no estado de Devachan.


P. Você fala de Peritos como sendo uma exceção à regra de nosso general

ignorância. Faça eles realmente sabem mais que nós fazemos de Reencarnação e depois de

estados?

Um. Eles fazem, realmente. Pelo treinamento de faculdades possuímos todos nós, mas que

eles só desenvolveu a perfeição, eles entraram em espírito estes vários aviões e estados que nós temos discutido. Para idades longas, um geração de Peritos depois de outro estudou os mistérios de ser, de vida, morte, e renascimento, e tudo ensinaram na volta deles/delas alguns do fatos tão aprendido.


P. E a produção de Peritos é a pontaria de Teosofia?

Um. Teosofia considera a humanidade como uma emanação de divindade em seu retorno

thereto de caminho. A um ponto avançado no caminho, Adeptship é alcançado por

esses que dedicaram várias encarnações a sua realização. Para,

se lembre bem, nenhum homem alguma vez alcançou Adeptship nas Ciências Secretas dentro

uma vida; mas muitas encarnações buscam necessárias para isto a formação de

um propósito consciente e o começo do treinamento necessário. Muitos podem ser

os homens e mulheres no mesmo meio de nossa Sociedade que começou isto

além trabalhe várias encarnações atrás para iluminação, e quem contudo, devendo

para as ilusões pessoais da vida presente, ou é ignorante do

fato, ou na estrada para perder toda chance nesta existência de progredir

qualquer mais distante. Eles sentem uma atração irresistível para occultism e o

Vida mais alta, e ainda é muito pessoal e ego-opinioso, muito apaixonado,

com o allurements enganoso de vida mundana e o mundo é efêmero

prazeres, os deixar; e assim perde a chance deles/delas no nascimento presente deles/delas.

Mas, para homens ordinários, para os deveres práticos de vida diária, tal um

longe-fora resultado é impróprio como uma pontaria e bastante ineficaz como um motivo.


P. O que, então, pode ser o objeto deles/delas ou propósito distinto unindo o Sociedade teosófica?

Um. Muitos estão instintivamente interessados em nossas doutrinas e tato que eles são

mais verdadeiro que esses de qualquer religião dogmática. Outros formaram um fixo solucione para atingir o ideal mais alto do dever de homem.


______________________
 

A Diferença Entre Fé e Conhecimento,

Ou Encobre e Fé Debatida


P. Você diz que eles aceitam e acreditam nas doutrinas de Teosofia. Mas, como eles não pertencem a esses Peritos que você há pouco mencionou, então eles tenha que aceitar seus ensinos em fé cega. Em o que difere isto de o de religiões convencionais?

Um. Como difere em quase todos os outros pontos, assim difere este aqui em.

O que você chama “ fé, “ e que que é fé cega, em realidade, e com

considere aos dogmas das religiões Cristãs, se torna conosco

“ conhecimento, “ a sucessão lógica de coisas que nós sabemos, sobre fatos em natureza.

Suas Doutrinas são baseadas em interpretação, então, no secondhand

testemunho de Videntes; nosso no testemunho invariável e invariável de

Videntes. Por exemplo, os cabos de teologia Cristãos ordinários que o homem é um

criatura de Deus, de três parte-corpo de componente, alma, e espírito-tudo

essencial à integridade dele, e tudo, ou na forma total de físico

existência terrestre ou na forma de etherealized de poste-ressurreição

experimente, precisou assim o constitui sempre, cada homem que tem assim um

existência permanente separa de outros homens, e do Divine. Teosofia,

por outro lado, cabos que tripulam, enquanto sendo uma emanação do Desconhecido, contudo

sempre presente e Divine Essence infinita, o corpo dele e tudo é outro

impermanente, conseqüentemente uma ilusão; Espírito só nele sendo o um suportando

substância, e até mesmo aquele perdedor sua individualidade separada no momento de

sua reunião completa com o Espírito Universal.


P. Se nós perdermos nossa individualidade até mesmo, então se torna aniquilação simplesmente.

Um. Eu digo não faz, desde que eu falo de separe, não de universal

individualidade. O posterior se torna como uma parte transformada no todo; o

dewdrop não é evaporado, mas se torna o mar. É homem físico aniquilado,

quando de um feto ele se torna um homem velho? Que tipo de orgulho Satânico deve ser

nosso se nós colocamos nosso infinitesimally consciência pequena e individualidade mais alto que a consciência universal e infinita!


P. Segue, então, que há, facto de de, nenhum homem, mas tudo Espírito é?

Um. Você está enganado. Segue assim que a união de Espírito com assunto é mas temporário; ou, pôr isto mais claramente, desde que Espírito e assunto são um, sendo os dois postes opostos do universal manifestou substância-isso Espírito perde seu direito ao nome tão longo como a partícula menor e átomo de sua substância manifestando ainda agarra qualquer forma, o resultado de diferenciação. Acreditar caso contrário é fé cega.


P. Assim está em conhecimento, não em fé que você afirma que o permanente princípio, o Espírito, faz um trânsito simplesmente por assunto?

Um. Eu poria isto caso contrário e dizer-nós afirmamos que o aparecimento do permanente e um princípio, Espírito, como assunto é passageiro, e, então, nenhum melhor que uma ilusão.


P. Muito bem; e isto, determinado fora em conhecimento não fé?

Um. Há pouco assim. Mas como eu vejo muito bem o ao qual você está dirigindo, eu posso da mesma maneira que

bem lhe fala que nós celebramos fé, como você o defensor, ser um mental infecte, e real fé, i.e., o pistis dos gregos, como “ convicção baseado em conhecimento, “ se proveu pela evidência de físico ou espiritual sensos.


P. O que quer dizer você?

Um. Eu quero dizer, se é a diferença entre os dois que você quer saber, então eu posso lhe falar que entre fé em autoridade e fé em a pessoa intuição espiritual, há uma muito grande diferença.


P. O que é?

Um. A pessoa é credulidade humana e superstição, a outra convicção humana e

intuição. Como Professor Alexander Wilder diz na Introdução dele para o

Mistérios de Eleusinian,”

É ignorância que conduz a profanação. Homens ridicularizam o que eles não fazem corretamente entenda… O subcorrente deste mundo é fixo para um meta; e dentro de credulidade humana… é um poder quase infinito, um santo fé capaz de temer as verdades mais supremas de toda a existência.

Esses que limite que “ credulidade “ para dogmas autorizados humanos só, vá

nunca sonde que poder nem até mesmo percebe isto nas naturezas deles/delas. Está preso

rápido ao avião externo e não pode produzir em jogo o essência que rege isto; para fazer isto eles têm que reivindicar o direito deles/delas de julgamento privado, e isto que eles nunca ousam fazer.


P. E é isto que “ intuição “ que o força a rejeitar Deus como um pessoal Pai, Regra, e Governador do Universo?

Um. Precisamente. Nós acreditamos dentro um sempre Princípio de unknowable, porque a cortina

aberração só pode fazer um manter que o Universo, pensando o homem, e

todas as maravilhas contiveram até mesmo no mundo de assunto, poderia ter crescido

sem um pouco de poderes inteligentes provocar o extraordinariamente sábio

arranjo de todas suas partes. Natureza pode errar, e freqüentemente faz, em seus detalhes

e as manifestações externas de seus materiais, nunca em suas causas internas, e resultados. Pagãos antigos sujeitaram esta pergunta mais filosófico visões que os filósofos modernos, se Agnósticos, Materialists, ou Cristãos; e nenhum escritor pagão sempre tem contudo avançou a proposição que crueldade e clemência não são sentimentos finitos, e pode ser feito então o atributos de um deus infinito. Então, os deuses deles/delas eram todo finitos. O Autor siamês da Roda da Lei, expressa a mesma idéia aproximadamente seu deus pessoal como fazemos nós; ele diz:

Um budista poderia acreditar na existência de um deus, sublime acima de tudo o humano

qualidades e atributo-um deus perfeito, sobre amor, e ódio, e

ciúme, calmamente descansando em uma quietude que nada poderia perturbar, e de

tal um deus ele não falaria nenhuma depreciação de um desejo para o agradar

ou teme o ofender, mas de reverência natural; mas ele não pode entender

um deus com os atributos e qualidades de homens, um deus que ama e ódio,

e raiva de espetáculos; uma Deidade que, se descreveu como por Missionários Cristãos

ou por maometanos ou Brahmins, ou judeus, cai até mesmo debaixo do padrão dele de um

homem bom ordinário.


P. Fé para fé, não é a fé do Christian que acredita, em seu, helplessness humano e humildade que hão um Pai misericordioso em Céu que o protegerá de tentação, o ajudará em vida, e o perdoará o seu transgressões, melhor que o resfriado e fé orgulhosa, quase fatalista de os budistas, Vedantins, e Teósofo?

Um. Persista chamando nossa fé “ de convicção “ se você for. Mas uma vez nós somos novamente

nesta pergunta sempre-ocorrendo periodicamente, eu pergunto em minha volta: fé para fé, não é

o um baseado em melhor que o um lógica rígida e razão que são baseadas

simplesmente em ou-herói-adoração de autoridade humano? Nossa “ fé “ tem todos o lógico

força do truísmo aritmético que dois e dois produzirão quatro. Seu

fé está como a lógica de algumas mulheres emocionais, de quem disse Tourgenyeff

que para eles dois e dois eram geralmente cinco, e uma vela de sebo no

pechincha. Além disso, o seu é uma fé com a qual não só colide todo

visão concebível de justiça e lógica, mas que, se analisou, conduz o homem para

a perdição moral dele, confere o progresso de gênero humano, e fazendo positivamente de poder, direito-transforma todo segundo homem em um Cain para o irmão Abel dele.

 

P. Ao que alude você?

Tem Deus o Direito para Perdoar?

Um. Para a Doutrina de Compensação; eu aludo àquele dogma perigoso em qual você acredita, e que nos ensina que não importa como enorme nossos crimes contra as leis de Deus e de homem, temos nós mas acreditar dentro o abnegação de Jesus para a salvação de gênero humano, e o sangue dele vai lave fora toda mancha. É vinte anos que eu oro contra isto, e eu posso agora chame sua atenção a um parágrafo de Isis Unveiled, escrito em 1875.

Isto é que Cristianismo ensina, e o que nós combatemos:

A clemência de Deus é ilimitada e insondável. É impossível conceber de um

pecado humano tão condenável que o preço pagou com antecedência pela redenção de

o pecador não esfregaria isto fora se um thousandfold pior. E além disso,

nunca está muito tarde se arrepender. Embora a espera de ofensor até o último

minuto da última hora do último dia da vida mortal dele, antes de seu,

lábios branqueados proferem a confissão de fé, ele pode ir para Paraíso; o

ladrão agonizante fez isto, e assim pode tudo outros como vil. Estas são as suposições

da Igreja, e do Clero; suposições bateram às cabeças de seu

compatriotas pelo preachers favorito de Inglaterra, corrija na “ luz do

décimo nono século,”…

-esta idade mais paradoxal de tudo. Agora ao que conduz?


P. Não faz o Christian mais feliz que o budista ou Brahmin?

Um. Nenhum; não o homem educado, de qualquer modo, como a maioria destes tem

deseje virtualmente perdido desde então toda a convicção neste dogma cruel. Mas conduz esses

que ainda acreditam mais facilmente nisto ao limiar de todo concebível crime, que qualquer outro eu sei de. Me deixe citar mais uma vez a você:

Se nós pisamos fora do pequeno círculo de credo e consideramos o universo como um

todo equilibrado pelo ajuste primoroso de partes, como toda a lógica de som,

como o senso brilhando mais lânguido de Justiça, revoltas contra este Vicário

Compensação! Se o criminoso só pecasse contra ele, e prejudicou ninguém

mas ele; se através de arrependimento sincero ele pudesse causar o obliteration de

eventos passados, não só da memória de homem, mas também disso

registro imperecível que nenhum deidade-não até mesmo o mais Supremo do

Possa causar para desaparecer, então este dogma poderia não ser

incompreensível. Mas manter aquele podem prejudicar o membro da raça humana dele, mate,

perturbe o equilíbrio de sociedade e a ordem natural de coisas, e

então-por covardia, esperança, ou compulsão, importa sido perdoado por

acreditando que o derramando de um sangue lava o outro sangue

spilt-este é irracional! Enlate os resultados de um crime seja obliterado até mesmo

embora o próprio crime devesse ser perdoado? Os efeitos de uma causa nunca são

limitado aos limites da causa, nem enlata os resultados de crime seja

limitado ao ofensor e a vítima dele. Todo bem como também ação má

tem seus efeitos, tão palpavelmente quanto a pedra arremessou em água tranqüila. O símile

é muito usado, mas é o melhor sempre concebeu, assim nos deixe usar isto. O eddying

círculos são maiores e mais rápidos como o objeto perturbando é maior ou menor, mas o seixo menor, não, a pinta mais minúscula, faz suas ondulações.

E esta perturbação não está só visível e na superfície. Debaixo de, não visto,

em todo direção-externo e descendente-gota empurra gota até os lados e

fundo é tocado pela força. Mais, o ar sobre a água está agitado,

e esta perturbação passa, como os físicos nos falam, de estrato para

estrato fora em espaço sempre e sempre; um impulso foi dado

importe, e isso nunca está perdido, nunca pode ser recordado! …

Assim com crime, e assim com seu defronte. A ação pode ser instantânea,

os efeitos são eternos. Quando, depois que a pedra é arremessada uma vez na lagoa,

nós podemos recordar isto à mão, rode as ondulações atrás, oblitere a força

gastado, restabeleça as ondas de etheric ao estado prévio deles/delas de non-ser,

e esfrega fora todo rastro do ato de lançar o projetil, de forma que Tempo,

registro não mostrará que sempre aconteceu, então, então nós podemos pacientemente

ouça os cristãos discutirem para a eficácia desta Compensação,

-e deixa de acreditar em Lei de Karmic. Como está de pé agora, nós chamamos o mundo inteiro para decidir, o qual de nossas duas doutrinas é o mais apreciativo de justiça de deific, e que é mais razoável, até mesmo em humano simples, evidência e lógica.


P. Ainda milhões acreditam no dogma Cristão e estão contente.

Um. Puro sentimentalism que domina as faculdades de pensamento deles/delas que nenhum verdadeiro

filantropo ou Altruísta sempre aceitarão. Está nem mesmo um sonho de

egoísmo, mas um pesadelo do intelecto humano. Olhar para onde conduz,

e me conta o nome daquele país de pagão onde crimes são mais facilmente

cometido ou mais numeroso que em terras Cristãs. Olhe ao longo e

registros horrivelmente anuais de crimes cometeram em países europeus; e vê

América protestante e Bíblica. Lá, conversões efetuadas em prisões estão

mais numeroso que esses feitos por revivificação públicos e orando. Veja como o

livro-razão-equilibre de justiça Cristã (!) postos: os assassinos Em flagrante, urgiu

em pelos demônios de luxúria, vingança, cobiça, fanatismo, ou mero brutal

sede para sangue que mata as vítimas deles/delas em a maioria dos casos, sem os dar,

tempo para se arrepender ou chamar em Jesus. Estes, talvez, morreram pecador, e, de

curso-constantemente com teológico lógica-conheceu a recompensa do maior deles/delas

ou menos de cercas. Mas o assassino, colhido por justiça humana, é

prendido, lamentou em cima de através de sentimentalists, rezou com e a, pronuncia o

palavras encantadas de conversão, e vai para o andaime uma criança resgatada de

Jesus! Com exceção do assassinato, ele não teria sido rezado com, resgatou,

perdoado. Claramente este homem fez bem para assassinar, para assim ele ganhou eterno

felicidade! E como sobre a vítima, e seu, ou a família dela, parentes, dependentes, relações sociais; tem justiça nenhuma recompensa para eles? Deva eles sofra neste mundo e o próximo, enquanto ele que os prejudicou se senta ao lado do ladrão “ “ santo de Calvário, e sempre é santificado? Nesta pergunta o clero mantenha um silêncio prudente. (Isis Unveiled) E agora você sabe por que Teósofo-de quem convicção fundamental e esperança é justiça por tudo, em Céu, como em terra, e em Karma-rejeite este dogma.


P. O último destino de homem, então, não é um Céu presidiu em cima de por Deus, mas a transformação gradual de assunto em seu elemento primordial, Espírito?

Um. É àquela meta de final para a qual tudo tendem em natureza.


P. Não faça alguns de você consideram esta associação ou “ queda de espírito em importe “ como mau, e renascimento como uma tristeza?

Um. Alguns fazem, e então se esforça para encurtar o período deles/delas de provação em

terra. Não é um mal não misturado, porém, desde que assegura a experiência

em qual nós montamos a conhecimento e sabedoria. Eu quero dizer aquela experiência que

ensina que as necessidades de nossa natureza espiritual nunca podem ser satisfeitas por outro

que felicidade espiritual. Contanto que nós estejamos no corpo, nós somos sujeitados

doa, enquanto sofrendo e todos os incidentes desapontando que acontecem durante vida. Então, e para paliar isto, nós adquirimos conhecimento finalmente que só possa nos dispor alívio e esperança de um futuro melhor.

O que é Teosofia Prático?

Dever


P. Por que, então, a necessidade para renascimentos, desde todo semelhante não afiance um

paz permanente?

Um. Porque a meta final não pode ser alcançada de qualquer forma mas por vida

experiências, e porque o tamanho destes consiste dentro doa e sofrendo. It

só está terminado o posterior que nós podemos aprender. Alegrias e prazeres nos ensinam

nada; eles são evanescentes, e só pode trazer no final das contas satiety.

Além disso, nosso fracasso constante para achar alguma satisfação permanente em vida

que conheceria os desejos de nossa natureza mais alta, mostra para nós claramente que esses

só podem ser conhecidos desejos no próprio avião deles/delas, para inteligência-o espiritual.


P. É o resultado natural deste um desejo para deixar vida através da pessoa significa ou

outro?

Um. Se você quiser dizer através de tal suicídio de desejo “, “ então eu digo, decididamente não.

Tal um resultado nunca pode ser um “ natural “, mas sempre é devido a um mórbido

doença de cérebro, ou para a maioria decidido e visões materialistas fortes. É o

pior de crimes e medonho em seus resultados. Mas se através de desejo, quer dizer você simplesmente

aspiração para alcançar existência espiritual, não um desejo para deixar a terra, então,

Eu chamaria isto um desejo muito natural realmente. Caso contrário morte voluntária

seja um abandono de nosso poste presente e do titular de deveres em

nós, como também uma tentativa para evitar responsabilidades de Karmic, e assim envolve

a criação de Karma novo.


P. Mas se ações no avião material são unsatisfying, por que deve deveres, o qual são tais ações, seja imperativo?

Um. Em primeiro lugar, porque nossa filosofia nos ensina que o objeto de fazer nossos deveres para todos os homens e para nós o último, não é o conseguimento de felicidade pessoal, mas da felicidade de outros; o cumprimento de direito por causa de direito, não para o que pode nos trazer. Felicidade, ou bastante satisfação, pode seguir o desempenho de dever realmente, mas não é e deve não seja o motivo para isto.


P. O que entende você precisamente através de “ dever “ em Teosofia? Não pode ser o

Deveres Cristãos orados pelo Jesus e os Apóstolos dele, desde que você reconhece nem?

Um. Você está mais uma vez enganado. O que você chama “ deveres “ Cristãos eram

inculcado por toda grande moral e o Reformador religioso envelhece antes o

Era Cristã. Tudo aquilo era grande, generoso, heróico, era, em dias de velho,

não só falado aproximadamente e orou de púlpitos como em nosso próprio tempo, mas

às vezes agido em por nações inteiras. A história da reforma budista é cheio do mais nobre e heroicamente atos desinteressados.

Seja ye tudo de uma mente, tendo compaixão um de outro; amor como irmãos,

seja lamentável, seja cortês; não fazendo mal para mal, ou cercando para

cercando; mas contrariwise, abençoando…

Foi levado a cabo praticamente pelos seguidores de Buddha, vários séculos, antes de Peter. As Éticas de Cristianismo são principais, nenhuma dúvida; mas como undeniably eles não são novos, e originou como “ deveres Pagãos “.


P. E como vá você define estes deveres, ou “ dever, “ em geral, como você entenda o termo?

Um. Dever é que que está devido a Humanidade, para nossos membros da raça humana, vizinhos,

família, e especialmente que que nós devemos a tudo esses que são mais pobres e

mais desamparado que nós nos somos. Esta é uma dívida que, se esquerda não pagado

durante vida, nos deixa espiritualmente insolvente e moralmente falido dentro nosso próxima encarnação. Teosofia é a quinta-essência de dever.


P. Assim é Cristianismo quando justamente entendeu e levou a cabo.

Um. Nenhuma dúvida é; entretanto, não era isto uma lábio-religião em prática, Teosofia teria pouco para fazer entre cristãos. Infelizmente é mas tais lábio-éticas. Esses que praticam o dever deles/delas para tudo, e para dever própria causa, é poucos; e mais poucos ainda é esses que executam aquele dever, permanecendo contente com a satisfação da própria consciência secreta deles/delas.

É -

… a voz pública

De elogio que honra virtude e recompensas isto,

-o qual sempre é superior nas mentes do “ mundo renomado “

filantropos. Éticas modernas estão bonitas ler aproximadamente e ouvir

discutido; mas o que é palavras a menos que convertesse em ações? Finalmente: se você me pergunte como nós entendemos dever Teosófico praticamente e devido a Karma, Eu posso lhe responder que nosso dever é beber sem um murmúrio ao último derrube, qualquer conteúdos que a xícara de vida pode ter em estoque para nós, arrancar, as rosas de vida só para a fragrância eles podem derramar em outros, e ser nós mesmos conteúdo mas com os espinhos, se aquela fragrância não pode ser desfrutada sem privar outra pessoa disto.


P. Tudo isso é muito vago. O que faz você mais que os cristãos fazem?

Um. Não é isso que nós os sócios da Sociedade Teosófica fazer-entretanto alguns de nós tentamos nosso melhor-mas quanto mais distante Teosofia conduz a bem que moderno Cristianismo faz. Eu dizer-ação, ação obrigada, em vez de mera intenção, e conversa. Um homem pode ser o que ele gosta, o mais mundano, egoísta e desumano de homens, até mesmo um maroto fundo-tingido, e não o prevenirá de se chamar um Christian, ou outros de assim relativo a ele. Mas não Teósofo tem o direito a este nome, a menos que ele seja saturado completamente com o justeza do truísmo de Carlyle: “ O fim de homem é uma ação e não um pensamento, entretanto seja o noblest”-e a menos que ele fixe e modelos o dele diariamente vida nesta verdade. A profissão de uma verdade não é contudo a representação de isto; e o mais bonito e principal soa, o mais ruidosamente virtude ou dever é falado aproximadamente em vez de ser agido em, o mais violentamente vai sempre lembre um da fruta de Mar Morta. Hipocrisia é o mais repugnante de tudo vícios; e hipocrisia é a característica mais proeminente do maior protestante país desta século-Inglaterra.


P. Como o que considera você devido a humanidade a grande?

Um. Reconhecimento cheio de direitos iguais e privilégios para tudo, e sem distinção de raça, colora, posição social, ou nascimento.


P. Quando você consideraria tal dívida não dada?

Um. Quando há que a invasão mais leve de outro é direito-ser aquele outro um

homem ou uma nação; quando há qualquer fracasso para lhe mostrar a mesma justiça, bondade, consideração, ou clemência que nós desejamos para nós mesmos. O todo sistema presente de políticas é construído no oblivion de tal corrige, e o afirmação mais feroz de egoísmo nacional. Os franceses dizem: “ Como mestre, como homem “. Eles deveriam somar, “ Como política nacional, como cidadão “.


P. Você leva qualquer parte em políticas?

Um. Como uma Sociedade, nós os, pelas razões dadas abaixo, evitamos cuidadosamente. busque alcançar reformas políticas antes de nós efetuássemos uma reforma em humano natureza, está como pôr vinho novo em garrafas velhas. Faça os homens sentir e reconheça nos corações íntimos deles/delas o que é a realidade deles/delas, verdadeiro dever para tudo, homens, e todo velho abuso de poder, toda lei injusta no nacional, política, baseado em humano, egoísmo social, ou político, desaparecerá de isto. Tolo é o jardineiro para que busca capinou o flowerbed dele de venenoso plantas os cortando da superfície da terra, em vez de rasgar, eles fora pelas raízes. Nenhuma reforma política duradoura sempre pode ser alcançada com os mesmos homens egoístas à cabeça de negócios a partir de velho.


______________________
 

As Relações do T.S. para

Reformas Políticas


P. A Sociedade Teosófica não é, então, uma organização política?

Um. Certamente não. É internacional no senso mais alto dentro que seu

sócios incluem os homens e mulheres de todas as raças, credos, e formas de pensamento,

que trabalham junto para um objeto, a melhoria de humanidade; mas como um

sociedade não leva nenhuma parte absolutamente dentro qualquer nacional ou políticas de festa.


P. Por que isto é?

Um. Há pouco pelas razões eu mencionei. Além disso, ação política deve

necessariamente varie com as circunstâncias do tempo e com o

idiossincrasias de indivíduos. Enquanto da mesma natureza da posição deles/delas

como Teósofo os sócios do T.S. é de acordo nos princípios de

Teosofia, ou eles não pertenceriam à sociedade nada, não faz

assim segue que eles concordam em todo outro assunto. Como uma sociedade podem eles

só aja junto em assuntos comum aos quais são todos-aquele é, em Teosofia isto; como indivíduos, cada é esquerdo perfeitamente livre seguir fora o dele ou ela linha particular de pensamento político e ação, tão longo como isto não faz esteja em conflito com princípios Teosóficos ou fira a Sociedade Teosófica.


P. Mas seguramente o T.S. não se levante indiferente completamente do social perguntas que são agora vindo tão rápidos à frente?

Um. Os mesmos princípios do T.S. é uma prova que faz não-ou, bastante,

que a maioria de seus sócios estava indiferente não-assim. Se a humanidade só pode ser

desenvolvido mentalmente e espiritualmente pela execução, em primeiro lugar, do

leis fisiológicas mais sãs e mais científicas, é o dever de bounden de

tudo que se esforçam para este desenvolvimento para fazer o extremo ver deles/delas que esses

leis geralmente serão levadas a cabo. Todos os Teósofo só são muito tristemente

atento que, em países Ocidentais especialmente, a condição social de

massas grandes das pessoas ou fazem isto impossível para os corpos deles/delas ou

os espíritos deles/delas a ser treinados corretamente, de forma que o desenvolvimento de ambos é

assim prendido. Como este treinamento e desenvolvimento é um do expresso objetos de Teosofia, o T.S. está em condolência completa e harmonia com tudo verdadeiros esforços nesta direção.


P. Mas o que quer dizer você através de “ verdadeiros esforços “? Cada reformador social tem o próprio dele

panacéia, e cada acredita que o seu para é o um e só coisa que podem melhora e salva a humanidade?

Um. Perfeitamente retifique, e esta é a real razão por que tão pequeno satisfatório assistência social é realizada. Em a maioria destas panacéias há nenhum realmente princípio guiando, e há ninguém certamente princípio que conecta eles tudo. Valioso tempo e energia estão assim perdidas; para homens, em vez de cooperando, se esforce a pessoa contra o outro, freqüentemente, será temido, para a causa de fama e recompensa em lugar de para a grande causa que eles professe para ter no fundo, e que deva ser supremo nas vidas deles/delas.


P. Como, então, deva princípios Teosóficos seja aplicado de forma que social cooperação pode ser promovida e verdadeiros esforços para melhora social são continuado?

Um. Me deixe lembrar isso para você brevemente que estes princípios Unidade ser-universal e

Causação; Solidariedade Humana; a Lei de Karma; Reencarnação. Estes são o quatro ligações da cadeia dourada que deveria ligar a humanidade em uma família, uma Fraternidade universal.


P. Como?

Um. No estado presente de sociedade, especialmente em denominado civilizou

países, nós somos trazidos continuamente cara a cara com o fato que grande

números das pessoas estão sofrendo de miséria, pobreza, e doença. O deles/delas

condição física é miserável, e as faculdades mentais e espirituais deles/delas são

freqüentemente quase dormente. Por outro lado, muitas pessoas ao fim oposto de

a balança social é vidas principais de indiferença descuidada, material,

luxo, e indulgência egoísta. Nenhum destas formas de existência é mero

chance. Ambos são os efeitos das condições que cercam esses que são

sujeito a eles, e a negligência de dever social no um lado é mais mais

próximo conectado com o desenvolvimento raquítico e preso no outro. In

sociologia, como em todas as filiais de verdadeira ciência, a lei de universal

causação segura bom. Mas este causação necessariamente insinua, como seu lógico

resultado que solidariedade humana na qual Teosofia insiste tão fortemente. If

a ação da pessoa reage nas vidas de tudo, e isto é o verdadeiro

idéia científica, então só está por todos os homens os irmãos vistosos e todas as mulheres

irmãs, e por todo praticando nas vidas diárias deles/delas verdadeira fraternidade e verdadeira irmandade que a real solidariedade humana da qual mente à raiz a elevação da raça, sempre pode ser atingido. É esta ação e interação, esta verdadeira fraternidade e irmandade nas quais cada viverá para tudo e tudo para cada que é um do fundamento Teosófico princípios que todo Teósofo deveria ser ligado, não só ensinar, mas para leve fora dentro o dele ou a vida individual dela.


P. Tudo isso é muito bem como um princípio geral, mas como vá você aplica isto de um modo concreto?

Um. Olhe para um momento para o que você chamaria os fatos concretos de humano

sociedade. Não só contraste as vidas das massas das pessoas, mas de

muitos desses que são chamados o meio e classes altas, com isso que eles

possa estar debaixo de condições mais saudáveis e mais nobres onde justiça, bondade, e

amor seja supremo, em vez do egoísmo, indiferença, e brutalidade,

que parecem agora muito freqüentemente reinar supremo. Todas as coisas boas e más em

a humanidade tem as raízes deles/delas em caráter humano, e este caráter é, e tem sido, condicionou pela cadeia infinita de causa e efeito. Mas isto condicionando aplica ao futuro como também para o presente e o passado.

Egoísmo, indiferença, e brutalidade nunca podem ser o estado normal de

o acreditar assim seria desesperar de humanidade-e que não

Teósofo pode fazer. Progresso pode ser atingido, e só atingiu, pelo

desenvolvimento das qualidades mais nobres. Agora, verdadeira evolução nos ensina que por

alterando os ambientes do organismo nós podemos alterar e podemos melhorar o

organismo; e no senso mais rígido isto é verdade com respeito a homem. Todo

Então, teósofo é ligado para fazer o extremo dele ajudar em, por todos o

meios no poder dele, todo modo e bem-considerou esforço social que tem

para seu objeto a melhora da condição do pobre. Tais esforços

deveria ser feito com uma visão à última emancipação social deles/delas, ou o

desenvolvimento do senso de dever nesses em que agora tão freqüentemente negligencia isto

quase toda relação de vida.


P. Concordado. Mas quem é decidir se esforços sociais são sábios ou ininteligentes?

Um. Ninguém que a pessoa e nenhuma sociedade podem colocar uma regra duro-e-rápida nisto

respeito. Muito necessariamente deve ser deixado ao julgamento individual. Um

porém, teste geral pode ser dado. Legue a ação proposta tenda

promova aquela verdadeira fraternidade que é a pontaria de Teosofia para trazer

sobre? Nenhum real Teósofo terá muita dificuldade aplicando tal um

teste; uma vez ele está satisfeito disto, o dever dele mentirá na direção de

opinião pública formando. E isto só pode ser atingido inculcando esses

concepções mais altas e mais nobres de público e deveres privados aos quais mentem o

raiz de toda a melhoria espiritual e material. Em todo caso concebível ele ele deve ser um centro de ação espiritual, e dele e o próprio diariamente dele vida individual tem que radiar essas forças espirituais mais altas que lata só regenere os membros da raça humana dele.


P. Mas por que ele deveria fazer isto? Não é ele e tudo, como você ensine, condicionou

pelo Karma deles/delas, e necessariamente não deve Karma se trabalham fora em certo

linhas?

Um. É esta mesma lei de Karma que dá força a tudo aquilo que eu tenho

dito. O indivíduo não pode se separar da raça, nem a raça

do indivíduo. A lei de Karma se aplica igualmente a tudo, embora tudo

não é desenvolvido igualmente. Ajudando no desenvolvimento de outros, o

Teósofo acredita que ele não só está os ajudando a cumprir o deles/delas

Karma, mas que ele também é, no senso mais rígido, cumprindo o próprio dele. It

é o desenvolvimento de humanidade da qual ele e eles são integrantes

partes que ele sempre tem à vista, e ele sabe que qualquer fracasso na parte dele

responder ao mais alto dentro dele não só se retarda mas tudo, em

a marcha progressiva deles/delas. Pelas ações dele, ele pode fazer isto mais qualquer um

difícil ou mais fácil para humanidade atingir o próximo avião mais alto de sendo.


P. Como faz este urso no quarto dos princípios que você mencionou, viz., Reencarnação?

Um. A conexão é muito íntima. Se nossas vidas presentes dependem no

desenvolvimento de certos princípios que são um crescimento dos germe partido por

uma existência prévia, a lei segura bom como cumprimentos o futuro. Uma vez aperto

a idéia que causação universal não é meramente presente, mas passado, apresente, e futuro, e toda ação em nossos outonos planos presentes naturalmente e facilmente em seu verdadeiro lugar, e é visto em sua verdadeira relação a nós mesmos e para outros. Toda ação má e egoísta envia para trás e não adiante nos, enquanto todo pensamento nobre e toda ação desinteressada são pisar-pedras para os aviões mais altos e mais gloriosos de ser. Se esta vida fosse tudo, então em muitos cumprimentos realmente seria pobre e mau; mas considerou um preparação para a próxima esfera de existência, pode ser usado como o dourado portão pelo qual nós podemos passar, não selfishly e só, mas em companhia com nossos companheiros, para os palácios além dos quais mentem.


______________________
 

Em Abnegação


P. É justiça igual a tudo e ama a toda criatura o padrão mais alto de Teosofia?

Um. Nenhum; há um até mesmo longe mais alto.


P. O que pode ser?

Um. O dando a outros mais que a si mesmo-ego-sacrificar. Tal era o

padrão e abundando medida que marcou assim preeminently o maior

Os professores e Mestres de Humanidade-por exemplo., Gautama Buddha em História, e Jesus

de Nazareth como nos Evangelhos. Esta característica só era bastante para afiançar a eles

a reverência perpétua e gratidão das gerações de homens que vêm

depois deles. Porém, nós dizemos que aquela abnegação tem que ser executada com

discriminação; e tal um ego-abandono, se fez sem justiça, ou

cegamente, embora resultados subseqüentes, pode provar freqüentemente não só feito dentro

vão, mas prejudicial. Um das regras fundamentais de Teosofia é, justiça para a si mesmo-visto como uma unidade de humanidade coletiva, não como um pessoal ego-justiça, não mais mas não menos que para outros; a menos que, realmente, pelo sacrifício do um ego nós podemos beneficiar o muitos.


P. Você poderia fazer seu limpador de idéia dando um exemplo?

Um. Há muitos exemplos para ilustrar isto em história. Abnegação para

bem prático para salvar muitos, ou várias pessoas, Teosofia segura como longe

mais alto que ego-abnegação para uma idéia sectária, como isso de “ economia,

o pagão de danação, “ por exemplo. Em nossa opinião, Pai Damien,

o homem jovem de trinta que ofereceu a vida inteira dele em sacrifício para o

benefício e alívio dos sofrimentos dos leprosos a Molokai, e quem

ido viver durante dezoito anos só com eles, pegar finalmente o

doença repugnante e morre, não morreu em vão. Ele deu alívio e

felicidade relativa para milhares de infeliz miseráveis. Ele trouxe

eles consolação, mental e físico. Ele lançou uma raia de luz no

noite preta e triste de uma existência, o hopelessness de qual é

inigualado nos registros de sofrimento de humano. Ele era um verdadeiro Teósofo,

e a memória dele sempre viverá em nossos anais. Em nossa visão este pobre

Padre belga está de pé immeasurably mais alto que-para exemplo-todos esses

bobos sinceros mas vão-gloriosos, os Missionários que sacrificaram o deles/delas

vidas nas Sul Mar Ilhas ou China. Que bem tem eles terminado? Eles foram

em um caso para esses que não são contudo maduro para qualquer verdade; e no outro para

uma nação cujos sistemas de filosofia religiosa são tão principais quanto qualquer, se só

os homens que os têm cumpririam o padrão de Confucius e o deles/delas outras salvas. E eles morreram as vítimas de canibais irresponsáveis e selvagens, e de fanatismo popular e ódio. Considerando que, indo para as ruas sujas de Whitechapel ou alguma outra tal localidade desses debaixo dos que estagnam direito o sol ardente de nossa civilização, cheio de selvagens Cristãos e mental lepra, eles poderiam ter feito real bem, e preservou as vidas deles/delas para um melhor e causa mais merecedora.


P. Mas os cristãos não pensam assim?

Um. Claro que não, porque eles agem em uma convicção errônea. Eles pensam isso batizando o corpo de um selvagem irresponsável eles economizam a alma dele de danação. Uma igreja esquece dos mártires dela, o outro beatifica e eleva

estátuas para tais homens como Labro que só sacrificou o corpo dele durante quarenta anos beneficiar o animal daninhos que criou. Tido nós os meios para fazer assim, nós vamos ensine uma estátua para Gerar Damien, o verdadeiro, prático santo, e perpetue a memória dele sempre como um exemplar vivo de heroísmo Teosófico e de Buddha - e Cristo-como clemência e abnegação.


P. Então você considera abnegação como um dever?

Um. Nós fazemos; e explica isto mostrando aquele altruísmo é uma parte integrante de ego-desenvolvimento. Mas nós temos que discriminar. Um homem tem nenhum certo sofrer fome ele para morte que outro homem pode ter comida, a menos que a vida daquele homem é obviamente mais útil para o muitos que é a própria vida dele. Mas é dele dever para sacrificar o próprio conforto dele, e trabalhar para outros se eles são incapazes trabalhar para eles. É o dever dele para dar tudo aquilo que é completamente dele próprio e pode ninguém mas se beneficiar se ele selfishly mantém isto de outros.  Teosofia ensina ego-abnegação, mas não ensina erupção cutânea e inútil abnegação, nem justifica fanatismo.


P. Mas como é nós para alcançar tal um estado elevado?

Um. Pela aplicação iluminada de nossos preceitos praticar. Pelo uso de nossa razão mais alta, intuição espiritual, e senso moral, e seguindo as ordens do que nós chamamos “ a voz “ pequena imóvel de nossa consciência, que é isso de nosso Ego, e que fala mais alto em nós que os terremotos e os trovões de Jehovah, em que “ o Deus não é.


P. Se tal é nossos deveres a humanidade a grande, o pelo qual você entende, nossos deveres para nossos ambientes imediatos?

Um. Há pouco o mesmo, mais esses que surgem de obrigações especiais com consideração para gravatas de família.


P. Então não é verdade, como é dito, que nenhum mais cedo faz um homem entre em a Sociedade Teosófica que ele começa a ser cortado gradualmente de seu esposa, crianças, e deveres familiares?

Um. É uma difamação infundada, como tantos outros. O primeiro do

Deveres teosóficos são fazer o dever da pessoa por todos os homens, e especialmente por esses a quem as responsabilidades específicas da pessoa são devidas, porque a pessoa tem qualquer um voluntariamente os, como gravatas de matrimônio, empreendido ou porque o destino da pessoa se aliou a pessoa a eles; eu quero dizer esses nós devemos a pais ou logo de família.


P. E o que pode ser o dever de um Teósofo a ele?

Um. Controlar e conquistar, pelo mais Alto, o mais baixo ego. Purificar

ele intimamente e moralmente; temer ninguém, e nought, economize o tribunal

da própria consciência dele. Nunca fazer uma coisa por meio; i.e., se ele pensa isto a coisa certa para fazer, o deixe fazer isto abertamente e corajosamente, e se injustiça, nunca, toque nada. É o dever de um Teósofo para iluminar o fardo dele por pensando no provérbio sábio de Epictetus que diz:

Não seja desviado de seu dever por qualquer reflexão inativa que o mundo tolo pode faça em você, para as censuras deles/delas não está em seu poder, e por conseguinte não deva ser qualquer parte de sua preocupação.


P. Mas supõe um sócio de sua Sociedade deveria pleitear inabilidade para praticar altruísmo por outras pessoas, no chão que “ caridade começa em casa,” urgindo que ele está muito ocupado, ou muito pobre, beneficiar gênero humano ou até mesmo qualquer de seu unidade-o que são suas regras em tal um caso?

Um. Nenhum homem tem um direito para dizer que ele não pode fazer nada para outros, em qualquer, pretexto tudo que. “ Fazendo o próprio dever no próprio lugar, pode um homem faça para o mundo o devedor dele, “ diz um escritor inglês. Uma xícara de água fria dado a tempo a um viandante sedento vale um dever mais nobre e mais, que um dúzia dos jantares dada, fora de estação, para homens que podem dispor pagar, eles. Nenhum homem que tem não adquiriu isto nele sempre se tornará um Teósofo; mas ele pode permanecer um sócio de nossa Sociedade todos o mesmo. Nós não temos nenhuma regra por

o qual nós poderíamos forçar qualquer homem a se tornar um Teósofo prático, se ele faz não deseje ser um.

 

P. Então por que ele entra na Sociedade nada?

Um. Isso é conhecido melhor a ele que faz assim. Para, aqui novamente, nós não temos nenhum direito prejulgar uma pessoa, nem mesmo se a voz de uma comunidade inteira deveria ser contra ele, e eu posso lhe falar por que. Por nosso dia, populi de vox (tão longe como cumprimentos a voz do educado, de qualquer modo) não é nenhum dei de vox mais longo, mas sempre o de preconceito, de motivos egoístas, e freqüentemente simplesmente isso de

unpopularity. Nosso dever é semear radiodifusão de sementes para o futuro, e vê eles são bons; não parar para investigar por que nós deveríamos fazer assim, e como e portanto nos obrigam perder nosso tempo, desde esses que colherão o colha em dias para vir nunca se será.


______________________
 

Em Caridade



P. Como o faça Teósofo consideram o dever Cristão de caridade?

Um. Que caridade quer dizer você? Caridade de mente, ou caridade prática no avião físico?


P. Eu quero dizer caridade prática, como sua idéia de fraternidade Universal vá inclua, claro que, caridade de mente.

Um. Então você tem em sua mente o levando prático fora das ordens dado por Jesus no Sermão no Monte?


P. Precisamente assim.

Um. Então por que os “ chama Cristão “? Porque, embora seu Salvador orou e os praticou, a última coisa da que os cristãos de hoje pensam é os leve a cabo nas vidas deles/delas.


P. E ainda muitos esses são que passa as vidas deles/delas dispensando caridade?

Um. Sim, fora do excesso das grandes fortunas deles/delas. Mas mostra para mim isso Cristão, entre o mais filantrópico, que daria ao tremer e

ladrão faminto que roubaria o casaco dele o capote dele também; ou oferece o direito dele bochecha para ele quem o golpeou na esquerda, e nunca pensa de se ressentir com isto?


P. Ah, mas você tem que se lembrar que estes preceitos têm que não ser levados literalmente. Tempos e circunstâncias mudaram desde o dia de Cristo.  Além disso, Ele falou em Parábolas.

Um. Então por que não faz suas Igrejas ensinam que a doutrina de danação e

hellfire também será entendido como uma parábola? Por que faz alguns de seu a maioria preachers popular, enquanto permitindo estas “ parábolas “ virtualmente para ser entendido como você os leve, insista no significado literal dos fogos de Inferno e as torturas físicas de um “ Amianto-como “ alma? Se a pessoa é um “ parábola, “ então o outro é. Se Hellfire é uma verdade literal, então Cristo, ordens no Sermão no Monte têm que ser obedecidas o mesmo carta. E eu lhe falo aquele muitos de que não acreditam na Divindade Cristo-como Conta Leo Tolstoi e mais que um levam a cabo este nobre, porque universal, preceitos literalmente; e muitos os homens melhores e as mulheres fariam assim, era eles não mais que certo aquele tal um passeio em vida muito provavelmente vai os pousa em um lunático asilo-assim o Christian é seu leis!


P. Mas seguramente todo o mundo sabe que milhões e milhões estão anualmente gastos em caridades privadas e públicas?

Um. Oh, sim; meio de que varas para as mãos passa por antes

adquirindo o necessitado; enquanto uma porção boa ou resto entra nas mãos

de mendigos profissionais, esses que estão muito preguiçosos trabalhar, enquanto fazendo assim nenhum bom tudo que para esses que realmente estão em miséria e sofrendo. Não o tenha ouvido que o primeiro resultado do grande outflow de caridade para o Leste-fim de Londres era elevar os alugar em Whitechapel antes de uns vinte por cento?


P. O que faria você, então?

Um. Aja individualmente e não coletivamente; siga o budista Do norte preceitos:

Nunca ponha comida na boca do faminto pela mão de outro.

Nunca deixe a sombra de vizinho de thy (uma terceira pessoa) se coloque entre

e o objeto de generosidade de thy.

 

Nunca dê ao tempo de Sol para secar uma lágrima antes tu hast esfregaram isto.

Novamente Nunca dê dinheiro para o necessitado, ou comida para o padre que implora a porta de thy por criados de thy, para que não dinheiro de thy deveria diminuir gratidão, e comida de thy vire para esfolar.


P. Mas como isto pode ser aplicado praticamente?

Um. As idéias Teosóficas de caridade esforço pessoal mau para outros; clemência pessoal e bondade; interesse pessoal no bem-estar desses que sofra; condolência pessoal, premeditação e ajuda nas dificuldades deles/delas ou necessidades. É importante a nota que nós Teósofo não acreditam dando dinheiro, se nós tivéssemos isto, pelas mãos de outras pessoas ou organizações. We acredite dando ao dinheiro um thousandfold maior poder e efetividade por nosso contato pessoal e condolência com esses que precisam isto.

Nós acreditamos aliviando a fome da alma, como muito se não mais que

a vacuidade do estômago; para gratidão faz melhor ao homem que

tatos isto, que a ele para quem é sentido. Onde é a gratidão que seu

“ milhões de libras “ deveriam ter estimulado, ou os sentimentos bons provocaram por eles? Para isto é mostrado no ódio do Leste-fim pobre para o rico? No crescimento da festa de anarquia e desordem? Ou por esses milhares de meninas de funcionamento infelizes, vítimas para o “ sistema suando “, dirigidas diariamente para supra um vivendo indo nas ruas? Faça seus homens velhos desamparados e mulheres obrigado pelo workhouses; ou seu pobre para o venenosamente insalubre habitações nas quais lhes permitem criar gerações novas de doente, e as crianças raquíticas, só investir dinheiro nos bolsos do insaciável Shylocks que próprias casas? Então é que todo soberano de tudo esses “ milhões, “ contribuídos por bem e pessoas caridosas que pretende ser, caem como um maldição ardente em vez de uma bênção no pobre quem deveria aliviar. We chame este Karma nacional gerador, e terrível será seus resultados no dia de ajuste de contas.


______________________
 

Teosofia para as Massas


P. E você pensa que Teosofia vai, pisando dentro, ajude remover estes males, debaixo das condições práticas e adversas de nossa vida moderna?

Um. Tido nós mais dinheiro, e não teve a maioria dos Teósofo para trabalhar para o deles/delas

diariamente pão, eu acredito firmemente que nós pudemos.


P. Como? Você espera que suas doutrinas sempre pudessem levar segure do massas sem educação, quando eles estão tão confusos e difíceis isso pessoas bem-educadas podem os entender quase não?

Um. Você esquece de uma coisa que é que sua educação moderna muito-ostentada é precisamente que que faz isto difícil para você entender Teosofia.

Sua mente é assim cheio de sutilezas intelectuais e preconceitos que seu

intuição natural e percepção da verdade não podem agir. Não

exija para metafísicas ou para educação fazer um homem entender as verdades largas

de Karma e Reencarnação. Olhe para os milhões de pobre e sem educação

Os budistas e hindus, a quem Karma e reencarnação são realidades sólidas,

simplesmente porque as mentes deles/delas nunca foram espasmódicas e torceram sendo

forçado em um encaixe antinatural. Eles nunca tiveram o senso humano inato

de justiça pervertida neles sendo dito acreditar que os pecados deles/delas vão

seja perdoado porque outro homem tinha sido posto a morte para as causas deles/delas. E

os budistas, note bem, cumpra as convicções deles/delas sem um murmúrio contra

Karma, ou o que eles consideram um castigo justo; considerando que o Christian

populaça nem não cumpre seu ideal moral, nem aceita seu lote

contentemente. Murmurando conseqüentemente e descontentamento, e a intensidade do

luta para existência em terras Ocidentais.


P. Mas este contentedness que você elogia tanto, anularia tudo motivo para esforço e traz progresso para um estar de pé-ainda.

Um. E nós, Teósofo, dizemos que seu progresso se vangloriado e civilização são

nenhum melhor que um anfitrião de ir-o’-o-wisps, chamejando em cima de um pântano que

exala uma miasma venenosa e mortal. Isto, porque nós vemos egoísmo, crime, imoralidade, e todos os males imaginável, se se lançar sobre em infeliz gênero humano da caixa deste Pandora que você chama uma idade de progresso, e passu de pari crescente com o crescimento de sua civilização material. A tal um preço, melhor a inércia e inatividade de países budistas que têm, só surgido como conseqüência de idades de escravidão política.


P. Então é tudo isso metafísicas e misticismo com que você se ocupa tanto, de nenhuma importância?

Um. Às massas que precisam de só orientação prática e apóiam, não são eles

de muita conseqüência; mas para o educado, os líderes naturais do

massas, esses cujos modos de pensamento e ação serão cedo ou tarde,

adotado por essas massas, elas são da maior importância. Só é por

meios da filosofia que um homem inteligente e educado pode evitar o

suicídio intelectual de acreditar em fé cega; e só é por

assimilando a continuidade rígida e coerência lógica do Oriental, se

não esotérico, doutrinas, que ele pode perceber a verdade deles/delas. Raças de convicção

entusiasmo, e “ Entusiasmo, “ diz Bulwer Lytton, “ é o gênio de sinceridade, e verdade não realiza nenhuma vitória sem isto “; enquanto o Emerson verdadeiramente observações que “ todo grande e dominante movimento nos anais do mundo é o triunfo de entusiasmo “. E o para o qual é calculado mais produza tal um sentimento que uma filosofia tão principal, tão consistente, assim lógico, e todos-abraçando assim como nossas Doutrinas Orientais?


P. E ainda seus inimigos são muito numerosos, e diariamente Teosofia adquire oponentes novos.

Um. E isto é precisamente que que prova sua excelência intrínseca e valor. As pessoas odeiam só as coisas que eles temem, e ninguém sai do modo dele subverter que que nem não ameaça nem sobe além de mediocridade.


P. Você espera dar este entusiasmo, um dia, para as massas?

Um. Por que não? Desde que história nos fala que as massas adotaram Budismo com entusiasmo, enquanto, como dito antes, o efeito prático neles disto filosofia de éticas ainda é mostrada pela pequenez da porcentagem de crime entre populações budistas como comparado com toda outra religião.

O ponto principal é, desarraigar aquela fonte mais fértil de todo o crime e

imortalidade-a convicção que é possível eles escaparem o

conseqüências das próprias ações deles/delas. Uma vez os ensine aquele maior de tudo

leis, Karma e Reencarnação, e além de sentir neles o verdadeiro dignidade de natureza humana, eles virarão de mal e evitarão isto como eles vá um perigo físico.


______________________
 

Como os Sócios podem

Ajudar a Sociedade


P. Como você espera que os Companheiros de sua Sociedade ajudem no trabalho?

Um. Primeiro estudando e compreendendo as doutrinas teosóficas, de forma que

eles podem ensinar outros, especialmente as pessoas jovens. Secundariamente, levando

toda oportunidade de falar com outros e explicar a eles que Teosofia

é, e o que não é; removendo misconceptions e esparramando um interesse

no assunto. Em terceiro lugar, ajudando circulando nossa literatura, por

livros comprando quando eles têm os meios, emprestando e os dando e por

induzindo os amigos deles/delas para fazer assim. Fourthly, defendendo a Sociedade do

aspersões injustas lançaram nisto, por todo dispositivo legítimo no poder deles/delas.

Quinto, e mais importante de tudo, pelo exemplo das próprias vidas deles/delas.


P. Mas tudo isso literatura, para a expansão da qual você prende tanto, importância, não pareça a mim de muito uso prático ajudando gênero humano.  Esta não é nenhuma caridade prática.

Um. Nós pensamos caso contrário. Nós seguramos que um livro bom para o qual dá comida de pessoas